LEALDADE HUMILDADE PROCEDIMENTO

Minha foto
São Paulo, Mooca - SP, Brazil
Rodrigo Freitas - rodrigo_adefreitas@hotmail.com

quarta-feira, 30 de maio de 2012

Romarinho acerta com o Corinthians por quatro anos




Na tarde desta terça-feira, o Corinthians acertou a contratação do meia-atacante Romarinho, de 21 anos, eleito a revelação do Campeonato Paulista deste ano. Após travar disputa com o Santos pelo acerto com o jogador, o Timão levou a melhor e ficará com ele por quatro temporadas.
Relacionado para o jogo entre Bragantino e São Caetano, pela Série B, ele será liberado pelo técnico Marcelo Veiga. Romarinho é o terceiro reforço do Timão desde a queda no Paulistão. Os primeiros foram Adílson, atacante que se destacou no XV de Piracicaba, e o lateral-direito Guilherme.

- Sei da pressão que existe lá, mas fico feliz, a maioria dos jogadores gosta disso, dessa torcida maravilhosa que eles têm. Quero chegar quietinho, na minha e tentar agarrar essa chance da melhor maneira possível - disse o novo reforço, ao SporTV.
Devido à boa relação entre Timão e Bragantino, Romarinho é apenas mais um dos destaques do clube do interior que segue para o da capital. Em 2009, os zagueiros Zelão e Cadu, o goleiro Felipe, o volante Moradei e o atacante Éverton Santos abriram o caminho. Depois, o volante Paulinho também trocou o Massa Bruta pelo Timão. Mais recentemente, a aposta foi no zagueiro Felipe, pouco utilizado por Tite.
Em entrevista ao na segunda-feira, o presidente Marquinho Chedid já havia deixado claro que o Corinthians levava vantagem em relação ao Santos e aos demais clubes por conta de sua amizade com Andrés Sanchez, ex-presidente do Corinthians e atual diretor de Seleções da CBF.
Romarinho começou a carreira no Rio Branco-SP, em 2009, onde se profissionalizou, ficando por lá até 2010. Na sequência, foi negociado com o Desportivo Brasil (SP), equipe que detém seus direitos econômicos. No primeiro semestre de 2011, foi emprestado para o São Bernardo (SP) e disputou o Paulistão. Chegou ao Bragantino no final de julho para disputar a Série B do Brasileirão.
FICHA TÉCNICA:
Nome: Romário Ricardo da Silva
Posição: Meia-atacante
Apelido: Romarinho
Natural: Palestina (SP)
Nascimento: 12/12/1990 - 21 anos
Altura: 1,74m
Peso: 72 Kg
Último clube: Bragantino (SP)
Categorias de base: Rio Branco-SP


terça-feira, 29 de maio de 2012

Com fim dos contratos, Boquita e Renato voltam para o Corinthians




O gerente de futebol da Portuguesa, Candinho, confirmou, na tarde desta segunda-feira, que os jogadores Boquita e Renato não terão os contratos de empréstimo renovados. O zagueiro e o volante, que pertencem ao Corinthians, ficarão na Lusa até o dia 31 de maio, quinta-feira, para então serem devolvidos ao Timão, onde deverão se reapresentar ao fim do vínculo com a Portuguesa.
- Vou ter uma conversa com os dois jogadores após o final do treino desta segunda-feira para comunicá-los a respeito do contrato. Os dois deverão se reapresentar ao Corinthians após o final do contrato. A princípio, eles irão, mas, se o Corinthians tiver interesse de negociá-los, vamos conversar - afirmou o cartola.

Após dificultar uma possível transferência do volante Guilherme para o Corinthians, a Portuguesa dificilmente conseguirá reabrir uma negociação com os dirigentes alvinegros para que Boquita e Renato permaneçam até o fim do Brasileirão.
Ainda nesta segunda-feira, os dirigentes lusitanos proibiram Guilherme de conceder entrevistas nas imediações do CT do Parque Ecológico do Tietê e também do Canindé.


Portuguesa negocia com chinês Bing Chang Bao

A assessoria de imprensa da Portuguesa confirmou que está negociando com o jogador chinês Bing Chang Bao, de 22 anos. Para anunciar o atleta, ainda falta o aval do departamento de marketing do clube, que aposta em Bing para conseguir visibilidade para a Lusa na China. A expectativa é de que o anúncio seja feito ainda nesta semana.
O atacante está no Brasil desde os 15 anos de idade e acumula passagens rápidas por vários times brasileiros. Seu último clube foi o Paulista de Jundiaí, mas ele também defendeu XV de Piracicaba, Mixto-MT e Búzios, da Terceira Divisão carioca.

Jogada de marketing
Ainda segundo a assessoria de imprensa, o acerto com o jogador é uma estratégia de marketing, a exemplo do chinês Chen Zhizhao, que foi contratado pelo Corinthians no início deste ano. O meia-atacante não está jogando pelo Timão devido a uma luxação no ombro esquerdo.


domingo, 27 de maio de 2012

Atlético MG 1x0 Corinthians




Na tarde deste domingo, no Independência, em Belo Horizonte, o Atlético-MG venceu o Corinthians, por 1 a 0, em jogo marcado pelo excesso de cartões amarelos e falta de gols.
O árbitro Wilton Pereira Sampaio não poupou os cartões para ambos os times. Só na primeira etapa foram cinco e, ao final do jogo, André e Fábio Santos foram expulsos.

Com muitos passes errados no primeiro tempo, o Galo dominou com 61% de posse de bola. No entanto, foram poucas as jogadas que assustaram. Aos 16 minutos, André deu um chute perigoso nas mãos de Cássio, que deixou o rebote, mas salvou logo em seguida.
Quinze minutos depois, aos 31, Elton cabeceou mal uma bola cruzada por Alex, que avançou muito bem na linha de fundo, e perdeu uma chance incrível de abrir o placar. No lance seguinte, foi a vez de Mancini mandar para fora, raspando pela lateral do gol de Cássio.
Na volta do intervalo, apenas o técnico Cuca mexeu a equipe, promovendo a entrada de Junior Cesar, recém-chegado do Flamengo, e Escudero. Logo aos quatro minutos, em jogada ensaiada do Timão, Chicão lança a bola na entrada da área, mas Elton não alcança.

Aos 18 minutos, o Corinthians conseguiu armar um contra-ataque com Willian, que chegou em velocidade na área, mas Rafael Marques apareceu em cima, para tirar a bola com o ombro.
Mas não demorou muito para o gol sair: no minuto seguinte, Réver cruzou para Danilinho, de 1.63m de altura, que cabeceou e encobriu o goleiroCássio, de 1.95, que pouco pôde fazer para impedir. Esse foi o segundo gol que o Corinthians levou de cabeça no Brasileirão. No jogo de estreia do torneio, contra o Fluminense, Leandro Eusébio marcou desta forma.
No final do jogo, o juiz mostrou o cartão vermelho para Fábio Santos, por reclamação, e, logo em seguida, para André, do Galo, que chutou a bola após o apito de paralisação do lance. Ambos já tinham o amarelo e estão suspensos na próxima rodada do campeonato.
As equipes voltam a jogar daqui a dez dias, no meio da próxima semana. O Atlético-MG recebe o Bahia, novamente no Independência, na quarta-feira, dia 6 de junho, às 20h30. Já o Corinthians joga no Pacaembu, na quinta-feira, às 20h30, contra o Figueirense.

FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO-MG 1 X 0 CORINTHIANS
Local: Estádio do Independência, em Belo Horizonte (MG)
Data/Hora: 27/05/2012 - 16h (de Brasília)
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (GO)
Assistentes: Fabricio Vilarinho da Silva (GO) e Cristhian Passos Sorence (GO)
Renda/público: R$ 520.660,00 / 14.740 pagantes
Cartões Amarelos: Marcos Rocha, Mancini, Richarlyson e André (CAM); Willian, Willian Arão, Leandro Castán e Fábio Santos (COR)
Cartões Vermelhos: Fábio Santos, aos 37'/2°T (COR); André, aos 38'/2°T (CAM)
GOLS: Danilinho, aos 19'/2°T (1-0)
ATLÉTICO-MG: Giovanni; Marcos Rocha, Réver, Rafael Marques e Richarlyson (Leonardo Silva, 36'/2°T); Dudu Cearense (Junior Cesar, Intervalo), Pierre, Bernard e Mancini (Escudero, Intervalo); Danilinho e André. Técnico: Cuca.
CORINTHIANS: Cássio; Alessandro, Chicão, Leandro Castán e Fábio Santos; Ralf, Willian Arão (Douglas, 25'/2°T), Willian (Liedson, 28'/2°T) e Alex; Danilo e Elton (Gilsinho, 37'/2°T). Técnico: Tite.


Timão: parceria com Corinthians-PR não deve ser renovada




O presidente do Corinthians-PR, Joel Malucelli, diz que que a parceria com o Corinthians não deverá ser renovada ao fim do contrato, em 30 de junho. Malucelli deve viajar para São Paulo na semana que vem para formalizar o rompimento. No Paraná, o vínculo com o Corinthians não resultou em popularidade

Jogadores do Corinthians assinam carta em gratidão à torcida

quinta-feira, 24 de maio de 2012

Portuguesa fecha com Dida para o Brasileirão




A Portuguesa confirmou na manhã desta quinta-feira
a contratação do goleiro Dida para o Brasileirão. O acordo aconteceu na noite da última quarta e o jogador será apresentado nesta sexta-feira, no estádio do Canindé. O contrato do jogador vai até o fim do ano, no dia 31 de dezembro.
A Lusa conseguiu viabilizar o negócio por meio de uma ajuda publicitária, já que o clube não dispõe de recursos financeiros o suficiente. Antes, Candinho admitiu que já estava quase descartando a contratação devido aos valores. A média salarial dos atletas do clube gira em torno de R$ 30 a R$ 70 mil mensais.

- O Dida fechou. Ontem estava praticamente descartado, pois não estava batendo algumas situações. No fim da tarde, via ação publicitária, conseguimos fechar. O contrato vai até o fim do ano e ele se apresenta amanhã (sexta) - afirmou o gerente de futebol Candinho.Na última terça-feira, Candinho estava em Belo Horizonte para acertar os últimos detalhes com o goleiro.
Na segunda, ele já havia almoçado com Dida para discutir detalhes sobre o contrato e apenas aguardava a resposta do ex-corintiano.
Experiente, com 38 anos, Dida estava disputando o Mundialito de Beach Soccer, pelo Milan, em São Paulo, quando foi oferecido à Portuguesa. O clube faz a previsão que ele precise de ao menos 30 dias para recuperar a forma física.


Corinthians 1x0 Vasco




Após o empate sem gols no jogo de ida das quartas da Copa Santander Libertadores, Corinthians e Vasco se encontraram na noite desta quarta, no Pacaembu, para decidir quem ficaria com a vaga na semifinal do torneio. E quem ficou com essa vaga foi o Corinthians, que venceu por 1 a 0, gol marcado por Paulinho.
O JOGO

O clima era de tensão. Num jogo que valia uma vaga na semifinal do torneio mais importante das Américas, os jogadores não se lançavam muito ao ataque. Na primeira vez, aos 16 minutos, foi o Vasco que chegou com Nilton, que da intermediária arriscou o chute, com a bola passando com perigo pela trave direita do goleiro Cássio.
Apenas aos 31 minutos que o Corinthians respondeu. Após cruzamento de Alex, Paulinho subiu mais alto e cabeceou para o gol, exigindo grande defesa do goleiro Fernando Prass para o placar sem gols se manter até o intervalo da partida.
No início do segundo tempo, o técnico do Corinthians Tite reclamou pela não marcação de uma falta e acabou sendo expulso pelo árbitro Leandro Pedro Vuaden. O panorama da partida continuava o mesmo da etapa inicial, com a bola presa no meio. Lances de perigo davam a impressão de aparecer apenas com erros adversários.
E foi isso que ocorreu aos 17 minutos. Alessandro falhou na linha que divide o gramado, Diego Souza carregou a bola sem marcação até a entrada da grande área e chutou colocado, com Cássio desviando a bola para escanteio. Na cobrança, Nilton subiu mais alto e acertou o travessão, não abrindo o marcador por pouco para o Vasco.
O Corinthians foi responder aos 32 minutos, quando Emerson aproveitou cruzamento da direita para arriscar da ponta esquerda e acertar a trave direita de Fernando Prass. Pressionando, o Corinthians chegou ao gol da classificação para as semifinais aos 42 minutos, com Paulinho cabeceando de forma certeira após cobrança de escanteio.
FICHA TÉCNICA
CORINTHIANS 1 X 0 VASCO
Estádio: Pacaembu, em São Paulo (SP)
Data/hora: 22/5/2012 – 22h (de Brasília)
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)
Auxiliares: Altermir Hausmann (RS) e Carlos Berkenbrock (RS)
Renda/público: R$ 2.723.075,00 / 37.936 presentes
Cartões amarelos: Jorge Henrique, Alessandro, Emerson e Paulinho (COR) e Eder Luis, Juninho, Nilton e Renato Silva (VAS)
GOL: Paulinho 42'/2ºT (1-0)
CORINTHIANS: Cássio, Alessandro, Chicão, Leandro Castán e Fábio Santos; Paulinho, Ralf,Danilo e Alex; Jorge Henrique (Willian 24'/2ºT) e Emerson (Liédson 33'/2ºT). Técnico: Tite.
VASCO: Fernando Prass, Fagner, Renato Silva, Rodolfo e Thiago Feltri (Felipe 4'/2ºT); Rômulo,Nilton, Juninho e Diego Souza; Eder Luis (Carlos Alberto 24'/2ºT) e Alecsandro. Técnico: Cristovão Borges.


quarta-feira, 23 de maio de 2012

Corinthians fecha patrocínio com Magazine Luiza para jogo contra o Vasco




O vice-presidente Luis Paulo Rosenberg havia dito que não seria vantajoso um patrocinador pontual para o confronto o Vasco, pela Libertadores, mas o dinheiro oferecido pela Magazine Luiza alterou o pensamento do clube. Nesta terça-feira, o Corinthians anunciou acordo com a loja de varejo, que estampará sua logomarca no espaço nobre da camisa e também nas costas - valores não foram divulgados.
A novidade faz parte da ação do Magazine Luiza para divulgar o Magazine Você (www.magazinevoce.com.br), uma plataforma de venda de produtos via redes sociais. Cada jogador terá um uniforme customizado de forma diferente. Na camisa do volante Ralf, por exemplo, abaixo do número 5, constará a inscrição Magazine Ralf.

- Nosso intuito é que fique claro aos torcedores que todo mundo pode ter sua própria loja do Magazine Você nas redes sociais Facebook e Orkut - afirma Frederico Trajano, diretor de Marketing e Vendas da empresa.

De acordo com o comunicado oficial, publicado no site, trata-se do "do maior patrocínio pontual da história do futebol brasileiro, por um valor recorde para o mercado nacional".

- O Corinthians tem as duas maiores audiências do ano na TV e temos tudo para quebrar o recorde de 2012 com o jogo desta quarta-feira. Conseguimos uma negociação muito boa para ambos os lados, pois os valores agradaram ao Clube, e a exposição de marca do Magazine Luiza será algo inédito na história da empresa - falou Ivan Marques, Diretor de Marketing do Corinthians.
FISK e TIM seguem como patrocinadores vigentes na barra e no número, respectivamente. Todos os ingressos para a partida foram vendidos. O jogo será exibido ao vivo para todo o Brasil pela TV Globo e pela FOX Sports.


Corinthians ostenta melhor defesa da história da Libertadores

O Corinthians precisa vencer o Vasco por qualquer placar para garantir vaga na semifinal da Copa Libertadores. Se o desempenho do sistema defensivo se repetir nesta quarta-feira à noite, a chance de a equipe de Tite necessitar de apenas um gol será enorme.

É isso o que mostram os números impressionantes da zaga alvinegra na edição deste ano da competição. Foram dois gols sofridos em nove jogos. Ou seja, em 810 minutos de futebol – sem contar os acréscimos –, a bola estufou a rede do Timão duas vezes. A média é de 0,22 gol por jogo. Detalhe: nenhum foi dentro do Pacaembu!

Desde 1960, quando houve a primeira edição da Libertadores, jamais um clube conseguiu obter essa média. O LANCENET! fez o levantamento de todas edições, com os clubes que fizeram ao menos nove jogos, caso do Timão agora. Apenas o Boca Jrs. (ARG), em 77, obteve um percentual que se aproxima em gols tomados. Na ocasião, os argentinos foram vazados apenas três vezes em 13 partidas até o troféu (média de 0,23).

– Nossa equipe tem um entrosamento natural, isso facilita. Mas ressalto que isso é mérito de todos, pela ajuda que dão à marcação – explica Tite.

Em termos de comparação, aquele Once Caldas (COL) que terminou como campeão em 2004 e ficou conhecido pela força defensiva, levou dez gols em 14 jogos (média de 0,71/jogo). Bem superior ao Timão!

Resta saber se algum jogador do Vasco conseguirá repetir o feitos do venezuelano Herrera, do Táchira (VEN), e de Peralta, do Nacional (PAR)...

MELHORES ZAGAS DA HISTÓRIA DA LIBERTADORES*

2012 - Corinthians - 9J - 2G - 0,22
1977 - Boca Jrs-ARG - 13J - 3G - 0,23
1971 - Nacional-URU - 14J - 4G - 0,30
2010 - São Paulo-BRA - 12 - 4 - 0,33
1973 - San Lorenzo-ARG - 10J - 4G - 0,40
1979 - Peñarol-URU - 10J - 4G - 0,40
2002 - Boca Jrs-ARG - 10J - 4G - 0,40
1982 - Cobreloa-CHI - 12J - 5G - 0,41
1980 - Nacional-URU/Inter-BRA - 12J - 5G - 0,41
1968 - Peñarol-URU - 14J - 6G - 0,42
2009 - Estudiantes-ARG - 14G - 6G - 0,42
*Times com pelo menos nove jogos

OS SEGREDOS
Impedimento
A zaga costuma se adiantar para deixar atacantes em posição ilegal. Algo que só é possível devido ao entrosamento dos homens defensivos. Polêmico lance de São Januário foi causado por Sheik, que ajudava atrás. Zagueiros e volantes já tinham deixado Alecsandro bem trás.

Posicionamento
Não há marcação individual nas bolas aéreas, seja em uma falta ou num escanteio. Marcação por zona é feita com os três de maior estatura posicionados no primeiro pau, no meio e mais atrás. Ralf, Danilo e Castán são os homens com a responsabilidade maior.

Atacantes e meias
Não é surpresa que Douglas não tenha retomado o futebol que demonstrou em 2009. Avesso à marcação, o camisa 15 não consegue se encaixar no esquema de ajuda mútua que existe com meias e atacantes. Com Tite, não há um único jogador com liberdade para não marcar sem a bola. Isso, sem dúvida, facilita atrás.

Pit Bull
Ralf deve ser considerado peça fundamental na força defensiva, já que sua condição física pra lá de privilegiada não só consegue dar proteção à zaga, como deixa Paulinho tranquilo para atacar. Não é por acaso que o camisa 8 é um dos artilheiros na temporada.


Cartolas de São Paulo e Palmeiras duvidam de valor de pontual do Corinthians




O acordo de patrocínio do Corinthians com a Magazine Luiza que, segundo diretores, renderá mais de R$ 500 mil pelo jogo contra o Vasco, gerou reação de rivais. Cartolas do São Paulo e do Palmeiras admitem que o valor seria a maior marca já vista por um patrocínio de oportunidade, mas duvidam que o Corinthians o tenha conseguido

segunda-feira, 21 de maio de 2012

Quando o sol nascer

Deixa eu entrar no seu mundo
Mudar sua vida
Te fazer bem mais feliz
Sinto a cada segundo
Meu amor crescer
Pena que você não vê
O que ele tem que eu não tenho
Me diz, que eu mudo
Eu quero você pra mim
Olha eu te amo tanto
Não me deixe assim
Eu já tentei de tudo
Pra fugir do absurdo
De não ter você ao meu lado
Ando perdendo o sono
Pra viver esse sonho
De poder ser amado
Quando o sol nascer
Eu vou te procurar
E abrir meu coração
  Só pra você entrar

Corinthians 0x1 Fluminense




Com as atenções voltadas para a Copa Santander Libertadores, Corinthians e Fluminense entraram em campo recheados de reservas e apostando no talento de jovens atletas na estreia das equipes no Campeonato Brasileiro. Melhor para o Tricolor, que vingou a perda do título da Copa São Paulo de Futebol Jr no início do ano e venceu por 1 a 0, no Pacaembu.

No reencontro dos corintianos Marquinhos e Antônio Carlos com Marcos Junior & Cia, foi o veterano Leandro Euzébio quem decidiu para o Tricolor Carioca. O zagueiro, de 30 anos, marcou o único gol do jogo, aos 26 minutos do segundo tempo.

No meio da semana, os times voltam as atenções para a Libertadores. O Corinthians encara o Vasco, quarta-feira, às 21h50, no Pacaembu. No mesmo dia, o Fluminense encara o Boca Juniors, às 19h30, no Engenhão. Ambas as partidas são válidas pelas quartas de final da competição.
O JOGO
Em um primeiro tempo apenas morno, Corinthians e Fluminense não saíram do zero no Pacaembu. Com muitos passes errados e falta de criatividade na armação das jogadas, as equipes pararam nas mãos de Cássio e Ricardo Berna.
Com o time reserva, o Corinthians promoveu a entrada de Douglas, Willian e Gilsinho. O camisa 10, ainda fora do ritmo, esteve apagado e coube a Willian e Gilsinho tentarem furar o bloqueio do Flu.
Logo aos cinco minutos, Willian cruzou na esquerda e Gilsinho, de cabeça, subiu e mandou por cima do travessão de Ricardo Berna. Na sequência, Ramon ainda driblou dois defensores, mas errou o cuzamento e a zaga do Flu afastou o perigo.
Com Abel Braga suspenso por cinco jogos, após punição na última rodada - contra o Flamengo - do Brasileirão no ano passado, Leomir de Souza
tinha a missão de orientar a equipe do gramado. Lanzini era o mais exigido, já que tinha a função de puxar os contra-ataques dos visitantes.
Aos 14, Lanzini arrancou pelo meio, tocou para Matheus Carvalho. O meia arriscou o chute e Cássio fez ótima defesa. O goleiro vai se consolidando na meta do Timão!
Cinco minutos depois, o Corinthians ainda ficou reclamando de pênalti em Willian, cometido por Fábio Braga. O árbitro Fabrício Neves Correia, corretamente, nada marcou e mandou o jogo seguir.
O Fluminense por muito pouco não chegou ao primeiro gol, aos 21. Carleto finalizou de longe e Cássio espalmou para o meio da área. No rebote, Lanzini se atrapalhou e não conseguiu concluir a jogada.
Aos 32, o Timão respondeu com uma bela triangulação do ataque, que envolveu o Flu. Willian, sozinho, recebeu na área e finalizou de primeira. O goleiro Berna, no centro do gol, defendeu.
Três minutos depois, pressão do Tricolor carioca. Wallace avançou pela direita e arriscou o chute. A bola foi no cantinho e exigiu grande defesa do goleiro corintiano.
Aos 39, foi a fez de Ricardo Berna garantir o empate no Pacaembu. Willian recebeu bom passe de Willian Arão pela direita e cruzou para Liedson dentro da área. Berna se antecipou e salvou o Fluminense.

VETERANO DECIDE!

No segundo tempo, o Fluminense adotou uma postura mais defensiva ao tirar Lanzini e promover a entrada do volante Jean. Porém, a substituição custou a pressão do time corintiano.

Aos 8 minutos, o Timão meteu uma bola na trave. No contra-ataque, Liedson tocou para Douglas, que invadiu a área pela esquerda e finalizou. A bola ainda beliscou a trave direita de Berna e voltou para as mãos do goleiro.

O Corinthians ainda teve outra chance de marcar dois minutos mais tarde. Ramon driblou os defensores do Flu e a bola sobrou para Willian que, de primeira arriscou, e mandou sem perigo contra a meta de Ricardo Berna.

Porém, diferente do Timão, o Fluminense aproveitou o contra-ataque. Aos 26, depois de cobrança de escanteio de Marcos Júnior, Leandro Euzébio, sozinho, subiu de cabeça e não desperdiçou. Sem chances para o goleiro Cássio!
Em desvantagem no placar, o técnico Tite ainda alterou a equipe e promoveu as entradas dos atacantes Elton e Adílson. Entretanto, as mudanças não foram suficientes para mudar o placar.
PRÓXIMOS JOGOS NO BRASILEIRÃO!
Na próxima rodada, o Corinthians visita o Atlético-MG, domingo, às 16h, no estádio Independência. Já o Flu recebe o Figueirense, também no domingo, às 18h30, no Engenhão.
FICHA TÉCNICA
CORINTHIANS 0 X 1 FLUMINENSE
Local: Pacaembu, em São Paulo (SP)
Data/Hora: 20/5/2012 – 16h
Árbitro: Fabrício Neves Correia (RS)
Assistentes: Altemir Hausmann (RS) e José Chaves Franco Filho (RS)
Renda/ público: R$ 419.729/ 14.791
Cartões amarelos: Matheus Carvalho 16'/2T (FLU); Ramon 38'/2T (COR); Douglas 40'/2T (COR); Rafinha 41'/2T (FLU)
Cartões vermelhos: -
GOL: Leandro Euzébio 26'/2T (0-1)
CORINTHIANS: Cássio, Weldinho, Marquinhos, Antônio Carlos, Ramon, Willian Arão (Adílson 34'/2T), Luis Ramírez, Douglas, Gilsinho (Elton 24'/2T), Liedson, Willian. Técnico: Tite.
FLUMINENSE: Ricardo Berna, Wallace, Wellington Carvalho, Leandro Euzébio, Thiago Carleto, Digão, Fábio Braga (Rafinha 32'/2T), Lanzini (Jean 2T), Matheus Carvalho (Carlinhos 16'/2T), Marcos Junior e Samuel Rosa. Técnico: Leomir de Souza.


sábado, 19 de maio de 2012

Chelsea é campeão da Copa dos Campeões




Finalmente o Chelsea conquistou a tão ambicionada Liga dos Campeões. A mesma decisão por pênaltis que tirou o título europeu dos Blues em 2008 definiu a taça a favor dos londrinos agora em 2012, na Allianz Arena, em Munique. Depois de 120 minutos de futebol, Bayern e Chelsea empataram em 1 a 1. Nos pênaltis Drogba foi o herói do título ao converter a última cobrança: 4 a 3.
O Bayern chegou a ter o título nas mãos, contra um adversário que parecia dominado. Isso até aparecer os heróis da decisão, Drogba e Cech. Robben, um dos melhores jogadores do clube alemão, acabou como vilão ao perder um pênalti na prorrogação.

O Chelsea entrou em campo com a nítida intenção de não levar gol. A mentalidade defensiva da equipe inglesa acabou refletida no maior domínio do Bayern de Munique. Porém nem todo o predomínio foi suficiente para fazer o Bayern furar a rocha na qual se tornou a defesa do Chelsea, treinada pelo italiano Roberto Di Matteo. As jogadas de ataque do time alemão, criadas principalmente pelo trio Ribéry, Robben e Müller, paravam no muro azul erguido em frente à área do goleiro Cech.

No primeiro tempo, o Bayern ainda teve duas chances claras de gol, desperdiçadas por Robben e Mario Gomez. Na primeira, Cech defendeu com os pés e a bola ainda beliscou o travessão. Na seguinte, Gomez teve o gol escancarado em sua frente e, da marca do pênalti, conseguiu isolar na arquibancada da Allianz Arena.

O Chelsea, assim como no duelo contra o Barcelona pelas semifinais, esperava um contra-ataque para conseguir o gol que poderia lhe dar o título. Só que o Bayern também possui um time muito bem estruturado defensivamente, que não deu os espaços que a equipe inglesa tanto desejava.

O ritmo da decisão caiu no segundo tempo, mas o ataque contra defesa protagonizado pelas duas equipes continuou. Tudo indicava que a partida iria para a prorrogação, o que seria lucro pelo que o Chelsea mostrava em Munique.

De tanto martelar o Bayern acabou premiado pela insistência. Schweinsteiger conseguiu fazer o centro e Müller acertou a cabeçada perfeita. A bola ainda tocou no travessão antes de pingar dentro do gol de Cech.

O gol obrigou o Chelsea a sair para o tudo ou nada pela primeira vez na partida. A sorte deu às caras mais uma vez nesta Liga dos Campeões. No único escanteio que teve a seu favor, Drogba soltou um petardo de cabeça para igualar o placar aos 43 minutos. O tempo extra era uma dádiva para os Blues.
Cech, o outro herói da decisão
A dinâmica do futebol pode ser cruel às vezes. Desta vez ela mostrou seu lado sádico para os torcedores do Bayern de Munique. Drogba, que havia sido o heroi do milagroso empate, cometeu pênalti sobre Ribéry. O camisa dez Robben foi para a cobrança, e o goleiro Cech mostrou que é um gigante ao fazer a defesa.

O Bayern não desistia e continua pressionando. Teve grandes chances para vencer, na mais incrível delas Van Buyten não conseguiu alcançar para completar o chute cruzado de Olic.
O tempo passava, o desgaste físico se tornava um peso a mais além da pressão psicológica. Não houve outra saída senão a decisão do título pelos pênaltis. Marca da cal que foi fatal para os alemães outra vez, quando Cech defendeu a cobrança de Olic e Schweinsteiger acertou a trave na sua vez. Drogba converteu o dele e garantiu o nome que o nome do Chelsea fosse escrito pela primeira vez na taça da Liga dos Campeões.

FICHA TÉCNICA
BAYERN DE MUNIQUE 1 (3) x (4) 1 CHELSEA
Local: Allianz Arena, Munique (ALE)
Data-Hora: 19/5/2012 - 15h45 (de Brasília)
Árbitro: Pedro Proença (POR)
Auxiliares: Bertino Miranda (POR) e Ricardo Santos (POR)
Cartões amarelos: Schweinsteiger (BAY); Ashley Cole (CHE), David Luiz (CHE), Drogba (CHE), Torres (CHE)
Cartões vermelhos: -
Gols: Müller 38'/2°T (1-0) e Drogba 43'/2ºT (1-1)
Pênaltis: Lahm, Gomez e Neuer fizeram; Olic e Schweinsteiger perderam (BAY); David Luiz, Lampard, Cole e Drogba fizeram; Mata perdeu (CHE)

BAYERN DE MUNIQUE: Neuer, Lahm, Boateng, Tymoshchuk e Contento; Schweinsteiger, Kroos, Robben, Ribéry (Olic 6'/1ºP) e Müller (Van Buyten 42'/2ºT); Mario Gomez- Técnico: Jupp Heynckes.

CHELSEA: Cech, Bosingwa, David Luiz, Cahill e Ashley Cole; Mikel, Lampard, Kalou (Torres 39'/2ºT), Bertrand (Malouda 27'/2ºT) e Mata; Drogba - Técnico: Roberto Di Matteo.

Timão prepara oferta de empréstimo por Pato




O Corinthians prepara uma proposta pelo atacante Alexandre Pato, de 22 anos, e deve enviar ao Milan (ITA), em breve, uma oferta de empréstimo pelo jogador. A diretoria do Timão vai propor um empréstimo de um ano, pagando metade dos salários do atacante. Hoje, na Itália, Pato recebe o equivalente a R$ 800 mil por mês.
O interesse surgiu em abril, quando o diretor-adjunto de futebol do Corinthians, Duílio Monteiro Alves, confirmou a intenção de abrir as portas para Pato.
A oferta agrada ao atacante, que na última temporada viveu seu pior momento desde que saiu do Internacional, em 2007. Ele teve uma série de lesões musculares e credita parte do fracasso na recuperação ao departamento médico do Milan por achar que os italianos apressaram sua volta a campo, e pularam etapas médicas.
Convocado pelo técnico Mano Menezes para defender a Seleção nos quatro amistosos entre os dias 26 de maio e 9 de junho, Pato está na Itália. Empresário do atacante, Gilmar Veloz não descarta a vinda.
- O Corinthians é um grande clube, ele vai se preparar para os próximos jogos e, depois, vamos ver o que vamos fazer
Por outro lado, o vice-presidente do Milan, Adriano Galliani, rechaça qualquer possibilidade de liberar o atacante. Procurado pela reportagem, o dirigente garante que Pato não voltará para o Brasil tão cedo.
- O Milan não vai negociar Pato, seja por empréstimo ou transferência. Ele continua no clube para a próxima temporada, vai se recuperar aqui. Isto é 100% certo - afirmou.
Apesar da negativa, o Corinthians não perde as esperanças de contar com o jogador. Tite e a diretoria sabem da necessidade de contar com um centroavante de alto nível no segundo semestre. Por isso, o clube vai tentar convencer o Milan de que devolverá o atacante, em julho de 2013, em condições físicas muito melhores do que as atuais.
Quem conduz a negociação é o gerente de futebol Edu Gaspar, mesmo que ficou à frente da investida pelo holandês Clarence Seedorf, também do Milan, no ano passado.


Seleção cubana de futebol poderá enfrentar o Corinthians em maio




A seleção cubana de futebol vai viajar ao Brasil no próximo sábado para jogar quatro partidas amistosas pensando nas eliminatórias da Concacaf rumo à Copa do Mundo de 2014, segundo a imprensa local.
A equipe da ilha disputará as partidas com equipes do Campeonato Paulista nos dias 23, 26, 29 de maio, e o último está previsto para o dia 1º de junho.

Um dos confrontos poderia ser frente ao Corinthians, segundo adiantou o novo técnico cubano, Alexander "Chandler" González.
Depois do retorno do Brasil, a seleção vai enfrentar o Canadá no dia 8 de junho no Estádio Pedro Marrero de La Habana, na eliminatória para o mundial.
O segundo compromisso será quatro dias depois contra o Panamá, fora de casa.
O técnico González qualificou de compromissos fortes os encontros dos seus jogadores com Canadá e Panamá, oponentes de bom nível, assim como Honduras, favorito do grupo.


Corinthians vai cortar gastos com categoria de base

O Corinthians vai cortar gastos para o futebol de base. Dos 272 atletas inscritos nas divisões inferiores do clube, ao menos 30 serão dispensados neste ano. Destes, a maioria não terá o contrato renovado entre maio e junho. A medida foi pedida pelo presidente Mário Gobbi, após assumir o cargo.

quinta-feira, 17 de maio de 2012

Vasco 0x0 Corinthians




No primeiro duelo pela classificação às semifinais da Copa Santander Libertadores, na noite desta quarta-feira, em São Januário, Vasco e Corinthians ficaram no zero, deixando a vaga para fase seguinte da competição em aberto. Se faltaram gols, sobrou lama depois da forte chuva que caiu no Rio de Janeiro.

Com o resultado na Colina, se o 0 a 0 se repetir semana que vem, no Pacaembu, o confronto será decidido nos pênaltis. Empate com gols dá a classificação para o Vasco.

No fim de semana, os dois clubes fazem suas estreias no Campeonato Brasileiro. O time carioca encara o Grêmio, em São Januário. Já o Corinthians enfrenta o Fluminense, no Pacaembu.

'ESPÍRITO DE LIBERTADORES'
Vasco e Corinthians entraram em campo com os mesmos times que foram escalados nos últimos jogos na Libertadores. Cristovão manteve a equipe que pegou o Lanús (ARG), e Tite não fez alterações nos 11 titulares que pegou o Emelec (EQU). E a etapa inicial foi de muita marcação e aposta nos contra-ataques. Pelo lado cruz-maltino, como de costume, o lado direito e a velocidade de Eder Luis eram explorados. O time do técnico Tite, por sua vez, tinha no atacante Emerson Sheik uma válvula de escape.
Com um jogo 'pegado' no meio de campo, as chances de gol não foram muitas. O mesmo já não pode se dizer das faltas. Além da forte marcação, o campo de São Januário também não contribuía. A forte chuva que caiu no Rio de Janeiro fez com que o gramado ficasse irregular, escorregadio e cheio de lama.
A primeira vez que uma torcida chegou a se levantar e quase comemorar um gol foi apenas aos 37 minutos, quando o corintiano Alex cobrou falta com chute forte e Fernando Prass não conseguiu segurar. Ralf foi para o rebote, mas o árbitro marcou falta do volante corintiano no zagueiro Renato Silva.
Aos 41, foi a vez dos vascaínos chegarem perto de abrir o placar. Em cobrança de falta pela esquerda. Juninho obrigou o goleiro Cássio a fazer boa defesa. Já no último minuto, uma nova chance para o time visitante. Alessandro avançou sem marcação e chutou cruzado, mas Sheik não conseguiu o domínio da bola. Fim de primeiro tempo e nenhuma mudança no placar.
EMOÇÃO, MAS GOL QUE É BOM...
Na volta para o segundo tempo, Tite inverteu o lado de Emerson com Jorge Henrique. Porém, a mudança, logo nos primeiros minutos, não surtiu o efeito desejado, já que o Vasco continuava explorando a velocidade de Eder Luis nas costas da defesa. Mas, apesar das tentativas, quem chegou mais perto de abrir o placar foi o Corinthians. Aos 15 minutos, a bola sobrou para Ralf, que bateu e Fernando Prass defendeu com os pés. No rebote, Jorge Henrique chutou forte e Fagner salvou.
O time do técnico Cristovão Borges conseguia chegar ao campo de ataque, mas mostrava nervosismo no momento de finalizar as jogadas. O Timão, por outro lado, parecia esperar o momento certo para atacar.
O time da casa chegou a balançar a rede aos 25 minutos. Após bola levantada na área, Diego Souza cabeceou para a área e Alecsandro completou, fazendo São Januário explodir de alegria. Mas, em lance dificil, o árbitro apontou posição irregular do camisa 9, causando muita reclamação dos cruz-maltinos.
Logo depois, Cristovão Borges adiantou a equipe ao colocar Felipe e Carlos Alberto nas vagas de Juninho e Diego Souza, respectivamente. Os jogadores não se mostraram muito satisfeitos com a alteração. A partir de então, quase todos os jogadores do Corinthians atuaram no campo de defesa e o jogador do Vasco mais recuado era Rômulo, que ficava na intermediária de defesa.
O Cruz-Maltino buscava o gol, mas a defesa do Timão estava bem segura. Já nos minutos finais, com a entrada de Douglas e Elton, o Corinthians chegou a fazer pressão, mas sem sucesso.

FICHA TÉCNICA
VASCO 0 X 0 CORINTHIANS
Local: São Januário, Rio de Janeiro (RJ)
Data-Hora: 16/05/2012 - 22h (de Brasília)
Árbitro: Sandro Meira Ricci (DF)
Auxiliares: Alessandro Rocha (BA) e Roberto Braatz (PR)
Público/renda: 17.259 pagantes / R$ 911.670,00
Cartões amarelos: Juninho, Nilton (VAS); Alessandro e Jorge Henrique (COR)


sábado, 12 de maio de 2012

Novo patrocinador do Corinthians será definido 'em questão de semanas'

Em busca do novo patrocinador master para a camisa do Corinthians, o vice-presidente Luis Paulo Rosenberg concedeu entrevista nesta sexta-feira no CT Joaquim Grava e declarou que o clube deve ter novidades "em questão de semanas".
- Você tem uma casa muito bonita para alugar e às vezes você fica dois meses com ela vazia. Mas você tem que ter a certeza de quem entrar vai fazer a manutenção. Tem que ser muito seletivo na escolha de quem vai ocupar a nossa camisa. Te garanto que é questão de semana - declarou.

O contrato com a Hypermarcas – último principal patrocinador – se encerrou no dia 30 de abril. Depois disso, o Corinthians atuou contra o Emelec, no Equador, ainda com as estampas da marca, mas como uma cortesia à empresa.

Abordado sobre prováveis patrocinadores de ocasião durante as próximas partidas, Rosenberg se posicionou a favor deste tipo de estratégia de publicidade.
- Inicialmente, sou contra o patrocínio de ocasião se ele interefe negativamente na contratação de longo prazo. Caso contrário, acho muito razoável. Agora, Corinthians é Corinthians. Se tiver proposta atraente, a gente considera - finalizou.
Enquanto busca o novo parceiro, Luis Paulo Rosenberg e o diretor de marketing Ivan Marques continuam tentando um acordo com um novo parceiro. A renovação com a Hypermarcas está praticamente descartada. A Hyundai, que era a principal candidata, paralisou as negociações com a 9ine e o clube.



Corinthians acerta empréstimo de atacante Adilson até o fim do ano




O Corinthians deve anunciar o atacante Adilson, que disputou o Paulistão Chevrolet deste ano pelo XV de Piracicaba, até segunda-feira.
Faltam apenas alguns detalhes para selar o acordo, que já está bem encaminhado, segundo o diretor de futebol do Timão, Duílio Monteiro Alves.

- Faltam detalhes mesmo, até segunda tudo deve ser resolvido. Vem como uma promessa para vingar mais lá na frente. Ainda estamos atrás de um atacante de ponta - afirmou o dirigente.

O jogador, que marcou quatro gols no Estadual, chegará por empréstimo até o fim do ano, com valor fixado para compra. Seus direitos pertencem a um grupo de empresários, e ele está registrado em outro clube.
Adilson não será aproveitado na Copa Libertadores, uma vez que o Timão já conta com seis atacantes na lista de inscritos: Emerson Sheik, Willian, Jorge Henrique, Liedson, Elton e Gilsinho. Ele será aproveitado a partir do Campeonato Brasileiro.



Timão já tem patrocínio para Mundialito de Beach Soccer




A partir deste sábado, na Arena Guarapiranga, em São Paulo, será disputada a segunda edição do Mundialito de Beach Soccer. Doze equipes de oito países estarão envolvidos na disputa. Entre elas, o Corinthians, atual campeão brasileiro, que buscará o título inédito. O Timão está no Grupo C, ao lado de Sporting, de Portugal, Lokomotiv Moscou, da Rússia, e Al-Ahli, dos Emirados Árabes Unidos.
E enquanto o departamento de marketing do clube corre atrás de um patrocínio para a equipe profissional, já que o acordo com o Grupo Hypermarcas acabou no último dia 31, a equipe de Beach Soccer já tem o seu parceiro. Nesta sexta-feira, foi anunciado acordo com a Tenys Pé Baruel, do segmento de cuidados com os pés, que estampará sua logomarca no espaço nobre da camisa.

- Para nós da Baruel é uma grande honra patrocinar a camisa do Corinthians, um clube com mais de 100 anos de história, vitorioso e com uma das maiores e mais apaixonadas torcidas do mundo - afirmou Daniel Tiraboschi, diretor comercial da Baruel.
Em tempo: um dos maiores ídolos corintianos será a grande atração da equipe. Marcelinho Carioca está de volta. Pela manhã, o Pé-de-Anjo já realizou o primeiro trabalho com o técnico Alexandre Soares. Além dele, o elenco do Timão para a competição é formado por Mão (BRA), Buru (BRA), André (BRA), Minici (ARG), Edgar (VEN), Mendoza (ARG), Krash (RUS), Yahya Al Araimi (OMAN), Klebinho (BRA) e Juninho Alagoano (BRA).
A estreia do Timão será neste sábado, às 10h15, contra o Sporting (POR). O jogo terá transmissão ao vivo pela TV Globo.


quinta-feira, 10 de maio de 2012

Emerson Sheik: "Estou no melhor clube do Brasil"




Após conquistar o Campeonato Brasileiro por três anos seguidos, atuando por Flamengo, Fluminense e Corinthians, agora o atacante Emerson Sheik tem um novo objetivo na carreira: faturar a Copa Santander Libertadores com a camisa do Timão.
Segundo o atacante, o título da sonhada competição seria como um presente para todos os envolvidos. Principalmente, à estrutura alvinegra.

- O torcedor corintiano merece muito isso. Seria um presentão para ele, para nós e, principalmente, para a diretoria, que é impressionante. O mês, às vezes, tem 28, 29 dias... É tudo em dia. Estou no melhor clube do Brasil, no qual tudo funciona. Além do CT que é fantástico! Acho que o Corinthians merece a Libertadores - disse, em entrevista ao programa "Arena SporTV".
E para, enfim, conquistar a Libertadores, Shiek aposta na união e no respeito de todo o grupo, que na noite desta quarta-feira bateu o Emelec (ECU) por 3 a 0 e garantiu classificação para as quartas-de-final da competição.
- É um grupo de jogadores qualificados. O que prevalece lá dentro, que o Tite quer sempre deixar claro, é o respeito um pelo outro. Onze atletas podem jogar e quem estiver jogando, tem de ser respeitado. Todos têm consciência disso. Fora a amizade, o grupo joga junto faz tempo - completou Emerson, que elogiou o técnico Tite:
- O que Corinthians tem de melhor é a postura que nosso treinador pede para o grupo. Tem a cara do Tite. O lance de agredir sempre, o Corinthians consegue fazer isso, querer ganhar. Acho que esse atacar marcando, que o Tite pede, é o principal - concluiu.


Timão anuncia nova parceria: Corinthians do Nordeste

O Corinthians segue anunciando parcerias para expandir a sua marca. Nesta sexta-feira, às 10h30, no CT Joaquim Grava, o Timão concederá uma entrevista coletiva para anunciar a mais nova "franquia" do clube: o Corinthians do Nordeste.
Após a criação do Corinthians Paranaense e do Corinthians Santa Fé, da Argentina, o Timão também passa a ficar mais próximo de sua torcida no Ceará com o novo time, que está sendo criado em parceria com o Centro de Treinamento Esportivo do Nordeste (Ceten), localizado em Itaitinga-CE.

Com o acordo firmado, o Corinthians passa a ter prioridade de contratação das revelações da equipe nordestina.
- O Ceten é um Centro de Treinamento referência no Nordeste. Com a qualidade do trabalho deles e o nosso conhecimento para implantar os conceitos de formação, vamos turbinar a revelação de jogadores em um importante polo do Brasil, que já apresentou muitos talentos para o mundo - disse Luis Paulo Rosenberg, vice-presidente do clube.


Corinthians 3x0 Emelec




Pode relaxar, Fiel, que o Timão segue na Libertadores! Sem sofrer muitos sustos em um Pacaembu tomado por corintianos, o Timão goleou o Emelec (ECU) por 3 a 0 e avançou para as quartas de final da Libertadores. Após o empate sem gols no Equador, os alvinegros se mostraram tranquilos em campo e resolveram a história com gols de Fábio Santos, Paulinho e Alex. O adversário nas quartas será o Vasco da Gama, que passou nos pênaltis pelo Lanús (ARG).
Grande problema (que causou muita reclamação por parte dos brasileiros) no primeiro jogo, a arbitragem de Dario Ubriaco, do Uruguai, não interferiu no andamento da partida. Por sua vez, o Corinthians também fez sua parte e não teve grandes problemas para avançar de fase.

O jogo
O Corinthians iniciou a partida como deveria: pressionando. A equipe marcou forte a saída de bola dos equatorianos. Logo nos primeiros minutos, Paulinho e Ralf já tinham assustado com chutes de fora da área, até que Fábio Santos fez a Fiel soltar o grito de gol no Pacaembu.
Alex deu lindo lançamento para Emerson Sheik. O atacante, depois de arrancar sozinho na esquerda, cruzou para trás. Vindo em velocidade, Fábio Santos dividiu com o zagueiro e, aos trancos e barrancos, colocou para dentro da rede de Dreer, aos 7 minutos. A pressão surtia efeito...
Atrás no marcador, só coube aos equatorianos sair para o ataque. O Timão recuou, e a velha bola alçada na área, que já conhecíamos do jogo de ida, em Guaiaquil, começou a ser usada. Com a ajuda de Cássio, saindo sempre bem da sua meta pelo alto, a defesa corintiana ia se segurando.
Nos contra-ataques, o time de Parque São Jorge criava as melhores chances, mas não conseguia ampliar. A chance de matar o jogo caiu nos pés (e cabeça) de Paulinho duas vezes. Na primeira ele parou na ótima defesa de Dreer. Já na segunda, em uma testada firme dentro da área, a bola bateu caprichosamente no poste. O primeiro tempo acabou para o Timão com o sentimento de que mais gols poderiam ter saído.
Na segunda etapa, o Corinthians começou tentando esfriar o jogo. Ainda recuado, foi o Emelec que veio para cima. Os velhos cruzamentos continuavam, mas nada de criar nenhuma chance clara. Enquanto isso a zaga alvinegra abusava dos lançamentos para Emerson e Willian, que pouco faziam entre os zagueiros equatorianos.
Conseguindo ficar um pouco mais com a bola, o Timão começou a chegar mais ao ataque. Como quem não quer nada, Chicão cruzou bola na área e Paulinho, sozinho, testou para o fundo do gol. O tento aos 19 minutos dava tranquilidade para a equipe alvinegra...
Enquanto isso, o Emelec cruzava, cruzava, cruzava e cruzava... O problema da repetição das jogadas era que raramente alguém conseguia ganhar no alto e cravar um cabeceio de perigo. Os corintianos iam cozinhando a partida.
Nos contra-golpes, o Corinthians ainda chegou com perigo no ataque e, em um deles, acabou com as esperanças equatorianas. Após ótimo passe de Danilo, Alex mostrou frieza e tocou na saída de Dreer, aos 40. Noite perfeita para a Fiel que até gritou olé no Pacaembu. O Timão segue na Libertadores...
FICHA TÉCNICA
CORINTHIANS 3X0 EMELEC (EQU)
Local: Pacaembu, em São Paulo (SP)
Data/Hora - 9/5/2012 – 22h
Árbitro: Dario Ubriaco (URU)
Assistentes: Miguel A. Nievas (URU) e Marcelo Costa (URU)
GOLS: Fábio Santos, 7'/1ºT (1-0); Paulinho, 19'/2ºT (2-0); Alex, 40'/2ºT (3-0)
CARTÕES AMARELOS: Pedro Quiñonez, José Quiñonez (Emelec); Paulinho (Corinthians)
PÚBLICO E RENDA: 32.577 / R$ 2.286.061,00

CORINTHIANS: Cássio; Edenílson (Alessandro, intervalo), Chicão, Leandro Castán e Fábio Santos; Ralf, Paulinho, Emerson Sheik (Douglas, 42'/2ºT), Danilo e Alex; Willian (Liedson, 26'/2ºT). Técnico Tite.
EMELEC: Dreer; Carlos Quiñonez (De Jesus, 22'/2ºT); Achilier, José Quiñonez e Bagui; Valencia (Mera, 10'/2ºT), Pedro Quiñonez, Gaibor e Giménez; Mondaini e Figueroa. Técnico: Julio Marcelo Fleitas.


segunda-feira, 7 de maio de 2012

Grêmio Osasco 3x1 Juventus




Foi da maneira mais dificil e quase inacreditável, mas Juventus e Grêmio Osasco conquistaram o acesso para Série A2 do Campeonato Paulista. No Estádio José Liberatti, em Osasco, o GEO venceu o Moleque Travesso, por 3 a 1, de virada, mas em Mogi Guaçu, o Marília empatou com o Guaçuano, por 2 a 2, confirmando o acesso dos times, que jogavam em Osasco.

A classificação do Grupo 3 ficou da seguinte maneira: O Grêmio Osasco, líder, com dez pontos, fará a final contra o Rio Brando. Em segundo ficou o Juventus, com nove, mesma pontuação do Guaçuano, que perdeu no saldo de gols. Enquanto o time da Capital ficou com dois positivo, o Mandi ficou com zero.

Um dos principais destaques do acesso do Juventus foi o técnico Luiz Carlos Ferreira, o Ferreirão. Desde que assumiu o time, o Moleque Travesso subiu muito de produção, fechando a campanha com o acesso.
Bem movimentado!
Com o apoio do seu torcedor e jogando em casa, precisando do resultado, o Grêmio Osasco foi com tudo para cima e desde os primeiros minutos buscou o seu gol. Mas, fechado no campo de defesa, o Juventus conseguia administrar o jogo e buscava bem os contra-ataques, sendo mais perigoso que o GEO.
E, num contra-ataque, Thiaguinho fez boa jogada individual, invadiu a área e o experiente Rogério, ex-Palmeiras e Corinthians, derrubou o meia na área. O lateral Tony foi para bola e com bastante catagoria colocou o time da capital na frente do placar, assim, conseguia o acesso, com tranquilidade.
Mas, precisando virar o jogo, o GEO foi para cima e buscou de todos os modos o seu primeiro gol. De tanto insistir, aos 43 minutos, a bola foi rolada para Mineiro, que da entrada da área, bateu rasteiro, sem chances para o goleiro Túlio, que se jogou na bola, mas não conseguiu alcançar.
Pressão!
O GEO voltou com tudo e logo no primeiro minuto perdeu uma grande chance. Após cruzamento na área, Dedé subiu, livre, e testou com força, obrigando Túlio a fazer uma linda defesa com as pernas. Em cima, aos oito, o próprio atacante bateu de fora da área, muito perto da trave de Túlio, que só acompanhou com os olhos.
Em cima, o gol da virada do Grêmio Osasco aconteceu aos 14 minutos. Após uma linda cobrança de falta, o zagueiro Éder subiu mais que todo mundo, no meio da área, testando para o fundo das redes. O Juventus foi com tudo para cima, em busca do gol de empate, que garantia seu acesso para Série A2.
Mas, aos 24 minutos, a defesa do Juventus fez uma lambança. O zagueiro Fabão tocou fraco para o goleiro Túlio, Dedé foi mais esperto, se antecipou ao arqueiro e tocou para o fundo das redes.
Aos 30 minutos, no outro jogo da manhã, o Marília, que perdia no primeiro tempo o jogo, conseguiu a virada, com isso, GEO e Juventus conseguiam o acesso. Como os times sabiam disso, ambos passaram a trocar passes no campo de defesa e deixaram o tempo rolar. No final, os dois times fizeram festa e comemoraram o acesso.

domingo, 6 de maio de 2012

Narrador Cléber Machado recusa convite milionário para trocar Globo pela Record




O narrador Cléber Machado não aceitou o convite da Record para integrar sua equipe de esportes.

Segundo um dirigente da emissora, a rede chegou a oferecer um salário de R$ 600 mil para ele sair da Globo.

Se topasse, Cléber seria o grande nome da Record na transmissão da Olimpíada de Londres.

A informação é da coluna Outro Canal, assinada por Keila Jimenez e publicada na Folha desta sexta-feira

Botafogo anuncia acerto com Vitor Júnior




O Botafogo anunciou na tarde deste sábado, através de seu site oficial, o acerto por empréstimo do meia Vitor Júnior, que pertence ao Corinthians. O jogador tem 25 anos e fica no Glorioso até o fim do ano, com opção de compra ao fim do contrato.
O atleta já vinha treinando no clube desde segunda-feira e só restava a divulgação oficial do vínculo entre as partes. O técnico Oswaldo de Oliveira já conta com o jogador para o jogo de volta da oitava de final da Copa do Brasil contra o Vitória, quarta-feira, no Engenhão


Emelec chega ao Brasil e já ouve um 'Vai, Corinthians!'




A delegação do Emelec desembarcou na noite deste sábado no aeroporto de Cumbica, em São Paulo. Após dez horas de viagem, jogadores, membros da comissão técnica e dirigentes já sentiram um pouco da pressão que sofrerão por parte dos corintianos.
Assim que passaram pelo saguão, os equatorianos conheceram um pouco da rivalidade do futebol paulista. Enquanto santistas, palmeirenses e são paulinos desejavam sorte e pediam para tirar foto, corintianos faziam cara feita e tentavam intimidar.

Foi o que aconteceu com um grupo de cinco atletas. Quando deixavam o saguão. um torcedor do Timão chegou mais perto e berrou “Vai, Corinthians!”. O grito assustou o quinteto, que não demonstrou qualquer possibilidade de revide.
Sobre o confronto com o Corinthians na próxima quarta-feira, que valerá vaga nas quartas de final da Copa Libertadores, jogadores e comissão técnica do Emelec não esconderam no desembarque que o objetivo é balançar as redes de Cássio ao menos uma vez.
A intenção, independentemente da vitória vir como consequência ou não, é fazer um gol para obrigar o Corinthians a ter que marcar, pelo menos, duas vezes para passar às quartas de final – após o empate sem gols em Guaiaquil, igualdade com gol dá vaga aos equatorianos, Ciente da dificuldade que se será enfrentar o atual campeão brasileiro, o técnico Marcelo Fleitas fala até em seu corajoso.
– Temos uma proposta de jogo, que colocamos em prática dentro e fora de casa. Já mostramos que sabemos atacar, como ocorreu contra o Flamengo, por exemplo, mesmo com um a menos – afirmou o comandante do Emelec, que completou:
– Eu tinha dito que, se fosse para empatar em casa, que fosse sem levar gols. E conseguimos. Agora é tratar de jogar bem e conseguir marcar um gol no Corinthians. É isso que mais queremos – finalizou Fleitas, que até o último mês de dezembro fazia parte do elenco da equipe equatoriana.
EMELEC NO BRASIL

Sábado - dia 5
Chegada após dez horas de viagem.

Domingo - dia 6
Treino no CT do São Paulo (manhã).

Segunda-feira - dia 7
Treino no CT do Palmeiras (tarde)

Terça-feira - dia 8
Treino no CT do Palmeiras (manhã) e reconhecimento do Pacaembu (noite)

Quarta-feira - dia 9
Jogo contra o Corinthians, às 22h, no Pacaembu


sábado, 5 de maio de 2012

Zizao sofre outra lesão no ombro




A fase de Zizao não é das melhores. Na tarde desta sexta-feira, durante um treino que contou apenas com a presença de reservas, o chinês sofreu uma nova lesão no ombro esquerdo. O problema no local já havia tirado o camisa 200 dos gramados por cerca de 40 dias.
Na ocasião, a lesão atrapalhou a preparação de Zizao que, pela programação da comissão técnica, atuaria nos dois últimos jogos do Campeonato Paulista. Como chegou a esse momento sem ter participado de qualquer atividade tática com seus companheiros, Tite o levou para o banco de reservas na última rodada, contra a Ponte Preta, em Campinas, mas não promoveu a tão aguarda estreia do meia-atacante.
Assim como ocorreu na primeira vez, a previsão de retorno do chinês aos gramados é de, aproximadamente, 40 dias. Com mais esse problema médico, somado ao fato de o Corinthians ter apenas partidas decisivas pela Libertadores e os jogos do Brasileirão, é possivel imaginar que Zizao vá atuar em jogo oficial apenas em 2013.


Corinthians lança novas camisas com a presença de Ronaldo




O Corinthians está de roupa nova. Na manhã desta sexta-feira, o clube lançou seus novos uniformes para o restante da temporada 2012. Ex-atacante do Timão, Ronaldo Fenômeno apareceu no evento. A terceira camisa, ao contrário do esperado, será lançada somente no seugundo semestre.
- Vim ver essa camisa bonita. Tem de estar bem fisicamente para vestir hein.. Tem uma para mim aí? Sacanagem... - brincou o ex-jogador.

Os novos modelos chamam atenção pela simplicidade. O segundo uniforme, por exemplo, é totalmente preto, com gola branca, sem as tradicionais listras. A marca d'água é em homenagem ao Estado de São Paulo.
Segundo a Nike, fornecedora esportiva do clube, os modelos são um dos mais modernos do futebol brasileiro. A camisa pesa cerca de 145g e se ajusta ao corpo do atleta. Para Liedson, que veio vestido com a segunda camisa, o novo uniforme terá outras utilidades.
- Como é mais ajustada no corpo fica ruim para o pessoal agarrar a gente na área. Vai ter que fazer mais força - afirmou Liedson.
Visando a sustentabilidade, o novo uniforme completo é feito com 13 garrafas pet recicladas. A fornecedora da camisa chegou a juntar 120 milhões de garrafas retiradas de lixões.



Julio Cesar diz que saída do Timão ainda não passa por sua cabeça




Depois de perder a titularidade por causa das falhas cruciais na partida contra a Ponte Preta, pelas quartas de final do Paulistão, Julio Cesar garantiu que vai tentar recuperar seu espaço entre os titulares.
– Eu quero ser campeão da Libertadores. A gente torce um para o outro, mas eu vou buscar a posição – disse o goleiro, no desembarque da equipe no Aeroporto de Guarulhos.

Questionado se, caso siga na reserva, lhe passa pela cabeça deixar o Corinthians, o camisa 1 deixou a possibilidade aberta no futuro.
– Sair ainda não passa pela minha cabeça. Agora não penso nisso, mas claro que, lá no futuro, é uma coisa que vou ter de analisar – afirmou


quinta-feira, 3 de maio de 2012

Suposta nova camisa reserva do Corinthians é colocada à venda em loja




O Corinthians lançará o novo uniforme para a temporada de 2012 na próxima sexta-feira, em evento no CT Joaquim Grava, às 12h. Na internet, porém, já circula a foto da suposta nova camisa 2, toda preta, diferentemente da atual, preta com listras turvas brancas.

A assessoria de imprensa do clube e o departamento de marketing não se manifestaram em relação à originalidade do produto.
A única certeza é a de que o novo uniforme será lançado sem patrocínio. O Corinthians não seguirá com o atual parceiro, o Grupo Hypermarcas, para o patrocínio master. Há alguns meses, esteve perto de acordo com a montadora sul-coreana Hyundai, mas as conversas foram paralisadas.
A intenção do clube era já estrear a marca do novo parceiro no duelo de volta das oitavas de final, contra o Emelec, no dia 9 de maio, no Pacaembu. Até o momento, porém, nenhuma negociação foi confirmada


Emelec 0x0 Corinthians




Que susto, Timão! Em um jogo de arbitragem para lá de polêmica, o Corinthians conseguiu um importante empate por 0 a 0 contra o Emelec (ECU), em Guaiaquil, pelo jogo de ida das oitavas de final da Libertadores. Com um jogador a menos desde o começo do segundo tempo, os corintianos suportaram a pressão dos donos da casa. Agora a decisão fica para o Pacaembu.
Quem vencer o duelo da próxima quarta-feira fica com a vaga para as quartas. No caso de empate com gols, o time equatoriano avança. Um novo 0 a 0 leva a decisão para os pênaltis.

A aposta do Timão em Guaiaquil era o contra-ataque. Um dia antes do duelo, Tite fez um treino específico com Jorge Henrique e Emerson Sheik, que atuam abertos na linha de três meias do 4-2-3-1. O comandante apostava na velocidade da dupla para marcar gols fora de casa. Já pelos lados do Emelec, as esperanças estavam voltadas para o atacante Figueroa. Com três gols na fase de grupos, o argentino é arma letal nas jogadas aéreas.
O jogo
A primeira etapa foi bastante equilibrada. Recuado, o Corinthians suportou bem as tentativas de pressão dos equatorianos nos minutos iniciais. Chicão e Leandro Castán, atentos à frente da área, se destacavam pelos cortes precisos. Como era esperado, o Emelec limitava-se a cruzar bolas na área. Era chegar um poquinho mais perto da área, que lá vinha chuveirinho...
Com o passar do tempo, os corintianos se soltaram mais. Emerson Sheik, aberto pela esquerda, passava a ser a válvula de escape alvinegra. As principais chances vieram por ali. Em uma delas, aos 35, ele fez bela jogada individual e tentou surpreender o goleiro Dreer. O chute firme passou perto da meta.
Com alguns escanteios e faltas pelos lados do campo, o Timão também se arriscava nos cruzamentos. Em um deles, Castán quase completou de cabeça. Marcando muitas faltas para o time da casa, que cansou de levantar bolas ofensivas de todas as partes do campo, o árbitro colombiano José Buitrago também era motivo de reclamações por parte do Corinthians.
O controle do jogo que os alvinegros tiveram no primeiro tempo foi para o espaço. Precisando do resultado, os equatorianos foram para a pressão. Irritado com a arbitragem, o Timão começou a se perder no jogo. O nervosismo veio à tona aos 7 minutos. Jorge Henrique fez falta, tomou seu segundo amarelo e foi para o chuveiro. As coisas ficavam mais difíceis...
Na pressão, o time da casa quase chegou ao primeiro gol com Valência. O meia bateu com firmeza a falta e a bola foi no travessão de Cássio.
E os cruzamentos continuavam. Com eles, o goleiro corintiano começou a se destacar na partida. Muito seguro, o camisa 24 ganhou todas as bolas pelo alto. Ainda deu tempo de Cássio fazer linda defesa à queima-roupa aos 38. Apesar da grande pressão até os minutos finais, o Timão conseguiu sair com o empate. A decisão fica para o Pacaembu, na próxima quarta-feira.
FICHA TÉCNICA
EMELEC (EQU) 0X0 CORINTHIANS
Local: George Capwell, Guayaquil (EQU)
Data/Hora: 2/5/2012 – 21h50 (de Brasília)
Árbitro: José Buitrago (COL)
Assistentes: Abraham González (COL) e Wilson Berrío (COL)

CARTÕES AMARELOS: Leandro Castán, Chicão, Danilo, Willian, Emerson Shiek e Edenílson (Corinthians) Gaibor e Achilier (Emelec)
CARTÕES VERMELHOS: Jorge Henrique (Corinthians)
RENDA E PÚBLICO: não disponíveis
EMELEC: Dreer; Carlos Quiñonez; Achilier, José Quiñonez e Bagui; Valencia, Pedro Quiñonez, Gaibor (Mera, 9'/2ºT) e Giménez (Mena, 29'/2ºT); Mondaini (De Jesus, 19'/2ºT) e Figueroa. Técnico: Julio Marcelo Fleitas.
CORINTHIANS: Cássio; Edenílson, Chicão, Leandro Castán e Fábio Santos; Ralf, Paulinho, Jorge Henrique, Danilo (Alessandro, 39'/2ºT) e Emerson Sheik (Elton, 34'/2ºT); Willian (Alex, 13'/2ºT). Técnico: Tite.


Juventus 2x2 Guaçuano




Em um jogo emocionante, o Juventus saiu perdendo na primeira etapa, virou o placar no segundo tempo, mas cedeu o empate nos acréscimos e pode ter perdido a chance de conquistar o acesso e garantir a vaga na final do Campeonato Paulista da Série A3, antecipadamente. O terror da zaga juventina, o atacante Billy abriu e fechou o placar do Guaçuano. O lateral Tony e o atacante Renato marcaram para o Juventus.
Com o empate, as decisões ficam todas para a última rodada. O Juventus manteve a liderança, agora com nove pontos, conquistados em duas vitórias e três empates. EM caso de empate entre Grêmio Osasco e Marília o Juventus garante o acesso com uma rodada de antecedência. O Guaçuano vem logo atrás com oito pontos e, além de brigar pelo acesso, entra na disputa por uma vaga na final da competição.

Primeiro tempo Inacreditável FC! Partida começou pouco movimentada. O Juventus era o time que mais procurava o ataque, mas com cautela temendo os contra-ataques do Guaçuano. O meia Élvis fazia a articulação virando as jogadas e procurando os espaços. Aos 10 minutos, o Juventus perdeu um gol incrível com Thiaguinho. O atacante recebeu e ficou cara a cara com o gol, mas bateu aberto demais e a bola passou raspando a trave do goleiro Vitor, que já estava vencido no lance.
O Juventus continuou pressionando e o gol parecia amadurecer. Depois de bola alçada na área do Moleque, o meia Élvis puxou o contra-ataque, driblou a zaga e bateu forte para a defesa de goleiro Vitor, no rebote Lucas Pavone bateu do jeito que não devia e mandou a bola pra longe. Na sequência, o lateral Tony cruzou na área, a bola sobrou para Thiaguinho que mandou uma pancada para a boa defesa do goleiro Vitor, salvando o Mandi de levar o primeiro gol.
Ataque fulminante! Mais incisivo no ataque, o Juventus falhou nas finalizações. Douglas recebeu na entrada da área, chutou forte mas parou no paredão formado pela defesa do Guaçuano. E as falhas castigaram o Moleque. Em uma rápida troca passes, o atacante do Guaçuano, Billy recebeu dentro da grande área, contou com a lentidão da zaga juventina, escolheu o canto e bateu forte sem chances de defesa para o goleiro Túlio, calando a Rua Javari.
Ainda melhor, como em todo o primeiro tempo, o Juventus procurava as laterais do campo e chegou mais um vez antes do apito final do árbitro Thiago Duarte Peixoto. Depois de bola alçada na área, o meia Douglas subiu alto para cabecear no travessão. O goleiro Vitor subiu mais alto ainda e deu um tapa de mão trocada para espantar o perigo.

Teste pra cardíaco na Javari
Na volta para a etapa complementar, o técnico do Juventus, Luiz Carlos Ferreira, o Ferreirão, não mexeu no time, mas soltou uma bronca geral no Moleque, que voltou para a segunda etapa com sede de gol. Nos primeiros cinco minutos, o time foi pra cima e criou uma boa chance de abrir o placar com o atacante Romarinho que chutou forte, mas parou na boa atuação do goleiro Vitor. Também sem alterações, o Guaçuano voltou com a marcação mais adiantada e sem muito medo do Moleque.
Pênalti claro! Sabendo da qualidade do Guaçuano, Ferreirão tirou o atacante Romarinho, que não apareceu como devia, e colocou o também atacante Renato. E o empate chegou antes que a alteração surtisse algum efeito. O atacante Thiaguinho recebeu dentro da grande área, fintou o zagueiro, mas foi derrubado na sequência e, sem nenhuma dúvida, o árbitro marcou a penalidade. Na cobrança, o lateral Tony, que havia começado o lance, bateu forte e empatou o placar.
Em seguida, a estrela do técnico Ferreirão brilhou mais forte e dessa vez a alteração fez efeito. O atacante Thiaguinho puxou o ataque pela lateral, fez uma linda inverta e achou Renato livre. O atacante que havia acabado de entrar limpou a zaga e bateu forte no canto para virar a partida e levar a Rua Javari à loucura. Na sequência, o técnico do Guaçuano, João Batista, fez duas alterações visando reforçar o setor de marcação.
O Guaçuano não sentiu o gol e continuou procurando o ataque sabendo que só a vitória poderia pintar. E o atacante Billy seguia aterrorizando os zagueiros e quase empatou depois de um forte chute defendido pelo goleiro Túlio. Minutos depois, o jogador foi recompensado pela insistência. Aos 47 minutos, o atacante recebeu de Tiago Chulapa e mandou para o fundo das redes empatando a partida e jogando um banho de água fria na Rua Javari, que já contava com o acesso antecipado.

Próximos jogos
O Juventus tem a difícil missão de vencer o Grêmio Osasco no próximo domingo, no Estádio Pref. José Liberatti, em Osasco, às 10h. O Guaçuano recebe o Marília, no Estádio Alexandre Augusto Camacho, também às 10h, em Marília.

terça-feira, 1 de maio de 2012

Timão x equatoriano é pura emoção! Briga, avião no muro, massacre por 6 a 0...

Corintiano, é bom preparar o coração para fortes emoções nesta quarta-feira à noite, contra o Emelec, pelas oitavas de final da Libertadores. Afinal, quando o Timão encara um rival equatoriano, a chance de acontecer algo diferente é enorme.
Já teve de tudo! De briga generalizada numa época em que a violência não era comum, passando por avião sem freio que foi parar no muro do aeroporto e goleada incrível por 6 a 0 contra uma equipe que, poucos anos depois, conquistaria o título da competição sul-americana, chegando à possibilidade de se deparar com o chão tremendo, o último dos casos inusitados que envolvem o Timão quando o assunto é Equador.
É isso mesmo. Se Chicão, Ralf, Tite & Cia. tivessem chegado a Guaiaquil um dia antes – desembarque ocorreu na tarde de segunda-feira –, teria se deparado com dois abalos sísmicos — no sábado, de 5.0 na escala Richert; no domingo, de 4.4 –, registrados pelo Instituto de Geofísica.
Uma sina que começou em 1966, coincidentemente, contra o mesmo Emelec durante um quadrangular amistoso, que ainda teve as presenças de Flamengo e Barcelona (EQU). O Timão perdia por 1 a 0 quando Rivelino recebeu uma entrada duríssima. Irritado com o árbitro Leonardo Hidalgo, que nada fez, o meia retribuiu. O Estádio Alberto Spencer, que atualmente é um Centro Olímpico (foto), virou praça de guerra...
Onze anos depois, dois equatorianos manchariam a história alvinegra. Na Copa Libertadores de 1977, a equipe de Oswaldo Brandão conseguiu perder para El Nacional e Deportivo Cuenca, resultados que acabaram com a chance de classificação.
O Timão voltaria a jogar contra equatoriano em 1996 e, claro, com algo inusitado, que quase acabou em tragédia. Na decolagem para São Paulo, após a vitória sobre o Espoli, a aeronave patinou, saiu da pista e foi parar no muro, dando susto geral.
No último confronto, o "diferente" ficou por conta do placar. É difícil imaginar a LDU, campeã da Libertadores de 2008, sendo massacrada por 6 a 0? Pois, foi isso que o Corinthians fez contra os equatorianos em 2000.
Levando em consideração todo esse histórico e o retrospecto do Emelec contra brasileiros (uma vitória em 18 jogos), é possível cravar: um revés corintiano quarta-feira à noite sem dúvida seria o inusitado da vez.
MOMENTOS INUSITADOS DO TIMÃO CONTRA EQUATORIANOS

Briga generalizada
14/4/66 - Em partida contra o Emelec, durante um quadrangular amistoso, Rivelino se irritou após receber uma pancada, revidou e o gramado virou uma praça de guerra, com trocas de soco e pontapé entre os jogadores. Foi o único confronto entre Timão e Emelec em toda história, que se enfrentam amanhã. Partida foi no estádio Nacional, hoje desativado.

Derrotas vergonhosas
Libertadores de 1977 - Na 1ª fase da competição sul-americana, o Timão conseguiu o inusitado: perder para equatorianos que não conseguem ser protagonistas nem mesmo no próprio país: El Nacional e Deportivo Cuenca. Com os dois resultados negativos, a equipe do técnico Oswaldo Brandão não obteve pontuação suficiente para ultrapassar o Internacional, de Falcão.

Avião no muro
1/5/96 - Na volta a São Paulo, o avião da delegação corintiana derrapou na pista e só não foi parar nas ruas da capital Quito porque parou no muro. O desespero de atletas, membros da comissão técnica, diretores, torcida e jornalistas foi geral. Chovia forte no momento da tentativa de decolagem efetuada pelo comandante Cledir da Silva, no controle do Boeing 727-2B6.

Massacre no campeão
Libertadores 2000 - Dá para pensar na LDU, campeã das duas principais competições sul-americanas, perder por 6 a 0? Foi isso que a equipe de Oswaldo de Oliveira fez ainda na primeira fase daquele ano. No jogo do Equador, disputado no temível estádio Casablanca, mais um triunfo corintiano, por 2 a 0. Placar difícil de se ver nos dias de hoje. Bem difícil...
CORINTHIANS x EQUATORIANOS
10 jogos
7 vitórias, nenhum empate, 3 derrotas
27 gols pró e 7 gols contra

14/04/1966 Amistoso Emelec 1x0 Corinthians Guaiaquil
21/04/1966 Amistoso Barcelona 1x5 Corinthians Manágua
10/04/1977 Libertadores El Nacional 2x1 Corinthians Quito
13/04/1977 Libertadores Deport.Cuenca 2x1 Corinthians Cuenca
30/04/1977 Libertadores Corinthians 3x0 El Nacional São Paulo
04/05/1977 Libertadores Corinthians 4x0 Dep. Cuenca São Paulo
01/05/1996 Libertadores Espoli 1x3 Corinthians Quito
08/05/1996 Libertadores Corinthians 2x0 Espoli São Paulo
03/03/2000 Libertadores Corinthians 6x0 L.D.U. São Paulo
11/04/2000 Libertadores L.D.U. 0X2 Corinthians Quito


Silvio Santos deixa a calça cair




A calça de Silvio Santos caiu durante a apresentação ao vivo de seu programa desse domingo (29). O apresentador e dono do SBT não perdeu o bom humor com o incidente diante das câmeras e da plateia lotada.
"Caiu as calças do animador", dizia Silvio às gargalhadas. "Segura! Quem mandou não segurar. E agora o que é que eu faço? Que vou pro camarim nada, é só apertar o cinto", continou ele. Que depois do imprevisto se recompôs no palco mesmo e continuou o programa.

segunda-feira, 30 de abril de 2012

Atlético Sorocaba e União Barbarense empatam em 2x2 e estão na elite do Paulistão Chevrolet





Uma partida que entrará para história do futebol paulista. União Barbarense e Atlético Sorocaba empataram por 2 a 2, na manhã deste domingo, no Estádio Walter Ribeiro, em Sorocaba e confirmaram o acesso ao Paulistão de 2013, na última rodada da segunda fase da A2. O gol que garantiu a classificação ao Galo de Sorocaba saiu aos 54 minutos do segundo tempo, de pênalti inexistente e contestado, convertido pelo atacante Helton Luiz.
A decisão deste domingo foi muito disputada, os dois times lutaram muito, mas o Leão foi mais aplicado no sistema defensivo e garantiu seus gols no contra-ataque. A vitória foi tão dramática que o União terminou o jogo com oito jogadores em campo, enquanto, o Galo teve um expulso.

No final, as duas torcidas, que estavam presente em bom número no estádio comemoraram a vaga. O União terminou na liderança do Grupo, com 11 pontos e disputará a final da A2, contra o São Bernardo. Por sua vez, o Sorocaba ficou em segundo com dez, com um gol a mais de saldo que o Audax, que venceu a Ferroviária, por 3 a 1.
Arbitragem coloca time da Federação na Série A1
Quem beneficiou muito o Atlético Sorocaba a chegar a primeira divisão foi o árbitro da partida, Luciano Alves de Lima. Durante todo o jogo marcou faltas a favor do Galo, minou o Leão com cartões amarelos, terminando o jogo, com três jogadores expulsos.

E ainda, acrescentou sete minutos de acréscimo, marcando o pênalti, aos 52 minutos, num lance muito contestado. A sua péssima arbitragem mereceu duras críticas dos membros da Rede Vida de Televisão, que transmitiram o jogo ao vivo.
Pressão e pouco resultado!
Precisando mais do resultado para conquistar o acesso, o Atlético Sorocaba começou o jogo no campo de ataque, pressionando o União Barbarense, que estava fechado e apostava nos contra-ataques. Com muitas trocas de passes, o Galo não conseguia arrematar ao gol, criando poucos chances reais de gol. A primeira chance foi aos 12, com Helton Luiz, que da entrada da área acertou o travessão de Passos.
Se de perto não levava muito perigo, o jeito foi arriscar de longe. Aos 33 minutos, João Paulo soltou um petardo de fora da área, acertando o travessão do goleiro Thiago Passos. Com o passar do tempo, os torcedores sabendo da vitória parcial do Audax, por 2 a 0, incentivavam ainda mais o time, que não conseguia criar chances reais de gol.
A pressão era grande e aos 44 minutos, após uma cobrança de escanteio, o volante Henrique subiu mais que todo mundo e testou muito rente a trave de Passos, que só acompanhou com os olhos. Na saída do intervalo, os jogadores do Atlético afirmaram que só um time jogou e sabiam que seria assim mesmo. Por sua vez, os jogadores da Barbarense elogiaram a aplicação defensiva do time.
Leão conquista o acesso!
Logo no primeiro minuto do segundo tempo, o União Barbarense fez o seu gol. Caihame ganhou na dividida de Fábio Gomes e acabou sendo derrubado pelo zagueiro. Na cobrança, Melinho bateu com categoria, sem chances para Felipe Alves, que até acertou o canto, mas não conseguiu chegar na bola.
Como precisava do gol de empate para continuar sonhando com o acesso, o Atlético Sorocaba se lançou literalmente ao campo de ataque, tentando de todas as maneiras o primeiro gol. Mas, o goleiro do União também estava numa manhã inspirada. Aos 12 minutos, Marco Aurélio ficou cara a cara com o arqueiro, mas ele bateu fraco, facilitando a defesa de Passos.
Se o Atlético não fazia seu gol, o União Barbarense matou o jogo, aos 24 minutos. Num rápido contra-ataque, Melinho fez uma linda jogada individual e acertou o ângulo de Felipe Alves. O Sorocaba foi com tudo para cima, mas esbarrou no forte sistema defensivo do Leão, que bem estruturado pelo técnico Claudemir Peixoto, se segurou bem.
Aos 32 minutos, as coisas melhoraram para o Atlético, já que o lateral Thiego, que já tinha um cartão amarelo, levou o segundo e acabou sendo expulso. Precisando de gols, o Sorocaba foi com tudo para cima, mas a manhã de Thiago Passos era iluminada e por duas vezes, ele salvou a queima roupa. Mas, aos 40 minutos, após cobrança de escanteio, no bate e rebate, Henrique completou para o fundo das redes, diminuindo para o Galo. Após o gol, o atacante Romarinho agrediu o goleiro e foi expulso, ficando os dois times com dez em campo.
No final dos jogo, os jogadores do União Barbarense perderam a cabeça e o zagueiro Renato e o atacante Caihame cometeram duas faltas duras e foram expulsos, deixando o Leão com oito em campo. Logo que o jogo do Audax terminou, com a vitória por 3 a 1 do time da capital, restavam cinco minutos e se o Sorocaba fizesse um gol, cnoseguia o acesso.
Pressão e pênalti mágico!
No último minuto do jogo, após um cruzamento na área, o árbitro da partida Luciano Alves de Lima marcou pênalti, alegando que um zagueiro cortou a bola com o braço. Na cobrança, Helton Luiz bateu com categoria, deslocou o goleiro Thiago Passos e fez a festa dos torcedores presentes em Sorocaba, já que os dois times conquistaram o acesso à elite do futebol paulista.

domingo, 29 de abril de 2012

Penapolense consegue acesso inédito para o Paulistão




O Clube Atlético Penapolense é o mais novo integrante da elite do futebol de São Paulo. O CAP, como é chamado, garantiu o acesso dentro do Campeonato Paulista da Série A2, neste sábado à noite, quando empatou com o Red Bull, por 1 a 1, em Campinas, pela sexta rodada do quadrangular.
Com isso, chegou aos nove pontos, na segunda posição do Grupo 3. O São Bernardo já tinha assegurado o acesso, mas venceu o Noroeste, por 2 a 0, terminando na liderança e com vaga na decisão do título da temporada.
A classificação final do Grupo 3 ficou com São Bernardo, seguido pelo Penapolense, Red Bull, com seis pontos, e Noroeste, com cinco. Para não conseguir o acesso inédito, o Penapolense podia até perder por poucos gols. Poderia ser alcançado pelo próprio Red Bull ou pelo Noroeste com os mesmos oito pontos. Daí levaria a definição da vaga no saldo de gols. Antes dos dois jogos, o Penapolense tinha quatro gols contra três negativos de seus concorrentes.

"Foi uma conquista da superação", comemorou o presidente do CAP, Nilso Moreira.

História do CAP
Fundado em 16 de novembro de 1944, o Penapolense tinha conquistado o acesso na Série A3, em 2011. Quem deve se preocupar agora são os seus adversários no Paulistão 2013, porque a cidade de Penápolis fica 490 kms de distância da capital. Supera, portanto, Lins, distante 430 kms.

A cidade de Penápolis tem 60 mil habitantes e o Estádio Tenente Carriço, o Tenentão, tem capacidade para apenas 4.448 torcedores, devendo ser ampliado para 10 mil para receber os seus novos adversários. Os grandes clubes, porém, devem jogar em outra cidade, Como são José do Rio Preto ou Araraquara.

Mais dois acessos

No domingo cedo, a partir das 10 horas, serão definidos os dois classificados no Grupo 2. Em Sorocaba, o Atlético, com nove pontos, recebe o líder União Barbarense, com 10. Na capital, o Audax, com sete, recebe a Ferroviária, eliminada, com três.

Os quatro novos times do Paulistão vão ocupar as vagas deixadas pelos rebaixados: Comercial, Guaratinguetá, Catanduvense e Portuguesa.

Confira os confrontos da última rodada:

Sábado


Red Bull 1 x 1 Penapolense

São Bernardo 2 x 0 Noroeste

Domingo - 10 horas

Atlético Sorocaba x União Barbarense

Audax x Ferroviária

sábado, 28 de abril de 2012

Juventus 2x0 Marília




Os torcedores do Juventus lotaram a Rua Javari e viram o Juventus se aproximar do acesso para a Série A2 do Campeonato Paulista. Na tarde deste sábado, o time do técnico Ferreirão venceu o Marília por 2 a 0 com gols de Tony, em cobrança de pênalti, e Rafael Magalhães na etapa final fechando o placar.
Com a vitória, o Juventus disparou na liderança do Grupo 3 com oito pontos abrindo quatro do segundo colocado Grêmio Osasco, que encara o Guaçuano na manhã deste domingo, em Osasco. O Marília, que perdeu o zagueiro Geílson, expulso, e o meia Diogo Avaré com o terceiro cartão amarelo, segue na lanterna do grupo com apenas três pontos.

Pequena vantagem do Moleque
Empolgado pela grande presença da torcida na Rua Javari, o Juventus precisava mostrar serviço e começou controlando o jogo em seu campo ofensivo com tranquilidade esperando a melhor oportunidade. Avançando aos poucos, o time do técnico Ferreirão, armado no 3-5-2 chegou pela primeira vez com o atacante Thiaguinho tabelando Rafael Magalhães, mas na conclusão da jogada o goleiro Thiago fez a defesa.
Não pode perder esse gol! O Juventus continuou pressionando, mas o Marília começou a gostar da partida, tocando com mais qualidade e, aos poucos, começava a chegar com algumas bolas alçadas na área sem sucesso. Mas foi o Juventus que teve a melhor chance de gol, até então. O meia Saulo lançou o atacante Rafael Magalhães, que ficou na cara do gol com o ângulo direto escancarado, mas o atacante conseguiu tocar para fora, lavando a Rua Javari a loucura.
Com boas atuações do atacante Élvis e do meia Saulo, o Juventus chegava com perigo procurando sempre as laterais do campo. A defesa do Marília segurava as investidas do Moleque contando com os botes precisos do zagueiro Geílson. E pela primeira vez, o Marília chegou com chance clara de gol. Beirando os 40 minutos, Tony fez falta em Douglas perto da grande área. o meia do Marília, Márcio Luiz, fez uma cobrança perfeita no ângulo direito, mas parou na linda defesa do goleiro Túlio.
E assim como o torcedor esperava, o Juventus encerrou o primeiro tempo na frente. Com oito gols na competição, o lateral Tony cobrou o pênalti com destreza e abriu o placar da partida, aos 4. Nos minutos finais, o Juventus tocava sem pressa esperando o apito final, já que o Marília não sentiu o gol e continuava bem assim como todo o primeiro tempo.
MAC começa melhor, mas leva 'banho de água fria'
Sabendo da necessidade da vitória, o técnico do Marília, Betinho, colocou o atacante Jackson para dar mais velocidade ao ataque. As mudanças surtiram efeito e o time maqueano começou a etapa final chegando com perigo e aos 10 minutos o Marília já havia chegado com pelo menos duas chances de gol. Na mais perigosa, o atacante Léo fez que ia cruzar e chutou para o gol tirando tinta do travessão, surpreendendo o goleiro Túlio, que já estava vencido no lance.
Para a infelicidade maquenada presente na Rua Javari, o zagueiro Geílson, que vinha fazendo uma boa partida, foi expulso depois de levar o segundo cartão amarelo, dando um verdadeiro 'banho de água fria'. A baixa no MAC abriu espaços para os meias do Juventus, que exploravam as laterais. Os responsáveis pela criação Elvis e Saulo, que haviam 'sumido' na partida, voltaram a aparecer dando mais qualidade e aumentando o volume de jogo do ataque juventino.
Com muita pressão e grande chances de gols desperdiçadas, o Juventus finalmente ampliou o placar. Depois de uma boa troca de passes na entrada da grande área, o atacante Rafael Magalhães recebeu na cara do gol e só teve o trabalho de bater no canto direito. Apesar de ter um homem a menos, o Marília não se abateu, mas encontrava dificuldades para segurar a posse da bola.
Nos minutos finais, o Juventus apenas 'cozinhou' a partida. Orientado pelo técnico Ferreirão, os jogadores tocavam a bola com mais tranquilidade e pouco investiam ao ataque. O Marília não conseguiu criar chances de diminuir a vantagem e acabou emplacando a terceira derrota seguida. "Lutamos muita, mas infelizmente não deu, mas vamos torcer pelas combinações de resultados e se Deus quiser conquistar as duas vitórias", disse o atacante maqueano Léo, em entrevista à Rádio Diário, de Marília.
Próximos jogos
O Juventus volta a campo na próxima quarta-feira contra o Guaçuano, também na Rua Javari, em São Paulo, ás 15h, pela quinta rodada do quadrangular da Série A3. O Marília volta a jogar em casa, desta vez contra o Grêmio Osasco, às 20h30, na partida que fecha a rodada, no Estádio Bento de Abreu Sampaio Vidal, em Marília.