LEALDADE HUMILDADE PROCEDIMENTO

Minha foto
São Paulo, Mooca - SP, Brazil
Rodrigo Freitas - rodrigo_adefreitas@hotmail.com

segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

Liedson é o novo reforço do Corinthians



O Corinthians acertou o retorno do atacante luso-brasileiro Liedson, de 33 anos, que estava no Sporting (POR). A contratação foi confirmada pelo clube português nesta segunda-feira, em comunicado oficial. o contrato com o Timão será até o fim de 2012. Nos últimos dias, a diretoria do Sporting se reuniu com os empresários do jogador, Renato Silva e Marcelo Robalinho, em Lisboa, e as partes concluíram o negócio.

O Corinthians já havia entrado em acordo com o jogador, que desejava voltar para o Brasil e tinha dado preferência ao Corinthians. Nos últimos dias, o clube alvinegro fez uma proposta aos portugueses, de cerca de 2 milhões de euros (cerca de R$ 4,5 milhões).

Liedson, que disputou a Copa da África do Sul com a seleção de Portugal, retorna ao Corinthians quase oito anos depois, quando saiu justamente para o Sporting. Em 2003, ele foi campeão paulista pelo Timão, sendo um dos principais destaques da equipe. Chegou a marcar 22 gols em 38 jogos.

Em 2011, o jogador chega como o grande reforço. Até agora, o zagueiro Wallace, o atacante Willian, o meia peruano Luis Cachito Ramirez e o lateral-esquerdo Fábio Santos foram apresentados, mas todos são reforços para compor o grupo.

Desde o fim de dezembro, a diretoria buscava um nome de peso para o ataque, uma vez que Ronaldo tem limitações físicas e deve atuar pouco nesta temporada. O clube fez acordos com Adriano, da Roma (ITA), Luis Fabiano, do Sevilla (ESP) e Marcelo Moreno, do Shakhtar Donetsk (UCR), mas esbarrou nas liberações.

Comunicado oificial do Sporting (POR):

"Nos termos e para efeitos do cumprimento da obrigação de informação que decorre do disposto no artigo 248º, nº1 al. a) do Código dos Valores Mobiliários, a Sporting Clube de Portugal – Futebol, SAD, vem informar ter chegado a acordo com o Sport Club Corinthians Paulista para a cedência definitiva dos direitos desportivos do jogador Liedson da Silva Muniz, com efeitos a partir do próximo dia 7 Fevereiro.

Lisboa, 31 de Janeiro de 2011

O Conselho de Administração"

Tim Wiese é suspenso por entrada em Müller

O goleiro do Werder Bremen, Tim Wiese, foi suspenso por três partidas devido à violenta entrada no atacante Müller na partida deste sábado, contra o Bayern de Munique.

Wiese saiu da área para impedir um gol de Müller e acabou derrubando o atacante alemão com um chute no peito. O goleiro recebeu cartão vermelho, e, nesta segunda-feira, a comissão disciplinar da Federação Alemã de Futebol, decidiu em julgamento que Wiese só pode voltar a atuar pelo Bremen contra o Bayer Leverkusen, dia 27 de fevereiro.

domingo, 30 de janeiro de 2011

São Bernardo 2x2 Corinthians




Sob os olhos atentos do ex-presidente Lula, o Corinthians, com os reservas, empatou com o São Bernardo por 2 a 2 e agora segue para a Colômbia, onde decidirá seu futuro na Copa Libertadores contra o Deportes Tolima, na quarta.

O Timão saiu atrás duas vezes no placar, mas conseguiu igualar o marcador diante de mais de 15 mil torcedores e a presença do ex-presidente Lula nos camarotes. Os gols foram marcados por Júnior Xuxa e Kauê, pelo lado do Tigre, e Danilo e Luiz 'Cachito' Ramírez, pelo Corinthians

O Alvinegro segue com apenas uma vitória em quatro jogos no Campeonato Paulista, em 11º na tabela.


Sem os titulares, poupados para o jogo contra o Tolima, o técnico Tite deu chance a vários jogadores que voltavam de empréstimo, como Edno, Diego Sacoman, Marcelo Oliveira e Morais, titulares no jogo deste domingo.

Mas quem brilhou mesmo foi o peruano Ramírez, com grande atuação individual, coroada pelo gol de empate no segundo tempo.

Na próxima semana, o Corinthians tem confronto decisivo contra o Tolima, na Colômbia, valendo vaga para a fase de grupos da Copa Libertadores. Já o São Bernardo visita o Bragantino na quinta-feira. A partida do Timão válida pela sexta rodada, contra o Ituano, será realizada apenas no dia 15.

EM RITMO DE FESTA


Contando com bom público no estádio Primeiro de Maio, a partida deste domingo representava festa. Não só por enfrentar o Corinthians, mas por causa da presença do ex-presidente Lula no camarote e a cerimônia de inauguração do estádio reformado.

Os mais de 15 mil torcedores viram o São Bernardo pressionar e se aproveitar do clima favorável para marcar o primeiro gol.

Aos 15, Danielzinho viu Júnior Xuxa livre na área. O 10 ainda cortou Diego Sacoman e tocou para o fundo das redes de Julio Cesar.

O gol, em vez de saciar a vontade dos donos da casa, fomentou ainda mais o Tigre, como é chamado.

A partida era dinâmica, com chances para os dois lados, mas o São Bernardo levou mais perigo aos 29, quando Danielzinho, melhor jogador em campo, achou Willian Favoni livre na pequena área. O camisa 7 tocou em cima de Julio Cesar e perdeu a chance de ampliar o marcador.


O apoio maciço da torcida bernardense, a presença de Lula, o jogo contra um time grande. O Tigre estava motivado, mas em algum momento a empolgação sucumbiria diante da qualidade do Corinthians.

E foi aos 39 que o placar chegou à igualdade. Danilo aproveitou passe de Morais, escorado por Edno, para sair na cara do gol e tocar por cima de Marcelo Pitol. 1 a 1.

O gol deu forças ao Timão, que manteve sua superioridade até o fim do primeiro tempo. A entrada de Ralf no lugar de Marcelo Oliveira, no intervalo, representou mais força na marcação para deter Júnior Xuxa e Danielzinho, homens perigosos do Tigre.


Tendo que lidar com uma muralha à frente da zaga corintiana, o time da casa ciscava e trocava passes, mas não chutava à gol.


Mas o Corinthians voltou à dominar a partida. Edno, aos 15, e Paulinho, chegando como elemento surpresa, aos 16, mostrava que o Alvinegro queria a vitória antes do confronto decisivo pela Libertadores.

Como o Timão estava sem os titulares, o peruano Luiz Ramírez, novidade na equipe, aproveitou para mostrar seu bom futebol e impressionar Tite.

Aos 24, o 'Cachito', como é chamado no Peru, cortou e soltou uma bomba, que Pitol foi buscar.


À medida em que o Timão intensificava suas investidas, o São Bernardo passou a responder com mais perigo também. Aos 19, Danielzinho recebeu sozinho de Lucas e driblou Julio Cesar, mas parou em Moradei antes da bola entrar.

Lembra-se daquela empolgação a qual me referia no começo de jogo? Pois ela havia voltado, quando o Tigre chegou ao seu segundo gol com 27 minutos da segunda etapa: Kauê aproveitou rebote de chute de Lucas de fora da área e marcou. 2 a 1 Bernô!

O resultado parecia improvável àquela altura, já que o Corinthians havia melhorado em campo.


Mas o peruano Luiz Ramírez estava em campo e tratou de fazer justiça. O camisa 11, como num lance de futsal, passou por dois marcadores e chutou no alto, indefensável para Pitol. Empate do Timão, mais um!

Diante das chances criadas e a dinâmica do jogo, o 2 a 2 acabou sendo um resultado justo, principalmente para o ex-presidente Lula, corintiano devoto e morador ilustre de São Bernardo, onde construiu sua carreira na política.



FICHA TÉCNICA:
SÃO BERNARDO 2 X 2 CORINTHIANS

Estádio: 1º de Maio, São Bernardo do Campo (SP)
Data/hora: 30/01/2011 - 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Vinicius Furlan
Auxiliares: Giuliano Colisse e Fabio Baesteiro
Renda/público: R$ 363.100,00 / 15.159 pagantes
Cartões amarelos: Danielzinho, Marcelo Pitol, Guto, Leandro Camilo (SBE)
GOLS: Júnior Xuxa, 15'/1ºT (1-0); Danilo, 39'/1ºT (1-1); Kauê, 27'/2ºT (2-1), Luiz Ramírez, 33'/2ºT (2-2)

SÃO BERNARDO: Marcelo Pitol, Régis (Henrique, 26'/2ºT), Leandro Camilo, Amarildo e Kauê; Dirceu, Lucas (Sicrano, 12'/1ºT), William Favoni e Júnior Xuxa (Guto, 30'/2ºT); Danielzinho e Romarinho (Nenê, 16'/2ºT). Técnico: Ruy Scarpino.

CORINTHIANS: Julio Cesar, Moradei, Wallace, Diego Sacoman e Fábio Santos; Paulinho, Marcelo Oliveira (Ralf, intervalo), Morais (Willian, 19'/2ºT), Luis Ramirez e Danilo (Bruno Cesar, 36'/2ºT); Edno. Técnico: Tite.

sábado, 29 de janeiro de 2011

Mulher de 23

Mulher de 23 faz o homem penar
Mulher de 23 traz encrenca no ar
Mulher de 23 não deixa respirar
Mulher de 23 não pode confiar

E ninguém pode com mulher de 23
Tira do sério a mulher de 23
É puro risco uma mulher com 23
Não se apaixone se a mulher tem 23

Mulher de 23 quer ser livre para amar
Mulher de 23 nem pensar em casar
Mulher de 23 sempre quer escapar
Mulher de 23 é um perigo rapaz

Quero fugir da mulher de 23
É um esparro essa mulher de 23
Só pensa em cama mulher de 23
Sai dessa lama,ela é mulher de 23


Mulher de 23 quer se auto - afirmar
Mulher de 23 quer homem pra brincar
Mulher de 23 quer boca pra beijar
Mulher de 23 sai não sou seu jantar

Fuja da mira da mulher de 23
Não pare a vida com a mulher de 23
É corno certo,mulher de 23
Não leve a sério se a mulher tem 23

Mulher de 23 quer te apavorar
Mulher de 23 a teu amigo quer dar
Mulher de 23 vem pra barbarizar
Mulher de 23 quer a vida gozar

Tu ta perdido se a mulher tem 23
Corra,é perigo essa mulher de 23
Deixe ali se a mulher tem 23
Não se arrisque por mulher de 23

Sai,sai mulher, mulher de 23
Sai,sai mulher, mulher de 23
Sai do meu pé,mulher de 23
Eu fico louco se a mulher tem 23

Vincent Bikana: Do drama à convocação para seleção de Camarões

Um pequeno campo de terra batida na pequena Douala, em Camarões, no começo de 2009, foi o palco onde a vida de Vincent Bikana começou a mudar. Entre tantos moleques franzinos, o vigor físico e a qualidade técnica de Vincent chamaram a atenção de um brasileiro. Em busca de talentos, o empresário Fabrício Zanello, do Olé Brasil F.C., achou que havia descoberto um diamante negro.

Mas para lapidar a joia era necessário cuidados. As dificuldades enfrentadas por Bikana começaram na infância. Se não bastasse a lembrança do acidente de ônibus que tirou a vida do seu pai, o garoto sofria com a miséria. A luta contra a fome era diária. De manhã, pão com ovo. Com sorte, no fim da tarde, um pouco de arroz e feijão.

Da pequena casa de madeira para a estrutura do Olé Brasil, clube financiado por empreendedores de Ribeirão Preto, interior de São Paulo. Em pouco tempo, o camaronês descobriu seu “paraíso”. Alimentação e moradia adequadas, acompanhamento médico, lazer, aulas de português e treinos proporcionaram algo com que ele jamais havia sonhado. O choque de realidade foi superado sem grandes obstáculos.

O resultado do investimento começou a ser colhido nos gramados. Em 2009, após conquistar o Campeonato Paulista Sub-17 pelo Olé Brasil, o zagueiro foi emprestado ao Corinthians. Na temporada seguinte, aos 18 anos, o título de campeão mundial sub-19 em Madrid, na Espanha, veio para coroar sua batalha.

Quando nada nem ninguém parecia frear a felicidade do jovem africano, uma triste notícia abalou a sua vida. A morte repentina da sua mãe voltou a fragilizá-lo e colocou em xeque o seu futuro. Ele viajou para Camarões para acompanhar o funeral.

– O corpo dela estava guardado em uma geladeira, esperando a minha chegada. Foi muito triste!

Vincent voltou às pressas ao Brasil e, no começo deste ano, foi um dos poucos destaques do Corinthians na Copa São Paulo. O bom desempenho da competição rendeu a sua primeira convocação para seleção sub-21, que realiza um amistoso contra a Bulgária, dia 9 de fevereiro. Agora, espera que a diretoria corintiana pague pouco mais de R$ 1 milhão ao Olé Brasil para seguir em frente no clube.

Zagueiro foi acusado de ter idade adulterada

A ainda curta trajetória de Vincent Bikana no futebol brasileiro teve um começo muito conturbado. Semanas antes da estreia do Olé Brasil na Copa São Paulo de Futebol Júnior de 2009, a Federação Paulista de Futebol (FPF) recebeu uma denúncia de falsidade ideológica.

Em 18 de dezembro de 2009, Daniel Sato, procurador do Tribunal de Justiça Desportiva, pediu a abertura de um inquérito para evitar a participação de Vincent até a comprovação oficial da idade dele. O pedido foi prontamente atendido.

Por se tratar de um jogador estrangeiro, forte e alto para os jogadores da sua faixa etária, o zagueiro foi obrigado a ser submetido a exames que confirmassem que a estrutura óssea dele era compatível com a idade que alegava ter, 17 anos.

Dois exames foram realizados e ambos comprovaram a idade do jogador. Com os novos laudos em mãos, o TJD/SP liberou Vincent para estrear na Copinha. Com a suspensão de quase 15 dias, o camaronês perdeu as duas primeiras partidas da fase de grupo.

Causos de Vincent no Brasil

Café da manhã reforçado
Se em Camarôes a alimentação era escassa, no Brasil a situação mudou muito. Vincent, que mora no alojamento do Corinthians, diz que come seis pães com manteiga e um litro de suco de laranja pela manhã.

Poucas palavras
Vincent, de tempos em tempos, pega a mania de falar algumas palavras constantemente. “Importante” foi a primeira delas e virou alvo de gozações no elenco. Ao ser cobrado pelo técnico Zé Augusto durante os treinamentos, ele resmunga com os companheiros: “Importante, importante”.

Saco plástico contra chulé
Ao comprar o primeiro tênis importado no Brasil, Vincent usou um sacola de plástico no pé antes de calçá-lo. Surpreso com a situação, Fabrício Zanello, empresário do jogador, perguntou: “O que é isso, cadê a sua meia?”. Sem graça, Vincent respondeu: “O tênis é novo, não quero deixá-lo fedido”

Amigos virtuais
A internet é o principal passatempo do camaronês quando está de folga. Seu MSN e Orkut são repletos de torcedores do Corinthians. E Vincent garante que adiciona todo mundo, sem exceções.

Dia fenomenal
No dia 14 de outubro de 2010, a equipe sub-17 do Corinthians realizou um jogo-treino com os profissionais no Parque São Jorge. O técnico Zé Augusto pediu que Vincent marcasse Ronaldo. Na primeira dividida entre os dois, o Fenômeno, em tom de ironia, alertou: “Vai com calma, negão!”.

Bate-Bola - Vincent Bikana

'A morte da minha mãe me fez ainda mais forte'

Como você lidou com a morte dos seus pais?
Eu senti muita tristeza, principalmente com a morte da minha mãe, porque quando o meu pai morreu eu era muito criança e não me lembro muito bem dele. A minha mãe está fazendo muita falta. Mas a morte dela me fez ainda mais forte.

Como é relacionamento com os seus familiares?
A minha relação é muito boa, meus irmãos têm muito orgulho de mim. Eles estão tranquilos e felizes por eu jogar em um dos maiores clubes do Brasil. Além deles, tenho namorada, tios e tias, mas a família é pequena. Quase todos os dias converso com eles pela internet.

Você sonhava que um dia poderia jogar fora do seu país, ganhar dinheiro, ter sucesso...
Muitos podem duvidar, mas eu sonhava sempre com isso. Graças a Deus, o meu sonho está se tornando realidade. Sempre que posso mando dinheiro para a minha família comprar comida em Camarões. Quando eu crescer mais no futebol, vou poder ajudar mais gente lá.

Os garotos da sua idade têm medo de você em campo?
Acho que não. Eu sou forte, mas jogo na bola. Eu não falo nada para os outros atletas, não gosto de ficar falando. Eles falam, mas eu nem ligo. Não sou de arrumar confusão. Nunca briguei dentro de campo.

sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

Vicent Bikana é convocado pela seleção de Camarões



O bom desempenho na Copa São Paulo de Futebol Júnior deste ano pelo Corinthians rendeu ao zagueiro camaronês Vincent Bikana a primeira convocação para seleção sub-21. Nesta sexta-feira, a Federação Camaronesa de Futebol enviou o comunicado oficial ao Timão.

O amistoso diante da seleção sub-21 da Bulgária, no próximo dia 9, inicia a preparação de Camarões para a Copa Africana de Nações Júnior, que será realizada em abril. A apresentação de Vincent está programada para o dia 6.

Vincent pertence ao Olé Brasil, clube gerido por emprésarios de Ribeirão Preto, mas está emprestado ao Timão até dia 31 de janeiro.

quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

Corinthians registra retrospecto favorável como visitante na Colômbia

Após o decepcionante 0 a 0 contra o Tolima (COL) na noite desta quarta-feira, no Pacaembu, em partida válida pela primeira fase da Libertadores, o Corinthians terá de buscar o resultado na Colômbia se quiser se classificar para a fase de grupos da competição continental.

Para que isso aconteça, o Corinthians terá de balançar as redes adversárias. Pela Libertadores, na Colômbia, os dois resultados conseguidos na história recente do clube dariam a classificação para o Grupo 7 da competição. Em 2006, uma vitória contra o Deportivo Cali, por 1 a 0, ainda na fase de grupos. Mais tarde, em 2010, também na fase de grupos, um empate em 1 a 1 contra o Independiente Medellín.

Porém, na única ocasião em que o Corinthians teve de jogar uma segunda partida na Colômbia em uma fase de eliminatórias, acabou desclassificado. Em 1995, pela Copa Conmebol, o Timão venceu o primeiro jogo das quartas de final contra o América de Cali por 2 a 1, no Pacaembu. Tentando segurar a vantagem na Colômbia, acabou sendo derrotado pelo placar de 3 a 1 e, então, eliminado.

Mesmo assim, além dos confrontos mais recentes pela Libertadores, o Corinthians soma um retrospecto favorável quando se trata de visitar os colombianos. Em toda a história do clube, são 13 jogos disputados no país, com sete vitórias, três empates e apenas três derrotas.

Confira a lista de jogos completa do Corinthians na Colômbia:

28/2/1954: Millionarios 1 x 0 Corinthians (Torneio Internacional)
7/3/1954: Santa Fé 2 x 2 Corinthians (Torneio Internacional)
14/3/1954: Atlético Nacional 3 x 4 Corinthians (Torneio Internacional)
19/3/1954: Medellín 3 x 7 Corinthians (Torneio Internacional)
28/3/1954: Millionarios 3 x 3 Corinthians (Amistoso)
31/3/1954: Boca Junior (COL) 1 x 3 Corinthians (Amistoso)
13/1/1963: Santa Fé 0 x 1 Corinthians (Amistoso)
20/1/1963: Millionarios 4 x 2 Corinthians (Amistoso)
23/1/1963: Once Caldas 0 x 1 Corinthians (Amistoso)
27/1/1963: Santa Fé 0 x 1 Corinthians (Amistoso)
22/11/1995: América de Cali 3 x 1 Corinthians (Copa Conmebol)
15/2/2006: Deportivo Cali 0 x 1 Corinthians (Copa Libertadores)
10/3/2010: Medellín 1 x 1 Corinthians (Copa Libertadores)

Corinthians 0x0 Tolima



Começou a Copa Libertadores para o Corinthians! Mas o empate em 0 a 0 nesta quarta-feira no Pacaembu não foi o resultado que corintiano esperava. Com um time bem montado e veloz, o Tolima surpreendeu e deu trabalho. A equipe comandada por Tite, por sua vez, tropeçou nos próprios erros e só assustou no fim do jogo. O confronto de volta, que será realizado em Ibagué, no dia 2 de fevereiro, define o último integrante do Grupo 7. Um empate com gols na Colômbia garante a classificação do Timão.

O empate diante do Goiás na última rodada do Campeonato Brasileiro do ano passado com certeza passou pela cabeça do torcedor. O resultado que "rebaixou" o Corinthians para a disputa da primeira fase da competição internacional voltou a assombrar a Fiel contra os colombianos.


O jogo

Quem pensou que o Tolima fosse priorizar a defesa se enganou. O primeiro ataque perigoso partiu da equipe colombiana. Aos 6 minutos, Roberto Carlos errou passe e armou um contra-ataque perigoso. Atento, Leandro Castán parou a jogada. Um pequeno exemplo do que seria o primeiro tempo.

O troco corintiano partiu de Ronaldo aos 12 minutos. Jucilei avançou pela direita e cruzou na área. O camisa 9, livre de marcação, cabeceou a bola na mão do goleiro Antony Silva. E parou por aí. Pouco para quem iniciava a partida empurrado por quase 27 mil torcedores.


Sem poder de reação, os corintianos apenas observavam o bom toque de bola do adversário, que voltou a assustar aos 14. O atacante Wilter Medina fez bela jogada individual, mas acabou atrapalhado pelo companheiro Diego Chara. Papelão!

Apostando muito na linha de impedimento, a zaga corintiana bateu cabeça aos 24 minutos. Bolívar lançou Elkin Murillo, que ficou sozinho na cara de Julio Cesar. Apesar do impedimento marcado de forma errada (Roberto Carlos deu condição), o meia driblou o goleiro e tocou a bola para o fundo da rede. Se não bastasse a infelicidade do gol anulado, o colombiano ainda foi "premiado" com o cartão amarelo.

Aos 30 minutos, após a pressão do Tolima, o Corinthians voltou a respirar. E soube aproveitar o espaço. Bruno César cruzou na área, Jorge Henrique mergulhou para cabecear a bola e quase abriu o placar no Pacaembu. O último lance de perigo na etapa inicial foi protagonizado por Ronaldo aos 32 minutos. O Fenômeno dominou com dificuldade e foi atrapalhado pelo zagueiro colombiano na hora do chute.

Novos 45 minutos com postura diferente? Que nada! O Tolima iniciou a etapa final da mesma forma que começou a partida. Em menos de dois minutos dois chutes perigosos de Murillo e Castillo, respectivamente, assustaram o goleiro corintiano.

Apesar do jogo movimentado, os torcedores observaram de camarote os erros das duas equipes. O único fato "interessante" nesse meio tempo foi a saída de Bruno César para a entrada de Edno. O festival de jogadas pouco trabalhadas durou até os 18 minutos, quando Ronaldo foi lançado por Dentinho. Só que mais uma vez o lance terminou na mão do goleiro Antony Silva.

Aos 28 minutos, Ronaldo começou a acordar... Mas ainda um pouco "sonolento". Primeiro, lançou Dentinho em velocidade. Mas o camisa 11 chutou fraco e arrancou vaias da torcida. Em seguida, cabeceou a bola na entrada da área. Sem perigo.

Como era esperado, Edno e Marcelo Oliveira, que substituiu Roberto Carlos, aumentaram a velocidade na criação das jogadas e acenderam a Fiel. O time, enfim, colocou fogo na partida aos 34 minutos. Bola levantada na área, confusão e, por pouco, o Corinthians não abriu o placar. Três minutos depois, Danilo arriscou chute forte de fora da área e assustou o goleiro.

Aos 41 minutos, o grito de gol foi ecoado com força no Pacaembu. Alarme falso. Chicão cobrou falta e a bola apenas tocou na parte de fora da rede. Os momentos finais foram marcados pela pressão corintiana. Mas as tentativas foram em vão. O árbitro Enrique Osses apitou o fim aos 49 minutos. Decepção nas arquibancadas e preocupação entre os jogadores. A classificação será garantinda na Colômbia? Vamos esperar o próximo dia 2...




CORINTHIANS 0 X 0 TOLIMA

Estádio: Pacaembu em São Paulo (SP)
Data/hora: 26/1/2011, às 22h00
Árbitro: Enrique Osses (CHI)
Assistentes: Patrício Basualto (CHI) e Sergio Román (CHI)
Público e Renda: 26.536 / R$ 1.339.605,00
Cartões Amarelos: Elkin Murillo, Antony Silva e Yair Arrechea (TOL) / Jucilei (COR)
Gols: -

CORINTHIANS: Julio Cesar, Alessandro, Chicão, Leandro Castán e Roberto Carlos (Marcelo Oliveira, 27'/2ºT); Ralf, Jucilei e Bruno César (Edno, 10'/2ºT); Jorge Henrique, Dentinho (Danilo, 34'/2ºT) e Ronaldo. Técnico: Tite.

TOLIMA: Antony Silva, Gerardo Vallejo, Julián Hurtado, Yair Arrechea e Félix Noguera; Jhon Hurtadom Gustavo Bolívar, Elkin Murillo (Santoya, 39'/2ºT) e Diego Chara; Rafael Castillo (Marrugo, 22'/2ºT) e Wilder Medina (Giménez, 31'/2ºT). Técnico: Hernán Torres.

Defederico estréia pelo Independiente com atuação de gala



Preterido pelo técnico Tite no Corinthians, o meia Matías Defederico começou sua trajetória por empréstimo no Independiente (ARG) com o pé direito. Na estreia da clube argentino na Copa Libertadores nesta terça-feira diante do Deportivo Cali (COL), Defederico fez um gol e deu assistência para o outro. A exibição de gala rendeu a manchete do Olé, maior jornal esportivo da Argentina: "Defederico move montanhas" (Foto: Repdroução da internet)

quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

Brasil 1x0 Equador



A Seleção Brasileira venceu o Equador por 1 a 0, na madrugada desta quarta-feira, em Tacna (PER), pela última rodada da primeira fase do Sul-Americano Sub-20. Com dois titulares e três estreantes entre os 11, o time misto não deu show, mas garantiu a primeira colocação no Grupo B.

Como já é costume neste Sul-Americano, a Seleção encontrou um adversário empenhado na marcação, com dez homens atrás da linha da bola. Por isso, teve dificuldades para atacar quando escolhia carregar a bola. A solução eram os passes curtos.

Enquanto tentava se posicionar da melhor maneira possível, o Brasil viu o Equador assustar. Cazares deu lindo passe para Ibarra, que, de primeira, completou. Coube ao goleiro Aleksander se esticar e fazer ótima defesa.

Quando as críticas ao time misto poderiam começar, a garotada logo acordou. Antes errando passes e perdendo a bola, Oscar recebeu de Alan Patrick e, de calcanhar, enganou a defesa equatoriana. O presente foi recebido por Henrique, que caprichou o chute no canto direito.

Pouco depois do gol, Cazares fez falta em Alan Patrick, reclamou e recebeu o cartão vermelho. Com um homem a mais, a Seleção, porém, não ampliou.


Reclamando dos passes errados, Ney Franco substituiu Zé Eduardo e Alan Patrick por Lucas e Willian, respectivamente. Mas o são-paulino ficou apenas dez minutos em campo, pois recebeu cartão o amarelo. Para evitar outro amarelo, que o tiraria do próximo jogo, o meia-atacante rapidamente deixou o campo.


Para quem esperava goleada, ela não aconteceu. O Brasil diminiu o ritmo. E teve sorte. O Equador, que parecia conformado com a derrota, carimbou o travessão com Montaño, que ainda teve outra chance após a defesa parar pedindo impedimento. Mas demorou a concluir.

Os sustos acordaram a Seleção, que viu Diego Maurício caprichar, mas errar o chute, desperdiçando boa chance. O jogo passou a ficar dramático, com investidas dos dois lados. Mas o placar não mudou.

FICHA TÉCNICA:
EQUADOR 0 X 1 BRASIL

Local: Jorge Basadre, em Tacna (PER)
Data/Hora: 26/1/2011 - 0h10 (de Brasília)
Árbitro: Diego Abal (ARG)
Auxiliares: Ricardo Casas (ARG) e Jorge Urrego (VEN)
Cartões amarelos: Narvárez(EQU); Lucas, Simon (BRA)
Cartões vermelhos: Cazares (EQU)

GOL: Henrique 24'/1T (0-1)

EQUADOR: Jaramillo, Pineida, Narvárez e Quiñonez, Gaibor; Fuertes, Oña (Chala, 40'/2T), Arroyo (Caicedo, 36'/1T) e Ibarra, Cazares e Montaño. Técnico: Sixto Vizuete.

BRASIL: Aleksander, Rafael Galhardo, Saimon, Romário e Gabriel Silva; Fernando, Zé Eduardo (Lucas, 8'/2T) (Alex Sandro, 18'/2T), Alan Patrick (Willian, 8'/2T) e Oscar; Henrique e Diego Maurício. Técnico: Ney Franco.

terça-feira, 25 de janeiro de 2011

Remédio Popular é aqui na Saúde Farma Drogarias.Economia de até 90%

Fenaflex 10comp (similar do Dorflex) apenas R$1,99

Asetisin 100mg 10comp. (similas do AAS infantil) apenas R$0,49

Diclofenaco Dietilamonio gel 60g (genérico do Cataflan gel) apenas R$5,99

Sinvastatina 20mg 30 comp (Sinvaston) apenas R$5,50

Ossotrat 600+D 60 comp. apenas R$21,99

Omeprazol 20mg 28 cáps (Elprazol) apenas 5,99

Deltasoro Inf. 30ml (similar do Rinosoro) apenas R$4,99

Paracetamol 750mg 4 comp (Paramol) apenas R$0,99

Paracetamol 500mg 20 comp (genérico) apenas 5,99

Pediletan 60ml (similar do Kwell) apenas R$9,99

Fluconazol 150mg 1 cap (genérico) apenas R$2,99

Ranitidina 150mg 20 comp (Ulcerocin) apenas R$5,99

Ginko-Biloba 80mg 30 comp (Ginkomed) apenas R$5,99

Atenolol 50mg 28 comp (Atenuol) apenas R$5,99

Tandriflan 30 comp (similar do Tandrilax) apenas R$12,99

Captopril 25mg 28 comp. (Capton) apenas R$1,99

Sedamed 20 comp (similar da Neosaldina) apenas R$ 5,99

Diclofenaco de Potássio 50mg 20 comp. apenas R$2,99

Diclofenaco Sódico 50mg 20 comp. apenas R$2,99

Nimesulida 100mg 12 comp (Neosulida) apenas R$4,99

Piroxican 20mg 15 comp. apenas R$4,99

Sildenafila 50mg 1 comp. (genérico do Viagra) apenas R$5,99

Aspirina ad 4 comp apenas R$1,50

Sabonete liquido Intimo 200ml apenas R$9,90

AAS 500mg Ad 4 comp. apenas R$1,50

Ibuprofeno Gts 30ml (Buprovil) apenas R$6,99

Metformina 850mg 30 comp. (Meformed) apenas R$6,99

Ambroxol Xpe Ped 120ml (generico) apenas R$5,99

Ambroxol Xpe AD 120 ml (genérico) apenas R$8,99

Píula do dia seguinte (Dopo ou Diad) apenas R$7,99

Brometo Ipratrópio 20ml (genérico) apenas R$5,99

Pantoprazol 40mg 28 comp. (genérico) apenas R$29,99

Albendazol Susp. 10ml (genérico) apenas R$2,99

Enalapril 5mg 30 comp. (Enalprin) apenas R$5,99

Enalapril 10mg 30 com. (Enalprin) apenas R$ 4,99

Enalapril 20mg 30comp. (Enalprin) apenas R$ 6,99

Enalapril 20mg 30 comp (genérico) apenas R$14,99

Losartana Potássica 50mg 30 comp. (genérico) apenas R$11,99

Paracetamol 500mg 20 comp (genérico) apenas 5,99

Glimepirida 2mg 30, comp (genérico) apenas R$12,99

Alergomine Xpe 120ml (similar do Polaramine) apenas R$ 6,99

Loratadina Xpe 120ml (genérico) apenas R$12,99

Furosemida 40mg 20 comp.apenas R$2,99

Glibenclamida 5mg 30 comp. (Glibenxil) apenas R$2,99

Hidroclorotiazida 25 mg 20 comp. (Diuretic) apenas R$2,99

Hidroclorotiazida 50mg 20 comp. (Diuretic) apenas 3,99

Cetoconazol creme 30g (Cetozan) apenas 6,99

Cimegripe 20 caps. de R$20,90 por R$ 6,99

Viagra genérico: Apenas R$5,99 na Saúde Farma Drogarias

Remédio Popular de verdade é só na Saúde Farma Drogarias


Saúde Farma Drogaria - São Paulo - Vila Guarani
Fone: (11) 2301-3622
Genérico do Viagra, de: R$10,87 por: R$5,99
Princípio Ativo: Citrato de Sildenafila
Laboratório: Eurofarma

Mini Chiclete Adams



Se você viveu nos anos 90, com certeza uma de suas memórias mais saudosas é a do Mini-Chiclete Adams, verdadeiro ícone daquela época. Os mini-chicletes eram quadradinhos minúsculos e coloridos que vinha numa embalagem que trazia o desenho de um rosto com uma bocona enorme aberta. E eles eram tão pequenos que era impossível como um por um, de modo que a embalagem inteira acabava num piscar de olhos.

Se você viveu nos anos 80, com certeza uma de suas memórias mais saudosas é a do Mini-Chiclete Adams, verdadeiro ícone daquela época. Os mini-chicletes eram quadradinhos minúsculos e coloridos que vinha numa embalagem que trazia o desenho de um rosto com uma bocona enorme aberta. E eles eram tão pequenos que era impossível como um por um, de modo que a embalagem inteira acabava num piscar de olhos.

Voltando aos anos 80, os Mini-Chicletes Adams foi um dos produtos de maior sucesso da marca e, apesar de ter sido retirado do mercado ainda naquela década, até hoje é lembrada com carinho e não é raro vermos estilistas e artistas plásticos usando a icônica embalagem do produto em seus trabalhos.

Duas vidas num só ideal

(Bruno)
Vou te confessar to chateado
O pai dela ficou grilado depois que me conheceu

(Rodrigo)
Até entendo ele, pois ta tudo bagunçado, o mundo ta desvirtuado mais não é problema seu

(Bruno)
Será que ele nunca amou do jeito que eu à amo
To apaixonado eu não to brincando, to tão dependente, to carente é quente veja como estou

(Rodrigo)
Será que porque é pretinho e é pagodeiro
Mais teu coração é forte, é guerreiro
Vai provar pra ele que merece esse amor (esse amor)

(Bruno)
Eu sou capaz de faze-lá feliz
E nada é capaz de me impedir

(Rodrigo)
Não tem regras pro amor
Não tem classe, crença ou cor

(Bruno e Rodrigo)
O preconceito eu sei é natural
Mais quando existe amor entre um casal
Tudo fica tão banal, duas vidas num só ideal

Tolima: "Eliminar o Corinthians vale mais de um mês de salário aos jogadores!!!



Mais do que conseguir eliminar o poderoso Corinthians, os jogadores do Deportes Tolima-COL têm outro objetivo no confronto que se inicia nesta quarta-feira, às 22h, no Pacaembu: encher os bolsos. Pela importância do duelo contra os brasileiros, a diretoria vai aumentar o valor da premiação em caso de avanço à fase de grupos da Taça Libertadores.

Na Copa Sul-Americana de 2010, competição que o clube foi eliminado nas quartas de final pelo depois campeão Independiente-ARG, o presidente Gabriel Camargo Salamanca desembolsava cerca de R$ 16 mil para cada jogador por etapa superada.

Para os padrões brasileiros o valor pode parecer pequeno, mas supera o maior salário do Tolima. Wilder Medina, astro do elenco e artilheiro do último Campeonato Colombiano, tem vencimentos de pouco mais de R$ 12 mil. A expectativa do grupo é de que a premiação supere os R$ 20 mil para cada atleta.

- Esses prêmios motivam muito os jogadores. Nossos salários não são altos como no Brasil, mas as premiações são excelentes. Esperamos que por ser Libertadores a diretoria possa aumentar o valor – disse o goleador, de 29 anos.

Disputar a Libertadores não é tão barato para os clubes. Para quatro dias de hospedagem, alimentação e transporte no Brasil, o Tolima gastou mais de R$ 30 mil – não estão computadas as passagens aéreas de toda a delegação, composta por 34 pessoas.

- O dinheiro é do presidente – brinca o mandatário Gabriel Camargo Salamanca.

O Corinthians, até agora, não divulgou se pagará prêmio aos jogadores por chegarem à fase de grupos da competição sul-americana. No ano passado, o clube tinha como certo que não passaria pela “repescagem”, mas acabou caindo para o terceiro lugar do Brasileirão na última rodada.

Corinthians, camisa nova para 2011



Antes do último treino visando o duelo diante do Deportes Tolima (COL), pela primeira fase da Libertadores, o Corinthians lançou seu novo uniforme, que será utilizado pela primeira vez nesta quarta-feira, no Pacaembu.

A nova camisa é a primeira camisa da Nike sustentável: é fabricada com fios de poliéster reciclado a partir de garrafas PET. Para cada camisa, são utilizadas oito garrafas PET. O tecido é desenvolvido com 96% de poliéster e 4% de algodão orgânico.

- Está perfeita, linda - disse Dentinho, perguntado se havia gostado do novo uniforme.


A camisa 1 continua branca, com gola pólo preta e detalhes na mesma cor nas mangas. O distintivo ganhou um contorno em preto. Já a camisa reserva é preta, com listras tortas em branco, e gola V de cor branca. O torcedor poderá adquirir duas versões nas lojas: a camisa idêntica utilizada pelos jogadores custará R$ 239,90 e a replica será mais barata, ao valor de R$ 189,90.


O clube também deve lançar uma terceira camisa inovadora nos próximos meses. A camisa será de cor grená, mesma cor utilizada pelo Juventus, da Móoca. Tal camisa já foi utilizada pelo clube na década de 40. Em 1949, o Timão prestou uma homenagem ao Torino, da Itália, que havia sofrido um acidente aéreo, fatal para toda a delegação. No dia 8 de maio de 1949, o Corinthians usou o uniforme grená em um amistoso diante da Portuguesa, além de ter revertido a renda da partida para as famílias das vítimas.

segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

Ronaldo: 'A temporada vai se decidir nesses dois jogos'

Confirmado no duelo desta quarta-feira, diante do Tolima (COL), o atacante Ronaldo foi ao Rio de Janeiro nesta segunda-feira, junto do presidente do Corinthians, Andrés Sanchez, para levar doações às vítimas da chuvas que atingiram a Região Serrana do estado. Confiante no duelo diante dos colombianos, o Fenômeno destaca que as duas partidas terão importância direta em todo o restante do ano.

- A temporada do Corinthians vai se decidir nesses dois jogos. Estou motivado demais. É o último ano da minha carreira. Quero que tudo termine bem, que seja lindo para mim e para o clube - disse o atacante.


Corinthians e Tolima se enfrentam nesta quarta, às 21h50, no Pacaembu.

Corinthians divulga lista dos 25 inscritos na Libertadores

Nesta segunda-feira, o técnico Tite divulgou a lista dos 25 inscritos do Corinthians na primeira fase da Copa Libertadores. A novidade ficou por conta da presença do peruano Luís Cachito Ramirez, que foi relacionado há poucas horas do fim do prazo.

As ausências de Paulo André e Éverton Ribeiro também chamaram atenção. O primeiro se recupera de uma cirurgia no joelho esquerdo e não estará pronto antes do dia 2 de fevereiro, data do jogo de volta contra os colombianos. O segundo voltou de empréstimo e treina com os outros jogadores desde o dia 3 de janeiro.

A presença do atacante Willian pode ser considerada uma novidade. O ex-Figueirense ainda não foi apresentado pelo Corinthians, mas figura na lista. A expectativa é que haja um acordo entre o Banco BMG e o empresário Eduardo Uram nesta semana.


Vale lembrar que essa lista é válida para os dois confrontos com o Tolima. Se passar pelos colombianos, o Timão abre a oportunidade de trocar três jogadores para a fase de grupos. Para as oitavas de final, o clube poderá fazer outras três mudanças na lista dos 25.


Confira a lista e a numeração dos 25 inscritos pelo Corinthians:

1 – Julio Cesar
2 – Alessandro
3 – Chicão
4 – Leandro Castan
5 – Ralf
6 – Roberto Carlos
7 – Paulinho
8 – Jucilei
9 – Ronaldo
10 – Bruno César
11 – Dentinho
12 – Rafael Santos
13 – Wallace
14 – Diego Sacoman
15 – Moradei
16 – Fábio Santos
17 – Willian
18 – Luis Ramírez
19 – Edno
20 – Danilo
21 – Morais
22 – Danilo Fernandes
23 – Jorge Henrique
24 – Moacir
25 – Marcelo Oliveira

domingo, 23 de janeiro de 2011

Corinthians 1x1 Noroeste



Sem brilho e pensando no Tolima e na Libertadores, Corinthians não saiu do 1 a 1 com o Noroeste no estádio do Pacaembu, na tarde deste domingo, pela terceira rodada do Campeonato Paulista. Os gols foram marcados por Dentinho, pelo Corinthians, e Thiago Marin, pelo lado do Noroeste.


O "co-irmão" do interior, que foi fundado no mesmo dia que o Corinthians, viu nos contra-ataques seu principal trunfo e arrancou seu terceiro empate na competição, o segundo fora de casa.


O Timão empatou pela segunda vez seguida e chegou à 5 pontos.


Foi o último jogo antes da estreia do Corinthians na Libertadores, quando enfrenta o Deportes Tolima na próxima quarta-feira, em partida válida pela fase preliminar da competição.

Na próxima rodada do Campeonato Paulista, o Noroeste recebe o Bragantino no estádio Alfredo de Castilho, em Bauru, enquanto a partida entre Corinthians e Mogi Mirim, originalmente válida pela 3ª rodada do Campeonato Paulista, está prevista para o dia 17 de fevereiro.


O JOGO


A Fiel Torcida, que compareceu em bom número no Pacaembu - foram mais de 15 mil torcedores -, sabia que o jogo deste domingo contra o Noroeste não era mais importante do que a partida da próxima quarta-feira contra o Deportes Tolima.

Dessa forma, o Corinthians jogou "para o gasto" na primeira etapa. O suficiente para sair de campo com um gol. Mas, antes, o time de Tite teve de superar a retranca do Noroeste, com seus 11 jogadores atrás da linha do meio-campo.

A única forma de chegar com perigo era contando com erros individuais do time de Bauru. Foi assim aos 9, quando Bruno César aproveitou bobeada de Gleidson e serviu Jorge Henrique, que cabeceou sozinho para defesa do goleiro André Luís.

Onze minutos mais tarde, mais um erro da equipe de Bauru poderia ter custado o gol: Vandinho foi ajudar a defesa e recuou fraco para o goleiro. Jorge Henrique interceptou o lance e, livre, chutou em cima de André Luís.

O Corinthians tocava a bola, mas não penetrava na zaga adversária - tampouco finalizava bem.

Sem inspiração, o Alvinegro teve de recorrer a outros artifícios. Se os erros individuais não desmoronavam a muralha alvirrubra, Roberto Carlos percebeu que poderia fazer de seus chutes uma boa arma a favor do Corinthians

Aos 29, um arremate desviado do lateral-esquerdo colocou Dentinho na cara do gol, mas o número 11 não aproveitou. Quatro minutos mais tarde, falta para o Timão que Roberto Carlos cobrou e exigiu de André Luís defesa no reflexo. No rebote, Ronaldo, desajeitado, chutou para fora.

Quando nem uma alternativa nem outra dava sinais de sucesso, Bruno César apareceu no jogo para infernizar a zaga do Norusca aos 41. Letal, ele achou Dentinho na área, que chutou e contou com desvio antes de ver a bola entrar. 1 a 0 Corinthians.


Ao time de Bauru, só restava o contra-ataque, que funcionou apenas aos 14 da primeira etapa, com Ricardinho cara a cara com Julio Cesar. Ainda tímido, o Norusca não conseguia encaixar bons lances nos primeiros 45 minutos.

Apesar do gol, o Corinthians terminava o primeiro tempo sem convencer o torcedor.


NORUSCA ENTRA NO JOGO

Acomodado, o time da casa não se remediou contra o perigo que se esboçava: o contra-ataque do Norusca, que se aperfeiçoou no segundo tempo.

Com o relógio apontando 11 minutos do segundo tempo, Roberto Carlos matou de canela no meio-campo e ofereceu campo livre para o Norusca contra-golpear. Vandinho dominou e não serviu Zé Carlos, impedido, e sim Thiago Marin, que subia pela esquerda. Livre, o armador do time de vermelho só teve o trabalho de escolher o canto. 1 a 1 no Pacaembu

Bola pra frente! Aos 15 e aos 20, o ressentido Roberto Carlos tentou a redenção com chutes fortes em cobrança de falta. No primeiro lance, bola para fora. No segundo, o canhão do camisa 6 deu rebote na pequena área, mas o zagueiro Matheus, depois de se enrolar com Leandro Castán e Ronaldo, conseguiu afastar.

Mas a tarde não era mesmo de Roberto Carlos. Ele falhou mais uma vez aos 26 e Vandinho quase encobriu Julio Cesar depois da bola desviar na zaga corintiana.

Com a saída de Ronaldo para dar lugar à Edno, o Corinthians agora dispunha de um jogador forte e bom no alto, mas que não tinha a capacidade do Fenômeno de decidir um jogo difícil.

A todo momento em que o Corinthians atacava, aos trancos e barrancos, o Noroeste chegava no contra-golpe com muito perigo, utilizando-se principalmente de Vandinho como enganche.

Sem nenhuma peça criativa, o Timão pressionava à todo custo, mas não conseguia desempatar o jogo. Roberto Carlos, depois de péssimo segundo tempo, deu lugar à Marcelo Oliveira, mas o Corinthians pouco mudou.

Sobrou ainda tempo para expulsão de Marcio Gabriel, do Noroeste, por reclamação.

Sem forças, o Timão, no desespero, viu Edno botar fogo na torcida ao soltar uma bomba aos 43, que Andre Luís defendeu em dois tempos.

Com o fim de partida, à torcida do Corinthians só restou esperar pelo jogo de quarta-feira, quando o Timão começa a campanha na Copa Libertadores.

JOGO:

FICHA TÉCNICA:
CORINTHIANS 1 X 1 NOROESTE

Estádio: Pacaembu, São Paulo (SP)
Data/hora: 23/1/2011 - 17h (de Brasília)
Árbitro: Flávio Rodrigues Guerra
Auxiliares: Danilo Ricardo Simon Manis e Alberto Poletto Masseira
Renda/público: R$ 461.632,00 / 15.443 pagantes
Cartões amarelos: Francis, Da Silva, Andre Luis e Julio Cesar (NOR)
Cartões vermelhos: Marcio Gabriel, 41'/2ºT (NOR)
GOLS: Dentinho, 41'/1ºT (1-0); Thiago Marin 15'/1ºT (1-1)

CORINTHIANS: Julio Cesar, Moacir (Paulinho, 8'/2ºT), Chicão, Leandro Castán e Roberto Carlos (Marcelo Oliveira, 22'/2ºT);
Ralf, Jucilei e Bruno César; Dentinho, Ronaldo (Edno, 28'/2ºT) e Jorge Henrique. Técnico: Tite.

NOROESTE: André Luís, Marcio Gabriel, Matheus, Da Silva e Gleidson;
Francis (Francis, intervalo), Marcelinho, Ricardinho e Thiago Marin (Dodo, 22'/2ºT); Vandinho e Zé Carlos (Aleílson, 33'/2ºT). Técnico: Luciano Dias.

Brasil 1x1 Bolívia




Sob um forte calor de um sol de meio-dia no Perú, a Seleção Brasileira Sub-20 empatou com a Bolívia por 1 a 1 e garantiu a classificação antecipada à segunda fase da competição. Os brasileiros dominaram o jogo, acertaram quatro vezes a trave, mas cederam o empate no final do segundo tempo. O resultado não tira a liderança do Grupo B do Brasil, que está com sete pontos.

Na fase final, os três melhores dos grupos A e B se enfrentam. Os quatro melhores garantem vaga no próximo Mundial Sub-20. Os dois melhores disputarão a Olimpíada de Londres em 2012.

O Brasil encontrou um time exageradamente recuado e agressivo. No primeiro tempo, Neymar, sempre marcado por pelo menos dois jogadores, pouco apareceu pelo lado esquerdo do ataque. Com isso, sobraram espaços no lado direito e o trio William, Henrique e Casemiro souberam aproveitar.

Apesar do nervosismo inicial, as chances foram sendo criadas aos poucos, até o domínio total da partida. O avanço do volante Casemiro deixava o violento Zé Eduardo sobrecarregado e proporcionava alguns espaços naturais no setor defensivo do meio de campo. Os bolivianos, quando conseguiam avançar, tinham certa facilidade para chegar até a área brasileira. Entretanto, os atacantes facilitavam o trabalho da defesa com péssimos chutes a gol.

O gol brasileiro demorou a sair. Mas aconteceu ainda na primeira etapa. Aos 40 minutos Danilo cruzou para Henrique, que chutou de primeira.

O Brasil voltou do intervalo mais solto, sem a pressão de marcar o gol. Neymar, bem mais à vontade, passou a buscar o jogo e fez uma jogada linda logo no início, driblando boa parte dos adversários. O chute cruzado, entretanto, passou longe do gol.

Ney Franco resolveu fazer algumas mudanças. Tirou Zé Eduardo para a entrada de Oscar e Galhardo entrou no lugar de Danilo. O time brasileiro ficou sem jogador de marcação no meio de campo. Os brasileiros dominaram ainda mais a partida. Foram inúmeros gols perdidos.

A Bolívia teve apenas uma única oportunidade. O resultado? Ríos recebeu perto do meio de campo, passou pelo zagueiro Bruno Uvini - obrigado a avançar no lance já que não havia um volante marcador - e avançou até a área, onde chutou com tranquilidade para empatar.

Aos 43, após nova falha da defesa, os bolivianos quase viraram o placar. Turrico recebeu sozinho na área mas sentiu a pressão e chutou de maneira esquisita, longe do gol. Os brasileiros voltaram a insistir nos minutos finais mas não conseguiram passar pelo goleiro Cárdenas.

FICHA TÉCNICA:
BRASIL 1 X 1 BOLÍVIA

Estádio: 25 de Novembro, Moquégua (PER)
Data/hora: 23/01/2011 - 14h30 (de Brasília)
Árbitro: Jorge Osorio (CHI)

Cartões amarelos: Danilo e Gabriel (BRA); Toco (BOL)
Cartões vermelhos: Não houve

GOLS: Henrique, 40'/1ºT (1-0); Ríos, 32'/2ºT (1-1)

BRASIL: Gabriel, Danilo (Galhardo, 15'/2ºT), Bruno Uvini, Juan e Alex Sandro; Zé Eduardo (Oscar, 15'/2ºT), Casemiro e Lucas; Neymar, William José e Henrique (Diego Maurício, 35'/2ºT). Técnico: Ney Franco.

BOLÍVIA: Cárdenas, Toco, Borda (Ballivian, 41'/2ºT), Cuellar e Garzón; Méndez, Chumacero, Torrico e Hoyos (Becerra, 15'/2ºT); Carinao (Suarez, 35'/2ºT) e Ríos. Técnico: Marco Sandy.

sábado, 22 de janeiro de 2011

Andrés Sanchez confia no título da Libertadores até 2013

O presidente Andrés Sanchez estabeleceu um prazo para a conquista da Libertadores pelo Timão. Para o mandatário, o título continental será comemorado pelo Corinthians em, no máximo, três temporadas.

Porém, para que a estimativa de Andrés seja concretizada, o presidente alvinegro alerta que o que daria o título da Copa Libertadores ao Corinthians seria a constante participação no torneio continental.

– Pode escrever aí: se o Corinthians jogar essa e as outras duas próximas, uma delas vai ganhar – disse Andrés, em conversa informal com os jornalistas, no CT do clube.

Na opinião de Andrés Sanchez, a maior frequência na Libertadores ajudaria jogadores e torcida a se habituarem com a maior pressão da competição Sul-Americana.

Em 2011, o clube disputa a Libertadores pela segunda vez consecutiva. Na última edição, acabou derrotado pelo Flamengo, ainda nas oitavas de final do torneio. Na próxima quarta-feira, o Timão começa a caminhada, contra o Tolima (COL).

sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

Patrocínio: estudo põe Corinthians no topo mundial



Um levantamento da empresa de consultoria de marketing esportivo Sport+Markt mostra que o Corinthians lidera entre times brasileiros com receitas de 22 milhões de euros (cerca de R$ 48 milhões) de patrocínio decamisa, atrás apenas dos ingleses Manchester United e Liverpool e do espanhol Real Madrid.

Estudo coloca Brasil como terceiro mercado de patrocínio de camisas do mundo

O patrocínio nas camisas dos times brasileiros é o terceiro maior do mundo. Um levantamento realizado pela Sport+Markt, líder mundial em consultoria do mercado esportivo, mostrou que a receita dos times nacionais ficou a frente dos clubes italianos e espanhóis.

O Brasil que, há três anos, não aparecia entre os oito maiores mercados do futebol agora é a maior renda das Américas. De acordo com a pesquisa, o lucro total é de 104,6 milhões de euros contra 128 mi e 118 mi dos ingleses e alemães, respectivamente.

“O mercado brasileiro já é uma plataforma efetiva para patrocinadores e as previsões são ainda mais positivas. Com a volta de algumas grandes estrelas internacionais do futebol para o país e com o crescimento de jovens talentos nacionais, a Série A estará, em breve, ainda mais próxima da Premier League Inglesa e da Bundesliga Alemã. Tem ainda a Copa do Mundo da FIFA em 2014 que trará mais exposição internacional para este mercado”, afirmou César Gualdani, da Sport+Markt.

Um levantamento da Sport+Markt mostra que o Corinthians lidera entre times brasileiros com receitas de 22 milhões de euros de patrocínio de casa, atrás apenas dos ingleses Manchester United e Liverpool e do espanhol Real Madrid.

Sobre a SPORT+MARKT: Com mais de 20 anos de experiência no mercado, a empresa é uma das líderes mundiais em análise, avaliação e consultoria de marketing esportivo. A agência é uma parceira renomada dos principais patrocinadores, patrocinados e detentores de direitos do setor e, além da sua sede na Alemanha, tem escritórios no Reino Unido, na Espanha, Itália, Holanda, Brasil e Cingapura

Rafael Silva jogador do Anapolina é morto a golpes com canivete

Uma notícia triste para o futebol de Goiânia. O jogador da Anapolina Rafael Silva, de apenas 18 anos, foi morto a golpes de canivete na noite de quinta-feira, na Vila Esperança, em Anápolis. A informação é da Rádio CBN.

De acordo com a polícia, Rafael estava andando de skate quando começou uma discussão com Wesley dos Santos, de 20 anos, que o atacou. Os policiais disseram ainda que o jogador vinha sendo ameaçado por Wesley há algum tempo.

Rafael foi levado para o Hospital de Urgências de Anápolis, mas acabou não resistindo aos ferimentos. O agressor foi preso ainda na noite de quinta.

De luto, a Anapolina divulgou nota oficial em seu site, tentando reconfortar a família do jogador. O enterro aconteceu ontem no Cemitério Parque.

Brasil 3x1 Colombia



A Seleção sub-20 sofreu mais que o esperado, mas conseguiu bater a Colômbia por 3 a 1, nesta quinta-feira, e chegou à segunda vitória no Sul-Americano da categoria, em partida disputada na cidade peruana de Tacna. Muito marcado, o atacante Neymar esteve longe de repetir a bela atuação na estreia da equipe, mas teve sua importância ao marcar o terceiro gol da equipe, em um momento em que o adversário pressionava muito.

O jogo:


Diretamente das arquibancadas, onde acompanhou o jogo por ter sido expulso na estreia, o técnico Ney Franco não deve ter gostado do que viu nos instantes iniciais - muita marcação dos colombianos e pouco espaço para a Seleção jogar. A primeira boa chance do Brasil veio aos seis minutos, em jogada individual de Diego Maurício. A bola passou à esquerda do gol de Mosquera. Os colombianos responderam com Calle, que chutou de longe.

Pouco depois, o goleiro Gabriel teve de fazer boa defesa em novo chute de Calle. O camisa 1 da Seleção pulou no canto esquerdo. Com Neymar muito marcado, coube a Lucas criar as melhores chances do primeiro tempo - como aos 19, quando o jogador do São Paulo chutou da entrada da área e obrigou Mosquera a trabalhar.


Os colombianos, que vinham com uma postura ofensiva, acertaram o travessão aos 23, em chute de Cardona que Gabriel espalmou. Saiz pegou a sobra, mas isolou. A Seleção ficou bem perto de abrir o placar aos 25, em triangulação entre Danilo, Diego Maurício e Willian José, mas Mosquera defendeu bem.

Em contra-ataque, Diego Maurício desperdiçou a melhor chance da primeira etapa, aos 38. O jogador do Flamengo recebeu passe de Lucas em velocidade e caiu pela esquerda, mas chutou por cima. A partir daí, a Colômbia se abriu em campo e ameaçou em um lance de bola parada aos 44, com Cardona.

Segundo tempo:


Na segunda etapa, o Brasil resolveu se movimentar mais e criar jogadas rápidas. Logo aos três minutos, Neymar escapou da marcação colombiana e deu belo passe para Willian José, que mandou uma bomba de longe e acertou a trave direita de Mosquera. No rebote, Lucas dominou e acertou passe de calcanhar para Casemiro, que recebeu na pequena área e chutou com perigo, pela esquerda.

A insistência da equipe foi premiada aos dez minutos, quando a seleção abriu o placar. Diego Maurício escapou pela direita e cruzou na medida para Casemiro, que apareceu em meio aos zagueiros, de cabeça, e deixou a Seleção em vantagem no marcador.

O Brasil comandava as ações em campo e ampliou o marcador aos 18, com Willian José. Lucas fez bela jogada pela direita e passou para o jogador - com quem atuará no São Paulo -, que entrou livre para ampliar. No entanto, durou pouco tempo a vantagem brasileira. No lance seguinte, Bruno Uvini cometeu falta em Castillo dentro da área e o árbitro uruguaio Darío Ubriaco marcou. Na cobrança, Cardona descontou para os colombianos.

Depois do gol da Colômbia, a Seleção voltou a esbarrar na marcação do rival. Neymar não conseguia criar lances de perigo, prendendo a bola no meio e deixando sem opção o setor ofensivo do Brasil. A Colômbia ameaçava pouco, e quase sempre esbarrava no bom posicionamento da defesa brasileira - principalmente Juan, jogador do Internacional. Aos 31, Diego Maurício recebeu boa bola e chutou, mas Mosquera defendeu, impedindo o terceiro do Brasil. Três minutos depois, Fernando arriscou de longe, mas a bola passou por cima.

Nervosa, a Seleção deixou a Colômbia crescer em campo, principalmente pelo setor esquerdo. O rival não saía do campo de ataque e os comandados de Ney Franco pouco procuravam segurar a bola. Castillo, aos 39, chutou por cima de Gabriel.

No fim, surgiu o astro da Seleção. Willian José recebeu bola em velocidade e tocou para Neymar, que finalmente conseguiu driblar a marcação colombiana e marcou o terceiro aos 41 minutos, em arrancada pela esquerda, dando à equipe a vantagem de que precisava. O jogador chegou ao quinto gol no Sul-Americano Sub-20 e segue como artilheiro isolado da competição.

Próximo compromisso:


Com o resultado, o Brasil entra em campo no domingo, diante da Bolívia, precisando de uma vitória para garantir presença no hexagonal final do torneio. A partida será no próximo domingo, em Moquegua, às 14h30 (de Brasília).


FICHA TÉCNICA:
COLÔMBIA 1 X 3 BRASIL

Local: Estádio Jorge Basadre, Tacna (PER)
Data/Hora: 21/01/2011 às 0h10 (horário de Brasília)
Árbitro: Darío Ubriaco (URU)
Auxiliares: Miguel Nievas (URU) e César Escano (PER)
Renda/Público: Não divulgados.

Cartões amarelos: Franco, Cardona E Cabezas (COL); Casemiro (BRA)
Cartões vermelhos: Não houve.

Gols: Casemiro, aos 10'2T(0-1); William José, aos 17'2T(0-2), Cardona, aos 20'2T(1-2) e Neymar, aos 41'2T(1-3).

COLÔMBIA: Mosquera, Arias, Franco, Saiz e Viáfara; Cardona(Ortega, aos 25'2T) Julio (Mendoza, aos 20'2T) Cabezas e Galle; Castillo e Escobar. Técnico: Eduardo Lara.

BRASIL: Gabriel, Danilo (Galhardo, aos 47'2T) Bruno Uvini, Juan e Alex Sandro; Casemiro (Oscar, aos 46'2T) Fernando e Lucas; Diego Maurício (Alan Patrick, aos 31'2T), Willian José e Neymar. Técnico: Moacir Pereira.

quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

Bragantino 1x1 Corinthians



O Corinthians conheceu o seu primeiro tropeço do ano. Contra o Bragantino, fora de casa, ficou no empate por 1 a 1, no interior e viu os líderes já abrirem dois pontos de vantagem. No jogo desta quarta-feira, sobrou disposição de ambas as partes, mas faltou fôlego para manter o ritmo até o fim.


O estádio do interior estava lotado e o time da casa aproveitou o embalo para tentar surpreender o Corinthians, sem Ronaldo e confuso nos primeiros minutos. O maior adversário do Braga foi a linha de impedimento, que anulou o que poderiam ser chances claríssimas de gol.


Quando levou a melhor sobre a linha de impedimento, abriu o placar. Julio Cesar recebeu em condição legal, cruzou rasteiro e contou com o desvio de Chicão, que mandou contra.

Houve mais chances para o time da casa, o que deixava a torcida ainda mais eufórica. Aos poucos, no entanto, o Corinthians foi assumindo o controle da partida. Faltava objetividade. Os ataques, quase sempre pelo jogo aéreo, não eram a melhor opção com os baixos Dentinho e Jorge Henrique no ataque. Mas com essa estratégia, o Timão empatou, de cabeça, com Jorge Henrique.

A torcida esfriou e o Corinthians cresceu. Jucilei começava a aparecer, mas seu principal articulador, Bruno César, fazia partida apagada.

O segundo tempo começou como o primeiro. O Bragantino tentando surpreender, e quase conseguiu, na base da motivação, e o Corinthians assumindo o controle em seguida. Juninho Quixadá e Finazzi, que entraram no segundo tempo, quase fizeram para o Braga, enquanto o Timão tentou aproveitar duas falhas do goleiro Gilvan.

O empate era ruim para o Corinthians, que mesmo assim, mostrou pouca força para buscar a vitória, em um sinal claro de cansaço. A marcação do Bragantino ainda abusou das faltas no final, mas conseguiu segurar o empate.


FICHA TÉCNICA
BRAGANTINO 1 X 1 CORINTHIANS

Local: Nabi Abi Chedid, Bragança Paulista (SP)
Data e Hora: 19/1/2011 - 22h
Árbitro: Aurélio Sant'anna Martins (SP)
Auxiliares: Danilo Ricardo Simon Manis (SP) e Reinaldo Rodrigues dos Santos (SP)


Gols: Chicão (contra), 16'/1ºT (1-0). Jorge Henrique, 37'/1ºT (1-1)
Cartões amarelos: Marcos Aurélio, Rodriguinho, Everaldo e Fabrício Carvalho (Bragantino); Dentinho e Jorge Henrique (Corinthians)
Cartões vermelhos: -


BRAGANTINO: Gilvan, Junior Lopes, Marcos Aurélio e Éder; Julio Cesar (Edmar, 45'/2ºT), Luciano Sorriso, Nego, Rodriguinho e Everaldo; Marcelinho (Finazzi, 27'/2ºT) e Fabrício Carvalho (Juninho Quixadá, 11'/2ºT). Técnico: Marcelo Veiga

CORINTHIANS: Julio Cesar, Moacir, Chicão, Leandro Castán e Roberto Carlos; Ralf, Paulinho, Jucilei e Bruno César (Danilo, 35'/2ºT); Jorge Henrique (Edno, 26'/2ºT) e Dentinho. Técnico: Tite

quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

Corinthians e Odebrecht avançam em contrato do Fielzão

Corinthians e Odebrecht já trocam minutas de contrato para a assinatura do documento que dará início à execução do estádio de Itaquera. Afora detalhes, não há mais nenhuma questão crucial a ser acertada entre os dois lados. O contrato tem dezenas de páginas, e só contempla a capacidade de 65 mil lugares. Assim que for assinado, o contrato será encaminhado à Fifa.

terça-feira, 18 de janeiro de 2011

Brasil 4x2 Paraguai



A Seleção Brasileira venceu o Paraguai por 4 a 2 em uma noite mágica do atacante Neymar, autor dois quatro gols (sendo dois golaços), na estreia no Campeonato Sul-Americano Sub-20, em Tacna, no Peru. Com o resultado, o Brasil lidera o Grupo B. Por outro lado, apesar da vitória, o técnico Ney Franco, Zé Eduardo e Henrique foram expulsos.


A partida começou equilibrada, com as duas equipes buscando o ataque. Aos seis minutos, o primeiro gostinho da maestria de Neymar. O atacante cobrou falta, o goleiro saiu mal do gol e o capitão Bruno Uvini cabeceou, acertando a trave. Os paraguaios responderam cinco minutos depois com Benítez, cobrando falta no meio do gol.

O primeiro gol brasileiro saiu aos 26 minutos. Casemiro entrou na área com velocidade e foi derrubado pelo goleiro Ovando. Pênalti. Neymar bateu no meio do gol e marcou seu primeiro gol na competição. O santista estava inspirado e marcou o segundo aos 33. Ele recebeu passe de Lucas, driblou dois zagueiros e colocou a bola no fundo da rede. Golaço!

Com liberdade pela esquerda, Neymar marcou meio gol e deixou Lucas sozinho para ampliar. O meia do São Paulo acabou se atrapalhando e perdeu um gol incrível. O Brasil foi para o intervalo vencendo por 2 a 0 e dando a impressão de que a vitória seria tranquila.

Mas, logo no início do segundo tempo, o Brasil se complicou. O volante Zé Eduardo levou amarelo e, dois minutos depois, aos quatro, foi expulso. O panorama mudou, os brasileiros ficaram nervosos e a seleção paraguaia melhorou. Com seis minutos, veio o gol adversário. Após escanteio, Viera apareceu livre na pequena área e empurrou para o gol.

Neymar recolocou o Brasil nos trilhos aos 15 minutos: a defesa paraguaia falhou, Henrique tocou e o camisa 7 entrou com bola e tudo. Bastaram mais três minutos para o quarto do craque do Santos. Um golaço, com um sutil toque por cobertura, depois de um longo lançamento de Galhardo.

O final da partida foi dramático para o time brasileiro. Aos 38, Montenegro diminuiu. Aos 40 minutos, dois cartões vermelhos. O treinador Ney Franco foi expulso por reclamação. Em seguida, foi a vez do atacante Henrique ir para o vestiário, depois de dar uma pancada em um adversário.

Sem poder contar com Henrique e Zé Eduardo, o Brasil volta a campo na madrugada de quinta para sexta-feira, à 00h10 (horário de Brasília), para enfrentar a Colômbia, em Tacna. Já o Paraguai tenta a recuperação contra a Bolívia, quinta-feira, às 22h.


FICHA TÉCNICA
BRASIL 4 X 2 PARAGUAI

Local: Estádio Jorge Basadre, em Tacna (PER)
Data-Hora: 18/1/2011 - 00h10 (horário de Brasília)
Árbitro: Diego Abal (ARG)
Auxiliares: Ricardo Casas (ARG) e Francisco Mondria (CHI)
Cartões amarelos: Danilo, Henrique, Zé Eduardo e Neymar (BRA); Gomez, Ovando e Benítez (PAR)
Cartões vermelhos: Zé Eduardo 4'/2ºT, Ney Franco 40'/2ºT e Henrique 40'/2ºT (BRA)
Gols: Neymar 26'/1ºT (1-0) e 33'/1ºT (2-0), Viera 6'/2ºT (2-1), Neymar 15'/2ºT (3-1) e 18'/2ºT (4-1) e Montenegro 38'/2ºT (4-2)

BRASIL: Gabriel, Danilo (Galhardo, 12'/2ºT), Bruno Uvini, Juan e Alex Sandro; Casemiro, Zé Eduardo, Lucas (Romário, 47'/2ºT) e Oscar (Fernando 7'/2ºT); Neymar e Henrique - Técnico: Ney Franco.

PARAGUAI: Ovando, Cáceres, Gomez, Viera e Nelson Ruíz (Óscar Ruíz 6'/2ºT), Benítez, Pérez, Giménez e Torres (Montenegro 22'/2ºT); Ortega (Contrera 28'/2ºT) e Correa - Técnico: Adrian Coria.

Jô, destaque da copinha é promovido ao Corinthians profissional



Centroavante do Corinthians na Copa São Paulo de Futebol Júnior, o garoto Jô, que completou 19 anos no último domingo, foi promovido à equipe profissional. O jogador foi informado pelo coordenador das categorias de base do clube, Marcelinho Paulista. Ele integrará o elenco principal já na próxima quarta-feira pela manhã. Enquanto os titulares viajarão à Bragança Paulista, para o duelo contra o Bragantino, pelo Paulistão, Jô estará com os não-relacionados no CT Joaquim Grava, no Parque Ecológico.

Outra cara quase nova nos próximos dias será Elias. O atacante chegou a treinar com o grupo principal no fim do ano passado e, inclusive, ficou no banco de reservas na penúltima rodada do Brasileirão, no duelo contra o Vasco, no Pacaembu. Neste ano, porém, voltou para a base a fim de reforçar o time da Copinha, eliminado na segunda fase para o Desportivo Brasil.

Coincidentemente, Jô e Elias foram os artilheiros do Timãozinho na Copa São Paulo, ao lado do meia Fran, com quatro gols. Atacante de área, Jô é irmão do zagueiro do Grêmio, Mário Fernandes, e começou a carreira no futsal. Indicado pelo técnico do sub-18, Zé Augusto, ele foi observado durante a Copinha e aprovado pela comissão técnica do Corinthians.

A diretoria, no entanto, segue a busca por um nome de peso. Depois de insucesso com Adriano e Luis Fabiano, a prioridade, agora, é o boliviano Marcelo Moreno, ex-Cruzeiro e atualmente no Shakhtar Donetsk (UCR).

Quem é ele...


Jonatas Figueira Fernandes

Apelido: Jô

Nascimento: 16/01/1992, em São Caetano (SP)


Altura: 1,91m

Peso: 87Kg

Posição: Atacante de área


Calçado: 42

segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

Corinthians 0x1 Desportivo Brasil: FoToS




Corinthians 0x1 Deportivo Brasil: FoToS





Corinthians 0x1 Deportivo Brasil: FoToS





Vicent Bikana poderá retornar ao Olé Brasil



Um dos destaques do Corinthians na Copa São Paulo de Futebol Júnior deste ano, o zagueiro camaronês Vincent Bikana pode estar com os dias contatos no clube. Vincent pertence ao Olé Brasil e está emprestado ao Timão até dia 31 de janeiro.


A diretoria corintiana vem tentando a renovação do empréstimo do jogador por mais uma temporada. No entanto, o Olé Brasil deseja apenas negociar 50% dos direitos econômicos. O impasse fica por conta do valor da negociação: 500 mil euros (cerca de R$ 1.1 milhão).

Corinthians e Olé Brasil devem finalizar o negócio ainda nesta semana. Enquanto aguarda o desfecho do seu futuro, Vincent vai passar alguns dias de folga em Ribeirão Preto.

Juntamente com o meia-atacante Elias e o atacante Jô, o zagueiro está cotado para compor o elenco profissional ainda no Campeonato Paulista. O trio foi indicado pelo técnico Zé Agusuto e tem o aval de Tite.

Marcelo Moreno vira alvo do Corinthians




Depois de tentativas frustradas de tirar Adriano da Roma (ITA) e Luis Fabiano do Sevilla (ESP), o Corinthians traçou um novo alvo: Marcelo Moreno, boliviano de 23 anos do Shakhtar Donetsk (UCR).

Por meio de um empresário ligado ao presidente Andrés Sanchez, o clube procurou o jogador, que gostou da oferta salarial. Até a próxima quarta-feira será feita uma proposta oficial aos ucranianos.

– O Shakhtar é quem tem de entrar em negociação com o Corinthians. Com oMarcelo, o empresário já conversou e a proposta do Corinthians agradou. Mas a quem tem de agradar realmente não é o Marcelo, e sim os dirigentes do Shakhtar. A partir dessa segunda-feira acredito que as negociações vão ficar mais adiantadas. Vamos ver se ele vai ficar ou se será vendido – Mauro Martins, pai e representante do jogador, quetambém revelou interesse do Boca Juniors.

Quem tem bom trânsito no Shakhtar é o empresário Carlos Leite que, em 2007, intermediou a venda do meia Willian aos ucranianos por cerca de R$38 milhões. Este, por sinal, foi seu primeiro negócio com o Timão. O negócio foi feito em parceria de Franck Henouda, atual representante do Shakhtar no Brasil. Leite é grande amigo de Sanchez desde a época em que levou Mano Menezes ao Parque São Jorge, e chegou a participar de recentes contratações, como as do zagueiro Wallace e do atacante Willian.

Um dos membros da diretoria, sem confirmar o nome do reforço, disse ao LANCENET! que uma novidade poderia ocorrer até amanhã.

Na Ucrânia desde 2008, o jogador nunca conseguiu se adaptar. Já foi emprestado ao Werder Bremen (ALE) e também ao Wigan (ING).

Seu contrato vai até 2013 e o Shakhtar não pretende emprestá-lo. No início deste ano,quando o Cruzeiro manifestou interesse em repatriá-lo, a diretoria do clube sinalizou aceitar um acordo de 4 milhões de euros (cerca de R$ 9 milhões) por 50% de seus direitos econômicos.

Corinthians 2x0 Portuguesa



O Corinthians não teve dificuldades para vencer a Portuguesa por 2 a 0 na tarde deste domingo e largou bem Campeonato Paulista. Os gols do Timão foram marcados por Paulinho e Roberto Carlos, olímpico, ainda no primeiro tempo.

A partida foi decidida na primeira etapa, quando praticamente só o Corinthians jogou. O Alvinegro marcou o primeiro logo aos 11 com Paulinho e ampliou sua vantagem oito minutos depois, em um golaço olímpico de Roberto Carlos.

Com o placar a seu favor, o Timão passou a administrar a vantagem e quase não foi incomodado pela Lusa. No segundo tempo, o técnico Tite ainda aproveitou para testar alguns jogares que retornaram de empréstimo à equipe, casos de Edno e Morais.

Na próxima rodada, quarta-feira, o Corinthians vai a Bragança Paulista enfrentar o Bragantino, às 22hs. Já a Portuguesa, no mesmo dia, recebe o Oeste no Canindé, às 17hs.

O jogo

O Timão foi a campo com alguns desfalques. Além do lateral-direito Alessandro, que pouco treino por conta de uma catapora, o zagueiro Paulo André, que deve ocupar o lugar de William em 2011,, também não esteve em campo. Jorge Henrique, que realiza um tratamento especial para fortalecer a musculatura das coxas, foi outro que ficou de fora. Sem o atacante, o esquema com três homens de frente deu lugar a um 4-4-2, com a inclusão de Paulinho no meio de campo.

Mesmo sem jogar com todas as suas peças, o Corinthians dominou a Lusa completamente na primeira. A equipe de Parque São Jorge trocou passes com facilidade no campo de ataque e o goleiro Julio Cesar quase não teve trabalho na primeira etapa.

Logo aos 11 minutos de jogo, no primeiro chute a gol, o Timão abriu o placar. Após linha de passe, Roberto Carlos tocou para Bruno César que, de costas para o gol, na entrada da área, ajeitou para Paulinho. O volante chegou batendo de primeira, rasteiro, no cantinho, sem chances para Wéverton.

Mesmo em desvantagem no marcador, a Portuguesa continuou sem levar perigo ao gol corintiano. A equipe do Canindé errou muito passes e, quando não tinha a posse de bola, apenas assistiu o Corinthians jogar.

Assim, com tranquilidade, o Timão ampliou o placar aos 19 minutos. E com um golaço! Roberto Carlos, em cobrança de escanteio, percebeu que Wéverton estava fora do gol e bateu rápido, de trivela. A bola pegou muito efeito, passou entre as pernas de Paulinho e foi parar no fundo do gol da Lusa.

Com a vantagem ampliada, o Corinthians diminuiu o ritimo e passou a prender mais a bola. Ronaldo, capitão da equipe, pouco apareceu na primeira etapa, porém, nas oportunidades que teve fez jogadas de efeito. Além de alguns chutes perigosos, o camisa 9 aplicou dois dribles entre as pernas nos defensores da Lusa.

Aos 42, quase o terceiro gol alvinegro. Após cobrança de escanteio, Ronaldo ajeitou de cabeça para o meio e Dentinho testou firme. A bola desviou na zaga e bateu na trave direita do gol de Wéverton.

A única chance de perigo da equipe rubro-verde foi aos 24 minutos. Jucilei tropeçou na frente da área do Timão e entregou a bola no pé de Ademir Sopa. O meia da Portuguesa ficou cara a cara com Julio Cesar, mas pegou muito mal na bola e chutou para longe a chance de diminuir o placar.

Na etapa final a Portuguesa aproveitou o relaxamento da equipe corintiana e partiu para cima. Entretanto, a Lusa acabava sempre esbarrando nas más finalizações e nas boas defesas do goleiro Julio César.

Aos 20 minutos, em um lance curioso, o árbitro marcou uma infração do goleiro Julio Cesar, que ficou mais de seis segundos com a bola. Na cobrança em dois lances, Dodô mandou para longe a chance da Portuguesa encostar.

O time do Canindé também criou boa chance aos 33 minutos. Julio Cesar saiu mal e a bola acabou sobrando pra Gláuber que, de fora da área, encobriu o goleiro corintiano. Porém, Ralf salvou em cima da linha.

Com o jogo praticamente ganho, o técnico Tite aproveitou para poupar alguns jogadores e testar atletas que retornaram ao clube de empréstimo, casos de Edno e Morais.

CORINTHIANS X PORTUGUESA

Local: Pacaembu, São Paulo (SP)
Data e Hora: 16/1/2011 - 17h
Árbitro: Luiz Flavio de Oliveira
Auxiliares: David Botelho Barbosa e Maiza Teles Paiva
Renda/público: R$ 699.572,50 / 22.472 pagantes
Cartões amarelos: Danilo(COR); Paulo Sérgio(POR)
GOLS: Paulinho, 11'/1ºT (1-0);Roberto Carlos, 19'/1ºT (2-0);

CORINTHIANS: Julio Cesar; Moacir, Chicão, Leandro Castán, Roberto Carlos; Ralf, Paulinho, Jucilei, Bruno César (Morais, 38'/2ºT); Ronaldo (Edno, 29'/2ºT) e Dentinho (Danilo, 29'/2ºT). Técnico: Tite

PORTUGUESA: Wéverton; Paulo Sérgio, Mauricio, Preto Costa, Fabricio; Ferdinando, Ademir Sopa (Marcelo Cordeiro, Intervalo), Gláuber e Ivo (Luis Ricardo, 31'/2ºT); Héverton (Kempes, 31'/2ºT) e Dodô. Técnico: Sérgio Guedes

Corinthians 0x1 Deportivo Brasil

O Corinthians perdeu por 1 a 0 para o Desportivo Brasil, na noite deste domingo, na Arena Barueri, e foi eliminado da Copa São Paulo de Juniores. Foi apenas o segundo gol tomado pela equipe do técnico Zé Augusto – Júnior balançou a rede aos 32 minutos da primeira etapa, em forte chute de pé esquerdo de fora da área.

Soberano no confronto com inúmeras oportunidades desperdiçadas, o Desportivo Brasil, clube da Traffic, vai enfrentar a Ponte Preta, que eliminou o Grêmio (1 a 0), nas oitavas de final do torneio – sem data definida.

O Alvinegro teve dois gols anulados por impedimento e reclama de um pênalti não marcado no atacante Elias. Os corintianos Weslley e Willian ainda foram expulsos.

sábado, 15 de janeiro de 2011

Por você eu mudo

To com medo de você me abandonar
Passei do meu limite
Ciúme agente tem que controlar
Não fiz por mal acredite
Faz de conta que é você no meu lugar
E alguém me paquerando
Tem que ser muito frio pra agüentar
Só to tentando me explicar
Só fui pedir pra aquele cara respeitar
Tanta gente sozinha pra ele olhar
Eu juro que não quis arrumar confusão
Amor perdoa esse inseguro coração

Pra não perder você
Eu prometo agir diferente da próxima vez
Não quero estragar tudo eu sei que exagerei
Não faço mais só tenta me entender
foi dificil aceitar o olhar que aquele cara fez
Mais por você eu mudo e tudo que eu jurei
Não volto atras vou te amar em paz

Pra resumir

Esse....nosso amor improvisado
Que não tem pé, nem cabeça
E se não tomar cuidado
Pode ser que eu enlouqueça

Mas é disso que eu preciso
Totalmente sem juízo
Um amor sem regra e forma
Ele é quase proibido

Você tem lá sua vida e eu também
E a gente não faz mal pra ninguém
Até que... ás duas da manhã
Você me liga.... e liga...
E acende o que a de melhor em mim
E eu sem pensar respondo que sim
E assumo não durmo sem você aqui
Perto de mim... de mim

E pra resumir é assim que rola
Nem um de nós dois pisou na bola
Esse é o nosso jeito louco de amar....
Nem um compromisso e sem cobrança
Nada de rotina e aliança
Amor diferente veio pra ficar

quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

Dia dos namorados

Como antigamente,comprei seu presente
Bobagem se não quer saber de mim
É tipo novela,coisa de cimema
Fala serio,vc nem está aqui
Essa semana vou te procurar
12 de junho já esta pra chegar
É a ultima chance pra nós

Refrão

No dia dos namorados,você tem que se render
O meu coração está apontado pra vc
Será que meu amor foi nada?
Se for eu vou cuidar de mim
É oito ou oitenta,volta agora ou é o fim

Pode ser ou tá difícil

Quando eu te vi,notei que a gente ia se dar bem
E logo na segunda vez,já não existia mais ninguém
Mas,de repente o que acontece,sei lá o que você pensa
As vezes você me esquece por que tanta diferença?
Não quero essa insegurança, te amo tanto desde o início
Você pensa que eu sou criança, e agora pode ser ou tá difícil

REFRÃO

Porque eu te quero aqui perto do coração
Eu já me decidi, não tem mais jeito, não
Deixa eu te dizer, te amo mesmo assim
Um pouco de você, já é muito pra mim

Quando eu te vi,notei que a gente ia se dar bem
E logo na segunda vez,já não existia mais ninguém
Mas,de repente o que acontece,sei lá o que você pensa
As vezes você me esquece por que tanta diferença?
Não quero essa insegurança, te amo tanto desde o início
Você pensa que eu sou criança, e agora pode ser ou tá difícil

Eterno namorado

Tentei te esquecer
Tentei te encontrar
Nas muitas vezes que beijei
Não pude evitar todo o meu amor
É seu não vou negar
A gente sempre foi feliz
Por que fui terminar?
Entender,já tentei mas juro não consigo
Minha vida não tem mais sentido, amor
Seu lugar é aqui do meu lado
Sou seu eterno namorado

REFRÃO

Vem, vem correndo me encontrar
Alegrar meu coração com seu jeito de me amar
Por você nunca é tarde pra tentar
Viver essa emoção que mora no mesmo lugar é só você voltar

Ficante

Quer saber por que eu ando tão calado
Por que eu tenho me afastado
Tudo bem se você quer saber
Não foi legal sua atitude

A gente às vezes se ilude
Acreditei em mais e mais uma vez me dei mal
Você dizia que jamais me trocaria por alguém
Me dei mal

Eu sei você tem compromisso até aí tá tudo bem
Mas ficar com outro amigo meu
Confesso que doeu
Não sou seu namorado diga então quem sou eu

Um ficante pro fim de semana
Ou alguém que te faz bem na cama
Um amigo que é capaz de tudo pra te ver sorrir
Dessa vez você pisou na bola
Esse papo é furada, eu tô fora
E por isso de hoje em diante é cada um por si (2x)

quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

Luis Ramírez, o Cachito novo reforço corinthiano

Luis Ramírez, o Cachito, foi anunciado no início da noite desta quarta-feira como novo reforço do Corinthians. Por meio de uma nota oficial, o clube confirmou a o acordo de quatro anos com o meia peruano 26 anos que estava no Universitário (PER).

Esta será a segunda experiência internacional do atleta.

Revelado pelo Bolognesi (PER), em 2009 ele disputou a Copa Libertadores com o Libertad, do Paraguai.

O destaque no time paraguaio fez com que o técnico uruguaio Sergio Markarián o convocasse frequentemente para defender a seleção do Peru.

Luis Ramírez chega para disputar posição com Bruno César, Danilo, Everton Ribeiro e Morais. Além do peruano, o Corinthians já contratou o zagueiro Wallace, ex-Vitória, o lateral-esquerdo Fábio Santos, que estava no Grêmio, e nos próximos dias deve anunciar Willian, atacante que defendeu o Figueirense na temporada passada e já treina com o elenco no CT Dr. Joaquim Grava.


QUEM É ELE...

Nome: Luis Alberto Ramírez
Nacionalidade: peruano
Data de Nascimento: 10/11/1984 (26 anos)
Posição: meia
Altura: 1,81cm
Peso: 73 kg
Clubes anteriores: Coronel Bolognesi-PER (2003-2005), Cienciano-PER (2006), Coronel Bolognesi-PER (2006-2009), Universitário-PER (2008), Libertad-PAR (2009), Universitário-PER (2010)

Edu se despede do Corinthians e lamenta atitude de Mano Menezes




O volante Edu anunciou, em entrevista coletiva nesta quarta-feira, sua saída oficial do Corinthians. O jogador, que não constava nos planos da atual comissão técnica do Timão para 2011, assinou a rescisão com o clube na última terça-feira. Ele explicou que o presidente Andrés Sanchez lhe contou que o técnico Tite não o aproveitaria. Mas o desejo era também da diretoria. Edu recebia cerca de R$ 200 mil de salários, atrás apenas de Ronaldo e Roberto Carlos, e vinha sendo pouco aproveitado, desde o início do ano passado.

Em entrevista coletiva, Edu agradeceu o carinho da torcida e os profissionais do Corinthians, explicou por que não conseguiu atuar em um bom nível após sua volta e afirmou que não sabe se continuará no futebol.

- Venho aqui tornar público que rescindi o contrato com o Corinthians. Gostaria de fazer público meu agradecimento à entidade, que me ajudou muito, me fez muito feliz. Muito obrigado a vocês e à torcida do Corinthians, que me recebeu com muito carinho. Gostaria de agradecer ao Andrés, que me ajudou em muitas coisas também - anunciou o jogador, logo no início da coletiva.

Por que não deu certo?

"A minha preparação para a chegada não foi ideal. Estava de férias do Campeonato Espanhol, sem treinar, tive apenas dez dias para a estreia. O Mano pensou que eu não estava preparado e contratou outros jogadores. Na temporada seguinte, já mostrava não contar muito comigo"

Possível aposentadoria

"O que eu vou fazer? Ao longo dos anos, eu vinha me preparando para esse dia. Não sei se vou parar, só continuo se aparecer alguma coisa bacana. Se não aparecer, vou encerrar minha carreira. Tenho meu escritorio, com coisas pessoais, que estão andando bem. Estou feliz com essa nova fase de ficar sentado no escritorio, reuniões"

Relação com Mano Menezes

"Eu estava me sentindo uma pessoa com pouca utilidade. Minha relação com ele era ótima no começo. Depois, ficou difícil, nos falávamos muito pouco, a atenção que ele me dava era muito pouca. Ele tinha de ter mais atenção, ver se o atleta merece estar ali ou não. O treinador tem de tratar a todos da mesma maneira. Era disso que me queixava. É coisa que o treinador tem, às vezes empatia com um ou outro, não sei o que passa na cabeça desses treinadores. Logo depois fui na sala dele, me abri, me expus, até coloquei coisas que eu achei que poderia melhorar no time, ele me ouviu. No fim, demos um abraço, e acabou tudo ótimo"


"Entendo a situação do Mano. Ele sempre optava por outros atletas por razões próprias; escolhia porque era melhor fisicamente. Não tenho sentimento ruim, pelo contrário. Tenho só a agradecer, tive uma carreira maravilhosa, joguei só em times de primeira linha, cheguei onde todos querem estar, que é a Seleção Brasileira. Não tenho do que me queixar. É momento de me agradecer"

Como foi a rescisão?

"Minha rescisão com o Andrés é de dar risada. Sentei na mesa com ele e não durou dois minutos. Tem um valor, ele abre mão de uma parte, eu abro mão de outra. Depois, ficamos duas horas conversando sobre outras coisas"

De quem foi a iniciativa?

"O Corinthians que entrou em contato comigo, o próprio Andrés. Como tenho tanta intimidade ele, disse que ia lá, batia um papo. Isso foi nesta terça-feira. Ele disse que foi opção do Tite, que não iria me utilizar. Respeitei e foi tudo ótimo, sem problema nenhum e sem ressentimentos"

Quem você prefere? Edu ou Luis Ramírez (meia peruano, novo reforço do clube)?


"Ele é um jogador que tem 26 anos. Tem uma força física boa, os peruanos normalmente correm bem. A decisão já foi tomada, espero que tenha sido tomada da maneira correta. Todos sabem do carinho que tenho pela entidade. Espero que ele (Ramírez) venha e venha para suprir qualquer tipo de ausência. Com certeza ele será mais útil do que eu vinha sendo aqui. Isso já é positivo"

Fábio Santos é o novo reforço do Corinthians



O Corinthians acertou, nesta quarta-feira, a contratação do lateral-esquerdo Fábio Santos, que atuou no Grêmio durante a temporada passada. O atleta estava sem contrato e era pretendido pela Lazio (ITA). Sem o acerto com o clube italiano, Fábio Santos se torna o quarto reforço do Corinthians para 2011.

Pelo Twitter, o empresário do jogador já havia anunciado nesta terça-feira que teria novidades sobre a contratação de um de seus jogadores. Na quarta-feira, o Corinthians anunciou a contratação do lateral, que assinará contrato de um ano. A transferência não teve custos para o Corinthians. O jogador, cujo contrato com o Grêmio já estava encerrado, é o quarto reforço do Timão para a próxima temporada, e se junta a Wallace, Willian e Luis Ramírez, também contratados recentemente.

A contratação é surpreendente, pois, no dia 15 de dezembro de 2010, o presidente Andrés Sanchez havia descartado uma possível negociação com o jogador.


Para o setor da lateral esquerda, o Corinthians já conta com Roberto Carlos e Marcelo Oliveira no atual elenco, além de Éverton Ribeiro, que já atuou na posição. Fábio Santos deve chegar para ser reserva imediato do antigo lateral da Seleção Brasileira.

Para esta quinta-feira, Gilmar Rinaldi, que também representa o atacante Adriano, da Roma (ITA), promete mais novidades. Por meio de seu Twitter, Gilmar comentou o acerto de Fábio Santos com o Corinthians.

- Como falei ontem (terça-feira) à noite, Fábio Santos fez exames médicos no Corinthians agora pela manhã, essa é a primeira novidade. Amanhã (quinta-feira) tem mais.

Quem é ele...

Nome: Fábio Santos Romeu
Data de Nascimento: 16/9/1985 (25 anos)
Naturalidade: São Paulo (SP)
Altura: 179 cm
Peso: 76 kg
Clubes: São Paulo, Kashima Antlers (JAP), Cruzeiro, Monaco (FRA), Santos e Grêmio