LEALDADE HUMILDADE PROCEDIMENTO

Minha foto
São Paulo, Mooca - SP, Brazil
Rodrigo Freitas - rodrigo_adefreitas@hotmail.com

quarta-feira, 27 de abril de 2011

Rosinei do América-MEX pode se naturalizar mexicano



Rosinei defende o América-MEX e enfrentará o Santos nesta quarta-feira, pela Copa Santander Libertadores. Adaptado ao futebol mexicano ele revelou ter recebido proposta da federação mexicana para se naturalizar e defender a seleção do país.

No América há dois anos, ele diz estar adaptado ao futebol local e tem o apoio de sua torcida. Rosinei deixou a decisão para o futuro, mas confirmou que a Federação Mexicana de Futebol lhe fez o convite.

- Surgiu esse comentário (de se naturalizar). As pessoas têm carinho por mim, por isso estou feliz. O torcedor do América me respeita, mas o futuro a Deus pertence. Não sabemos o dia de amanhã, não posso falar nada, mas me fizeram essa proposta e se acontecer todos vão ficar sabendo.

O América comprou os direitos econômicos de Rosinei em definitivo e cogita ficar por lá há um bom tempo. Titular absoluto, diz estar jogando lá na mesma função que jogava no Corinthians. Ele ainda não sabe se defenderá a seleção mexicana, mas demonstra muita felicidade em jogar por lá.

- Estou feliz, jogando, a minha família também, me compraram em definitivo e espero cumprir o meu contrato. Jogo como volante, às vezes como meia, depende do jogo. Mas somos um time ofensivo e estou feliz.

terça-feira, 26 de abril de 2011

Seedorf: Ronaldo diz que Fla pode atravessar Timão



O interesse e a negociação do Corinthians com Seedorf, do Milian (ITA), ganhou um concorrente. De acordo com Ronaldo Fenômeno, o Flamengo também está em busca do jogador, de 35 anos, um dos destaques da equipe milanesa no atual campeonato italiano.

- O que eu fiz foi só aproximar o jogador do Corinthians. Ele está bem tentado a curtir essa aventura. Na situação do Seedorf, pela idade que está, o mais importante é a vontade do jogador. O contrato dele acaba no final do Campeonato Italiano e ele fica livre de vínculo com o Milan. Acho que foi feita a proposta, mas não sei. Parece que o Flamengo também entrou no negócio - afirmou o ex-jogador, em entrevista ao programa Bem Amigos, do canal SporTV.

Ronaldo aproveitou para explicar a negociação entre Adriano e o Timão. Segundo ele, sua participação foi apenas na aproximação do Imperador com o presidente Andrés Sanchez.

- Não conversei com ele sobre isso (acertar com a empresa 9ine), de fazer um contrato formal, mas logicamente que vou ajudar. É um grande amigo meu. Quando nos falamos, ele estava bem triste, bem magoado. (Antes da transferência para o Corinthians) A primeira coisa que perguntei era se ele queria ser ajudado, se queria dar a volta por cima. Ele disse que sim. O primeiro passo é ele voltar a jogar e a fazer gol. O resto vai se encaminhar. Eu falei para ele: “A sua volta por cima só vai dar uma volta um pouquinho mais longa”. Eu acredito nele e vou ajudá-lo. Ele quer dar a volta por cima - afirmou.

Willian, do Timão, desperta interesse do Genoa, diz jornal italiano



O atacante Willian mal chegou ao Corinthians, mas já desfruta da exposição na mídia que o clube desperta. Prova disso que, mesmo não sendo titular, já desperta interesse do Genoa da Itália. Pelo menos, é o que noticia o jornal Corriere Mercantile, repercutida em diversos outros veículos especializados em transferência de jogadores.

De acordo com a sequência de publicações do periódico, Willian custaria ao clube italiano apenas 250 mil euros (cerca de R$ 570 mil). O jornal ainda lembra que Zé Love, do Santos, será jogador do Genoa na próxima janela de transferência internacional.

Natural de Três Fronteiras, cidade do interior de São Paulo, o atacante iniciou sua carreira no Guarani e passou por Vila Nova e Atlético-PR, antes de atuar pelo Figueirense, onde se destacou e despertou o interesse do Corinthians.

O banco BMG adquiriu 50% dos direitos econômicos do atleta. Em uma futura negociação de venda, o Corinthians terá direito a 15% do lucro, segundo o presidente Andrés Sanchez.

domingo, 24 de abril de 2011

XV de Piracicaba, Guarani e Comercial: Grandes do interior voltam à elite do Campeonato Paulista







Três tradicionais clubes do interior estão de volta à elite do futebol paulista. Comercial, Guarani e XV de Piracicaba garantiram, neste domingo, o acesso à Série A1 do Paulistão.

Para as torcidas do Bugre e do Bafo a alegria é ainda maior, já que neste ano ambos comemoram cem anos de fundação.


Rebaixado em 2009, o Guarani confirmou o retorno à A1 ao vencer o Rio Preto, no Brinco de Ouro, por 4 a 2. O resultado também garantiu o acesso do Comercial, que venceu o São José, no sábado, e não pode mais ser ultrapassado.


A volta do XV de Piracicaba à elite também foi conquistada com uma goleada. O Nhô Quim, que não disputa a primeira divisão há 15 anos, bateu o Monte Azul, fora de casa, por 4 a 1.


Com o retorno destes tradicionais times paulistas, em 2012 o Paulistão terá de volta alguns dos maiores clássicos do interior. Além do encontro entre Guarani e Ponte Preta, haverá o Come-Fogo, como é conhecido o dérbi de Ribeirão Preto, entre Botafogo e Comercial.

Agora resta apenas uma vaga para o acesso. O Catanduvense, vice-líder do Grupo 1, com oito pontos, é quem está mais próximo dela. A equipe precisa apenas de um empate, em casa, diante do lanterna Monte Azul para subir.

O Atlético Sorocaba, terceiro colocado também tem chances. O Galo terá que vencer o XV, em Piracicaba, e torcer para que o Monte Azul ganhe do Catanduvense. Assim, os três times terminariam com oito pontos e a vaga seria definida no saldo de gols, que no momento é favorável ao Atlético.

Apesar da possibilidade ser remota, o Monte Azul ainda pode subir. O Azulão tem que golear o Catanduvense e torcer por uma derrota do Atlético de Sorocaba.


Briga pelo título
Apesar de já terem garantido a volta à elite, a Série A2 ainda não acabou para as três equipes que subiram. Isso porque os primeiros de cada chave decidem o título da competição em partida única no estádio do time que fizer a melhor campanha nesta fase.

sábado, 23 de abril de 2011

Corinthians 2x1 Oeste



Poderia ter sido tranquilo, mas foi do jeito que a Fiel mais gosta: no sufoco. No dia de São Jorge, padroeiro do Timão, não poderia haver vitória mais corintiana. No sofrimento, o Corinthians derrotou o Oeste por 2 a 1, neste sábado, no Pacaembu, e garantiu vaga nas semifinais do Paulistão.

Apesar de ter jogado muito melhor, o Timão não teve vida fácil contra a equipe de Itápolis. Após abrir o placar no começo do jogo com Liedson, o time de Parque São Jorge sofreu o empate nos acréscimos do primeiro tempo. Depois do susto, no segundo tempo o Alvinegro pressionou, cansou de desperdiçar chances e depois de muito insistir conseguiu a vitória com um golaço de Willian, que entrou na etapa final no lugar de Dentinho, lesionado.

Agora, o Corinthians aguarda o vencedor do duelo entre Palmeiras e Mirassol para saber quem irá enfrentar no próximo final de semana, pela semifinal do Paulistão.

O JOGO

Mesmo com o Pacaembu recebendo um bom público, o Oeste não se intimidou e começou o jogo assustando o Corinthians. O time de Itápolis partiu para cima nos primeiros minutos de jogo e, aos 3, após cruzamento na área, a bola passou por todo mundo e quase surpreendeu o goleiro Julio César, que saltou e fez boa defesa.

Após o susto, o Timão acordou e passou a dominar a partida. O Alvinegro trocava passes rápidos e explorava a velocidade de seu trio ofensivo, formado por Dentinho, Jorge Henrique e Liedson.

Depois de ficar um bom tempo na reserva, Bruno César voltou a equipe e apresentou um bom futebol. Jogando próximo aos homens de frente, o meia municiou bem o ataque corintiano e organizou as principais jogadas ofensivas do Timão.

Tendo maior posse de bola e pressionando o Oeste, o Corinthians não demorou a abrir o placar. Aos 9 minutos, após linda troca de passes no meio de campo, Liedson recebeu ótimo passe de Paulinho, ficou frente a frente com Fábio e, com frieza, marcou o primeiro gol alvinegro.

Se a Fiel já cantava alto com o marcador zerado, com o gol do Levezinho a festa no Pacaembu ficou ainda maior. Aproveitando o apoio da torcida, o Corinthians continuou no ataque e teve diversas chances de marcar o segundo. Na melhor delas, aos 27 minutos, Dentinho se enrolou com a bola dentro área e Liedson ficou com o rebote. O camisa 9 driblou o goleiro Fábio e rolou para Bruno César, que chegou batendo. Porém, a zaga do Oeste foi precisa e salvou em cima da linha.

O jogo parecia sob controle. O Timão tinha maior posse de bola, levava perigo à defesa adversária e o goleiro Julio César quase não precisava trabalhar. Entretanto, nos acréscimos do primeiro tempo, o time sofreu um duro castigo pelas chances perdidas.

Aos 46 minutos de jogo, Julio César cobrou tiro de meta, a zaga do Oeste rebateu e a bola sobrou para Fábio Santos que, de longe, chutou cruzado. O golerio alvinegro não conseguiu alcançar a bola e, assim, o Rubrão foi para o intervalo em igualdade no placar.

Diferente do que poderia se imaginar, o empate não abalou o Corinthians. Após o intervalo, o time voltou voando para o segundo tempo e imprimiu um ritmo alucinante ao jogo.

O Oeste não conseguia sequer respirar. Com Bruno César, Jorge Henrique, Alessandro, Liedson e Willian, que entrou no lugar de Dentinho, contundido, o Timão fez uma blitz em busca do segundo gol e, assim como no primeiro tempo, continuou pecando nas finalizações.

Dos sete aos quinze minutos, o Corinthians desperdiçou, no mínimo, cinco chances claras de passar à frente no marcador. Mas, depois de muito insistir, aos 19 minutos, finalmente o segundo do Timão saiu. E com um golaço ! Willian aplicou um "drible da vaca" em Paulo Miranda, invadiu a área e mandou no ângulo, marcando um lindo gol para delírio da torcida corintiana.

A vantagem deu mais tranquilidade ao Alvinegro, que diminuiu a pressão, mas mesmo assim continuou criando chances. O Oeste, por sua vez, passou a sair mais para o ataque e precisando de um gol, Luis Carlos Martins, técnico da equipe, colocou mais dois atacantes em campo. Reinaldo entrou no lugar de Dedé e Márcio Passos deu lugar à Mazinho.

Porém as substituições não surtiram efeito. O Corinthians seguiu melhor, desperdiçando chances, e o placar continuou o mesmo até o final.

O Corinthians volta a campo no próximo final de semana, quando encara o vencedor do confronto entre Palmeiras e Mirassol, pela semifinal do Paulistão, em dia e horário ainda não definidos.

FICHA TÉCNICA
CORINTHIANS 2 x 1 OESTE

Estádio: Pacaembu, São Paulo (SP)
Data/hora: 23/4/2011 - 18h30
Árbitro: Salvio Spinola Fagundes Filho
Auxiliares: Emerson Augusto de Carvalho e Anderson Jose de Moraes Coelho
Público e renda: 28.025 pagantes / R$ 932.511,00
Cartões Amarelos: Jorge Henrique (COR); Fábio Santos, Adriano, Marino (OES)
Gols: Liedson, 9'/1ºT (1-0); Fábio Santos, 46'/1ºT (1-1); Willian, 19/2ºT (2-1)

CORINTHIANS: Julio César, Alessandro, Chicão, Leandro Castán e Fábio Santos; Ralf, Paulinho e Bruno César (Morais, 37'/2ºT); Jorge Henrique (Danilo, 37'/2ºT), Dentinho (Willian, 6'/2ºT) e Liedson. Técnico: Tite.

OESTE: Fábio, Adriano, Cris e Paulo Miranda; Dedê (Reinaldo, 26'/2ºT), Márcio Passos (Mazinho, 26'/2ºT), Dionísio, Roger, Fernandinho e Marino; Fábio Santos (Alex Willian, 38'/2ºT). Técnico: Luiz Carlos Martins.

Corintianos exibem faixa em apoio a Adriano




Em fase de recuperação no Rio de Janeiro após operação no pé esquerdo, realizada na última terça-feira, Adriano foi lembrado pelos torcedores do Corinthians no Pacaembu, neste sábado. Com a faixa "Força Adriano, Timão é superção", a Fiel mostrou toda o seu carinho pelo Imperador

Paraná é rebaixado no Paranaense








O Paraná Clube viveu neste sábado o dia mais vergonhoso de sua história, iniciada em 1989. Com um empate por 2 a 2 com o Arapongas, em plena Vila Capanema, o Tricolor foi rebaixado para a Divisão de Acesso do Campeonato Paranaense.

Com o ponto ganho na partida, o Paraná soma 20 ao longo de toda a competição e já não tem chances matemáticas de alcançar os rivais que lutavam contra a queda de divisão. E apenas cumprirá tabela na última rodada, no jogo de rebaixados contra o Cascavel, fora de casa.

Já o Arapongas, que não tem nada a ver com o drama tricolor, torce contra o Cianorte, que neste domingo recebe o próprio Cascavel, para seguir na briga por uma vaga na final do título do interior.

Primeiro tempo emocionante com virada tricolor


O Paraná até tentou tomar a iniciativa no início da partida, e até reclamou de um suposto pênalti em Léo, aos cinco minutos.

Mas foi o Arapongas quem abriu o placar, ainda no começo do jogo. Em rápido contra-ataque, Luciano cruzou para Wellington cabecear no canto, sem chances para Thiago Rodrigues.

O resultado rebaixava o Tricolor, que partiu para o abafa de forma desordenada. E ganhou um pênalti de presente de Heber Roberto Lopes. Léo arrancou com a bola e foi derrubado por Gustavo, a um passo da área. Longe do lance, o árbitro assinalou a penalidade máxima.

O mesmo Léo bateu com categoria, rasteiro, no canto esquerdo de Danilo, que pulou para o outro lado, aos 20 minutos. Douglas Packer desperdiçou boa chance aos 22, batendo sem força falta frontal à área.

O Tricolor levou um susto aos 24 minutos, em cabeçada de Rogerinho que deu muito trabalho para Thiago Rodrigues, que fez boa defesa. Sete minutos depois, Luiz Camargo fez pênalti. Mas Thiago Rodrigues brilhou ao defender a boa cobrança de Wellington, mantendo o Tricolor vivo no campeonato.

Se o Arapongas desperdiçou sua melhor chance, o Paraná soube aproveitar a que teve a seu favor.

A pressão tricolor deu resultado aos 41 minutos, quando Diego cruzou a meia altura e Léo bateu de primeira, sem chances para o goleiro.

Virada no marcador importantíssima para manter o time da Vila Capanema com chances de permanecer na elite do futebol estadual com os demais resultados da rodada até então.

Empate do Arapongas e desespero do rebaixado Paraná


Após o intervalo, o Paraná logo teve uma chance de definir a vitória. Aos oito minutos, Diego invadiu a área, passou por dois zagueiros e bateu forte, para defesa de Danilo. Dois minutos depois foi a vez de Lima, em chute de longe, exigir mais uma defesa do goleiro araponguense.

Aos 13, Luciano cabeceou no canto e Thiago Rodrigues fez mais uma boa defesa. Taianan então chutou de muito longe e só não acertou o ângulo porque Danilo pulou bem e espalmou. Aos 18, novamente foi a vez de Thiago Rodrigues salvar o Tricolor, em chute cruzado de Wellington, após bate rebate na área. Seis minutos depois, Val Ceará pegou sobra e bateu por cima do gol, rente ao travessão.

Aos 33 minutos, Lima bateu, Danilo defendeu e no rebote, com o gol aberto, Diego bateu para longe, desperdiçando excelente chance. Cinco minutos depois, Thiago Rodrigues trocou o papel de herói pelo de vilão. O goleiro não segurou cruzamento fraco e permitiu a George completar para o gol, embaixo da trave.

No desespero, o Tricolor ainda tentou desempatar, mas só criou uma chance, nos acréscimos, e caiu para a Divisão de Acesso do Campeonato Paranaense.

quinta-feira, 21 de abril de 2011

Globo dá a Timão status especial

O Corinthians colocou no seu contrato de venda dos direitos de imagem para os Campeonatos Brasileiros de 2012 a 2015 com a TV Globo uma cláusula de que não pode receber menos do que nenhum outro clube brasileiro e igual apenas ao Flamengo.

A cláusula faz parte da estratégia do presidente Andrés Sánchez de fixar o clube dentro de um grupo mais restrito dos maiores do país. O Corinthians foi o primeiro clube a romper com o Clube dos 13 e um dos primeiros a negociar com a Globo.

Weldinho assina com o Timão até junho de 2015




Weldinho, de 20 anos, é o mais recente reforço do Corinthians para o Campeonato Brasileiro. O lateral-direito assinou contrato na tarde desta quinta-feira. Seu vínculo termina em junho de 2015.

O jogador se destacou durante este Paulistão e chamou a atenção não apenas do Timão. O Internacional também fez uma proposta oficial pelo atleta. Mesmo assim, a diretoria do clube de Jundiaí avaliou a oferta corintiana como a mais vantajosa.a negociação foi concretizada por cerca de R$ 900 mil.

A contratação de um lateral-direito chega em boa hora ao Corinthians. Sem um reserva imediato para Alessandro, Tite tem alternado a utilização de Moradei e Moacir - volantes de origem - quando precisa de um substituto para o habitual camisa 2.

quarta-feira, 20 de abril de 2011

Juventus completa 87 anos sem motivos para festejar







O Clube Atlético Juventus, um dos times mais tradicionais de São Paulo, completa nesta quarta 87 anos de vida. Porém, sem motivos para comemorar, principalmente após a eliminação na primeira fase na Série A3 do Campeonato Paulista.

No início do ano, a direção fechou uma parceria com a empresa Planivest e entregou o comando do futebol a Paulo Sérgio, campeão mundial com a Seleção em 94. Mas os resultados não vieram e o time terminou a competição na quinta posição do Grupo 2, permanecendo na penúltima divisão do estado.

Após a campanha fracassada, o dirigente deixou o cargo. Mesmo assim, o acordo com a empresa, que vai até janeiro do ano que vem, deve seguir, com menos investimento.

– Estamos conversando, vamos analisar. O contrato vai até janeiro. Como o objetivo do acesso não foi alcançado, vamos deixar a diretoria do clube à vontade para decidir. Mas deve seguir a parceria disse Paulo Lofreta, presidente da Planivest.
– A nossa ideia é que a parceria siga, o contrato vai até janeiro. Vamos disputar a Copa Paulista, alguns atletas da parceira devem permanecer no elenco – falou Ivan Altipov, assessor da presidência do Juventus.

Caso a parceria continue, a empresa terá de montar o time para a disputa da Copa Paulista, já que todos os contratos foram rescindidos ao término da A3. Foi justamente nessa competição, em 2007, que o Moleque Travesso conseguiu seu último momento de glória, com o título contra o Linense. Desde então, foram várias eliminações e rebaixamentos em sequência (veja abaixo).

No fim do ano, haverá eleição para presidente no Juventus e, com ela, também vem a esperança por dias melhores no clube. Por enquanto, para se comemorar, só o amor da torcida que, mesmo com os seguidos fracassos, segue apoiando o time.


Queda sem fim

2008
Após o título da Copa FPF de 2007, o Juventus foi rebaixado para a Série A2 do Paulistão no ano seguinte.

2009
Em 2009, mais um queda. A equipe terminou a Série A2 do Paulista na 17 posição e foi rebaixado para a Série A3 pela primeira vez em sua história.

2010
No ano seguinte, o time passou para a segunda fase da Série A3, mas ficou em último no grupo e foi eliminado. No segundo semestre, nem sequer passou para a primeira fase da Copa Paulista.

2011
Neste ano, terminou na quinta colocação no Grupo 2 da Série A3 e não se classificou para a próxima fase. Agora, deverá disputar a Copa Paulista.


Com a Palavra

Fabricio Crepaldi, repórter do LANCENET!:

"A cada ano, as pessoas que passam pelo comando do Juventus vão deixando a situação pior. Isso porque a maioria delas está mais interessada em cuidar do clube social.

Neste ano, o futebol foi totalmente entregue à parceira e de nada adiantou. Acompanho os jogos do Juventus há 15 anos e esse foi um dos piores times (se não o pior) que vi.

Para o Juventus se recuperar, falta ter alguém no comando que goste de verdade e queira vê-lo realmente crescer."



Wellington Paulista lamenta situação do Juventus:

O atacante Wellington Paulista foi a última grande revelação do Juventus. Após fazer bom Paulistão pelo clube em 2006, foi contratado pelo Santos. Hoje no Palmeiras, ele lamenta a situação do Moleque Travesso.

– Vejo com tristeza, sempre joguei a Série A1 pelo Juventus e dando trabalho aos grandes. Continuo torcendo de coração, espero que possa subir de novo e voltar a onde deveria estar
O jogador não encontra explicação para o momento que o clube atravessa e espera por uma atitude dos dirigentes:

– Não sei e queria saber por que está assim, o que acontece, pelo carinho que tenho pelo Juventus. Espero que os dirigentes tomem uma posição para colocar o clube de volta onde deveria estar.

terça-feira, 19 de abril de 2011

Após lesão de Adriano, diretor do Corinthians diz: 'Vamos nos mexer'



A grave lesão de Adriano, que vai afastá-lo dos gramados por cinco meses, terá como consequência a busca por um atacante de área, que não fazia mais parte das prioridades da diretoria do Corinthians.

O diretor-adjunto de futebol do Timão, Duílio Monteiro Alves, lamentou a fatalidade do Imperador e confirmou a necessidade de se buscar um substituto.

- É uma notícia triste, ele fazia um treino físico e sentiu. Eu conversei com ele (Adriano). Ele ficou muito chateado, estava animado com os treinos, estava treinando forte para voltar na estreia do Campeonato Brasileiro. Estamos todos tristes. Vamos cuidar dele, o Corinthians está do lado do Adriano. Vamos de fazer de tudo para ele voltar o mais rápido possível - afirmou.

- Não dá para ficar sem (substituto). Estamos conversando para ver que caminho vamos buscar. Com certeza, vamos nos mexer - completou o dirigente, em entrevista à Rádio Bandeirantes.

WELDINHO

Duílio Monteiro Alves confirmou a contratação do lateral-direito Weldinho, que se destacou pelo Paulista de Jundiaí no Campeonato Paulista deste ano.

- Praticamente fechamos com ele. Amanhã (quarta-feira) ele deve fazer exames e nos próximos dias vamos anunciá-lo - afirmou.

ALEX, DO SPARTAK (RUS)

O dirigente corintiano voltou a falar sobre Alex, do Spartak de Moscou.

- Existe uma possibilidade, temos conversado um bom tempo com o Spartak. Estamos sentindo dificuldade e nos próximos dias vamos fazer uma proposta oficial. Por enquanto, nada mais do que isso - finalizou Duílio.

Com traumas em 2011, Pacaembu causa insegurança ao Corinthians

A partida contra o Oeste, neste sábado, pode fazer o Corinthians resgatar a confiança no Pacaembu, que vinha sendo a principal arma da equipe nos últimos anos.

Em relação a 2010, os números em casa neste ano sofreram queda: o aproveitamento foi de 84,9% para 69,69% e a média de público caiu em mais de dez mil pagantes.

O receio para a atual fase do Paulistão, mesmo contra uma equipe de menor expressão no Pacaembu, dá-se pelos "traumas" de 2011. O primeiro fracasso foi no mata-mata diante do Tolima (COL), na primeira fase da Libertadores. O empate por 0 a 0 no Pacaembu foi decepcionante e facilitou a eliminação da equipe em Ibagué, no duelo de volta.

Na ocasião, o jogo em casa contra os colombianos foi precedido por um empate por 1 a 1 com o Noroeste, que mexeu com a confiança do grupo.

Já na atual fase, dois tropeços tiram o sono de Tite e Cia.: as derrotas por 1 a 0 para a Ponte Preta e depois por 2 a 1 para o São Caetano, no último duelo no estádio pela 1 fase.

– Estamos sofrendo dificuldade em casa. A Ponte Preta ganhou, o São Caetano...Contra o Oeste (vitória por 3 a 0), tivemos dificuldade até fazer o primeiro gol. Então vamos igualar na vontade e na marcação, porque uma hora a técnica vai prevalecer. Temos tudo para passar de fase – afirmou o lateral Alessandro.

Abaixo dos 30 mil pagantes

Com média de 15.288 pagantes, o Corinthians ainda não teve público superior a 30 mil no Pacaembu nesta temporada. A última vez em que isso ocorreu foi na vitória por 2 a 0 sobre o Vasco, em 28 de novembro, quando a equipe brigava pelo título brasileiro. O confronto teve 33.487 pagantes.

Já nesta temporada, o maior público foi os 26.536 contra o Tolima.

– O emocional vai fazer diferença neste confronto de 90 minutos. A torcida, que sempre apoia nos momentos difíceis, vai ser o 12 jogador. O atleta precisa sentir esse apoio – afirmou o técnico Tite.

Fracasso do ano: empate com o Tolima (COL)

No jogo mais importante deste ano, o Corinthians decepcionou no Pacaembu. A equipe, favorita ante os colombianos na primeira fase da Copa Libertadores, apresentou um futebol sem brilho e não conseguiu sair do zero.

Se a arbitragem não tivesse anulado um gol legal do rival, o fiasco seria maior. O duelo teve o maior público do ano em casa: 26.536 pagantes. Na volta, a derrota por 2 a 0 na Colômbia ocasionou a eliminação.

PACAEMBU 2010*

25 VITÓRIAS
4 EMPATES
2 DERROTAS
APROVEITAMENTO: 84,9%

- MÉDIA DE PÚBLICO: 25.944 PAGANTES

PACAEMBU 2011*

7 VITÓRIAS
2 EMPATES
2 DERROTAS
APROVEITAMENTO: 69,69%

- MÉDIA DE PÚBLICO: 15.288 PAGANTES

*Corinthians mandante

Em programa, Ganso derrapa ao falar do Corinthians

Camisa 10 do Santos na partida desta quarta-feira contra o Deportivo Táchira (VEN), pela Copa Santander Libertadores, Ganso ainda tenta fugir quando é questionado sobre o Corinthians.

Em vídeo exibido no domingo no programa “Pânico na TV”, da Rede TV, o humorista Wellington Muniz (conhecido como Ceará) indaga o jogador no desembarque do elenco no aeroporto de Guarulhos, na sexta: “Você vai para o Corinthians?”

– Não, ainda não – respondeu o meia, cercado por jornalistas enquanto seguia para o ônibus.

Na sequência, o humorista brincou perguntando se ele já tinha assinado contrato com o Timão e só estava esperando o fim da Libertadores.

– Não tem contrato, não tem nada. Sou jogador do Santos – disse.

Como o LANCENET! revelou no dia 12 de abril, o craque aceitou a proposta do Corinthians – salários e todas as bases – e garantiu que brigaria para deixar o Santos após a participação na competição sul-americana.

O “sim” ao Timão foi dado em uma reunião na sede da 9ine na presença de Ronaldo, o presidente corintiano Andrés Sanchez, que é um dos conselheiros da agência de marketing, representantes da DIS – empresa que gerencia a carreira do meia – e empresários que participam do negócio. A DIS pretende pagar a parte que cabe ao Santos da multa rescisória para o mercado nacional e colocá-lo no rival no Brasileirão.

segunda-feira, 18 de abril de 2011

Diretor dá 45 dias para início das obras do Fielzão



O futuro estádio do Corinthians, que representará a cidade de São Paulo na Copa do Mundo de 2014, teve o início de suas obras adiado mais uma vez. Entretanto, o começo da construção já tem um novo prazo estipulado pela diretoria corintiana.

- Já podemos estabelecer um prazo. Não podemos prever exatamente, mas como faltam apenas alguns certificados, acredito que entre 20 dias e um mês e meio as obras devem começar - declarou Luís Paulo Rosenberg, diretor de marketing do Corinthians, em evento que marcou a união do Palmeiras ao Timão no projeto Jogando pelo Meio Ambiente, realizado na manhã desta segunda-feira, no estádio do Pacaembu.

Mesmo com o otimismo e o novo prazo para o início da construção, a diretoria corintiana já admitiu que a arena, que será construída na região de Itaquera, em São Paulo, não estará pronta para utilização a tempo da Copa das Confederações, que acontece em 2013, um ano antes da Copa do Mundo.

Nesta segunda-feira, em evento no Palácio dos Bandeirantes, o prefeito Gilberto Kassab e o governador Geraldo Alckimin, que lideram o Comitê Paulista para a Copa do Mundo de 2014, anunciaram os investimentos de quase R$ 500 milhões em infraestrutura em Itaquera, na Zona Leste de São Paulo, para a realização do estádio corintiano.

Para o prefeito de São Paulo, não existem razões para preocupação em relação à demora pela construção da arena. Já o governador Geraldo Alckmin fez questão de enaltecer os benefícios das obras de infraestrutura, que devem trazer melhorias para toda a região e não só para o Fielzão.

domingo, 17 de abril de 2011

Santo André 0x2 Corinthians



Se o time titular não vinha mostrando um bom futebol, o "mistão" alvinegro, ao menos, apresentou o mesmo estilo de jogo eficiente, mas longe de empolgar o corintiano. Com uma equipe recheada de reservas, Corinthians venceu o Santo André por 2 a 0, jogando no estádio Bruno José Daniel, no ABC paulista, na tarde deste domingo, e se despede da primeira fase do Campeonato Paulista com vitória.

Os gols foram marcados por dois reservas de Tite: Paulo André e Edno. Com o resultado, o Corinthians chega aos 38 pontos, e mantém a terceira colocação. O Santos, que venceu o Paulista por 3 a 0 e tem os mesmos 38 pontos do rival, não passa o Timão por causa do critério de saldo de gols (20 contra 21 do Corinthians).

O próximo adversário do Corinthians nas quartas de final do Paulista será o Oeste, que terminou a primeira fase na 6ª colocação. O Alvinegro paulista tem a vantagem do mando de campo, em partida única, mas não a vantagem do empate. Na primeira fase, o confronto entre as duas equipes acabou em 3 a 0 para o Timão, em jogo disputado no Pacaembu, pela 15ª rodada.


O Ramalhão, por outro lado, termina a primeira fase do Campeonato Paulista na lanterna, com 15 pontos. A equipe do ABC, rebaixada para a série A2 desde a última rodada, agora volta as atenções para o duelo com o Verdão pela Copa do Brasil, na próxima quinta-feira, no Pacaembu. O jogo de ida, na última quarta-feira, terminou em 2 a 1 para o Palmeiras, no ABC. Agora, o Ramalhão precisa vencer por pelo menos dois gols de diferença para chegar às quartas de finais da competição continental. O empate dá a vaga ao Palmeiras; uma vitória simples dos andreenses por 1 a 0 também, pelo critério dos gols fora de casa (o Verdão fez 2 no ABC).

Como o Timão entrou em campo com uma equipe recheada de jogadores reservas, os "novos titulares" tiveram a oportunidade de mostrar a Tite que podem se firmar no time. O primeiro a mostrar serviço foi Edno. Mas o lance não saiu do jeito que o atacante gostaria: aos 16 minutos, após boa troca de passes entre Danilo e Ramírez, o camisa 9 ficou na cara de Neneca e viu boa defesa do goleiro adversário.

E o Timão estava animado! Sufocando o Santo André no campo de defesa, o Corinthians não dava chances para ser surpreendido por uma equipe já rebaixada. Danilo, outro reserva a ganhar oportunidade neste domingo, também queria jogar bem sob os olhos de Tite. Bruno César, seu companheiro na armação, por pelo menos duas vezes assustou o gol do Ramalhão, seu ex-time, com perigosos chutes de longe.


Mas a estrela que brilhou mesmo foi de Paulo André, recuperado de lesão no joelho esquerdo e voltando ao time depois de 196 dias afastado. O zagueiro foi oportunista ao aproveitar cruzamento de Willian na esquerda e, de cabeça, mandar no contrapé de Neneca, aos 21 minutos da primeira etapa.

O gol deu tranquilidade ao Timão, mas acendeu a inquietude do Ramalhão, que perdeu a timidez e se lançou ao campo de ataque. Aos 34 minutos, um pênalti poderia ser marcado em Rychely, após contato de Moradei, mas o lance exigia interpretação do árbitro, e Aurélio Sant'anna Martins não marcou.

Para a segunda etapa, o Corinthians voltou ainda mais empolgado, mas faltava maior capricho no passe final. Bruno César, por exemplo, deu bom passe para Marcelo Oliveira, mas não forte o suficiente para que o lateral-esquerdo, outro "reserva" em campo, ganhasse a dividida com Iran. Em seguida, Ramírez fez boa jogada e Edno dominou de canela, para desespero de Tite e da torcida corintiana que compareceu em peso no ABC.

1 a 0? Placar magro. O Corinthians queria mais. A superioridade era tão latente que realizou até uma blitz com seis homens rondando a zaga andreense, aos 17 minutos. Depois de muita troca de passes, Danilo foi o responsável por furar a muralha adversária ao dar um corte no marcador e servir Willian, mas o camisa 7 não conseguiu a finalização.

Mas quando teve a bola limpa para arriscar o arremate, Willian não fez feio. Aos 27, o atacante, que vinha sendo titular com Tite, dividiu com a zaga e chutou com efeito, à esquerda da trave de Neneca.

Mas os donos da casa, diante de tamanha superioridade corintiana, não tinham "sangue de barata". Depois de ver, em menos de uma semana, ser consumado o rebaixamento para a série A2 e uma derrota em casa para o Palmeiras na Copa do Brasil, o Santo André intensificou as tentativas para marcar o gol de empate. Aos 18 minutos da etapa final, Aloísio recebeu na área e chutou torto. Seis minutos depois, foi a vez do ex-corintiano Anderson quase marcar de cabeça. Por fim, aos 39 minutos, Célio Codó tocou com estilo e tirou tinta da trave de Rafael Santos.

Para os poucos torcedores do Santo André presentes no estádio Bruno Daniel poderia ser a chance de redenção do Ramalhão, mas a tarde era mesmo corintiana.

Já no fim da partida, Bruno César cruzou na cabeça de Edno, que não vinha fazendo bom jogo. O camisa 9 se redimiu e desviou de Neneca de cabeça. 2 a 0 e fim de papo no ABC paulista.


A vitória dá confiança ao Timão, que mostra que mesmo os reservas podem dar conta do recado. O duelo com o Oeste ainda não tem data definida.


FICHA TÉCNICA:
SANTO ANDRÉ 0X2 CORINTHIANS

Estádio: Bruno José Daniel, Santo André (SP)
Data/hora: 17/4/2011 - 16h (de Brasília)
Árbitro: Aurélio Sant'anna Martins
Auxiliares: Reinaldo Rodrigues dos Santos e Osny Antonio Silveira

Renda/público: Não divulgados
Cartões amarelos: - (STA); - (COR)
Cartões vermelhos: -
GOLS: Paulo André, 21'/1ºT (0-1); Edno, 43'/2ºT (0-2)



SANTO ANDRÉ: Neneca; Iran, Anderson, Sandoval e Dênis; Magno, Walax (Mika 32'/2ºT), Juan Felipe (Edílson 27'/2ºT) e Aloísio; Rychely e Borebi (Célio Codó 18'/2ºT). Técnico: Sandro Gaúcho.

CORINTHIANS: Rafael Santos; Moacir, Wallace, Paulo André e Marcelo Oliveira; Moradei, Luis Ramírez, Danilo e Bruno César
(Nenê Bonilha 46'/2ºT); Edno e Willian. Técnico: Tite.

'São Paulo tem torcida de finalistas', ironiza diretor do Timão

Sempre que há algum questionamento sobre a quantidade de torcedores dos clubes brasileiros, diretores do São Paulo apontam para o objetivo de o clube tornar-se no futuro o detentor da maior torcida do país. Na tarde desta sexta-feira, Luís Paulo Rosenberg ironizou.

Em entrevista coletiva no CT Joaquim Grava, o diretor de marketing corintiano afirmou que a torcida rival se faz presente apenas nos momentos decisivos.

- O São Paulo merece uma torcida grande e fiel. Mas é duro você produzir no marketing uma torcida de finalistas. Afinal, transborda gente no panetone, nos outros jogos não vai ninguém - afirmou o dirigente, aproveitando para ironizar o estádio Morumbi.

- Quem tem a melhor torcida do país não tem de se preocupar muito com o tamanho - completou.

O dirigente corintiano ainda alfinetou outro rival, o Santos, e disse que é mais fácil trabalhar no clube do Parque São Jorge, pela demanda dos aficionados, do que no rival da Baixada Santista.


- Ser diretor de marketing do Corinthians é fácil. Difícil é ser diretor de um clube que joga a Libertadores em casa e tem público de oito mil pagantes - declarou em tom sarcástico sobre o confronto do rival com o Cerro Porteño (PAR), na Vila Belmiro, que teve pouco mais de seis mil pagantes.


Se zombar o Peixe é uma novidade, a troca de farpas e ironias tornou-se marca registrada entre são-paulinos e corintianos nos últimos anos. Recentemente, após uma vitória, o site oficial do Corinthians perguntou: "CPF na nota?", em alusão à sequência de triunfos. Depois, foi a vez da página virtual do São Paulo retrucar: "Troco para 100?", comemorando o centésimo gol de Rogério Ceni.

O goleiro tricolor, aliás, aproveitou para ironizar o Corinthians dias depois. Na apresentação de Luis Fabiano, o ídolo do Sampa enalteceu o Morumbi desdenhando da falta de um estádio próprio do Timão.

Corinthians confirma Fielzão fora da Copa das Confederações

Após o presidente Andrés Sanchez ter prometido o início das obras do Fielzão para o mês de março, o diretor de marketing Luis Paulo Rosenberg garantiu que o estádio começará a ser erguido em maio.


– (A obra) Começará em maio e terminará em novembro ou dezembro de 2013. Isso quer dizer que quem está na torcida para que o estádio do Corinthians sedie a Copa das Confederações (em julho), pode esquecer. Não vamos fazer loucuras, como construção à noite para terminar em acidentes – disse nesta sexta-feira, em entrevista coletiva no CT do Timão.


Segundo o dirigente, os primeiros quatro meses de trabalho serão destinados para a remoção dos oleodutos do subsolo do terreno em Itaquera, na Zona Leste de São Paulo.


– A Petrobras considera uma obra trivial e não tem interferência no cronograma dos 30 meses de construção – completou Rosenberg.


O responsável pelo marketing alvinegro negou que o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) tenha recusado as garantias financeiras oferecidas pela construtora Odebrecht e o clube.


O BNDES financiará cerca de R$ 450 milhões de um orçamento que prevê, no mínimo, R$ 650 milhões. Ele ainda confirmou que a Caixa Econômica Federal participará da liberação do dinheiro para a obra:


– Um mecanismo é o fundo imobiliário. O dinheiro é do governo, que repassa para o BNDES. Quem vai se encarregar do fundo é a Caixa. Para aumentar a capacidade de 45 mil lugares, prevista no projeto inicial, para 65 mil, número mínimo exigido pela Fifa para sediar a abertura, haverá incentivos fiscais.

quinta-feira, 14 de abril de 2011

Empresa tem estratégia para levar Ganso ao Timão

Enquanto Ganso é protagonista do Santos na Libertadores diante do Cerro Porteño, a DIS, braço esportivo do Grupo Sonda, espera pela eliminação do clube no torneio para acelerar a mudança do jogador para o Parque São Jorge.

A pressa para a transferência ao Corinthians é reflexo da briga jurídica que a empresa e o clube praiano travam desde o ano passado. O presidente santista, Luis Álvaro Ribeiro, tenta recuperar 25% dos 45% dos direitos econômicos de Ganso que hoje pertencem à empresa (entenda o caso abaixo).

Por conta desse impasse, os empresários alegam não terem recebido R$ 5,5 milhões a que teriam direito pela venda de Wesley ao Werder Bremen (ALE), em agosto.

Na visão da DIS, com Ganso a história se repetirá se a venda dele para a Europa for por meio do Santos – que por sua vez declarou que não pretende negociá-lo agora.

A empresa, que também gerencia a carreira do craque, já decidiu que vai depositar em juízo somente a parte da multa rescisória para o mercado nacional que cabe ao Santos: R$ 26,7 milhões, que representa 45% do valor (o total é R$ 59,4 milhões). Com isso, Ganso ficará livre para acertar com o Corinthians.

A manobra deve ser feita pelo próprio jogador, que tem de depositar o valor na Justiça do Trabalho e declarar que abre mão da parte dele (10%). A DIS faria o mesmo.

O Timão, então, além de ser usado como ponte garantida para o exterior, servirá para o investidor não depender de longa batalha na Justiça para receber o dinheiro que virá do futuro clube de Ganso.

O departamento jurídico do Santos rebate e afirma que só libera Ganso se for depositado o valor integral da multa rescisória. E ainda ameaça não repassar aos envolvidos o dinheiro depositado, em represália pela saída do craque.

Apesar de poder ter o futuro da carreira decidido na Justiça, o meia aceitou o risco após divergências com a diretoria santista.

Após reunião com o presidente Andrés Sanchez na sexta-feira, ele aceitou a ideia de ir para o Alvinegro e acertou salários. A ideia é sair do Santos depois da Libertadores, disputar o Brasileiro pelo Timão e ir para a Europa em dezembro.

A batalha jurídica entre DIS e Santos

A venda da discórdia
Na gestão do ex-presidente Marcelo Teixeira, a DIS adquiriu um “pacote” de 25% dos direitos econômicos de sete atletas – Ganso, Wesley, André, Breitner, Tiago Luís, Diego Faria e Anderson Planta – pela quantia de R$ 2,9 milhões.

A contestação do Santos
Quando Luis Álvaro Ribeiro assumiu, o clube entrou na justiça contestando esta operação. Em novembro de 2010, obteve uma liminar em primeira instância, que recomendava a revisão e até uma eventual anulação dos contratos dos jogadores, por considerá-los lesivos ao patrimônio do clube. Pelos cálculos de uma Comissão Fiscal que foi instaurada, a empresa pagou somente 2,7% do valor de mercado dos sete atletas em questão.

Vitória da DIS
No fim de dezembro do ano passado, o Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo concedeu um efeito suspensivo para esta liminar. Com isso, a DIS voltou a ter os 25% que havia comprado.

Venda de Wesley
Em agosto de 2010, o Werder Bremen (ALE) pagou a multa de 10 milhões de euros (cerca de R$ 22 milhões na época) para tirar Wesley do Santos. Os direitos econômicos dele eram divididos em três partes: 35% do Santos, 40% de um grupo de empresários e 25% da DIS. Com a briga na justiça, porém, a empresa afirma que ainda não recebeu o dinheiro.

Ganso
Antes da transação na gestão Teixeira, a DIS já tinha 20% dos direitos econômicos de Ganso. A empresa, hoje com 45%, teme não receber o valor a que lhe cabe se o jogador for vendido para a Europa através de um negócio com o Santos.

O que pode acontecer

Pró DIS e Ganso
O juiz que analisar o caso dá decisão favorável à DIS e ao jogador. Desta maneira, a empresa só paga os 45% da multa rescisória que cabem ao Santos e ele estará liberado para acertar com outro clube. A empresa, portanto, passa a ter os 100% dos direitos econômicos para negociar o meia com um clube europeu no futuro. Mesmo que o caso se arraste na justiça, Ganso, com uma liminar na Justiça do Trabalho, pode alegar que não quer entrar na briga do ex-clube com o investidor e que só quer jogar futebol. Com isso, pode atuar pelo Timão no Campeonato Brasileiro.

Pró Santos
O juiz dá a decisão favorável ao Santos. Ou até mesmo, se perder, o clube consegue uma liminar para revogar a decisão em primeira instância no tribunal. Se qualquer um dos casos ocorrer, Ganso terá de voltar para a Vila Belmiro de imediato. Em represália, pode ficar treinando à parte e ser utilizado em apenas alguns jogos para que não reclame na Justiça do Trabalho. O Santos afirma que só aceita vender o jogador se for depositado os 100% do valor da multa rescisória. Se esta for a medida, cabe ao clube repassar a parte que pertence a cada envolvido, no caso Ganso e DIS.

Rosenberg sai do marketing para se concentrar no Fielzão

O presidente do Corinthians, Andrés Sánchez, liberou o vice de Marketing, Luiz Paulo Rosenberg de suas funções originais para se concentrar no fechamento do contrato do novo estádio com a Odebrecht. Rosenberg não deve nem mais cuidar da questão da TV, por ora resolvida com a Globo. A área de marketing foi colocada nas mãos do gerente Caio Campos.

quarta-feira, 13 de abril de 2011

Queda na Libertadores deve antecipar ida de Ganso para o Timão




A negociação com o Corinthians causa um enorme dilema na cabeça de Paulo Henrique Ganso para o duelo decisivo contra o Cerro Porteño (PAR), nesta quinta-feira, pela Copa Santander Libertadores, no Paraguai.

Ao aceitar a proposta corintiana, o jogador e o estafe dele garantiram que a eliminação precoce do Santos na competição sul-americana determinará a transferência imediata para o Parque São Jorge.

Com a vitória do Colo Colo (CHI) por 2 a 1 em cima do Deportivo Táchira (VEN), nesta terça-feira, o Santos já pode ser eliminado na quinta-feira em caso de derrota para o Cerro Porteño (PAR), fora de casa. Se empatar, o Peixe torce por uma combinação de resultados na última rodada para classificar-se à próxima fase.


O acordo verbal com o Timão – revelado com exclusividade pelo LANCENET! às 0h02 de terça-feira – aconteceu após encontro com Ronaldo, o presidente Andrés Sanchez, membros da 9ine, empresários envolvidos na negociação e um membro da Ogilvy do Brasil – representante do Grupo WPP, uma das parceiras da 9ine – na última sexta-feira, na sede da agência de marketing do Fenômeno, em São Paulo.

A torcida contra o Peixe por parte dos envolvidos na possível saída para o arquirrival é grande. Para a imagem de Ganso, seria o clima perfeito para a decisão de deixar a Vila. Para a DIS, braço esportivo do Grupo Sonda, que agencia a carreira e detém 45% dos direitos econômicos dele, é a forma de apressar o pagamento da multa rescisória de R$ 59,4 milhões para o mercado nacional e lucrar na futura transferência para a Europa.

O Corinthians já ouviu que ele só ficará no Brasil até o fim do Brasileirão, em dezembro, mas aceita o negócio considerando o aspecto técnico e o sucesso de marketing.

O outro lado da história é que o craque é a maior esperança de sucesso no duelo contra os paraguaios, pois Neymar, Elano e Zé Eduardo estão suspensos. Portanto, toda a pressão estará nos ombros dele. A diretoria santista acredita que, se o clube tiver sobrevida na competição sul-americana, a maré do negócio estará a favor.


Ganso voltaria a ser grande destaque em campo, o elenco santista o apoiaria, Muricy daria sequência ao trabalho e o jogador poderia ser valorizado no próprio Santos. Ganso e clube discordam há tempos sobre uma renovação de contrato para reajustar o salário e redefinir a multa rescisória para o exterior.

Nesta terça-feira, o jogador preferiu ficar calado e evitou o contato com a imprensa no embarque de São Paulo para Assunção (PAR).

Notícia agita bastidores


O "sim" de Ganso ao Timão foi divulgado ainda nos primeiros minutos de terça-feira no LANCENET!. Pouco tempo depois, o assessor e o irmão do jogador desmentiram a informação por meio do Twitter. Representantes da DIS, na mesma hora, ligaram para o jogador para orientá-lo. Pela manhã, mais telefonemas foram trocados entre o estafe de Ganso para entender como a notícia havia "vazado".

Entenda o Caso Ganso

1. O que foi o 'sim' de Ganso
Ganso não é jogador do Corinthians. Como o LANCENET! publicou nesta terça-feira, ele já acertou salários e bases com o Timão, dizendo "sim" à proposta feita por Andrés Sanchez. Isto significa que ele deu autorização à DIS para pagar a multa rescisória para que ele deixe o Santos e defenda o arquirrival a partir do Campeonato Brasileiro. Até então, ele só aceitava sair direto para a Europa.

2. Como ele faz para sair
A DIS (e possivelmente outro parceiro interessado) tem de depositar o valor da multa rescisória para o mercado nacional (R$ 59,4 milhões). Deste valor, o Santos tem direito a 45% (R$ 26,7 milhões). Por meio de ação judicial, o jogador pode pagar apenas a parte do Peixe. Ele (que detém 10% dos direitos) e a DIS (45%) podem declarar que vão abrir mão do dinheiro que lhes caberia.


3. Quais são os motivos
Ganso tem o desejo de atuar na Europa, mas o Santos pretende segurá-lo. Hoje, ele recebe R$ 130 mil mensais e só teria aumento para R$ 450 mil se renovasse o contrato e ficasse por mais tempo. No Timão, ele deve ganhar valor próximo a esses R$ 450 mil e já teria a promessa de liberação para o exterior em janeiro, para o clube que quisesse. A DIS tem interesse em lucrar o quanto antes.

terça-feira, 12 de abril de 2011

Peñarol estréia o maior bandeirão do mundo: 310 metros




DIS nega acerto de Ganso com Timão, mas não descarta chance

A DIS, empresa que gerencia a carreira de Ganso e detém 45% dos direitos federativos do jogador, negou nesta terça-feira a informação divulgada com exclusividade pelo LANCENET! de que o jogador tem acerto verbal com o Corinthians. Apesar de rechaçar o acerto, o diretor executivo da DIS, Thiago Ferro, se esquivou ao ser questionado se é possível garantir que o meia não irá para o Timão.

- O que se pode dizer é que não existe nada de verdade nessa manchete de que está acertado. Não existe nada de concreto - disse, em entrevista à TV Bandeirantes.

Ferro também reiterou o que Ganso já havia declarado publicamente: o jogador deseja deixar a Vila Belmiro para jogar na Europa. Segundo o empresário, a Itália é o destino predileto do meia que, inclusive, já recebeu uma proposta de cerca de 30 milhões de euros do Milan (ITA).

- Ele deixou isso claro para o presidente. O que ficou na reunião é que ele tem um sonho europeu, não sabemos se vai sair daqui um mês, seis meses, um ano...Mas se fosse mercenário já teria aceitado proposta do Santos. Não é questão de dinheiro, é sonho, é carreira - declarou.

- Isso está se arrastando porque o clube tem um desejo e o atleta tem outro. Mas isso está chegando em um capítulo final, bom para ambas as partes - completou Ferro.

O representante do jogador confirmou o encontro com Ronaldo na noite da última sexta-feira, mas reiterou que a 9ine, empresa de marketing esportivo do Fenômeno, tem interesse apenas em cuidar da imagem do jogador.

Quando perguntado se a DIS quer vender Paulo Henrique logo, Thiago Ferro também foi evasivo e preferiu se defender das críticas que o grupo tem recebido de torcedores e dirigentes santistas.


- Para nós é uma situação complicada. Quando colocamos dinheiro somos chamados de parceiros, mas quando queremos negociar os atletas somos chamados de mercenários. Estamos esperando o melhor momento e vamos entrar em acordo com o Santos. Tenho certeza que esse acordo vai acontecer nos próximos dias - comentou.

Como a multa rescisória do jogador é de R$ 59,4 milhões para clubes brasileiros, o Corinthians contará com um investidor para bancar cerca de R$ 13,7 milhões. Com isso, o clube ainda garante parte do lucro em uma transferência no futuro. A possível eliminação do Santos na Copa Santander Libertadores, nesta quinta-feira, dispararia o processo.

Ganso diz 'sim' ao Corinthians e pode chegar após a Libertadores



Depois de meses de negociação, o meia Paulo Henrique Ganso aceitou a proposta do Corinthians – salários e todas as bases – e vai começar a brigar para deixar o Santos após a disputa da Libertadores.

O acordo foi encaminhado na última sexta-feira, em encontro do jogador com Ronaldo, na sede da 9ine, agência de marketing esportivo que pretende administrar a imagem do meia. O presidente corintiano, Andrés Sanchez, que é conselheiro da empresa, participou da reunião para negociar a transferência e ouviu o "sim" de Ganso.

A ideia é anunciar um contrato longo (três ou quatro anos), mas o acordo prevê a venda do jogador após a disputa do Brasileiro. Ou seja, apenas uma maneira de "disfarçar" a ponte para a Europa, principal objetivo do craque na carreira.

Os próximos passos dependerão do desempenho do Santos na Libertadores. No Parque São Jorge, a torcida contra é grande para que o rival seja eliminado nesta quinta-feira e a negociação seja logo concretizada.

O otimismo aumentou com a resposta do jogador, mas ainda há o temor para um imbróglio jurídico que o caso pode ter.

O Corinthians foi a maneira de a DIS, braço esportivo do Grupo Sonda – que agencia a carreira do santista – facilitar a transferência para o exterior. A empresa e o clube praiano estão em guerra declarada após discordância no contrato de diversos jogadores em comum. Quando viu que o Santos dificultaria a venda, a DIS correu para colocá-lo no rival.

Ganso tem contrato com o Santos até fevereiro de 2015, e sua saída seria por meio do pagamento da multa rescisória. Para o mercado nacional, o valor é de R$ 59,4 milhões. O Timão contará com a ajuda de um investidor, que ainda não atua na área do esporte, para bancar seis milhões de euros (cerca de R$ 13,7 milhões). Com isso, o clube garante parte do lucro em uma futura transferência.

O restante viria da própria DIS e do futuro clube de Ganso na Europa, que vai pagar bem menos do que o previsto no contrato. A multa para o mercado internacional é de 45 milhões de euros (R$ 102,8 milhões).

Depois de Tite declarar o desejo de ter o camisa 10 para a disputa do Brasileirão, em entrevista coletiva na semana passada, o presidente corintiano começou a proibir a todos de falarem sobre a contratação. Sinal de que os próximos passos podem ser decisivos e de que o desfecho da negociação pode estar próximo.

OPÇÕES PARA PAGAR A MULTA

O 'certo'
A DIS, empresa que gerencia a carreira de Ganso, com ajuda de investidores, depositaria 100% do valor da multa rescisória (R$ 59,4 milhões). Então, o Santos repassaria os valores aos envolvidos no negócio. Destes, R$ 26,7 milhões (45% do total) seriam do próprio clube e o restante dividido entre a DIS (com 45%) e o jogador (10%).

A manobra
O jogador acionaria a Justiça do Trabalho para depositar apenas a parte que cabe ao Santos (R$ 26,7 milhões). Na ação, declararia que abre mão do que teria direito e a DIS usaria a mesma estratégia.

9INE: PEÇA-CHAVE NA NEGOCIAÇÃO

Amigos, amigos, negócios à parte? Não para Ronaldo. Após pendurar as chuteiras, em fevereiro, o Fenômeno voltou olhares para a 9ine, sua agência de marketing esportivo. Mas nem por isso ele esqueceu do Corinthians.

A primeira iniciativa em conjunto com o ex-clube foi a contratação de Adriano, cuja imagem será gerenciada pela 9ine. Ronaldo foi quem convenceu o Imperador a defender o Timão e, ao lado do presidente Andrés Sanchez, intermediou diretamente da negociação.

Mas a "parceria" não parou por aí. Em viagem recente para Europa, o ex-atacante se reuniu com o meia Seedorf, do Milan (ITA), e o convidou para defender o Corinthians no próximo semestre.

segunda-feira, 11 de abril de 2011

Adriano faz primeiro treino físico no CT Joaquim Grava

Após ser apresentado para a torcida corintiana neste domingo, antes da partida contra o São Caetano, no Pacaembu, o atacante Adriano realizou nesta segunda-feira seu primeiro treino no CT Joaquim Grava.

As atividades do novo camisa 10 do Corinthians começaram às 10h30. Recuperado da cirurgia realizada no ombro direito, após lesão sofrida enquanto ainda atuava pela Roma, Adriano agora recebe acompanhamento especial para recuperar a forma física. Longe da condição ideal, acima do peso, o Imperador terá de recuperar o condicionamento.

No CT, os trabalhos foram supervisionados pelos fisioterapeutas Caio Mello e Bruno Mazziotti, que também contaram com a presença de Joaquim Grava, consultor médico do clube. Adriano passou a manhã realizando exercícios físicos na sala de musculação do CT. O trabalho se concentrou em atividades aeróbicas, já planejando a perda de peso e o recondicionamento físico.

Ao lado do Imperador, quem também esteve no CT pela manhã desta segunda-feira foi Jorge Henrique, que não atuou contra o São Caetano e se recupera atualmente de uma lesão no músculo adutor da perna esquerda. O resto elenco se reapresenta nesta terça-feira.

domingo, 10 de abril de 2011

Corinthians 1x2 São Caetano



E asa negra corintiana incomoda novamente! O São Caetano aprontou mais uma das suas, venceu o Corinthians por 2 a 1 na tarde deste domingo, no Pacaembu, e se juntou ao grupo dos oito melhores do Campeonato Paulista. Eduardo, duas vezes, deu a vitória ao time do ABC paulista e, de quebra, afastou o Timão dos líderes Palmeiras e São Paulo. O gol corintiano foi de Paulinho.

O resultado negativo foi marcado pela apresentação de Adriano à torcida, antes do jogo. Mas o Imperador, que estava com Ronaldo e o filho nas tribunas, deixou o estádio cedo assim que o Azulão marcou o segundo gol.


Com o resultado, o time do ABC paulista chega ao G8 do Campeonato Paulista, somando 26 pontos e passando, de uma vez só, Paulista e Portuguesa, que têm 25.

O Timão se mantém na terceira colocação, com 35 pontos, atrás de Palmeiras (41) e São Paulo (40), e deve torcer para o Santos não bater o Americana logo mais, às 18h30, para continuar ao menos entre os três melhores.

Mais uma vez, o nome da partida foi o atacante Eduardo. O camisa 9 do São Caetano, que já marcara impressionantes 5 gols contra o São Bernardo na última rodada, estufou as redes por duas vezes neste domingo.

A vitória mantém a sina do Azulão geralmente levar a melhor em duelos com o Corinthians. Desde 2000, quando as duas equipes se enfrentaram pela primeira vez, foram disputados 26 jogos. O São Caetano venceu 13 partidas e o Timão 10. Outras quatro partidas terminaram em empate.

"PRESENTE" PARA O IMPERADOR

Sob os olhos atentos de Adriano, que saudou a torcida antes do jogo, e Ronaldo nas tribunas, o Timão começou em câmera lenta. Sem boas investidas no ataque, o que chamou atenção no início de jogo foi a homenagem que o Corinthians prestou às vítimas do massacre do Realengo, no Rio de Janeiro, na última quinta-feira. Os jogadores entraram em campo com o nome das crianças na parte de trás das camisas

Mas o São Caetano nada tinha a ver com isso e aproveitou o início devagar para abrir o marcador. Logo a 8 minutos de partida, Artur entrou na área e foi derrubado por Leandro Castán. O árbitro Robério Pereira Pires assinalou pênalti para o Azulão, que Eduardo, autor de 5 gols no clássico local contra o São Bernardo, marcou e chegou ao seu sétimo gol na competição.

Depois do gol, o Timão aproveitou a rapidez dos jogadores de ataque para sufocar o São Caetano no campo de ataque. Mas com a defesa bem postada, o Azulão conseguia se manter sólido atrás e dinâmico na frente. O time do ABC só levou susto mesmo em cabeçada de Ramírez, livre, aos 40 minutos. A bola passou por cima do gol de Luiz, no que foi um dos únicos lances lúcidos do ataque corintiano na primeira etapa.

No mais, o time do técnico Tite tentava assustar em esparsos chutes de fora, como o de Paulinho, aos 11 minutos de jogo. E para melhorar nesse fundamento, o treinador tratou de promover de Bruno César no lugar de Ramírez, no intervalo.

A exemplo da última partida contra o Botafogo-SP, Bruno César deu dinamismo ao time logo que entrou. Mas nem mesmo o vigor do ex-camisa 10 evitou um segundo gol do Azulão no Pacaembu. Eduardo, de novo ele, aproveitou bobeada da zaga, aplicou uma caneta em Leandro Castán, saiu na cara do gol e fez, aos 10 minutos da etapa final.

E parece que São Pedro também estava do lado do Azulão. A chuva forte que castigou o Pacaembu após o segundo gol do time do ABC dificultou a reação do Corinthians. São Pedro, São Caetano...e São Luiz! O goleirão evitou grandes chances do Corinthians e foi peça-chave na manutenção do resultado.

Aos 18 minutos, ele, o São Luiz, defendeu chute de Willian, após giro dentro da área. Na sobra, o goleirão ainda evitou gol de Bruno César. Quatro minutos mais tarde, Luiz também defendeu cabeçada de Danilo à queima roupa.


A tarde pouco inspirada do Corinthians fez até mesmo Ronaldo e Adriano deixarem a tribuna mais cedo, quando o marcador ainda mostrava 24 minutos da segunda etapa. Mas eles acabaram não vendo o gol redentor de Paulinho, após chute de fora da área que desviou em Augusto Recife, aos 35 minutos da etapa complementar, que Luiz não pode salvar desta vez.


O gol revigorou o Timão, que, já sem contar com a forte chuva de antes, sufocou o Azulão nos minutos finais. Danilo e Morais quase levaram a torcida no Pacaembu à loucura. Quase nos acréscimos, o Corinthians também ficou perto do empate após bate-rebate na área. Mas o dia não era mesmo alvinegro. Parece que Ronaldo e Adriano sabiam do que estava por vir...


Na última rodada, o Timão encara o Santo André no estádio Bruno Daniel, no ABC paulista, enquanto o São Caetano recebe o Linense no Anacleto Campanella. Todos os jogos serão disputados às 16h do próximo domingo.

FICHA TÉCNICA:
CORINTHIANS 1X2 SÃO CAETANO

Estádio: Pacaembu, em São Paulo (SP)
Data/hora: 10/4/2011 - 16:00
Árbitro: Robério Pereira Pires
Auxiliares: Dante Mesquita Júnior e Ricardo Busette

Renda/público: R$ 546.179,50 / 17.260 pagantes
Cartões amarelos: Eduardo, Jean, Bruno, Augusto Recife, Souza, Luiz (SCA)
Cartões vermelhos: -
GOLS: Eduardo (pênalti), 9'/1ºT (0-1); Eduardo, 10'/2ºT (0-2); Paulinho, 35'/2ºT (1-2)

CORINTHIANS: Julio Cesar; Moradei (Moacir 35'/1ºT), Chicão, Leandro Castán e Fábio Santos; Ralf, Paulinho, Morais (Danilo 21'/2ºT) e Luis Ramírez (Bruno César, intervalo); Willian e Liedson. Técnico: Tite.

SÃO CAETANO: Luiz; Artur, Jean, Anderson Marques e Bruno; Thiago Martinelli, Souza (Erandir 48'/2ºT), Augusto Recife e Aílton; Eduardo (Ricardo Conceição 42'/2ºT) e Antônio Flávio (Renatinho 22'/2ºT). Técnico: Ademir Fonseca.

Otimista, Timão vê Seedorf 'empolgado' com possível transferência

O otimismo pela chegada do holandês Clarence Seedorf ao Corinthians cresce a cada dia entre membros do elenco e a diretoria do clube. Próximo do fim de seu contrato com o Milan, que se encerra no fim de junho, ao término do Campeonato Italiano, o experiente meia, de 35 anos, já se anima com a ideia de vestir a camisa do Timão.

- Ronaldo conversou com ele, como todos já sabem, e ele já havia falado para nós: vai esperar acabar o Campeonato Italiano para sentar e negociar. Mas é aquilo, ele gostou do que ouviu do Ronaldo e está bem empolgado - revelou Duílio Monteiro Alves.

A diretoria segue confiante na chegada de um meio campista. Além de Seedorf, a diretoria também negocia com Alex, do Spartak Moscou. Porém, Duílio Monteiro Alves também acredita que nada deve acontecer na negociação pelo menos até o início de agosto, quando os clubes brasileiros podem voltar a inscrever jogadores nas competições nacionais. Mesmo assim, a diretoria promete seguir tentando contratações.

- Vamos caminhar um pouco mais na conversa. Vamos ver a vontade do jogador de vir disputar um campeonato conosco, para poder evoluir. Não sei se o Seedorf prometeu mais um ano com o Milan, mas se ele prometeu, vai cumprir, porque é correto. No caso do Alex, ele é um grande jogador e o clube não quer perdê-lo. Vamos brigar até o último minuto - afirmou Roberto de Andrade, diretor de futebol do Timão, à Rádio Estadão/ESPN.

Em Milão, Seedorf ouviu o convite do amigo Ronaldo, e neste sábado já afirmou que o corintiano pode ter esperança de que sua chegada pode acontecer.

Adriano é apresentado à torcida do Corinthians




Vinte minutos antes de a bola rolar para Corinthians x São Caetano, neste domingo, Adriano foi apresentado para a torcida corintiana no Pacaembu - no último dia 31, o atacante recebeu a camisa 10 do clube no CT Dr. Joaquim Grava em evento restrito à imprensa.

De calça jeans e vestindo a camisa do Timão, ele se dirigiu ao centro do gramado e mostrou outra camiseta na qual estava escrito "PAZ".

Ao se dirigir às arquibancadas do estádio, os torcedores vibraram e entoaram músicas de incentivo ao Corinthians.

- (Este contato com a torcida) Foi bom. Tenho de entrar dentro de campo para obter confiança e conseguir o carinho da torcida - declarou Adriano.

A partir desta segunda-feira, Adriano começa a trabalhar no centro de treinamento do clube, com quem assinou contrato até junho de 2012. Segundo o médico Joaquim Grava, o jogador de 29 está totalmente recuperado de uma cirurgia no ombro direito a que foi submetido em janeiro. As atividades serão feitas para o atleta aprimorar a parte física.

- Ele está bem. Sabemos que ele está parado há um mês e pouco. Isso passa por perder alguns quilos, o que passa para ele estar apto a jogar daqui a quinze ou vinte dias - afirmou o diretor de futebol Roberto de Andrade, à Rádio Estadão/ESPN.


Adriano deve fazer a sua estreia no dia 22 de maio, na primeira rodada do Campeonato Paulista, contra o Grêmio, no Olímpico.

Corintianos prestam homenagem às vítimas de Realengo




Em homenagem às 12 vítimas do massacre ocorrido em Realengo, no Rio de Janeiro, na última segunda-feira, os torcedores do Corinthians presentes no Pacaembu estenderam uma faixa com os dizeres "Realengo/ RJ.07.04.2011". De luto, o Timão enfrenta o São Caetano, às 16h deste domingo. (FOTO: Caio Carrieri)

quinta-feira, 7 de abril de 2011

Elenco do Timão já dá como certa a chegada de Seedorf

A chance de contar com o holandês Clarence Seedorf, que tem contrato com o Milan (ITA) até o fim da atual temporada europeia, em junho deste ano, anima jogadores e comissão técnica do Corinthians. Porém, a negociação dependerá do clube italiano, que não tomou a sua decisão se tantará renovar o vínculo do holandês, no time desde 2002.

Nas conversas informais entre o elenco, atletas e outros funcionários do Timão têm tratado a contratação do meia do Milan como certa para o Brasileirão. O otimismo também é demonstrado entre membros da diretoria corintiana.

– Seria uma grande honra ter o Seedorf. Tem o interesse, teve a conversa do Ronaldo, mas tem muita coisa envolvida para que se concretize. Ele tem uma esposa brasileira, quer morar no Brasil, é um fator favorável ao Corinthians – admitiu Edu Gaspar, gerente de futebol do Timão.

Procurado pela reportagem, o vice presidente do Milan, Adriano Galliani, não quis comentar sobre o assunto. O que poderia atrapalhar a liberação do meia são as possíveis saídas dos italianos Gennaro Gattuso e Andrea Pirlo, também meio campistas. Com isso, o clube se veria forçado a manter Seedorf no elenco para a próxima temporada.

Nesta quarta-feira, o jogador comentou sobre o futuro e se mostrou animado com a hipótese de vir jogar no Brasil. Além disso, o meia veterano, de 35 anos, confirmou as conversas com Ronaldo, que o convidou a vestir a camisa do Timão.

– São conversas iniciais, mas tenho falado com o Ronaldo. Estou focado em ganhar esse campeonato (Italiano), mas depois que terminar meu contrato vou ouvir propostas de clubes como o Corinthians. O Brasil é um país que eu adoro – afirmou, à RedeTV!.

Apesar da ansiedade pela vinda do holandês nos bastidores do clube, os dirigentes mantém o caso apenas como uma possibilidade. Segundo Duílio Monteiro Alves, diretor-adjunto de futebol, a negociação permanece em estágio inicial, sem conversas sobre salários.

Mesmo assim, a expectativa por Seedorf cresce. O elenco trabalha pensando no time já com o craque atuando como maestro para o início do Campeonato Brasileiro.

terça-feira, 5 de abril de 2011

Seedorf poderá ser o novo reforço do Corinthians



Após contratar Adriano, o Corinthians poderá contar com mais um jogador conhecido mundialmente.

Segundo informação revelada pela TV Bandeirantes, o veterano holandês Clarence Seedorf, de 35 anos, do Milan, já teria acerto com o Corinthians. A negociação é intermediada por Ronaldo Fenômeno, que atuou com o holandês quando esteve na Inter de Milão e, mais tarde, no Milan, na Itália.

O contato foi feito na última semana, quando o Fenômeno esteve em Milão para tratar de assuntos referentes à 9ine, agência de marketing esportivo do Fenômeno.

A vinda ao Brasil não seria surpreendente no caso de Seedorf. O jogador, que ficou conhecido pela qualidade como segundo volante, mas que hoje desempenha função mais ofensiva no meio de campo, é casado com uma brasileira e até possui um apartamento no Rio de Janeiro. Em entrevistas anteriores, ele já havia declarado o interesse em jogar no Brasil, mas havia citado o Flamengo como preferência.

Com o Milan, clube que defende desde 2002, Seedorf tem contrato até o fim da atual temporada europeia, que se encerra em junho deste ano. A diretoria do clube italiano ainda não decidiu se renovará o vínculo do holandês, que também é pretendido pelo Wolfsburg (ALE).

Ronaldo e Seedorf construíram boa relação enquanto estiveram juntos na Itália. Agora, o convite do Fenômeno, hoje embaixador do Corinthians, é para que o holandês defenda as cores do Timão na disputa do Brasileirão, em 2011. Membros ligados à diretoria corintiana confirmaram o interesse e o convite de Ronaldo.


O jogador ficou famoso pela seleção holandesa, pela qual atuou de 1994 a 2008, contabilizando quase cem jogos com a camisa laranja. No início da carreira, chamou a atenção no Ajax (HOL), ao conquistar a Liga dos Campeões aos 19 anos. Depois, triunfou por Sampdoria (ITA), Real Madrid (ESP) e Inter de Milão, até chegar ao Milan, clube que defende até os dias de hoje.

Corinthians já tem investidor para pagar parte da multa de Paulo Henrique Ganso



Enquanto Santos e Paulo Henrique Ganso não se acertam sobre um novo contrato, o Corinthians mantém vivo o sonho de ter o craque para a disputa do Brasileirão.

O clube já encontrou um investidor disposto a pagar seis milhões de euros (cerca de R$ 13,7 milhões) para ajudar na negociação. Reuniões com a DIS, empresa que gerencia a carreira do meia, devem ocorrer entre esta terça e quarta-feira.

As conversas foram intensificadas nos últimos dias, quando as partes definiram a transferência do meia Bruno César – agenciado pela DIS – para o Benfica (POR).

– Realmente estão acontecendo conversas, mas não posso passar por cima do Santos. O problema é que ele (Ganso) quer ficar três meses no Brasil e ir embora. Ele está mais perto de um clube da Europa. Mas se tivermos a oportunidade, com respeito ao Santos, vamos tentar – afirmou o presidente Andrés Sanchez, em entrevista à Rádio Bandeirantes.

Como Ganso deseja ir logo para a Europa, uma transferência para o mercado nacional seria mais fácil para dobrar a resistência santista. Para o exterior, a multa rescisória é estipulada em R$ 102,8 milhões.

Para o Corinthians tirá-lo do Santos, é preciso desembolsar R$ 59,4 milhões, valor da multa para o mercado brasileiro. Destes, R$ 26,7 milhões – 45% dos direitos – ficariam para o Santos. O restante é dividido entre a DIS (45%) e o próprio meia (10%).

A proposta inicial do Corinthians foi de três anos de contrato, prontamente recusada. Ganso quer ir embora na próxima janela, em agosto, mas a DIS tenta convencê-lo a ficar até dezembro. Andrés topou o negócio, pelo retorno de marketing.

Assim como foi com Adriano, Ronaldo e sua agência de marketing esportivo, a 9ine, tentam ajudar o clube. O Fenômeno já fez uma oferta para gerenciar a imagem do craque.

Meia pode acionar Justiça do Trabalho

Mesmo que o Santos detenha apenas 45% dos direitos econômicos de Ganso, o clube que quiser comprá-lo deve depositar o valor da multa rescisória em sua totalidade na conta do clube praiano. Então, este deverá repassar o valor que cabe aos outros envolvidos no negócio.


A DIS poderia pagar sua parte para recebê-la depois. No entanto, com medo de represália e o risco de ter de brigar para ter o dinheiro de novo, a empresa cogita uma manobra: Ganso acionaria a Justiça do Trabalho para depositar a parte que cabe ao Santos (R$ 26,7 milhões, considerando a multa para o mercado nacional). Na ação, o meia declararia que vai abrir mão do restante do valor – 10% são dele e os outros 45%, da DIS.

Entenda o contrato de Ganso com o Santos


Divisão dos direitos
Ganso tem a carreira agenciada pela DIS, braço esportivo do Grupo Sonda, que detém 45% dos direitos econômicos. Outros 45% são do clube alvinegro e 10% pertencem ao próprio atleta.

Atual acordo
Em março de 2010, o meia renovou o contrato com o Santos. Seu salário foi aumentado para R$ 130 mil mensais e o vínculo foi prorrogado para fevereiro de 2015. As partes estipularam multa rescisória de R$ 66 milhões para o mercado nacional e de 50 milhões de euros (R$ 114,3 milhões) para a Europa.

Redução de valor da multa
Uma cláusula no contrato do jogador previa redução de 10% do valor da multa rescisória um ano após a assinatura. Ou seja, a partir de março deste ano os valores sofreram mudança: a multa para o mercado nacional passou a ser de R$ 59,4 milhões e R$ 102,8 milhões para o exterior. Esta é uma cláusula que consta no contrato da maioria dos principais jogadores do futebol brasileiro.

segunda-feira, 4 de abril de 2011

Sanchez confirma conversas por Ganso no Corinthians



O presidente do Corinthians, Andrés Sanchez, confirmou em entrevista à Rádio Bandeirantes, na manhã desta segunda-feira, o interesse do clube em Paulo Henrique Ganso, meia do Santos.

- Realmente teve uma conversa, mas claro, com todo o respeito ao Santos. Mas o jogador quer ficar apenas três meses e depois ir embora, aí assim eu não aceito - declarou.

Andrés destacou, no entanto, que o atleta ainda está bem longe de ser contratado pelo Timão e sim mais próximo de acertar com algum grande clube europeu.

- Tenho conversado com o Laor (Luis Álvaro, presidente do Santos) constantemente, mas o Ganso está mais perto dos clubes da Europa do que do Corinthians, o salário dele também é incompatível com os padrões do clube, infelizmente. Mas, se ele aceitar um contrato de maior duração, aí sim nós podemos chegar a um acordo e trazê-lo para o Corinthians - declarou o presidente.

Sobre as recentes polêmicas com jornalistas, ele disse que não está arredio a entrevistas, mas um pouco reservado por ter sido duramente criticado algumas vezes.

- Não estou sendo duro com a imprensa, mas às vezes tenho sido mal interpretado muitas vezes e isso tem me deixado triste com muitos da imprensa, por isso estou um pouco mais quieto - ponderou Andrés.

Ganso, que nos últimos meses veio declarando a sua insatisfação com a diretoria do Peixe, ainda não entrou em acordo sobre a sua renovação de contrato e aumento salarial. No clássico deste domingo, contra o Palmeiras, Ganso foi chamado de "mercenário" pela torcida santista.

domingo, 3 de abril de 2011

Botafogo-SP 0x0 Corinthians



Parece que o Corinthians ainda não se recuperou do baque sofrido pelo Majestoso do último domingo, quando perdeu para o rival São Paulo (2 a 1). Sem criatividade, o Corinthians esbarrou na boa defesa do Botafogo-SP e empatou em 0 a 0, na noite deste domingo, jogando no Estádio Santa Cruz, em Ribeirão Preto.

O Timão é apenas o terceiro colocado com 35 pontos e se distancia dos rivais São Paulo (37 pontos e uma vitória a mais) e Palmeiras (38), o líder do Campeonato Paulista.

Já o Botafogo continua com o sinal amarelo na tabela. A equipe do técnico Argel está fora da zona de rebaixamento, em 14º, mas a apenas dois pontos do Linense, primeiro clube na situação de degola.


PLÁSTICO, MAS INEFICIENTE


Sem Dentinho, Alessandro e Jorge Henrique, todos suspensos, o Corinthians entrou em campo com Willian, Moradei e Ramírez, apostando na velocidade dos "novos" homens de frente.


Logo no começo da partida, um lance plástico: Liedson deu o ar da graça com uma bonita bicicleta na área. A bola, no entanto, passou à esquerda do goleiro Júlio César.

Em seguida, o Timão chegou com perigo de novo, desta vez em contra-ataque. Willian foi acionado na esquerda e cruzou para Morais cabecear, dentro da pequena área, para fora.


Aos 30 minutos, o momento mais incisivo: Chicão cobrou falta para fora e o árbitro Leonardo Ferreira Lima mandou voltar, alegando que a barreira se adiantou. Na segunda cobrança, o zagueirão corintiano deixou a responsabilidade para Fábio Santos, que carimbou o travessão do Pantera.

O Botafogo, sem chances por baixo, apostou suas fichas nas bolas paradas. A cargo dos laterais Dida e Andrezinho, o Pantera assustou por quatro vezes pelo alto. Em uma delas, o time da casa até marcou um gol, aos 17 minutos, mas a jogada foi irregular: Gabriel e Leandro Carvalho chegaram com o pé alto.

No começo da segunda etapa, o Corinthians sabia que precisava se manter próximo aos líderes, os rivais Palmeiras e São Paulo, e, para isso, teria que intensificar suas investidas ao ataque. Willian, o Seiya de "Cavaleiros do Zodíaco", chutou de fora da área e acordou o Timão de novo na partida.

Mas foi a partir da entrada do meia Bruno César, já negociado com o Benfica (POR), no lugar de um sumido Ramírez que o Corinthians voltou a levar perigo. Em seu primeiro lance no jogo, Bruno César foi lançado por Willian e, no mano a mano com o zagueiro, abriu espaço para chutar em cima de Júlio César.

Aos 36, o meia-armador mostrou que pode fazer falta ao Timão a partir do meio do ano, quando deixa a equipe e se transfere para a equipe portuguesa. Bruno César recebeu na área, cortou e finalizou para defesa do goleiro do Pantera.

A entrada do camisa 17 pode ter instigado o Timão a marcar o gol da vitória, que ficou mais ofensivo, mas, se ressentindo das ausências de Dentinho e Jorge Henrique, o Corinthians pareceu "travado", sem criatividade e não furou o bloqueio do Botafogo.


Na próxima rodada, a antepenúltima da primeira fase do Campeonato Paulista, o Timão recebe o São Caetano no Pacaembu, no domingo. Um dia antes, o Pantera de Ribeirão Preto visita o Mogi Mirim, para tentar se safar do rebaixamento.


FICHA TÉCNICA:
BOTAFOGO 0X0 CORINTHIANS

Estádio: Santa Cruz, Ribeirão Preto (SP)
Data/hora: 3/4/2011 - 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Leonardo Ferreira Lima (SP)
Auxiliares: Luiz Quirino da Costa (SP) e Marcio Luiz Augusto (SP)


Renda/público: R$ 614.140,00 / 15.446 pagantes
Cartões amarelos: Rodrigo Soares, Gabriel (BOT); Leandro Castán, Julio Cesar, Moradei (COR)
Cartões vermelhos: -
GOLS: -


BOTAFOGO: Júlio César; Dida, Demerson, Gabriel e Andrezinho (Chicão, 15'/2ºT); Leandro Carvalho, Rodrigo Soares, João Victor e João Henrique (Moacir, 23'/2ºT); Anselmo e Assisinho. Técnico: Argel Fucks.

CORINTHIANS: Julio Cesar, Moradei, Chicão, Leandro Castán e Fábio Santos; Ralf, Paulinho, Morais e Ramírez (Bruno César, 25'/2ºT); Willian (Edno, 35'/2ºT) e Liedson. Técnico: Tite.

sexta-feira, 1 de abril de 2011

Adriano é apresentado, e espera carinho dos corintianos






O Imperador chegou. Na tarde desta quinta-feira, no CT Joaquim Grava, Adriano vestiu pela primeira vez a camisa do Corinthians, em uma festa sem a badalação de outras apresentações, como as de Ronaldo e Roberto Carlos, mas com intensa presença de profissionais de imprensa. Oficializado como novo reforço do Timão, o Imperador terá um contrato até junho de 2012.

Adriano chegou sorridente à sala de imprensa e, após a exibição de um vídeo que mostrava lances e gols de sua carreira pela Seleção Brasileira e pela Inter de Milão, além do depoimento do ex-Presidente Luiz Inácio Lula da Silva, foi surpreendido com a aparição de seu amigo Ronaldo. O Fenômeno, que passará a cuidar da imagem do jogador, lhe entregou uma caixa com uma camisa do Corinthians e o "passaporte" para a República Corinthiana.

Após receber os presentes e posar para fotos ao lado de Ronaldo, Adriano iniciou a coletiva de imprensa brincando com os jornalistas e exaltando a sua felicidade em jogar pelo Timão.


- Vou pedir para (os jornalistas) pegarem leve nas perguntas (risos). Estou muito feliz em poder fazer parte da família do Corinthians. É um sonho estar aqui no Corinthians. Quero fazer tudo para entrar no coração dos torcedores - foram as primeiras palavras do novo corintiano.

Mesmo contratado, o Imperador não pode jogar pelo Paulistão, devido ao encerramento do período de inscrições de jogadores para o torneio. Assim, Adriano trabalha para recuperar o condicionamento físico e se recuperar plenamente de uma lesão no ombro direito para que possa estar apto para jogar na estreia do Corinthians no Brasileirão, contra o Grêmio, do dia 22 de maio, no Olímpico. Ele foi submetido a uma cirurgia no fim de janeiro, quando atuava pela Roma (ITA), e não joga desde então.

Temendo por protestos de parte da torcida contra a chegada de Adriano, o Corinthians reforçou a segurança em frente ao CT Joaquim Grava para evitar manifestações violentas durante a cerimônia. Antes mesmo da apresentação, duas viaturas da Polícia Militar já estavam dentro do centro de treinamento.

Corinthians responde a 115 processos trabalhistas no TRT-SP

O Tribunal Regional do Trabalho (TRT) em São Paulo contabiliza cerca de 115 processos trabalhistas em curso contra o Corinthians. Do total, 70% são movidos por ex-funcionários ou prestadores de serviços na gestão Andrés Sanchez. Como comparação, o São Paulo é acionado em cerca de 105 processos no mesmo tribunal.