LEALDADE HUMILDADE PROCEDIMENTO

Minha foto
São Paulo, Mooca - SP, Brazil
Rodrigo Freitas - rodrigo_adefreitas@hotmail.com

quarta-feira, 30 de março de 2011

Adriano será apresentado nesta quinta no CT



Está definido de forma oficial. O Corinthians apresentará Adriano às 12h30 desta quinta-feira no CT Dr. Joaquim Grava, no Parque Ecológico, na Zona Leste de São Paulo, e a cerimônia será restrita à imprensa.

O planejamento inicial do departamento de marketing alvinegro era recepcioná-lo no Parque da Independência, próximo ao Museu do Ipiranga. A ideia, no entanto, foi vetada por Cecília Helena de Sales, diretora do local.

Assim, o Timão não repetirá o que foi feito com Ronaldo, em 2008, e com Roberto Carlos, no passado. Os dois astros tiveram uma festa especial aberta ao público no Parque São Jorge.

Com contrato assinado até junho de 2012, o Imperador se recupera no Rio de Janeiro de uma cirurgia no ombro direito a que foi submetido no fim de janeiro, quando atuava pela Roma (ITA).

Direto da Espanha, Elias manda mensagem a Adriano



Assim como o presidente Lula fez na noite desta segunda-feira, Elias desejou boa sorte a Adriano no Corinthians. Um vídeo com o volante, atualmente no Atlético de Madri (ESP), foi publicado no site oficial do Timão.


- Adriano, boa sorte, seja bem-vindo ao Todo Poderoso. Que você possa ter muito sucesso com a camisa do Corinthians. Total apoio dos jogadores com certeza você vai ter, porque eu conheço bem o caráter do grupo. Tenho certeza que eles (jogadores) vão dar total apoio e confiança para que você possa desempenhar o seu futebol. Seja bem-vindo e muito sucesso com a camisa do Todo Poderoso - projetou para o atacante, que assinou contrato até junho de 2012.

Elias deixou o Parque São Jorge no fim de 2010, depois de o Corinthians terminar em terceiro no Campeonato Brasileiro. Pelo clube, foi campeão da Série B (2008), do Campeonato Paulista e da Copa do Brasil (ambos em 2009).

Corinthians receberá R$ 2 milhões por venda de Bruno César




A passagem de Bruno César foi curta pelo Corinthians, mas vai gerar receita ao clube. Recentemente, o clube iniciou a venda do meia, que tem os direitos econômicos vinculados ao DIS, braço esportivo do Grupo Sonda, ao Benfica (POR). Como o Timão não era detentor dos direitos do jogador, coube ao alvinegro R$ 2 milhões, resultado do lucro em relação à transferência do atleta quando veio do Santo André, em 2010.

Para ter Bruno César, o clube português desembolsará 5,3 milhões de euros (cerca de R$ 12,4 milhões). O acordo entre a DIS e o Corinthians era de que o clube teria direito a 20% do lucro em relação à última transferência do atleta; foi adquirido pelo valor de R$ 2,5 milhões, após o Paulistão de 2010. Agora, o valor que fica ao clube é de cerca de R$ 2 milhões.

O valor não é tão alto para os padrões do futebol, mas significativo pela valorização do atleta, que passou a custar quase R$ 10 milhões a mais em apenas um ano. Antes de se transferir para o Benfica, em maio, o jogador fica no Corinthians até o fim do Paulistão.

Em 2010, pelo Corinthians, Bruno César foi eleito pela CBF como a revelação do Brasileirão e ainda se sagrou como artilheiro do Timão na competição, com 14 gols marcados. Na atual temporada, o meia foi sacado do time pelo técnico Tite e perdeu a posição no meio de campo para Morais. Antes do Benfica, outros clubes do Brasil e da Europa já haviam sondado o atleta para uma possível transferência.

*Na tarde desta terça-feira, o site oficial do Benfica emitiu uma nota oficial, comunicando o acerto do meia e a assinatura de um contrato com duração de seis anos, até julho de 2017.

terça-feira, 29 de março de 2011

Torcedores do Cúcuta entram com caixão e corpo de amigo no estádio




Christopher Jácome, de apenas 17 anos, foi morto enquanto jogava futebol no último sábado em mais um caso de violência na Colômbia. No entanto, isto não o impediu de comparecer ao jogo do Cúcuta na tarde de domingo.

Isto porque integrantes da "Barra del Indio" do Cúcuta, torcida organizada da qual Christopher fazia parte, levaram o caixão com o corpo do rapaz ao Estádio General Santander durante a partida contra o Envigado, pelo Campeonato Colombiano.

De acordo com a polícia local, os torcedores, apresentando sinais de embriaguez, invadiram o velório na casa de Christopher e obtiveram autorização da família para levá-lo ao jogo do Cúcuta pela última vez.

Dentro de campo, o time da casa perdia para o jogo por 1 a 0 quando o caixão entrou, já no decorrer da segunda etapa. E deu sorte. Espinel fez o gol de empate a 15 minutos do fim.


- Quando abriram os portões de saída, um grupo de 200 a 300 pessoas se lançaram em direção ao estádio e a situação tornou-se incontrolável - tentou explicar o Coronel Álvaro Pico, comandante da polícia de Cúcuta.


Um agravante: nem os barra-bravas vivos tinham permissão para entrar no General Santander, já que a facção é constantemente envolvida em episódios de violência.

O Coronel Pico informou que se reunirá com outras autoridades responsáveis pela segurança no estádio para descobrir quem permitiu a entrada do caixão e adiantou que alguns dos indivíduos que carregavam o corpo sem vida de Christopher já foram identificados.

domingo, 27 de março de 2011

são paulo 2x1 Corinthians



Alivia Tricolor, o tabu acabou! Em grande estilo, o São Paulo venceu o Corinthians por 2 a 1, na tarde deste domingo, na Arena Barueri, quebrou tabu de quatro anos sem vencer o arquirrival e ainda viu o goleiro Rogério Ceni marcar seu 100º gol na carreira.

Os gols foram marcados por Dagoberto e Ceni; Dentinho marcou para o Corinthians, que pressionou no fim da segunda etapa buscando o empate.

A partida, majestosa como o nome do clássico sugere, teve emoção até o fim: foram três expulsões e várias chances até os últimos minutos de jogo.


O Tricolor, que não conseguia vencer uma partida diante do Corinthians desde fevereiro 2007, foi à desforra neste domingo: quebrou outro tabu corintiano, que não perdia um clássico paulista há nove jogos.

Na tabela do Campeonato Paulista, outra mudança: o São Paulo tirou do Timão o segundo posto, ambos com 34, mas o Tri-Mundial com uma vitória a mais.


A última vitória da equipe são-paulina no clássico havia sido em fevereiro de 2007. Na ocasião, Rogério Ceni marcou um dos gols na vitória por 3 a 1. Coincidência?


ROLETA DE EMOÇÕES


A partida foi realizada na Arena Barueri pela primeira vez. Foi o terceiro clássico no estádio (nas outras duas oportunidades, Santos e São Paulo jogaram em Barueri). O Morumbi, palco habitual do Majestoso, não pode receber a partida por causa do show da banda Iron Maiden, realizado neste sábado.


Na primeira etapa do Majestoso, tal como uma montanha-russa, os dois times oscilaram momentos de predominância na partida. Primeiro, o Timão: animado com a contratação de Adriano às vésperas do clássico, o Corinthians começou melhor e não deixou o Tricolor jogar nos primeiros 10 minutos de jogo.


Depois, o Tricolor melhorou. Se apoiando na velocidade de Fernandinho e na habilidade de Ilsinho, o bom momento do São Paulo culminou na finalização perigosa de Dagoberto, aos 15 minutos.

Mas o Corinthians voltou a dominar e mostrar mais volume de jogo, a partir dos 18 minutos, quando Chicão cobrou falta por cima do gol de Rogério. Dos 18 aos 28 minutos, o Alvinegro foi melhor e encurralou o São Paulo em seu campo de defesa. No lance mais volumoso, o Timão fez uma blitz aos 25 minutos e não deixou o São Paulo respirar. Errando passes e sem conseguir afastar a bola do campo de defesa, o Tricolor se viu sufocado diante de um Corinthians empolgado em busca do gol.

Quando parecia que o gol corintiano era questão de tempo, o São Paulo, mais uma vez, fez a reviravolta.


Nesta montanha-russa infindável, na qual as duas equipes revezavam momentos efêmeros de superioridade no clássico, o Tricolor aproveitou seus '10 minutos de fama' da maneira mais eficiente possível: com um gol. Aos 39 minutos, Dagoberto recebeu e arriscou de fora da área. O chute seco não foi páreo para Julio Cesar, que nunca perdera um clássico pelo Timão, e o São Paulo saiu na frente no Majestoso.

Dentinho ainda perdeu grande chance de cabeça, aos 44 minutos. Mas o São Paulo iniciou a segunda etapa animado diante da possibilidade de quebrar o longo tabu.


Mesmo após defesa de Rogério em lance de Jorge Henrique, a tarde era mesmo Tricolor. Quando Fernandinho sofreu falta de Ralf, a torcida do São Paulo esfregou as mãos pelo que estava por vir. A apoteose do São Paulo estava só começando. Rogério Ceni cruzou o campo e, com muito estilo, acertou o canto direito de Julio Cesar para marcar o segundo gol do jogo e o 100º gol do goleiro, de acordo com a contagem do Tricolor.

Emocionado, Rogério comemorou muito o gol. Pelo outro lado, o Corinthians não controlou os nervos e ainda teve um jogador expulso logo em seguida. Alessandro chegou atrasado em Dagoberto e foi para o chuveiro.

EM CINCO MINUTOS, MUDA TUDO


Em cinco minutos, uma sucessão de acontecimentos deu ao Timão uma nova perspectiva na partida. Dentinho, aos 22, aproveitou cobrança rápida para acertar chute forte de fora da área e diminuir o placar. Se até cinco minutos antes, quem estava desesperado era o Corinthians, o panomara se inverteu totalmente quando Dagoberto foi expulso aos 24, depois de derrubar Ralf.

A inversão de ânimos pode dar novo horizonte ao Timão, que se lançou ao ataque. Mas, de novo, uma reviravolta: Dentinho, o mesmo que marcou o gol corintiano, deu pontapé em Rodrigo Souto e se tornou o terceiro jogador expulso no clássico.

Mesmo com um a menos (dois expulsos contra um do São Paulo), o Corinthians não se deu por vencido e pressionou o Tricolor. Em bom lance pela direita, o Cachito Ramírez colocou bola na cabeça de Liedson, que já marcara contra o arquirrival na final do Campeonato Paulista de 2003. Mas o Levezinho desperdiçou a chance.


Aos 41, totalmente acuado por um Corinthians lutador, Marlos viu a oportunidade de matar a partida, ao receber livre pela esquerda e invadir a área. Mas o meia-armador chutou por cima. Cinco minutos depois, de novo, Marlos tocou fraco no que seria o passe para o terceiro gol corintiano.


Incansável, o Timão pressionou muito nos acréscimos. Liedson, aos 48, tentou a bicicleta e parou no herói do dia, Rogério Ceni.

O jogo, alucinante, põe fim a um tabu são-paulino de 11 jogos sem vitória contra o Timão em 4 anos.


Na próxima rodada, o Tricolor volta a campo para encarar o Mirassol, no estádio do Morumbi, no domingo. Mesmo dia em que o Timão visita o Botafogo em Ribeirão Preto, visando voltar à liderança.


FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO 2X1 CORINTHIANS


Data: 27/03/2011 - 16:00
Estádio: Arena Barueri Cidade, Barueri (SP)
Arbitro: Guilherme Ceretta de Lima
Auxiliares: Celso Barbosa de Oliveira e Carlos Alberto Funari.
Renda/público: R$ 449.201,00 / 17.633 pagantes
Cartões amarelos: Dagoberto, Rogério Ceni, Junior Cesar, Rhodolfo, Ilsinho (SPO); Jorge Henrique (COR)
Cartões vermelhos: Alessandro, 18'/2ºT (COR); Dagoberto, 23'/2ºT (SPO); Dentinho, 27'/2ºT (COR)
GOLS: Dagoberto, 39'/1ºT (1-0); Rogério Ceni, 8'/2ºT (2-0); Dentinho, 22'/2ºT (2-1)

SÃO PAULO: Rogério Ceni, Rhodolfo, Alex Silva, Miranda e Junior Cesar; Rodrigo Souto (Casemiro, 36'/2ºT), Jean, Carlinhos e Ilsinho (Marlos, 25'/2ºT); Fernandinho (Rivaldo, 42'/2ºT) e Dagoberto. Técnico: Paulo César Carpegiani.

CORINTHIANS: Julio César, Alessandro, Chicão, Leandro Castan e Fábio Santos (Danilo, 39'/2ºT); Ralf, Paulinho, Morais (Luis Ramírez, 16'/2ºT) e Jorge Henrique (Willian, 16'/2ºT); Dentinho e Liedson. Técnico: Tite.

Brasil 2x0 Escócia



Neymar desequilibrou, foi o nome do jogo e chamou a atenção do futebol europeu na vitória brasileira por 2 a 0 sobre a Escócia, neste domingo, no Emirates Stadium, em Londres. O triunfo interrompeu uma sequência negativa de duas derrotas consecutivas, para Argentina e França, ambas por 1 a 0.

A Seleção volta a campo no dia 4 de junho, em Goiânia, contra a Holanda, time que eliminou o Brasil na última Copa do Mundo.

PRIMEIRO TEMPO

Os primeiros minutos foram de muita movimentação com algumas penetrações equivocadas da Seleção. Aos poucos, o time foi se soltando e os três volantes participando mais das tramas canarinhas. O Brasil encontrou um adversário frágil que não lhe ofereceu dificuldade, assim, foi fácil controlar a posse de bola.

Neymar, antes de marcar o primeiro, ora estava no chão porque patinava com o gramado molhado, ora sofria com a marcação do adversário. Mas bastou a Joia encontrar um espaço para, com categoria, marcar o primeiro gol do jogo e conquistar a simpatia da plateia, que o vaiara momentos antes.

Como a Escócia não atacava, os defensores quase não trabalharam. Na frente, Leandro Damião mostrou boa presença de área e chegou a cabecear uma bola na trave. Por outro lado, Jadson não conseguiu dar sequências às jogadas e teve uma apresentação muito tímida.

SEGUNDO TEMPO

O Brasil poderia ter matado o jogo nos cinco minutos iniciais. A equipe de Mano Menezes não tirou o pé do acelerador e teve ótimas chances com Ramires, Neymar e Leandro Damião. Já o time escocês conseguiu, no máximo, levar sua torcida à loucura quando teve dois escanteios (muito mal cobrados).

Com mais volume de jogo e fazendo a bola rodar no meio de campo, a Seleção fez a redonda chegar em Neymar, que sofreu pênalti. Com seriedade, o atacante do Santos anotou o segundo gol da partida. Se já havia despertado o interesse de clubes europeus antes do amistoso contra a Escócia, a Joia deve ser ainda mais assediada quando voltar ao Brasil.

O segundo tempo também foi importante também para Mano Menezes mexer no time. Sandro, Elias, Lucas e Jonas foram os escolhidos para serem testados.


BRASIL 2 X 0 ESCÓCIA

Data: 27/03/2011
Local: Emirates Stadium, Londres (Inglaterra)
Horário: 10h (de Brasília)
Árbitro: Howard Webb (ING)
Cartão Amarelo:
Cartão Vermelho:
Gols: Neymar, 41'/1ºT (1-0); Neymar, 31'/2ºT (2-0)

BRASIL: Julio Cesar, Daniel Alves, Lucio, Thiago Silva e André Santos, Lucas (Sandro, 40'/2ºT), Ramires, Elano (Elias, 37'/2ºT) e Jadson (Lucas, 24'/2ºT); Neymar (Renato Augusto, 45'/2ºT) e Leandro Damião (Jonas, 32'/2ºT). Técnico: Mano Menezes.

ESCÓCIA: McGregor, Hutton, Berra (Wilson, 26'/2ºT), Caldwell e Crayney; Morrison (Cowie, 46'/2ºT), Brown, Adam, Whittaker (Commons, 18'/2ºT) e McArthurs (Bannan, 9'/2ºT); Kenny Miller (Smith, 43'/2ºT). Técnico: Craig Levein.

sábado, 26 de março de 2011

Loja oficial do Corinthians já comercializa camisa de Adriano





Adriano ainda não foi anunciando oficialmente pelo Corinthians, mas a Poderoso Timão (loja oficial do clube), do Parque São Jorge, já comercializa camisas do atacante.

Eu visitei o local e fotografei os uniformes. Imperador X (10 em número romano) e Adriano 10 são as opções.

Adriano: 'Quero ficar no Corinthians até a Copa'

Contratado pelo Corinthians até o fim de 2012, Adriano já pensa em estender seu vínculo com o clube por mais dois anos e ficar no Parque São Jorge até a Copa de 2014, que será realizada no Brasil.

Eu quero ficar (no Corinthians) direto até a Copa do Mundo (de 2014) - declarou o atacante à edição deste sábado do jornal "Folha de S. Paulo".

A iniciativa de levar o Imperador ao Timão partiu de Ronaldo, então jogador corintiano e amigo pessoal do ex-flamenguista. No fim do ano passado, Adriano tentou a liberação da Roma (ITA) para disputar a Libertadores de 2011 pelo Corinthians com o Fenômeno, mas os italianos não deram o aval para a transação. No início de março, a Roma rescindiu o contrato do atleta, o que facilitou a reaproximação.

- Teve três, quatro clubes que me procuraram. Mas Ronaldo me deu essa informação do carinho que ele tem pelo Corinthians, que os torcedores têm por ele e eu abri a porta mais para o Corinthians, porque eu quero fazer parte desta família.

Inicialmente, o Imperador gostaria de voltar ao Flamengo, clube pelo qual foi campeão brasileiro de 2009 e de quem é torcedor declarado. O técnico Vanderlei Luxemburgo, no entanto, vetou o retorno à Gávea, o que não foi bem digerido pelo mais novo alvinegro.

- Chateado eu fiquei um pouco, né? Mas tenho de viver a minha vida, né? Eles poderiam muito bem ao menos conversar comigo, para ver o que eu queria, mas infelizmente não foi possível. Tenho que seguir a minha vida, que é jogar futebol. Espero ser feliz no Corinthians - projetou Adriano, antes de garantir que seus problemas fora de campo ficaram no passado e que, no Corinthians, seu maior objetivo será balançar as redes.

- O Corinthians não vai se arrepender. Sou um jogador muito guerreiro. Não estou indo para criar problemas, mas para fazer gols.

Em recuperação de uma cirurgia no ombro direito, o centroavante afirma que precisa de mais um mês e 20 dias para ficar livre de dores na região operada. Ele deve estrear pelo Corinthians no dia 22 de maio, contra o Grêmio, no Olímpico, pela primeira rodada do Campeonato Brasileiro - as inscrições do Paulista já estão encerradas.

sexta-feira, 25 de março de 2011

Adriano é novo reforco do Corinthians



O Corinthians fechou a contratação de Adriano. O Imperador já havia oficializado um acordo verbal com a cúpula corintiana na última terça-feira. Nesta quinta-feira à noite, no Rio de Janeiro, o atacante selou acordo até o fim de 2012 (havia uma discussão se o contrato iria até o meio ou fim do ano) após nova e decisiva reunião com Andrés Sanchez, presidente do Corinthians, Duílio Monteiro Alves, diretor-adjunto de futebol, e um dos representantes da 9ine, agência de marketing esportivo liderada por Ronaldo Fenômeno, e que irá ajudar na estadia do Imperador no Parque São Jorge.

O Imperador vinha sendo procurado pelo Timão desde o fim de 2010, quando Ronaldo ainda estava no clube e recomendou sua contratação. A intenção era que ele disputasse a Libertadores. Recentemente, após rescindir com a Roma (ITA), o Imperador ouviu uma nova investida dos corintianos. Após ser vetado pelo técnico Vanderlei Luxemburgo no Flamengo, ele tomou a decisão.


A negociação, desta vez, foi comandada pelo diretor-adjunto corintiano Duílio Monteiro Alves, que finalizou a contratação. Mais distante, Andrés Sanchez não foi ao Rio de Janeiro somente para tratar sobre a contratação de Adriano. O mandatário também está em território carioca para participar de uma reunião com membros da Fifa e do Comitê Organizador Local (COL), da Copa do Mundo de 2014, parar tratar sobre o estádio corintiano, representante do estado de São Paulo no torneio.

A duração do contrato, até o fim da próxima temporada, foi a pedido do jogador. Os salários do Imperador ficarão entre R$ 200 mil e R$ 300 mil, mas com possibilidade de atingir cerca de R$ 550 mil, com luvas, eventuais premiações, ações de marketing e ainda bonificações do Grupo Hypermarcas, principal patrocinador do clube. Além disso, o vínculo terá cláusulas para proteger o Corinthians, caso o Imperador volte a ter problemas fora de campo (atrasos e faltas a treinos), que se tornaram recorrentes nos últimos anos. O contrato, inclusive, poderá ser anulado automaticamente, sem custos para o clube, caso o Imperador seja reincidente em confusões fora dos gramados.

Com o acerto, o clube deve deslocar um médico e um fisioterapeuta para cuidar da recuperação e da parte física do atacante, no Rio de Janeiro. A ideia da comissão é analisar a situação clínica do Imperador e traçar uma programação antes da sua chegada a São Paulo, que está prevista para o fim da próxima semana.

Bruno César troca o Corinthians pelo Benfica



A DIS, grupo de investimento em jogadores, acertou nesta sexta-feira a venda do meia Bruno César, do Corinthians, para o Benfica, de Portugal. O valor da transação e o tempo de contrato não foram revelados até o final da tarde desta sexta-feira. O meia deve participar do treino deste sábado de manhã, mas não deve ser relacionado para o clássico contra o São Paulo, domingo, em Barueri.

O acerto foi feito pelo diretor da DIS Thiago Ferro e a diretoria do Benfica, em Lisboa. O jogador foi avisado no início da tarde e foi dispensado do treino. Viajou para o interior, onde mora a família, para dar a notícia e arrumar algumas coisas para a viagem.

Apesar do acerto, o negócio não está completamente fechado. Falta o Corinthians assinar a liberação. Como os direitos do jogador são integralmente da DIS, caberá ao Corinthians 20% do lucro da venda. Em tese, o clube não pode impedir a transferência – o presidente Andrés Sanchez está avisado e foi ele que liberou o jogador para viajar. No seu site oficial, porém, o Alvinegro diz que "caso a proposta se concretize, Bruno será negociado".


Caso a negociação se concretize mesmo, ela terá validade apenas a partir da próxima temporada européia. Bruno Cesar ficará no Corinthians no mínimo até o fim de maio, mas possivelmente até o fim de junho.

A saída do jogador tem relação direta com sua insatisfação por ficar na reserva. No final do ano, Bruno tentou se transferir para o Anzhi Makhachkala (RUS), que no entanto preferiu o volante Jucilei.

Outro motivo que pesou no aceite é a reputação do clube português de ser um bom trampolim para grandes clubes europeus. Recentemente, o zagueiro David Luiz e o meia Ramires se transferiram para o Chelsea (ING), depois de passagens pelo Benfica, que os levaram primeiramente à Seleção.

Corinthians fecha com dois patrocinadores para o clássico

O Corinthians terá dois novos patrocínios estampados em seu uniforme para a partida contra o São Paulo, às 16h deste domingo, na Arena Barueri. Além do site de compras coletivas Ofertas.com.br, o Timão contará também com a Microlins Educação e Profissão, rede de franquias de ensino profissionalizante.

A estampa do site de compras coletivas ilustrará a barra inferior frontal da camisa corintiana. Já a Microlins, ficará estampada na barra traseira.

Os patrocínios são pontuais, e foram fechados a partir de acordos apenas para o clássico contra o São Paulo.

Corintianos fazem protesto contra chegada de Adriano



A contratação do atacante Adriano não é alvo apenas de comemoração por parte de torcedores corintianos. O histórico de problemas extracampo do Imperador também geram apreensão em alguns. Membros da Camisa 12, uma das principais facções organizadas do clube, estenderam uma faixa próximo ao CT do Parque Ecológico contra o jogador.

No manifesto, que contou com a presença de 11 pessoas, além de dizer-se contra a presença do atleta no elenco alvinegro, a facção também diz que o lugar de Adriano é no Flamengo e que o clube "não é clínica de recuperação".

Adriano assinou contrato até o fim de 2012 e a apresentação ainda não tem data definida, mas cogita-se que seja realizada na próxima terça-feira, sem local definido.

quinta-feira, 24 de março de 2011

Corinthians 3x0 Oeste

Após a terceira vitória consecutiva, o Corinthians chegou, novamente, à liderança do Campeonato Paulista. Na noite desta quarta-feira, o Timão ganhou do Oeste, por 3 a 0, somou 34 pontos e passou o São Paulo, antigo primeiro colocado, que foi derrotado em Jundiaí (3 a 2). Com o triunfo, o Alvinegro se classificou para as quartas de final do Paulistão.

Os gols do Corinthians foram marcados por Paulinho, ainda no primeiro tempo, Liedson e Dentinho, ambos na segunda etapa. Levezinho marcou o décimo gol, em nove jogos, e chegou à artilharia isolada da competição.


O Oeste pouco assustou o clube da capital, que jogou tranquilo para vencer a partida. Com o resultado, o Timão está classificado para as quartas de final do Paulistão.


Bruno César, que entrou no segundo tempo, foi o destaque do time. Depois de o Timão marcar o segundo gol, o Corinthians diminuiu muito o ritmo. Mas o meia apareceu bem e ajudou o clube da capital crescer na partida.


No próximo domingo, o Timão tem clássico paulista contra o São Paulo. O Oeste recebe o Noroete, em Itápolis, no sábado.

O JOGO

O Corinthians chegou pela primeira vez ao ataque com os dois homens de meio de campo. Aos 9 minutos da primeira etapa, Morais carregou pela direita e tocou para o meio. Livre de marcação, Dentinho, dentro da área, dominou e bateu forte. A bola passou pelo zagueiro e saiu pela linha de fundo, tirando tinta da trave direita do goleiro Fábio.

Os volantes do Corinthians pouco participaram do jogo. Tanto na defesa quanto no ataque. Até que, aos 17 minutos, Paulinho apareceu como elemento surpresa e quase marcou o gol. Dentinho apareceu pela esquerda e cruzou para o meio. O volante tentou de letra, mas furou e a bola saiu pela linha de fundo.

Variando entre jogadas pelas laterais e alguns lances chegando pelo meio, o ataque do Corinthians levava vantagem sobre a fraca defesa do Oeste. O ataque do time do interior, por sinal, aparecia apenas em contra-ataques.

Aos 34, Paulinho, que começava a aparecer mais para o jogo, abriu o placar. Após escanteio cobrado por Morais, o volante subiu alto e mandou para o fundo do gol.

O Oeste, depois de ficar atrás do placar, começou a buscar o jogo. O meio de campo trocou passes, mas não chegava no ataque com qualidade para marcar. As chances apareceram de cruzamentos, que os atacantes não conseguiram concluir bem. Antes do fim do primeiro tempo, o zagueiro Cris também se machucou.

- O gol foi importante, o Oeste está marcando forte. O importante é o resultado que a gente está conseguindo – disse Paulinho, autor do gol do Corinthians, na saída para o intervalo.

Na volta para o segundo tempo, Luiz Carlos Martins voltou com duas mudanças. Rafael Caldeira entrou no lugar do contundido Cris e Anselmo Ramón deu lugar a Alex Willian.

E o Corinthians continuou no ataque. Dentinho quase marcou logo aos 3. Na sequência, Liedson marcou seu décimo gol em nove jogos e empatou com Elano, do Santos, na artilharia. Depois disso, o Timão passou a cadenciar a partida. O clube da capital trocava passes no meio de campo e pouco se arriscava no ataque.

As jogadas pelas laterais e de velocidade foram as que o Corinthians mais tentava, mas não conseguiu chegar com perigo. Com a entrada de Bruno César, aos 27, as coisas mudaram. O meia fez a jogada pela direita e cruzou para Liedson, que bateu mal. O zagueiro do Oeste tentou cortar, mas mandou em cima de Dentinho, que marcou o terceiro.

No fim, Fábio Santos do Corinthians, bateu forte para ótima defesa de Fábio, que impediu uma goleada.


FICHA TÉCNICA:
CORINTHIANS 23 X 0 OESTE

Estádio: Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)
Estádio: Pacaembu, São Paulo (SP)
Data/hora: 23/3/2011 - 21h50
Árbitro: José Claudio Rocha Filho (SP)
Auxiliares: Marco Antonio Monteiro Bagatella (SP) e Mauro André de Freitas (SP)


Renda/público: R$ 267.012,50 / 8.600 pagantes
Cartões amarelos: Chicão e Luis Ramírez (COR); Dionísio e Cris (OES)
GOLS: Paulinho, 34'/1ºT (1-0); Liedson, 5'/2ºT (2-0); Dentinho, 28'/2ºT (3-0)


CORINTHIANS: Julio César, Alessandro, Chicão, Leandro Castan e Fábio Santos; Ralf, Paulinho, Morais (Luis Ramíres, 17'/2ºT) e Jorge Henrique (Bruno César, 27'/2ºT); Dentinho e Liedson (Willian, 32'/2ºT). Técnico: Tite.


OESTE: Fábio, Adriano, Cris (Rafael Caldeira, intervalo)e Paulo Miranda; Leo Salino (Mariano, 22'/1ºT), Dionísio, Márcio Passos, Roger e Fernandinho; Fábio Santos e Anselmo Ramon (Alex Willian, intervalo). Técnico: Luiz Carlos Martins

quarta-feira, 23 de março de 2011

Régis Pitbull luta contra o vício do crack

Aos 34 anos, o ex-jogador Régis Pit Bull está internado numa clínica para viciados em drogas, tentando se livrar do vício no crack. Pit Bull atuou pelo Corinthians, seu clube do coração, durante um ano, até machucar o joelho e não ter seu contrato renovado.

Ele precisava parar por um tempo, mas o medo de ficar longe dos holofotes o fez virar, mesmo com o ligamento comprometido, um “cigano da bola”. Em 2008, foi suspenso por uso de maconha no Ipatinga. Sem clube, o jogador entrou em depressão e caiu no crack, perdendo todo patrimônio.

Valeu pra aprender

Le le le le le le le
Le le le le le le le
Aprendi a lição do amor
E agora que eu sei ensinar
Vc só aprendeu dá valor
Quando eu aprendi a ficar
Sem você, sem você
Pode até demorar, mais eu vou
Esquecer o que ficou pra tráz
Posso até me entregar mais não vou
Esquecer de viver nunca mais, nunca mais
Tantas amizades que eu deixei de lado
Só pra ficar com você
Não valeu de nada
Abri mão de tudo
Só valeu pra aprender
Se valeu, se valeu
Agora vem
Dá mais uma saideira pra esquecer
Tenho a noite inteira pra beber
E pra vida de solteiro eu voltei
Pode partir que eu esqueço que te amei
Olho pra tráz faz de conta eu nem chorei
Sei que essa onda eu seguro
Agora vai
Le le le le le le le
Le le le le le le le

Andrés 'revela' valor de contrato com a Globo

Após fechar acordo com a Rede Globo pelos direitos de transmissão televisiva do Brasileirão de 2012 a 2015, o presidente do Corinthians, Andrés Sanchez, confirmou na noite desta terça-feira que o contrato será o mais lucrativo da história do clube e ainda revelou que o valor fica entre R$ 90 milhões e 130 milhões.

- Foi uma negociação que vai revolucionar não só o Corinthians, mas o futebol brasileiro. Eleva a um patamar muito maior do que nós tínhamos até hoje. Está entre os cinco maiores contratos de TV assinados no mundo, um valor que nós não esperávamos - declarou o mandatário do Timão, em entrevista à TV Corinthians.

Só por TV aberta, espera-se que o Corinthians receba cerca de R$ 75 milhões anuais da Rede Globo, verba, esta, que ainda não contempla as receitas de TV fechada, internet, mobile e outras plataformas. O valor, inclusive, é quase o dobro do que o Clube dos 13 previa para o Corinthians no triênio de 2012 a 2014, R$ 42 milhões.

Há menos de duas semanas, em entrevista coletiva no CT Joaquim Grava, o presidente Andrés Sanchez já havia adiantado que conseguiria chegar ao dobro do valor estipulado pelo C13. Por outro lado, prometeu, também, que assim que assinasse com alguma emissora pelos direitos transmissão, traria a público o valor do contrato.

Diferente do que foi dito, a nota oficial do clube divulgada na tarde desta terça-feira dizia que, por cláusulas contratuais, o valor não poderia ser revelado. Mais tarde, na TV Corinthians, Andrés deu pistas do que pode ser o valor da negociação, mas passou longe de mostrar o contrato assinado.

- É muito mais do que o Clube dos 13 estava anunciando. Nós queríamos um pouco mais, é óbvio, mas estamos contentes. O valor fica entre 90 milhões e 130 milhões de reais. Um pouco acima de 90 milhões, e um pouco abaixo de 130 milhões - acrescentou.

Fora do C13, Corinthians fecha com a Rede Globo

]

A diretoria do Corinthians publicou uma nota oficial, por meio do site do clube, comunicando o acordo com a Rede Globo para as transmissões do Brasileirão no período de 2012 a 2015. Diferente do prometido pelo presidente Andrés Sanchez, os valores do contrato não foram divulgados, mas devem, de acordo Andrés Sanchez, devem girar entre R$ 90 milhões e R$ 130 milhões, em um acordo que contempla os direitos de TV Aberta, fechada, internet, mobile e plataformas estáticas.

Confira a nota oficial emitida pelo Corinthians:

"A diretoria do Sport Club Corinthians Paulista assinou na manhã desta terça-feira (22) o contrato com a Rede Globo e Globosat para que a emissora transmita os jogos do clube nos Campeonatos Brasileiros entre os anos de 2012 a 2015. Os valores do acordo não podem ser revelados, em razão de cláusula de confidencialidade, mas são muito superiores aos praticados atualmente.

Após analisar todas as propostas para os direitos de transmissão, a direção do Corinthians tem a certeza de que assinou o melhor contrato da história do clube de Parque São Jorge, superando inclusive a previsão de faturamento do Clube dos 13. Não apenas fatores financeiros, como também aspectos técnicos credenciam a proposta da Rede Globo e Globosat como a melhor dentre as apresentadas ao Corinthians.

Esclarece-se que a proposta pública feita pela TV Record exige do Corinthians algo que, segundo a lei vigente, o clube não tem o direito de comercializar. De acordo com o artigo 42 da Lei no. 9.615/98, a chamada Lei Pelé, aos clubes pertence o direito de negociar a transmissão de determinada partida. Assim, o Corinthians, isoladamente, não tem poderes para comercializar seus 19 jogos como mandante, conforme proposto pela TV Record.

O Corinthians informa também que lutou para ter reconhecida financeiramente sua condição de clube com maior audiência na televisão brasileira, sem entretanto criar uma grande disparidade entre as demais agremiações.

Por fim, o Corinthians faz questão de celebrar que este é mais um passo importante no projeto de valorização de sua marca, visto que o valor anual do contrato assinado hoje é maior que todo o faturamento do clube em 2007, ano em que, no mês de outubro, iniciou-se a atual gestão"

Corinthians 8x8 Santos



Nesta segunda-feira, teve quase de tudo no jogo entre Corinthians e Santos no Mundialito de Clubes de Beach Soccer. Entre gols, viradas e pênaltis e expulsões, a equipe do Parque São jorge levou a melhor e venceu nos pênaltis após um 8 a 8 no tempo normal e extra.

O primeiro período começou pegado. Dunga abriu o placar para os santistas, que logo na saída de bola adversária viram Buru enganar a defesa e empatar o jogo poucos segundos depois. A virada não tardou a acontecer. Benjamin chutou e o goleiro santista rebateu a bola nos pés de Juninho alagoano, que só teve o trabalho de empurrar para o fundo das redes.

Para mostrar que o Santos ainda estava vivo no duelo, Kuman fez dois gols para colocar o time praiano novamente à frente do placar, o que durou pouco tempo, pois Buru marcou no fim.

No segundo período, Minici e Juninho Alagoano trataram de impor dois gols de vantagem no placar que era até então de 5 a 3. O público presente na arena viu ainda mais três gols até o fim da etapa. Du Alves e Fabricio deixaram o resultado em 5 a 5. O Corinthians fez mais um com Fabian, de falta e Kuman igualou no fim.

A emoção no terceiro período veio só no fim. Mena virou para o Santos faltando poucos minutos para o fim, mas Juninho Alagoano fez seu terceiro tento na partida e levou o jogo para a prorrogação.

Outro empate no tempo extra, mas com gols. Juninho Alagoano fez outro e Mena empatou no limte do fim. Nas penalidades, menos emoção. Mão pegou a cobranaça feita por Kuman e Fabian resolveu o problema para os corintianos em seguida. Resultado de 8 a 8 no tempo normal e extra e 1 a 0 nas penalidades.

domingo, 20 de março de 2011

Corinthians 1x0 Americana



E o Levezinho voltou... Depois de desfalcar o Corinthians na semana passada (vitória por 3 a 2 sobre o Mirassol), Liedson retornou ao time neste domingo e marcou o gol da vitória do Timão por 1 a 0 sobre o Americana, no Pacaembu. Triunfo que isolou o Alvinegro na segunda colocação do Paulistão.


O Corinthians pelo menos se distanciou um pouco dos rivais Palmeiras e Santos, que não venceram na rodada. O Verdão ficou no 1 a 1 com o São Caetano e o Peixe perdeu para o Bragantino, por 2 a 1, ambos fora de suas casas.

O torcedor que não não pôde acompanhar o primeiro tempo da partida, não perdeu muito. O Americana até começou bem, criou duas chances de gol, mas não conseguiu ser efetivo.

O Timão aproveitou a fragilidade do adversário e marcou. Aos 9 minutos, Paulinho chutou de fora da área, o goleiro Jaílson espalmou para frente e Liedson abriu o placar. Este foi o oitavo gol do Levezinho no Pacaembu desde a sua volta ao clube, no começo desta temporada. O atacante é o artilheiro do Paulistão, ao lado de Elano, do Santos, com nove gols.

Com a vantagem no placar, o Corinthians se acomodou. "Cozinhou" o jogo e quase não teve chances para fazer o segundo. O Americana, que no começo do Paulistão chegou a figurar entre os líderes, também não fez nada digno de nota.

No segundo tempo, o Timão melhorou. Foi para cima e, antes dos 20 minutos, criou quatro boas chances de ampliar o placar. Na melhor delas, Paulinho pegou um rebote em escanteio, emendou um voleio e a bola passou perto do gol de Jaílson.

A pressão inicial diminuiu, mas o Alvinegro continuou muito melhor. O Americana, mesmo em desvantagem, e tentando voltar a se aproximar do G8, quase não chegou e não criou nenhuma boa chance de empatar.

As duas equipes voltam a campo na próxima quarta-feira. O Corinthians encara o Oeste, mais uma vez no Pacaembu. Já o Americana viajará até Mirassol para encarar o time da casa.



FICHA TÉCNICA:

CORINTHIANS 1 X 0 AMERICANA

Estádio: Pacaembu, São Paulo (SP)
Data/hora: 20/03/2011 - 16h
Árbitro: Cleber Wellington Abade
Auxiliares: Rogerio Pablos Zanardo e Fausto Augusto Viana Moretti

Renda e público: R$ 530.979,00 /16.673 pagantes
Cartões amarelos: Morais (COR); Jackson e Jorge Luiz (AME)
Cartão vermelho:
GOLS: Liedson, 9'/1ºT (1-0)

CORINTHIANS: Julio Cesar, Alessandro, Chicão, Leandro Castán e Fábio Santos; Ralf, Paulinho, Morais (39'/2ºT - Danilo) e Bruno César (26'/2ºT - Ramírez); Dentinho (35'/2ºT - Willian) e Liedson. Técnico: Tite.

AMERICANA: Jaílson, Júlio César (39'/2ºT - Carlinhos), Jorge Luís e Thiago Gomes; Luiz Felipe, Léo Silva, Jackson, Sandro (25'/2ºT - Rafinha) e Magal; Fumagalli e Lúcio Flávio (25'/2ºT - John). Técnico: Toninho Cecílio.

Corinthians 4x3 Sporting - POR

Na manhã deste sábado, Corinthians e Sporting se enfrentaram na Represa de Guarapiranga (SP), em jogo válido pela primeira rodada do Mundialito de Clubes de futebol de areia. Melhor para os paulistas, que reverteram um placar de 3 a 1 e venceram por 4 a 3.

O primeiro gol saiu logo no início do jogo. Belchior, de falta, chutou a bola que passou por baixo do corpo de Mão. O Corinthians tentava reagir em finalizações de longa distância, mas não assustava o goleiro Graça, que via seu time ser mais efetivo no começo da partida.

Em outro lance de bola parada, veio o empate. Juninho soltou a bomba do meio da quadra e igualou o placar, sem chances para Graça. Com dificuldades em penetrar na defesa adversária, o Corinthians via nos arremates de média e longa distância sua maior arma para chegar ao gol. Já o Sporting chegava com facilidade na defesa paulista e esteve mais próximo do segundo tento na primeira etapa.

No fim, os paulistas aproveitaram a desatenção da defesa dos alviverdes e quase marcaram, mas a bola bateu na trave.

Na volta do intervalo, os dois times continuaram fracos na criação. O Sporting marcou de novo, em outra jogada originada de bola parada. Graça cobrou o lance e Fernando Ddi apareceu para dar um leve desvio na bola, o bastante para enganar Mão.

O terceiro gol não demorou muito a aparecer. Em cobrança de lateral que oferecia pouco perigo, Mão acabou dividindo a jogada com Belchior e a bola sobrou limpa para Bruno Xavier empurrar para o fundo das redes.

"Regra" da partida, o Corinthians fez seu segundo gol de forma semelhante. Benjamin chutou do meio da quadra, Graça não segurou a bola e Minici venceu a dividida para diminuir a vantagem do Sporting.

No terceiro tempo, o alvinegro perdeu a maior chance do jogo. Em contra-ataque originado de um escanteio para os portugueses, Benjamin foi livre para o ataque, mas chutou fraco nas mãos do goleiro Graça.

Apresentando um futebol que não apareceu durante os outros dois períodos, a equipe do Parque Sâo Jorge voltou a assustar em jogada individual de Buru, que errou a finalização.

O Sporting gastava o tempo trocando bolas na defesa, para eles, o medo de perder superou a vontade de vencer e como diz o técnico Muricy Ramalho, a bola pune. Levando mais perigo que os rivais, o Corinthians empatou o jogo com Buru, primeiro gol em jogada criada por sistema ofensivo na partida.

Com a garra conhecida do ex-clube de Ronaldo, Juninho, melhor jogador da partida, virou o placar.

Após o apito final, festa da torcida presente na Represa de Guarapiranga, que viu a vitória por 4 a 3 em uma virada emocionante do Corinthians

Corinthians 4x3 Sporting - POR

Na manhã deste sábado, Corinthians e Sporting se enfrentaram na Represa de Guarapiranga (SP), em jogo válido pela primeira rodada do Mundialito de Clubes de futebol de areia. Melhor para os paulistas, que reverteram um placar de 3 a 1 e venceram por 4 a 3.

O primeiro gol saiu logo no início do jogo. Belchior, de falta, chutou a bola que passou por baixo do corpo de Mão. O Corinthians tentava reagir em finalizações de longa distância, mas não assustava o goleiro Graça, que via seu time ser mais efetivo no começo da partida.

Em outro lance de bola parada, veio o empate. Juninho soltou a bomba do meio da quadra e igualou o placar, sem chances para Graça. Com dificuldades em penetrar na defesa adversária, o Corinthians via nos arremates de média e longa distância sua maior arma para chegar ao gol. Já o Sporting chegava com facilidade na defesa paulista e esteve mais próximo do segundo tento na primeira etapa.

No fim, os paulistas aproveitaram a desatenção da defesa dos alviverdes e quase marcaram, mas a bola bateu na trave.

Na volta do intervalo, os dois times continuaram fracos na criação. O Sporting marcou de novo, em outra jogada originada de bola parada. Graça cobrou o lance e Fernando Ddi apareceu para dar um leve desvio na bola, o bastante para enganar Mão.

O terceiro gol não demorou muito a aparecer. Em cobrança de lateral que oferecia pouco perigo, Mão acabou dividindo a jogada com Belchior e a bola sobrou limpa para Bruno Xavier empurrar para o fundo das redes.

"Regra" da partida, o Corinthians fez seu segundo gol de forma semelhante. Benjamin chutou do meio da quadra, Graça não segurou a bola e Minici venceu a dividida para diminuir a vantagem do Sporting.

No terceiro tempo, o alvinegro perdeu a maior chance do jogo. Em contra-ataque originado de um escanteio para os portugueses, Benjamin foi livre para o ataque, mas chutou fraco nas mãos do goleiro Graça.

Apresentando um futebol que não apareceu durante os outros dois períodos, a equipe do Parque Sâo Jorge voltou a assustar em jogada individual de Buru, que errou a finalização.

O Sporting gastava o tempo trocando bolas na defesa, para eles, o medo de perder superou a vontade de vencer e como diz o técnico Muricy Ramalho, a bola pune. Levando mais perigo que os rivais, o Corinthians empatou o jogo com Buru, primeiro gol em jogada criada por sistema ofensivo na partida.

Com a garra conhecida do ex-clube de Ronaldo, Juninho, melhor jogador da partida, virou o placar.

Após o apito final, festa da torcida presente na Represa de Guarapiranga, que viu a vitória por 4 a 3 em uma virada emocionante do Corinthians

Diretor do Corinthians afirma que clube está aberto a grandes jogadores

Apesar de negar qualquer negociação por Adriano, o diretor de futebol do Corinthians, Roberto de Andrade, não esconde o desejo de tê-lo no elenco. Ele afirmou que "grande jogadores sempre têm espaço" e que o clube tem condições de bancar sua vinda.

- Tem de estar aberto sempre a grandes jogadores, independentemente de quanto custa. Tem um limite, claro, mas para um grande jogador dá-se um jeito. Trouxemos o Ronaldo, arrumamos um jeito. Veio um parceiro e o Ronaldo chegou ao clube. As portas estão sempre abertas para grandes jogadores - disse.

Roberto, inclusive, foi grande incentivador da contratação do atacante, ao lado do diretor-adjunto, Duílio Monteiro Alves. A dupla convenceu o presidente Andrés Sanchez de que valeria o risco, apesar de alguns movimentos no Parque São Jorge serem contra.

Além de Adriano, estão na mira o volante Cristian, do Fenerbahçe (TUR), o meia Alex, do Spartak Moscou (RUS) e o zagueiro Juan, da Roma (ITA).

- Nosso elenco é superforte, se vierem outros jogadores será para complementar. É isso que a gente quer fazer. Estamos correndo atrás, queremos montar um elenco mais forte para o Campeonato Brasileiro para sermos campeões, ou pelo menos termos a vaga na Libertadores de 2012 - concluiu Andrade.

sexta-feira, 18 de março de 2011

Jovem atacante deve deixar Corinthians após confusões



Revelação do Corinthians na Copa São Paulo de 2011, o atacante Jô, de 19 anos, leva consigo um histórico de gols e problemas. Apesar do destaque dentro das quatro linhas, que lhe rendeu a promoção ao time profissional, complicações fora de campo podem decretar o fim de sua curta passagem pelo clube.

Desde sua chegada à base do Timão, Jô apresenta problemas de insubordinação e não consegue se adaptar à vida de jogador. Enquanto despontava como um dos melhores jogadores da base corintiana nos últimos anos, destacava-se também pelos desaparecimentos de concentrações e recorrentes ausências às sessões de treino.

Coincidência ou não, Jô é irmão mais novo do zagueiro e lateral Mário Fernandes, que ficou famoso no início de 2009 também por um sumiço. Na ocasião, o defensor ficou cinco dias desaparecido logo após se transferir do São Caetano para o Grêmio. A polícia foi acionada e o caso ganhou repercussão. Cinco dias depois, Mário foi encontrado em Jundiaí, a 60 quilômetros de São Paulo, e foi descoberto que o sumiço havia sido proposital, desencadeado por fatores emocionais. Depois disso, o Grêmio e o empresário do jogador, Jorge Machado, dedicaram atenção especial ao jogador, para prevenir que um novo caso como o do sumiço voltasse a acontecer e para que o jovem se sentisse bem em seu novo lar.


Recentemente, já no profissional, um novo problema fez com que a diretoria corintiana perdesse as esperanças no bom valor revelado no clube: um desentendimento com Joaquim Grava, consultor médico do clube e um dos idealizadores do centro de treinamento do clube, na Rodovia Ayrton Senna.

Contrariado por ser impedido de participar da partida contra o São Bernardo, em 30 de janeiro, pelo Paulistão, por conta de uma lesão no menisco do joelho direito - que passou por uma cirurgia há cerca de seis meses -, Jô, sem saber por quem estava sendo consultado, desentendeu-se com Grava. O jovem jogador não concordou com a avaliação médica, e insistiu para que fosse liberado para a partida. A discussão, no entanto, acabou sendo ríspida. Agora, o jovem diz ter perdido a vontade de jogar pelo Timão.

– Estou esperando meu empresário resolver a minha situação. Não tenho vontade de voltar – revelou o atacante, em entrevista ao LANCENET!.

Desde então, Jô está de férias, e passou os últimos dias em Porto Alegre, com o irmão. O clube havia imposto um prazo de retorno para após o Carnaval, mas acabou prolongando o recesso. O jogador voltou nesta quinta-feira para São Paulo, mas acredita que não será bem recebido de volta no Corinthians. Jô afirma já ter recebido propostas para disputar a Série B deste ano. Nos próximos dias, a diretoria do Corinthians decidirá se tenta mantê-lo até o fim de seu contrato, em outubro, ou se facilita o desligamento do atacante.

As idas e vindas do garoto


Sumiços
Desde que chegou às categorias de base do Timão, há dois anos, Jô tem problemas para se adaptar à rotina de atleta profis-sional. Funcionários do clube contam que, em quase dez ocasiões, o atacante sumiu da concentração e ficou sem dar notícias durante alguns dias, até ser con-vencido a voltar ao clube. Algumas vezes, chegou a desaparecer em vésperas de jogos, mas voltou, jogou bem e fez gols.

Falta de motivação
Cabisbaixo durante alguns treinos, ele costuma sofrer com a falta de motivação. Tem de ser elogiado frequentemente para continuar jogando futebol em bom nível. Para quem o acompanha, um dos problemas é sua autocrítica. O atacante se culpa por erros durante as partidas e precisa ter atenção especial para conseguir manter a atenção e a motivação no decorrer das partidas.

Arrependimento
Após os desaparecimentos, o sentimento de Jô é sempre o mesmo na volta: culpa pelo erro e vergonha por ter de encarar os colegas de clube no dia seguinte à fuga da concentração e às ausências nas sessões de treino. A diretoria do clube já cogitou rescindir o contrato, mas mantém a aposta porque o garoto tem talento e porque reconhece que ele precisa de cuidados especiais.

Corinthians pode acabar em 2012



O Corinthians está perto de acabar. Mas o torcedor do centenário clube paulista que se acalme (e os rivais não se animem). Quem pode sair de circulação é a filial do Paraná, que não tem tantos adeptos assim. O presidente de honra do Corinthians-PR, Joel Malucelli revelou nesta quinta-feira que o futuro da parceria com o Timão é incerto. Caso o acordo não seja renovado, o clube vai mudar de nome pela terceira vez.

– Temos interesse em manter a parceria, mas o contrato acaba em dezembro deste ano e tem chances de não ser renovado. Não conseguimos trazer jogadores, nem conquistar torcedores – revelou.

Um ponto que também desanima o cartola paranaense é a rejeição que o clube conquistou após se tornar a filial do Timão no estado:

– Estamos tendo problemas porque muitos não admitem usarmos a bandeira de São Paulo.

O contrato entre os dois clubes foi firmado em 2009. O clube-empresa, nascido em 1994, como Malutrom, deixou de se chamar J. Malucelli e herdou o fornecedor de material esportivo dos paulistas.

O diretor de futebol do Timão, Roberto de Andrade, revelou que a renovação ainda não entrou em pauta, mas disse que não vê motivo para que ela não aconteça.

– Esse assunto ainda não foi discutido, mas não não temos razão para não renovar a parceria – contou.

________________________________________________

Com a palavra
Angelo Binder
Repórter da ‘Gazeta do Povo’

Timão do PR: torcida de uma família só

A parceria não deu certo. A intenção de popularizar o antigo J. Malucelli ao unir o clube ao Corinthians não teve o efeito esperado pela diretoria.

O desejo era conquistar a massa corintiana do Paraná, que representa a terceira porção mais significativa do estado (só perde para Atlético-PR e Coritiba, segundo pesquisa da “Gazeta do Povo”). Além disso, o projeto era montar um time competitivo, formado por jogadores vindos do Parque São Jorge.

Mas os reforços paulistas não vieram. Para piorar, se ainda tinha algum simpatizante do J. Malucelli, passou a detestar o clube depois da parceria.

Por ser tratado como uma empresa, o Corinthians-PR está com boa saúde financeira. O clube é bem visto pelos profissionais, que recebem pagamento sempre em dia.

O problema é que só quem torce pelo time é a própria família Malucelli.

TV Record: R$ 100 milhões para Corinthians e Flamengo

A TV Record, que se fingia de morta, contra-atacou. Após abandonar na última hora a licitação do Clube dos 13 e conhecer as ofertas da Rede TV! e da Globo, a emissora do bispo Edir Macedo abriu o cofre: R$ 100 milhões para Corinthians e Flamengo pelos direitos de transmissão do Brasileiro de 2012 a 2016.

A emissora emitiu um comunicado no qual fala em transparência, mas não deixa claro se o valor é só pela transmissão dos jogos em TV aberta.

Caso isso se confirme, uma vez que a emissora não trabalha ainda por exemplo com o sistema pay per view, trata-se de uma proposta superior a da Globo, que promete pagar R$ 100 milhões a estes clubes por ano, mas na soma das plataformas de mídia.

Confira abaixo a íntegra do comunicado:

A Rede Record, como sempre agiu desde o início do processo de negociação do Campeonato Brasileiro de Futebol, reafirma sua intenção de negociar, com total e absoluta transparência, diretamente com todos os clubes envolvidos.

Por isso, decidimos apresentar, publicamente, nossas propostas. Assim, todos terão conhecimento dos valores e propósitos oferecidos para cada um dos clubes que disputam a Série A da competição.

A decisão prioriza o respeito aos clubes, torcedores, telespectadores, patrocinadores, autoridades do CADE (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) e até concorrentes.

Iniciamos essa etapa da negociação apresentando ao Clube de Regatas Flamengo e ao Sport Club Corinthians Paulista as nossas propostas e, ao mesmo tempo, registramos os documentos em cartório para provarmos que agimos de acordo com as determinações do CADE e da livre concorrência. A proposta é de R$ 100 milhões por ano, para cada um dos clubes, pela transmissão de, no mínimo, 19 jogos a cada temporada dos Campeonatos Brasileiros de 2012 a 2016.


Dessa forma, acreditamos que podemos colaborar com o esporte mais popular do País e que mexe com a paixão dos torcedores.

Clareza de propósitos, negociações à luz do dia, em horário comercial e com respaldo jurídico são os nossos objetivos em todo o processo.

Se as partes envolvidas agirem assim, temos a absoluta certeza de que, nos próximos cinco anos, o futebol brasileiro vai ser protagonizado pelas maiores estrelas do nosso futebol e coroado com a recuperação econômica dos clubes, aumento do interesse dos torcedores e dos telespectadores pelo espetáculo, exibição das partidas em horários mais adequados e ampliação do número de patrocinadores.

Esse é o caminho que a Rede Record acredita que pode perpetuar o Brasil como o país do melhor futebol e também do mais disputado campeonato do mundo.

Edu Gaspar é o novo gerente de futebol do Timão



O ex-volante Edu Gaspar é o novo gerente de futebol do Corinthians. A informação foi publicada nesta quinta-feira pelo repórter Alexandre Praetzel, da Rádio Bandeirantes, pelo Twitter. Minutos depois, a assessoria do clube confirmou o acordo.

Revelação das categorias de base do clube, Edu ganhou visibilidade no clube pelas atuações na Copa São Paulo de Futebol Júnior de 1998 e, anos depis, acabou contratado pelo Arsenal. No futebol espanhol, Edu permaneceu no Valencia por quatro anos, de 2005 a 2009, quando decidiu voltar ao Timão para encerrar a carreira.

Com poucas oportunidades e muitas lesões, foi pouco aproveitado tanto por Mano Menezes, quanto por Adilson Batista e Tite, os três treinadores que passaram pelo Corinthians no período. Desapontado, decidiu se aposentar no começo deste ano.

O cargo de gerência, no entanto, é "amaldiçoado" no clube. O primeiro a ocupar o posto foi o ex-zagueiro Antônio Carlos Zago, demitido após confusão envolvendo alguns atletas do clube, entre eles Ronaldo, em 2009.

William Machado, que chegou a adiar a aposentadoria, ficou menos de um mês no cargo, e saiu após divergir com integrantes da atual diretoria. O fracasso da negociação com o volante Willian Magrão, do Grêmio, foi o principal motivo de sua saída.

São Paulo x Corinthians será na Arena Barueri



O clássico entre São Paulo e Corinthians, que está marcado para o próximo dia 27, às 16h, pela 16ª rodada do Paulistão, será disputado na Arena Barueri. A Federação Paulista confirmou a transferência do local.

A partida, que deveria acontecer no Morumbi, foi trocada devido a um show de rock que será realizado no estádio um dia antes do confronto. Com receio de não conseguir desmontar a estrutura do envento, a direção são-paulina fez a solicitação que foi aceita pela Federação.

quinta-feira, 17 de março de 2011

Corinthians planeja pacotão de reforços para o Brasileiro



Os diretores do Corinthians repetem, em quase todas as entrevistas, que esperam três ou quatro reforços de peso para a disputa do Brasileiro.
As prioridades do clube estão na mesa. Além de Adriano, o zagueiro Juan, da Roma (ITA), o volante Cristian, do Fenerbahçe (TUR) e o meia Alex, do Spartak Moscou (RUS).

O interesse por Juan, que disputou as duas últimas Copas do Mundo com a Seleção Brasileira, foi revelado nesta quarta-feira pelo "Jornal da Tarde". O diretor de futebol do Corinthians, Roberto de Andrade, confirmou que o nome interessa, mas disse que ainda não há negociação com ele.

– Juan nos foi oferecido. Acredito que não só para o Corinthians, mas como para outros clubes também. Não falamos com ele, nem com a Roma (ITA). Não sabemos qual seria o valor, se é possível. Só sabemos que ele quer voltar – disse.

O nome agrada – e muito – a comissão técnica. A ideia de Tite é ter mais um zagueiro que saiba atuar pelo lado esquerdo. Na Seleção Brasileira ou na Roma Juan sempre fez a chamada quarta zaga.

Em relação ao meia Alex, este é outro nome indicado pelo treinador. O jogador trabalhou com ele no Internacional em 2008, antes de sair em 2009 ao Spartak Moscou por cerca de R$ 14,8 milhões. Ele tem contrato até 2013, é capitão do time e ídolo da torcida. Nesta quinta, entrará em campo contra o Ajax (HOL), em duelo válido pela Liga Europa.

– Estamos aguardando para ver se o time libera. Agora a cada jogo ele faz gol, está sempre melhor. Por isso, já começo a dar como descartado também - afirmou Roberto.

– O Corinthians gostaria de contar com ele. Mas é uma negociação muito difícil. Ficamos felizes com o interesse, mas a operação é complexa e não sei se vai evoluir. Por enquanto, não há nada concreto sobre sua volta ao Brasil.

Cristian, ídolo da torcida corintiana, deseja voltar ao clube. Tenta a sua liberação do clube turco desde o meio de 2010, mas não tem obtido sucesso. Na próxima janela, tentará de novo, algo já prometido para o presidente Andrés Sanchez.

–É uma possibilidade, uma nova tentativa. É outro caso para ver se o time (Fenerbahçe-TUR) libera. Se der certo, as portas estão abertas no Corinthians - concluiu o dirigente.

A situação de cada jogador pretendido

Juan
Está na Roma (ITA) desde agosto de 2007. Tem contrato até julho de 2013, mas já deseja retornar ao Brasil, pelo menos por empréstimo. A crise financeira do clube italiano e a eliminação precoce na Liga dos Campeões da Europa podem ajudar.

Alex
Contratado pelo Spartak Moscou (RUS) no início de 2009. Tem contrato até o fim de 2013, é capitão do time e a diretoria não pretende liberá-lo. Ele, no entanto, quer voltar e tenta encontrar uma alternativa.

Cristian
Saiu do Corinthians em 2009. Desde o meio de 2010 tenta sua liberação do Fenerbahçe (TUR), com o qual tem contrato até 2014. E vai insistir outra vez.

quarta-feira, 16 de março de 2011

Andrés Sanchez se reúne com Adriano e faz proposta

Adriano já tem em mãos a proposta para ser jogador do Corinthians. Em um almoço em São Paulo, na última terça-feira, ele esteve com o presidente Andrés Sanchez. As partes negam, mas a negociação já está encaminhada. E o atacante quer responder até abril, para avaliar o futuro e seguir curtindo a família, enquanto se recupera de cirurgia no ombro direito.

o contrato oferecido contém cláusulas que protegem o clube contra problemas de comportamento (como multas por faltas a treinos e problemas extracampo, além de um mínimo de jogos por temporada). Esta foi uma das exigências do Grupo Hypermarcas, patrocinador principal, que comprou a ideia de sua contratação.

Os salários podem chegar a R$ 550 mil mensais, incluindo valor de luvas e possíveis premiações. Este é o mesmo valor oferecido a Luis Fabiano, que acabou saindo do Sevilla (ESP) para o rival São Paulo.

Após inúmeras reuniões com seus diretores e a comissão técnica, Andrés decidiu bancar a sua chegada, apesar dos riscos, considerando o histórico recente do atleta de confusões extracampo. O consenso foi de que ele, com amigos e família próximos no Brasil, pode voltar a ser aquele Adriano decisivo na conquista do título brasileiro pelo Flamengo em 2009. E que, um jogador deste porte, sempre terá espaço no elenco do Corinthians.

Assim como no fim do ano passado, Ronaldo ajuda o clube nesta negociação. Com mais tempo após a aposentadoria, ele continua tentando convencer o amigo a atuar pelo Timão. Em diversas entrevistas, já afirmou que vê no Imperador a figura certa para ser seu substituto. A boa relação com o jogador, Andrés e João Alves de Queiroz Filho, principal acionista do Grupo Hypermarcas, faz do Fenômeno o interlocutor de todas as conversas.

A posição oficial do Corinthians será negar que já tenha procurado Adriano. No Parque São Jorge, porém, membros da diretoria e do departamento de marketing já não escondem que sua chegada pode ocorrer. Mesmo com o sucesso de Liedson, não há mais um jogador no elenco atual que tenha tanta repercussão quanto o Imperador.

terça-feira, 15 de março de 2011

Fotos de Fernanda Souza são usadas em sites de prostituição na França



Além das imagens, a página descreve a atriz como Larissa, de 20 anos, bonita, sexy e simpática. No anúncio ainda diz que ela “saberá te surpreender”.

Outras atrizes já tiveram suas imagens veiculas em sites de prostituição, entre elas Flávia Alessandra e Carolina Dieckmann.

Atualmente, Fernanda está no ar na novela das sete, Ti-ti-ti (Globo), no papel de Thaísa. Na trama, ela faz a filha de Claudia Raia.

Procurada pelo R7, a assessoria de imprensa da atriz disse que não sabia de tal informação e, assim que conversasse com Fernanda, daria um posição oficial sobre o assunto.

Corinthians comemora superávit em 2010, mas dívida cresce

Conforme havia prometido o presidente do Corinthians, Andrés Sanchez, o clube, assim como fez em 2009, divulgou na noite desta segunda-feira seu balanço financeiro referente ao ano de 2010, que marcou um superávit de R$ 3,7 milhões. Segundo mostram as contas do clube, o Timão teve uma receita anual recorde, de R$ 212,6 milhões, que corresponde a um valor 17% maior do que o da temporada passada.

As receitas, porém, não foram as únicas que aumentaram em 2010. A dívida líquida do clube teve um aumento de 22% em relação ao ano passado, contabilizando R$ 112,1 milhões, no total. Entretanto, os indicadores de desempenho do balanço classificam o índice omo positivo pelo fato do valor da dívida corresponder a 69% da receita anual de 2010 sem contemplar a verba recebida em vendas de jogadores, que ficou em R$ 35 milhões. Por outro lado, em 2009 a dívida correspondia a 66% das receitas, valor inferior ao atual.

Outros valores positivos mostrados foram a elevação das rendas provenientes da negociação dos direitos televisivos de transmissão, que dubiram de R$ 40,4 milhões (2009), para R$ 55 milhões (2010). O patrocínio, que atingiu R$ 47,3 milhões, fechou em um valor de quase R$ 10 milhões a mais do que o ano anterior.

Corinthians vai à FPF reclamar de arbitragem

Julgando-se injustiçado pelas más arbitragens nas últimas partidas envolvendo o Corinthians, o presidente do clube, Andrés Sanchez, foi pessoalmente à sede da Federação Paulista de Futebol, nesta segunda-feira, para reclamar ao conselho arbitral do que ele considera ter sido prejudicial ao Timão durante o Paulistão.

- Eu acho que os juízes estão indo muito mal contra o Corinthians. No domingo, o juiz estava nervoso e deixou de dar cartões para o Mirassol, que achei estranho. Ele não deu nem a falta, nem o cartão. Fui lá reclamar realmente, por o ponto de vista do Corinthians e espero ser atendido - declarou o mandatário, em entrevista à Rádio Jovem Pan.

A partida do último domingo, arbitrada por Flávio Rodrigues Guerra, contra o Mirassol, foi marcada por entradas agressivas de ambos os times. O atacante corintiano Jorge Henrique, inclusive, foi punido com dois cartões amarelos e saiu de campo expulso ainda no início do segundo tempo. Apesar da saída precoce do jogador do Timão, nenhum outro cartão amarelo foi distribuido no decorrer do confronto. Pelo Paulistão, o time enfrenta o Americana no próximo domingo.

Corinthians prepara nova cartada por Adriano



O presidente do Corinthians, Andrés Sanchez, trabalha para ter Adriano a partir do Brasileirão, que começará no fim de maio.

Nas últimas semanas, ele ouviu muito para decidir a contratação do Imperador. E fechou com membros da diretoria que, como ele, querem recuperar o atacante de 29 anos, sem clube desde o dia 8 de março, quando a Roma (ITA) anunciou a rescisão de seu contrato.

– Nós acharemos um novo lugar para ele – disse um dos membros da diretoria, próximo de Andrés.

No Parque São Jorge, há grande expectativa de que o acordo seja selado ainda nesta semana.


Para não entrar em leilão, o Corinthians vai evitar falar sobre as negociações. Os salários podem chegar a R$ 550 mil, com ajuda do patrocinador, o Grupo Hypermarcas que, por sua vez, exigirá cláusulas no contrato.


Adriano ainda se recupera de uma lesão no ombro direito e só deve estar apto a voltar a treinar no fim de abril, praticamente um mês antes do início do Nacional. Por isso, diz não ter pressa para decidir o futuro. Sua primeira opção, o Flamengo, já avisou que ele não faz parte dos planos do clube.

O Corinthians ganha força pois Ronaldo já o havia convencido a atuar pelo clube em novembro do ano passado, para que ele disputasse a Libertadores deste ano. Adriano havia se animado com tudo o que conversou com o Fenômeno sobre o Timão e sentiu segurança no discurso de Andrés, que oferecia contrato de empréstimo de um ano e salários de cerca de R$ 400 mil mensais. Na época, porém, a Roma (ITA) dificultou e fez ele ficar.

Agora, o Fenômeno vai insistir para ele que o melhor para o futuro é o Corinthians. E os salários serão maiores porque já não haverá mais o custo de transferência, e seus direitos pertencerão ao clube.

Com o sucesso de Liedson no ataque, o técnico Tite afirmou à diretoria que sua chegada não é necessária, mas seria bem-vinda.

Nos últimos dias, Andrés e os diretores Roberto de Andrade e Duílio Monteiro Alves têm repetido que gostariam de tê-lo no clube. Diferentemente de outras épocas, em que costumavam negar tudo.

Cláusulas para o ‘Bad boy’

Desde o fim do ano passado, quando o Corinthians esteve próximo de contratar Adriano, o Grupo Hypermarcas mostrou-se receoso com o comportamento problemático do atacante. Naquela época, havia se comprometido a ajudar a bancar os salários, mas exigia cláusulas no contrato. Entre elas, multas pesadas em relação a problemas de comportamento e um mínimo de jogos disputados pelo clube.

Quando soube que Ronaldo ia se aposentar, o principal patrocinador do Timão preocupou-se em ter no clube uma figura com impacto e retorno. O primeiro nome foi Ronaldinho Gaúcho, que acertou com o Flamengo. O segundo é Kaká, que defende o Real Madrid (ESP).

segunda-feira, 14 de março de 2011

Tabela do Brasileiro-2011 tem clássicos na rodada final

Depois da polêmica das “entregadas” nos últimos Brasileiros, a CBF decidiu mudar a estratégia. Na tabela do Brasileirão-2011, divulgada nesta segunda-feira, a entidade que rege o futebol nacional colocou os clássicos estaduais para as últimas rodadas, em uma tentativa de diminuir um possível desinteresse dos clubes ao fim da competição, o que beneficiaria ou prejudicaria quem estivesse na luta pelo título ou contra o rebaixamento.

O Brasileirão vai começar no dia 21 de maio, um sábado. Mas as partidas que acontecerão nesta data ainda não foram confirmadas.

Primeira rodada (prevista para 21/5 ou 22/5):

Palmeiras x Botafogo
Santos x Internacional
Flamengo x Avaí
Fluminense x São Paulo
Ceará x Vasco
América-MG x Bahia
Grêmio x Corinthians
Atlético-MG x Atlético-PR
Coritiba x Atlético-GO
Figueirense x Cruzeiro

Última rodada (prevista para 3/12 ou 4/12):

Corinthians x Palmeiras
São Paulo x Santos
Internacional x Grêmio
Cruzeiro x Atlético-MG
Atlético-GO x América-MG
Atlético-PR x Coritiba
Bahia x Ceará
Avaí x Figueirense
Botafogo x Fluminense

Vasco x Flamengo

domingo, 13 de março de 2011

Mirassol 2x3 Corinthians



Na falta da referência de Liedson, ausente pela primeira vez desde a sua volta ao Corinthians, Bruno César e Willian brilharam. O atacante, que substituiu o Levezinho, marcou dois gols e o meia, que vinha sendo reserva, decidiu para o Timão na vitória por 3 a 2 sobre o Mirassol, no Estádio José Maria Maia, válida pela 13ª rodada do Paulistão.

O primeiro tempo começou muito pegado até os 15 minutos. Em seis minutos de jogo, já haviam sido cometidas seis faltas pelos dois times, a maioria delas com violência. A primeira boa chance foi do time da casa, que, aos dois minutos, em chute de longe, obrigou Júlio César a se esticar para fazer a defesa no canto direito. Aos três minutos, um lance duvidoso: Esley cruzou pela esquerda e, usando o braço, Morais tirou a bola para escanteio. O juiz não marcou pênalti.

Quando o jogo acalmou, o Corinthians passou a assumir o controle ofensivo da partida. Aos sete minutos, Willian recebeu bom passe de Moradei, se livrou da marcação e chutou forte no canto direito, obrigando Fernando Leal a fazer uma grande defesa. Aos 11, Paulinho, em outra boa enfiada de bola de Moradei, chutou cruzado, mas a bola saiu torta. Apesar da evolução alvi-negra, o jogo era marcado pela defesa. Os ataques das duas equipes esbarravam em defesas bem postadas.

Aos 20, após uma boa tabela entre Paulinho e Willian, o volante recebeu na pequena área, mas concluiu em cima de Fernando Leal, que salvou mais uma boa chance. Na sequência do lance, o volante bateu fortemente a cabeça na trave esquerda da meta do Mirassol e sentiu a pancada, tendo que ser substituído por Luiz Ramírez, aos 35 minutos.

Depois de o Corinthians ter as chances mais claras do jogo, o Mirassol reagiu. Aos 23, o Leão efetuou uma bela troca de passes, que culminou em uma tabela entre Esley e Wellington Amorim, que concluiu fraco para a meta de Júlio César. Aos 26, o Mirassol chegou ao gol. Xuxa arrancou do campo de defesa, em um rápido contra-ataque, driblou dois adversários e entregou a bola para Serginho, que ajeitou e colocou a bola no ângulo esquerdo, sem chances para Júlio César.

Após o gol, o Timão tentava reagir e conduzia a bola, mas encontrava a intermediária e a defesa do Mirassol muito congestionadas. O jogo esfriou, e as chances se tornaram menos claras, como o cabeceio de Jorge Henrique aos 36 e o chute de Willian em cima da zaga aos 38. Dentinho e Jorge Henrique apagados pouco participavam e a atuação ofensiva alvi-negra se resumia a Morais e Willian.

O substituto de Liedson, desfalque do time pela primeira vez desde a chegada, teve oportunismo para empatar a partida logo aos dois minutos do segundo tempo. Após bola cruzada na área do Mirassol, a zaga não conseguiu cortar a bola, que subiu e acabou caindo nos pés de Willian na pequena área, que completou para o gol. O que poderia ser uma reação alvi-negra no início da segunda etapa foi freada aos cinco minutos. Jorge Henrique entrou de carrinho sobre Esley por cima da bola, levou o segundo amarelo e saiu expulso.

Com um a mais, o Mirassol tentava acuar o Corinthians. Aos 16, o time da casa teve uma chance aguda, com Wellington Amorim, livre e embaixo da trave, chutar por cima do gol do Júlio César. O Corinthians apostava nos contra-ataques e, em um deles, aos 20 minutos, virou a partida. Dentinho deu grande passe para Willian, que pegou a zaga aberta, driblou Fernando Leal e marcou a virada.

O jogo se arrastou até um final emocionante. O Mirassol pressionava e tentava o gol de empate, que chegou, aos 43 minutos após chute forte de Esley, que desviou em Wallace. O jogo parecia perdido, mas reservava emoções. Em baixa, Bruno César, que havia entrado para substituir Dentinho, resolveu a partida aos 45 minutos. Ele recebeu bom passe de Ramírez na lateral da área, conduziu e chutou forte para definir o resultado para o Timão.

FICHA TÉCNICA:
MIRASSOL 2 X 3 CORINTHIANS

Estádio: José Maria Maia, em Mirassol (SP)
Data/hora: 13/3/2011 - 16h
Árbitro: Flávio Rodrigues Guerra
Auxiliares: Danilo Ricardo Simon Manis e Alberto Poletto Masseira
Renda/público: Não divulgado.
Cartões amarelos: Jorge Henrique (COR)
Cartões vermelhos: Jorge Henrique, 5'/2ºT (COR);
GOLS: Serginho, 26'/ 1ºT (1-0); Willian, 2'/2ºT (1-1); Willian, 20'/2ºT (1-2); Esley, 43'/ 2ºT (2-2) e Bruno César, 45' /2ºT (2-3).

MIRASSOL: Fernando Leal; Fabinho Capixaba, Gustavo Bastos, Luís Henrique e Diego; Jairo,
Otacílio (Reinaldo, 22'/ 2ºT), Esley e Xuxa; Serginho (Vitor Palito, 38'/2ºT) e Wellington Amorim (Guilherme, 29'/2ºT). Técnico: Ivan Baitello.

CORINTHIANS: Júlio César; Moradei, Wallace, Leandro Castán e Fábio Santos; Ralf, Paulinho (Luis Ramírez, 35'/2ºT) e Morais (Danilo, 26' / 2ºT); Jorge Henrique, Dentinho e Willian (Bruno César, 33'/2ºT). Técnico: Tite.

sábado, 12 de março de 2011

Globo e Rede TV! negociam acordo



A sexta-feira nem terminou e a Globo já chamou a RedeTV! para uma conversa sobre os direitos de TV do Brasileiro no período de 2012-14. Ao contrário do que acontece entre Globo e Record, não existe relação conflituosa entre essas duas emissoras. A Globo considera oferecer à RedeTV! a oportunidade de exibir o Brasileirão pagando muito menos do que R$ 516 milhões por ano em troca de não formalizar o acordo.

Na tarde de sexta-feira, o diretor da Globo Esportes, Marcelo Campos Pinto, telefonou para Amilcare Dallevo Jr., um dos donos da RedeTV! O LANCENET! apurou a existência e o teor da conversa, mas não os seus detalhes. A atitude da Globo vai ao encontro de um objetivo da Rede TV!. O diretor de relações institucionais, João Alberto Romboli, disse que não quer esperar até o ano que vem para se associar ao futebol. Disse que iria aumentar a cobertura do Brasileiro já nesta temporada. Passar os jogos certamente ajudaria nesse objetivo.

sexta-feira, 11 de março de 2011

Clube dos 13 fecha com a RedeTV!



O Clube dos 13 aceitou a proposta da RedeTV! para a transmissão em TV aberta de jogos do Brasileiro no triênio 2012-14. A oferta foi a única no processo de licitação da entidade, criado após exigência do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).


- A demora foi decorrente de algumas discussões para a elaboração do contrato. A oferta é de R$ 516 milhões por ano ou R$ 1,548 bilhão por todo o período - declara o presidente do C13, Fábio Koff.
O envelope com a proposta foi aberto formalmente na presença de José Alberto, diretor comercial da emissora. E Koff fez questão de frisar que a confirmação da mesma depende do validação de todos os clubes ligados à entidade, inclusive os dissidentes, e dos contratos comerciais com anunciantes a serem firmados pela emissora dentro de 30 dias.


O presidente do C13 também adiantou que o contrato prevê 20% do montante pago imediatemente aos clubes a título de luvas. Tratam-se de R$ 300 milhões para saldar os compromissos mais urgentes.

A decisão da entidade saiu no início da tarde desta sexta-feira após um grande clima de incertezas. Depois de a Globo anunciar a não participação na licitação, a Record também declinou momentos antes do horário da abertura dos envelopes com as propostas, previsto para as 10h. A decisão da Record surpreendeu o C13.

A entidade previa arrecadar no mínimo R$ 500 milhões com a venda dos direitos de TV aberta do Brasileirão no triênio 2012-14. O montante é cerca de 70% superior ao pago atualmente. Mas a chance de alcançar valor maior fiocu reduzida nas últimas semanas quando 12 clubes preferiram tratar diretamente com a Globo, sob alegação de que a emissora tem maior qualidade e audiência, além da preferência dos patrocinadores.

- Essa é uma vitória da independência, do caráter, da transparência. Uma vitória, um dia de festa do futebol brasileiro e do Brasil - afirma Fábio Koff.

Sobre a desistência da Record na última hora, Koff foi bastante curto e direto. E relatou que cerca de de dez clubes já comprometeram receitas de 2012.

- Lamento. Não posso inteferir na decisão de uma emissora. A respeito da segunda questão, não posso falar pelos clubes. Não vou fazer juízo, os clubes saem o que é melhor para cada um - comenta.

Clube dos 13 promete 100 milhões a Corinthians e Flamengo




O Clube dos 13 garante a Flamengo e Corinthians mais de R$ 100 milhões por ano de direitos do Campeonato Brasileiro se os clubes voltarem atrás e aceitarem a licitação promovida pela entidade. O Rubro-Negro levará R$ 108 milhões e o Corinthians, R$ 106 milhões. O terceiro clube mais bem remunerado será o São Paulo, com pouco mais de R$ 90 milhões anuais.

Essa informação partiu do diretor-executivo do Clube dos 13, Ataíde Gil Guerreiro, o homem que idealizou a licitação. Nesta sexta-feira, às 10h, após muitas polêmicas e dissidências, serão abertos os envelopes da licitação da TV aberta, a mais cara e a primeira a ser concretizada. A Globo anunciou que não vai participar, deixando a disputa para Record e Rede TV!. O valor mínimo para o lance é de R$ 500 milhões, 67% a mais do que no último contrato.

A polêmica começou quando o Corinthians anunciou sua saída definitiva do Clube dos 13 por conta da negociação. Logo depois, os clubes cariocas seguiram o Timão e também abandonaram o C13 e foram seguidos por outros oito clubes (veja a relação completa abaixo). No dia 25, a TV Globo anunciou em nota que não participaria da concorrência pelos direitos de TV aberta já que uma licitação baseada só em critérios de audiência e receitas publicitárias é incompatível com o modelo de negócios da emissora.


Uma das polêmicas foi a retirada do ágio de 10% que a emissora carioca teria na licitação. A decisão foi tomada pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) e acatada pelo C13.


na tarde desta quinta a cúpula da Globo, que negocia com os dissidentes, esteve reunida para fazer uma reavaliação de toda a situação. Mas a decisão de não participar deverá ser mantida. As concorrentes poderão entregar os envelopes até o momento da cerimônia da abertura.

Guerreiro afirmou que os valores de Flamengo e Corinthians – e de todos os demais clubes – serão maiores caso alguma licitação consiga mais do que o preço mínimo.

Essa divisão é calculada para um bolo de cerca de R$ 1 bilhão. Apenas com a atualização monetária, o valor que o C13 receberá – se a licitação não naufragar – será de R$ 1,1 bilhão no ano que vem.

O diretor do C13 explicou que as fatias dos principais clubes sobre o total do bolo vai crescer – os dois clubes de maior torcida do Brasil passarão de 8% para mais de 10,5%.

A razão disso é o crescimento do contrato de pay per view, que dá à dupla quase 30% do bolo, em razão da participação nos pacotes vendidos.

Auditoria
O Clube dos 13 contratou o Instituo Insper, antigo Ibmec, para fazer a auditoria financeira na licitação da TV aberta. Esta ficará a cargo do professor titular Antonio Zoratto Sanvicente, uma das maiores autoridades do Brasil no assunto. Segundo Guerreiro, a empresa Price Coopers foi dispensada por se recusar a aceitar a presença da imprensa na abertura dos envelopes.

Confira abaixo os detalhes das licitações (clique nos times para saber as posições de cada clube):

Clubes que permanecem no Clube dos 13

Atlético-MG
Atlético-PR
Bahia
Guarani
Internacional
Portuguesa
São Paulo
Sport

Clubes que vão negociar sem o Clube dos 13

Botafogo
Corinthians
Coritiba
Cruzeiro
Flamengo
Fluminense
Goiás
Grêmio
Palmeiras
Santos
Vasco
Vitória

CONHEÇA AS LICITAÇÕES

TV Aberta
Lance mínimo: R$ 500 milhões
Jogos exibidos: três por rodada, no mesmo horário para diferentes praças
Transmissão: ao vivo
Prioridade: escolhe os jogos
Receita variável: não tem
Abertura de envelopes: nesta sexta

TV fechada
Lance mínimo: R$ 100 milhões
Jogos exibidos: quatro por rodada, dois em cada dia, um principal e um espelho
Transmissão: ao vivo ou VT
Prioridade: escolhe depois da TV aberta e não pode coincidir com ela.
Receita variável: não tem
Abertura de envelopes: dia 23 de março

Payperview
Preço: R$ 250 milhões em 2012, R$ 275 milhões em 2013 e R$ 300 milhões em 2014.
Jogos exibidos: todos
Transmissão: ao vivo ou VT
Prioridade: todos os jogos
Receita variável: É onde se dará a disputa da licitação. O lance mínimo é de 40% da receita bruta com o payperview
Abertura de envelopes: dia 23 de março

Internet
Lance mínimo: R$ 50 milhões (incluindo R$ 10 milhões de receita mínima)
Jogos exibidos: todos
Transmissão: lances, com 5min de delay, jogos, com 45min de atraso
Receita variável: 50% da receita bruta arrecada com serviço on demand e payperview
Abertura de envelopes: dia 24 de março

Celular
Lance mínimo: R$ 12 milhões
Jogos exibidos: nenhum na íntegra
Lances: quase ao vivo, desde que não se ultrapasse 5 min de transmissão por partida
Melhores momentos do jogo: delay de duas horas após o final da partida.
Receita variável: não tem
Abertura de envelopes: dia 24

quinta-feira, 10 de março de 2011

Obras do hotel no CT do Timão são iniciadas

A principal novidade no CT Dr. Joaquim Grava nesta quinta-feira foi o início das obras do hotel que servirá de concentração para o elenco. Com o local inaugurado em setembro do ano passado, a instalação começou a ser erguida nesta semana e tem previsão de ficar pronta em setembro.

No centro de treinamento, além de quatro campos já disponíveis para os jogadores, há sala de musculação e piscina para trabalhos físicos. Um ginásio e uma capela estão em andamento, e ainda existe um projeto de um campo de mini-golfe.

Além disso, será construído um campo com arquibancada para que as dependências no Parque Ecológico, na Zona Leste de São Paulo, possam receber partidas das categorias de base do Timão.

Corinthians 0x1 Ponte Preta



Ponte Preta é, definitivamente, uma visitante indigesta neste Campeonato Paulista. Pela segunda vez, a equipe de Campinas surpreende um clube grande fora de casa e a vítima, desta vez, foi o antes invicto Corinthians, que sucumbiu diante da Macaca por 1 a 0, jogando no Pacaembu, na noite desta quarta-feira.

O gol de Éverton Santos lembrou a ocasião em que a Ponte Preta surpreendeu o São Paulo no Morumbi, no dia 22 de janeiro, com gol de Tiago Luís.


Mesmo com o resultado, o Timão se mantém na liderança com 25 pontos. A diferença para o Santos é de apenas um gol - o saldo de gols do Timão é de 16 gols positivo contra 15 da equipe santista. Há ainda a possibilidade do São Paulo tomar a primeira posição do Corinthians caso vença o Ituano por uma diferença de, no mínimo, seis gols.


A Ponte, por sua vez, ganhou a posição do Mirassol e do Tricolor, que ainda joga nesta quinta-feira, e dorme na quarta colocação com 24 pontos. A Macaca completou dez partidas sem derrota no Estadual.


MACACA QUE APRONTA


Sem seu melhor jogador - Renatinho, que fora liberado horas antes do jogo para acompanhar o nascimento de sua filha em Campinas - a Ponte começou o jogo sofrendo com as investidas rápidas do Timão.

Logo a 8 minutos, Liedson tocou de calcanhar para Paulinho, que invadiu a área e chutou rasteiro para fora.


Mas as duas equipes marcavam muito e travavam as ações na intermediária. Para furar a muralha campineira, Dentinho apostou nas jogadas pelos flancos. Era o caminho para o Timão botar fogo no jogo. Aos 24, ele invadiu a área pela esquerda e cruzou para Liedson, que se antecipou ao goleiro e tocou para fora.

Já aos 33 minutos quem fez a jogada de linha de fundo foi Morais, que tocou para trás e Dentinho finalizou rasteiro, com perigo.

Mas a Ponte mostrava por que se mantinha há 9 rodadas sem derrotas no Paulista e segurou o ataque corintiano como pode.

E se o ataque campineiro também não funcionava, tinha quem finalizasse pela Ponte. Como assim? Pois Guilherme, aos 2 minutos da etapa final, fez jogada pela direita, cruzou fechado e quem carimbou a trave em grande estilo foi Alessandro. Pânico no Pacaembu. A bola, caprichosamente, tocou na trave, voltou para o meio da área e a defesa afastou. Que susto!


Dez minutos depois, no entanto, a Ponte não precisou mais da ajuda de Alessandro e abriu o placar. Éverton Santos recebeu na entrada da área e chutou. Julio Cesar ainda espalmou, mas para a própria meta. Era o gol da Macaca.


Dentinho tentou recolocar o Timão no jogo, após grande lance aos 19 minutos. Tite, por sua vez, apostou em Edno no lugar de Morais. O atacante mostrou serviço aos 23, quando desperdiçou boa chance dentro da área.

Mas o Corinthians não lograva sucesso nas investidas ao ataque. Diante de 11 homens da Ponte postados no campo de defesa, o Timão apelou para a jogada aérea. Aos 47, o último suspiro foi de Leandro Castán, cuja cabeçada explodiu na trave de Bruno, para desespero da torcida corintiana.


Único invicto remanescente no Campeonato Paulista até o início da partida, o Timão vê, na noite desta quarta-feira, sua primeira derrota na competição.


Agora, a Ponte Preta volta a campo para enfrentar o Grêmio Prudente em Campinas, no sábado (12). Já o Timão visita o Mirassol no domingo (13), em jogo entre líderes do Campeonato Paulista.


FICHA TÉCNICA:
CORINTHIANS 0X1 PONTE PRETA

Estádio: Pacaembu, São Paulo (SP)
Data/hora: 8/3/2011 - 21h50
Árbitro: Philippe Lombard
Auxiliares: Marcelo Carvalho Van Gasse e Marco Antonio de Andrade Motta Junior
Renda/público: R$ 354.996,50 / 12.126 pagantes
Cartões amarelos: Fábio Santos, Ramírez (COR); Ricardinho, Ferron, Leandro Silva, Mancuso (PON)
Cartões vermelhos: Não houve
GOLS: Éverton Santos, 12'/2ºT (0-1)

CORINTHIANS: Julio Cesar; Alessandro (Willian, 35'/2ºT), Wallace, Leandro Castán e Fábio Santos (Luís Ramírez, 28'/2ºT); Ralf, Paulinho, Morais (Edno, 19'/2ºT) e Bruno César; Dentinho e Liedson. Técnico: Tite.

PONTE PRETA: Bruno; Guilherme, Leandro Silva, Ferron e João Paulo; Josimar, Mancuso (Gerson, 41'/2ºT), Gil e Ricardinho (Tiago Luís, 25'/2ºT); Márcio Diogo (Válber, 28'/2ºT) e Éverton Santos. Técnico: Gilson Kleina.

domingo, 6 de março de 2011

Ronaldo terá jogo de despedida pelo Corinthians, afirma Andrés




O presidente do Corinthians, Andrés Sanchez, afirmou na madrugada deste domingo que Ronaldo ainda participará de um jogo de despedida pelo clube.


- Ele vai fazer, ele não aguenta. Ele não fez um jogo de despedida ainda pelo Corinthians. Só se aposentou atleticamente falando. Enquanto ele não fizer esse jogo de despedida, vamos fazer alguns jogos - afirmou o mandatário à Rádio Jovem Pan, no Anhembi, antes de desfilar pela Gaviões da Fiel, torcida organizada do Alvinegro.

O Fenômeno anunciou a sua aposentadoria dos gramados no dia 14 de fevereiro, 12 dias depois de o Timão perder por 2 a 0 para o Tolima (COL), na Colômbia, e ser eliminado na primeira fase da Copa Libertadores. No confronto de ida, no Brasil, as equipes empataram sem gols.


Além da última exibição pelo time do Parque São Jorge, o ex-camisa 9 também terá a última aparição com a camisa da Seleção Brasileira. Um amistoso com a Romênia está agendado para o dia 7 de junho e será realizado no estádio do Pacaembu.

Andrés declara apoio à Mário Gobbi nas eleições do Corinthians



O presidente do Corinthians Andrés Sanchez declarou apoio ao seu antigo diretor de futebol, Mário Gobbi Filho, nas próximas eleições presidenciais do clube, que ocorrerão em dezembro deste ano.

- Quem fundou o grupo Renovação e Transparência no fim de 2005, começo de 2006, foi eu, Mário Gobbi, André Luiz (de Oliveira, o André Negão, diretor administrativo), o Manoel Evangelista (o Mané da Carne, conselheiro) e o Eli Werdo (antigo diretor de futebol). Tinha de ser um desses para dar sequência. Acho que o mais indicado é o Mário, e vamos trabalhar por ele - disse o mandatário, neste sábado, à Rádio Jovem Pan.

Mário Gobbi Filho, 49 anos, é conselheiro vitalício do Corinthians desde 2002. Delegado de polícia, foi um dos braços direitos de Andrés Sanchez na reconstrução do clube, após a queda para a Série B no Brasileirão de 2007. Ele foi diretor de futebol de 5 de dezembro de 2007 até 7 de dezembro de 2010.

- Vou indicar e vou trabalhar até mais que fiz para a minha eleição. Ele tem grande força no clube, é uma pessoa querida. Não é unanimidade. Tem de ter oposição, esse negócio de não ter oposição é ridículo. Mas o Mário tem grandes chances de ganhar e vou trabalhar por isso - completou Andrés, cutucando a situação do rival São Paulo, em que Juvenal Juvêncio será candidato ao terceiro mandato nas eleições tricolores, em abril de 2012.

Como revelou a Coluna De Prima na última sexta-feira, o grupo de situação estará rachado. Isto porque André Negão também lançará sua chapa. Ele e Gobbi não se bicam, e ele sempre teve o desejo de suceder Andrés, que é presidente do clube desde outubro de 2007.

Andrés comentou sobre o "ciúmes" que a indicação de Gobbi para ser candidato poderia causar em seu grupo.

- Esse é o grande problema dos clubes de futebol no Brasil. Tem dez, doze cargos para dar, e não 78. Quem fica fora, fica chateado, triste e às vezes trabalha contra o clube. Atacar não quer dizer nada, você não estará atacando o Andrés, mas sim o clube. Isso não acontece só no Corinthians, mas em todos os clubes de futebol. No Corinthians (pelo estatuto) não tem mais reeleição (o mandato é de três anos). Nos próximos dez anos vamos ter três presidentes. Todos terão chances - afirmou Sanchez.