LEALDADE HUMILDADE PROCEDIMENTO

Minha foto
São Paulo, Mooca - SP, Brazil
Rodrigo Freitas - rodrigo_adefreitas@hotmail.com

sábado, 31 de outubro de 2009

Corinthians e Flamengo: clássico em 3D

Corinthians e Flamengo, dia 29 de novembro, pelo Brasileirão, no Pacaembu e nas telas de cinema. É o que aguardam ansiosamente os clubes das negociações entre a Rede Globo e a joint venture americana Aruna - associação de empresas não definitiva para explorar determinados negócios.
A ideia do megaevento surgiu em conversas do vice-presidente do Flamengo Delair Dumbrosck com representantes da associação de empresas de Los Angeles (EUA). O dirigente, em busca de receitas para sua possível nova gestão no clube, ficou deslumbrado com a qualidade da transmissão de partidas internacionais em uma feira de TV em Amsterdã (HOL).
A Aruna, composta pela Fox, Lumiere e Viacom, entre outras, tem capital estimado em US$ 150 milhões (R$ 260 milhões). E experiência na veiculação de jogos de futebol americano e basquete em cinemas com qualidade 3D.
- A primeira transmissão aqui será experimental, mas magnífica – disse Delair Dumbrosck
Como a Globo detém os direitos de transmissão dos jogos do Campeonato Brasileiro, Flamengo e Corinthians apenas apresentaram as partes. E depois de uma reunião na última segunda-feira, no Rio, todos saíram animados.
- A Globo terá um novo espaço para os anunciantes. E a empresa quer testar a aceitação da tecnologia no Brasil, também com vistas às próximas Copas do Mundo - diz o diretor de marketing do Rubro-Negro, Ricardo Hinrichsen.
Os principais diretores da Aruna e o diretor da Globo Esportes, Marcelo Campos Pinto, não retornaram às ligações do LANCENET!.
O Flamengo já projeta até montar a transmissão do jogo contra o Corinthians em um telão para mais de dez mil torcedores na sua sede na Gávea. E a diretoria do Corinthians dá como certo o acordo.
- A assinatura do contrato deve sair logo - afirma o diretor de marketing do Alvinegro paulista, Luis Paulo Rosenberg.
Apesar da empolgação, falta a Globo se acertar com a Aruna e com uma rede de salas de cinema 3D no Rio e em São Paulo.

quinta-feira, 29 de outubro de 2009

Valeu por você EXISTIR AMIGO (IRMÃO)

Meu amigoAmigo, hoje a minha inspiração
Se ligou em você
E em forma de sambaMandou lhe dizer
Tâo outro argumento
Qual nesse nomento
Me faz penetrar
Por toda nossa amizade
Esclarescendo a verdade
Sem medo de agir
Em nossa intimidade
Você vai me ouvir

Foi bem cedo na vida que eu procurei
Encontrar novos rumos num mundo melhor
Com você fique certo que jamais falhei
Pois ganhei muita força tornando maior
A amizade...Nem mesmo a força do tempo irá destruir
Somos verdade...Nem mesmo este samba de amor pode nos resumir
Quero chorar o seu choro
Quero sorrir seu sorriso
Valeu por você existir amigo
Quero chorar o seu choro
Quero sorrir seu sorriso
Valeu por você existir amigo

QUE DEUS ABENÇÕE A NOSSA PARCERIA IRMÃO

Vitória 0x1 Corinthians


Em uma noite sem muita inspiração, o Corinthians venceu o Vitória por 1 a 0, no Barradão, pela 32ª rodada do Brasileirão, e pôs fim ao jejum de triunfos fora do Pacaembu.
A última vez que havia saído de campo vitorioso fora de casa havia sido no dia 19 de agosto, quando bateu o Internacional no Beira-Rio, pela primeira rodada do returno.
O argentino Defederico, o melhor em campo pelo Timão, foi quem garantiu a vitória para os comandados de Mano Menezes.
Com o triunfo, o Corinthians sobe para a nona colocação, com 45 pontos. O Rubro-negro permanece com 44 e cai para a décima posição.
A partida era na capital baiana, conhecida por seu clima quente. Entretando, o início do jogo foi bastante morno, sem muitas emoções. Após rápida jogada pela esquerda, logo depois do apito inicial, a bola sobrou para Defederico na marca do pênalti. O substituto de Dentinho, que ficou fora com dores na coxa direita, chutou de direita, desequilibrado, por cima do gol.
Com um gramado ruim, era difícil tocar com qualidade no Barradão. A bola mais quicava do que rolava no estádio rubro-negro. Aos 9 minutos, em uma das raras jogadas ensaiadas, Ronaldo cobrou falta rasteira para Chicão, que invadiu a área, fintou Viáfara. A bola correu demais e o zagueiro chutou fora, mesmo com o gol livre.
Passado o susto, o Leão equilibrou o confronto com lances individuais de Gláucio, que formou dupla de ataque com Fernandão. Roger, artilheiro da equipe no campeonato, com 13 gols, ficou no banco de reservas. Foi da dupla titular que surgiu a bola na trave de Felipe. Gláucio cruzou da direita e o camisa 9 cabeceou na trave direita de Felipe.
A única vez no primeiro tempo que um goleiro pegou na bola foi aos 39 minutos. Ramon bateu escanteio da direita e Wallace completou, de cabeça. Felipe se esticou e afastou o perigo.
Na segunda etapa, o ritmo de jogo de decaiu muito. O único lance de perigo foi o do gol de Defederico, o primeiro desde que ele chegou ao Parque São Jorge, no fim de agosto. Aos 21 minutos, Jucilei deu belo passe para o camisa 10, que tocou com categoria na saída de Viáfara.
Neto Berola ainda fez para o Vitória, mas como o atacante baiano estava em impedimento, o gol foi bem anulado.
No próximo domingo, o Timão enfrenta o Palmeiras em Presidente Prudente. Já o Vitória vai a Curitiba enfrentar o Coxa.
FICHA TÉCNICA:VITÓRIA 0 X 1 CORINTHIANS
Estádio: Barradão, Salvador (BA)Data/hora: 28/10/2009 - 21h50 (de Brasília)Árbitro: Márcio Chagas da Silva (RS)Auxiliares: José Antônio Chaves Franco (RS) e Marielson Alves Silva (BA)Cartões amarelos: Nino Paraíba, Fábio Ferreira, Uelliton e Neto Berola (VIT); Edu, Elias, Defederico e Boquita (COR)GOL: Defederico (21'/2ºT)
VITÓRIA: Viáfara; Nino Paraíba, Wallace, Fábio Ferreira e Robson (Anderson Martins, 9'/2ºT); Vanderson, Uelliton, Ramon e Elkeson (Neto Berola, 16'/2ºT); Gláucio e Leandrão (Roger, 22'/2ºT). Técnico: Vágner Mancini.
CORINTHIANS: Felipe; Alessandro, Chicão, William e Marcelo Oliveira (Balbuena, 30'/1ºT); Jucilei, Edu (Boquita, 12/2ºT) e Elias; Defederico (34'/2ºT), Ronaldo e Jorge Henrique. Técnico: Mano Menezes.

segunda-feira, 26 de outubro de 2009

Corinthians 0x1 Cruzeiro


Mesmo com um a menos durante boa parte do segundo tempo, o Cruzeiro venceu o Corinthians por 1 a 0, neste domingo, no Pacaembu, pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro. A Raposa, agora, está a quatro pontos do G4, na sexta colocação. O Timão é o 11º.
PRIMEIRO TEMPO
As duas equipes fizeram uma primeira etapa bem equilibrada. Logo no primeiro minuto, Ronaldo recebeu passe na entrada da área, fintou dois cruzeirenses e tentou a batida. Caçapa impediu o arremate e a bola foi para escanteio. Os dois times seguiram se estudando e o jogo ficou preso no meio-de-campo. Aos oito, Ronaldo recebeu cruzamento de Edu e empurrou para as redes, mas o árbitro anulou alegando impedimento. O camisa 9 seguiu incomodando, dessa vez em uma cobrança de falta. Ele chutou com força, mas Fábio, bem posicionado, encaixou firmemente.
O Cruzeiro começou a se encontrar no jogo e encaixar melhores jogadas no meio-de-campo. Aos 16, Guerrón recebeu na direita e bateu cruzado. Felipe defendeu em dois tempos. Aos 26, Fabrício cabeceou um cruzamento de Thiago Ribeiro e o goleiro corintiano segurou sem grandes problemas. A partida seguiu equilibrada, com as duas equipes arriscando lances esporádicos. Diego Renan avançou pela esquerda e encheu o pé da intermediária. Novamente Felipe fez a defesa
A Raposa abriu o marcador após grande jogada coletiva. O time trabalhou com muita paciência até Fabrício receber na direita e cruzar rasteiro para Gilberto completar de canhota. Bela trama e placar aberto no Pacaembu!
SEGUNDO TEMPO
O técnico Adilson Batista modificou o Cruzeiro, promovendo a entrada de Fernandinho no lugar de Guerrón, enquanto Mano Menezes apostou na formação inicial para tentar inverter o resultado. O Corinthians buscou o ataque e tentou o empate aos quatro minutos. Edu cobrou falta, Jucilei desviou, mas a bola saiu pela linha de fundo.
Aos dez minutos, o Timão chegou novamente. Dentinho lançou para Ronaldo, que escorou de cabeça para Jorge Henrique. O atacante deu o peixinho, finalizou bem, mas Fábio fez uma defesa espetacular. O comandante corintiano resolveu mexer, sacando Dentinho para a entrada de Defederico, e Edu para Boquita. O Cruzeiro controlou a partida com tranquilidade e não sofreu riscos após os dez minutos da segunda etapa.
Aos 25, Defederico recebeu passe na entrada da área e chutou. A tentativa foi travada. Aos 28 minutos, Chicão fez falta dura em Diego Renan e na sequência Elias entrou com força em Fernandinho. Marquinhos Paraná tomou as dores, empurou o camisa 7 corintiano e o tempo fechou. Fernandinho foi quem acabou expulso e deixou o Cruzeiro com um a menos. O Corinthians bem que tentou, mas não conseguiu empatar.
CORINTHIANS 0 X 1 CRUZEIRO
DATA/HORA: 25/10/09 às 18h30LOCAL: Pacaembu, em São Paulo (SP)ÁRBITRO: Péricles Bassols Cortez (RJ) AUXILIARES: Hilton Moutinho (RJ) e Ricardo Almeida (RJ)GOL: Gilberto, 40'/1ºT (0-1)CARTÕES AMARELOS: Edu, Felipe e Elias (COR); Gil e Fabrício (CRU)CARTÃO VERMELHO: Fernandinho (30'/2ºT)
CORINTHIANS: Felipe; Alessandro, William, Chicão e Marcelo Oliveira; Jucilei(Edno, 37/2ºT), Elias e Edu(Boquita, 19/2ºT); Jorge Henrique, Ronaldo e Dentinho (Defederico, 12/2ºT). Técnico: Mano Menezes
CRUZEIRO: Fábio; Jonathan, Cláudio Caçapa, Gil e Diego Renan(Elicarlos, 36/2ºT); Henrique, Fabrício, Marquinhos Paraná e Gilberto(Leandro Lima, 22/2ºT); Guerrón (Fernandinho, intervalo) e Thiago Ribeiro. Técnico: Adilson Batista

quinta-feira, 22 de outubro de 2009

Adolescente de 14 anos dá à luz trigêmeos no Paraná



Uma adolescente de 14 anos deu à luz trigêmeas no Hospital Ministro Costa Cavalcanti, em Foz do Iguaçu (PR), nesta terça-feira (20). A mãe foi submetida a uma cesariana no sétimo mês de gestação. Os bebês nasceram com 1,220 kg, 990 gramas e 1,045 kg. Por serem prematuras, as crianças estão na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) neonatal, mas todas passam bem.

Segundo informações da maternidade, Melissa, Micaela e Mirela devem ficar internadas até completar pelo menos dois quilos cada uma. A descoberta da gravidez tripla ocorreu apenas no quarto mês de gestação.

“Fiquei tranquila, mas quem ficou chocada foi minha mãe”, contou a adolescente. A avó das trigêmeas tem 28 anos e também engravidou aos 14 anos. A bisavó tem 47 anos e a tataravó tem 72 anos de idade.
O pai das crianças tem 16 anos e deve voltar de uma viagem para registrar as filhas. A família precisa da ajuda para o enxoval dos bebês e pede, principalmente, a doação de fraldas descartáveis.


Minas Gerais
Uma família de lavradores festejou o nascimento de quadrigêmeos em Belo Horizonte na segunda-feira (12), que coincidiu com o Dia das Crianças. O casal, que já tem cinco filhos, mora na zona rural de Piranga (MG).
Quem deu à luz os bebês foi uma mulher de 34 anos. Os três meninos e a menina nasceram com 33 semanas. A mãe das crianças ficou sabendo que teria quatro filhos quando estava no terceiro mês da gravidez. Segundo o hospital, ela não fez nenhum tipo de tratamento de fertilidade.

O casal de lavradores mora em uma casa sem luz e sem água encanada.

Acidente com 15 veículos deixa 20 feridos em Belo Horizonte


Cerca de 20 pessoas ficaram feridas após um caminhão ter atingido quatro ônibus e dez carros na Avenida Senhora do Carmo, uma das mais movimentadas de Belo Horizonte, localizada na região centro-sul da capital mineira.
Segundo informações preliminares do Corpo de Bombeiros, o acidente ocorreu no final da tarde desta quinta-feira (22), quando um caminhão carregado de argamassa perdeu os freios no trajeto bairro-centro, que é uma descida. Ainda de acordo com a corporação, pedestres também foram atropelados.Alguns feridos receberam os primeiros socorros ainda no local e posteriormente encaminhados para o Pronto-Socorro João 23, ao Hospital Odilon Behrens e às UPAs (Unidade de Pronto Atendimento) Centro-Sul e Leste. Doze pessoas foram levadas para o João 23 e, segundo a Fundação Hospitalar de Minas Gerais, o estado de saúde delas não é grave.De acordo com a BHTrans (empresa que gerencia e fiscaliza o tráfego na capital), o trânsito foi interrompido para a prestação do socorro e o congestionamento na região é grande.Conforme o diretor de operação da empresa, Edson Amorim de Paula, agentes da Polícia Civil estão no local fazendo a perícia preliminar do acidente e a via deverá ser liberada ainda nesta noite.

Quintessencia / Skema Novo / Simpatia Jr


Grupo Quntessencia / Simpatia Jr - Virou samba ao vivo / Skema Novo - Segredo ao vivo

...São os 3 grupo ke acabei descobrindo essa semana...Brunão confere e depois me fala o ke vc achou!!!

Ralf chega para ocupar o lugar de Cristian?

Para a disputa da Libertadores de 2010, ao menos um novo volante deve chegar ao Parque São Jorge. Ralf, volante do Barueri, já está com um acordo selado para integrar a equipe no centenário do Timão.
Ralf chega com a missão de conquistar um espaço na equipe e ganhar a confiança da Fiel. Há algum tempo, a torcida corintiana não se identificava tanto com um volante como aconteceu com Cristian e, desde de sua saída, o time se viu sem um "cão de guarda" para proteger a defesa.
Marcelo Mattos, que chegou para assumir esse papel, ainda não mostrou a que veio. Até o momento, o mais próximo que o volante conseguiu chegar de Cristian foi usar o mesmo número na camisa.
Tamanha identificação também percorreu o caminho inverso. Cristian, hoje jogando na Turquia, revelou com exclusividade ao LANCENET! que não perde uma partida de seu ex-clube.
- Dentro de campo, temos outra visão. Não corneto, não falo mal de ninguém, só torço mesmo. Se precisar xingar, lógico que vou xingar. Torço muito por eles, vibro muito. Parece que estou jogando. Eu e minha filha, que adora o Corinthians. É o carinho que ainda tenho pelo clube. Fico sofrendo. Torcedor do Corinthians é tudo sofrimento. Eu fico sofrendo - declarou o "torcedor" Cristian.
Para tentar ocupar o lugar do agora jogador do Fenerbahçe (TUR), Ralf se baseia em sua trajetória no futebol. Mesmo com algumas diferenças, a carreira dos dois começou no interior paulista.
Apesar de ter vindo do Flamengo para o Corinthians, Cristian despontou mesmo para o futebol em um clube do interior de São Paulo, o Paulista de Jundiaí, assim como Ralf, que está se destacando no Barueri.
A diferença é que com apenas um ano a mais que Cristian, que foi formado no Paulista, Ralf já rodou por diversos clubes de menor expressão antes de ser notado a nível nacional.
Será que finalmente o Corinthians encontrou um substituto para Cristian?
Compare as carreiras de Ralf e Cristian:

RALF DE SOUZA TELES
Data de nascimento: 9/6/1984 - em São Paulo-SPAltura e peso: 1,80m e 73kgPosição: VolanteClubes: Taboão da Serra-SP (2004), Imperatriz-MA (2005-2006), XV de Jaú (2005-2006), Gama (2007), Noroeste (2008), Barueri (desde 2008)Títulos: Campeão Paulista série B 2004, Campeão Maranhense 2005

CRISTIAN MARK JUNIOR NASCIMENTO OLIVEIRA BARONI
Data de nascimento: 25/6/1983 - em Belo Horizonte [SP]Altura e peso: 1,83m e 82kgPosição: volanteClubes: Paulista (2000-05), Atlético-PR (2005-07), Flamengo (2007-08), Corinthians (2008-09), Fenerbahçe-TUR (desde 2009)Títulos: Copa Brasil (2005 e 2009), Estadual do Rio (2008), Série B do Brasileiro (2008) e Campeonato Paulista (2009)

terça-feira, 20 de outubro de 2009

'Fico em 2010 e encerro a carreira no Timão'

A maior expectativa do torcedor corintiano para o próximo ano é a disputa da Libertadores da América e para isso, o time vai contar com o astro Ronaldo. Na manhã desta terça-feira, o Fenômeno garantiu sua presença na equipe.
- O fico eu já dei. Agora só estamos acertando detalhes do contrato - garantiu o camisa 9.
- Ainda não tinha o contrato (até fim de 2010). Estamos conversando para acertar isso, negociando ainda. Começou nessa semana essa conversa - completou.
O Fenômeno foi ainda mais além e revelou que a paixão que tinha pelo Flamengo está esquecida. Quando pendurar as chuteiras, Ronaldo ainda será jogador do Corinthians.
- O amor que eu sempre tive pelo Flamengo está de lado. Sou corintiano. vou encerrar minha carreira aqui. Esse sonho acabou - sacramentou.
O Corinthians pretende aproveitar toda a importância que Ronaldo representa para o futebol mundial e não só dentro de campo. O atacante irá promover o nome do clube também longe dos gramados.
- Sou eterno parceiro do Corinthians, não tem como mudar. Essa história vai ficar por muitos anos. Vou ficar, não jogando sempre, mas como embaixador, não sei como vão fazer ainda - completou.
Atualmente, o Fenômeno tem participação nos contratos publicitários das mangas da camisa, do meião e do calção do Corinthians. A diretoria já estuda um aumento nos rendimentos de Ronaldo para 2010.

Corinthians interessado em Farías, diz agente


Timão tenta empréstimo de atacante argentino do Porto (POR) para a Copa Libertadores de 2010
O atacante argentino Ernesto Farías, de 29 anos, do Porto (POR), é o novo alvo do Corinthians para a Libertadores do próximo ano.
Dias atrás, o presidente Andrés Sanchez entrou em contato com seu empresário, Miguel Pires, para viabilizar a contratação por empréstimo a partir de janeiro.
– O Corinthians quer Farías. Andrés me mandou uma mensagem e eu retornei. Fiquei de lhe dar uma resposta em 20, 25 dias no máximo – afirma Pires, que também é agente de Verón, meia do Estudiantes de La Plata (ARG), um dos sonhos do Timão desde o ano passado.
Por meio da assessoria de imprensa do clube, Andrés afirmou que não conhece Miguel Pires. Pires trabalha com o agente argentino Fernando Hidalgo, o H do Grupo HAZ, que também conta com Gustavo Arribas e Pini Zahavi, empresários que fizeram vários negócios com o Corinthians na era MSI.
O Timão, segundo o agente de Farías, não é o primeiro a ser cogitado como futuro clube do atacante. Em agosto deste ano, Pires tentou colocá-lo no Estudiantes (ARG) por empréstimo. Em janeiro, Olympiakos (GRE) e Vélez Sarsfield (ARG) sondaram o Porto, mas os portugueses pediram cinco milhões de euros (cerca de R$ 13 milhões), um milhão a mais do que pagou para o River em 2007.
Farías, que tem contrato até 2011, está insatisfeito porque ainda não conseguiu se firmar em Portugal. Hoje, ele é reserva do brasileiro Hulk e do colombiano Falcao García.
A procura da diretoria evidencia a preocupação da comissão técnica com a falta de um substituto à altura para Ronaldo. Souza, contratado do Panathinaikos (GRE), em janeiro, por 1,5 milhão de euros (cerca de R$ 4,8 milhões na época) não tem agradado. Outros centroavantes, como Bill e Henrique, tampouco vingaram e devem ser emprestados em 2010.
Como o LANCENET! revelou em julho, uma lista de jogadores sul-americanos havia sido apresentada ao técnico Mano Menezes. De lá para cá, o clube contratou o lateral paraguaio Balbuena e o meia argentino Matías Defederico. Riquelme, do Boca Juniors (ARG), segue sendo o principal sonho para a Libertadores-2010 – a negociação está sendo tocada pelo DIS, braço esportivo do Grupo Sonda.
LANCENET!: O Corinthians voltou a procurá-lo para ter Verón em 2010?
Miguel Pires: Não, ele tem contrato com o Estudiantes (de La Plata) até junho. E vai disputar o Mundial da Fifa e a próxima Copa Libertadores pelo Estudiantes. No Brasil, ele não vai jogar.
LNET!: Então, eles nem chegaram a lhe procurar recentemente?
MP: Sim, mas por Ernesto Farías, atacante que está no Porto. O Corinthians quer Farías...
LNET!: Quem entrou em contato? E quando isso aconteceu?
MP: Faz alguns poucos dias. Andrés Sanchez (presidente do Corinthians) me mandou uma mensagem e eu liguei de volta. Eles o querem por empréstimo. Eu fiquei de dar uma resposta em 20, 25 dias no máximo. Ainda não há uma definição.
LNET!: Mas existe a possibilidade de o Porto liberá-lo por empréstimo? Esse é o desejo de Farías?
MP: Ele tem contrato por mais dois anos, mas viria por empréstimo. Ele está na reserva. Ele queria ser aproveitado e ficar, mas é uma possibilidade.
LNET!: Quando é possível ter um desfecho desta negociação?
MP: Estou em Paris (França) a negócios. Ainda vou voltar para Buenos Aires (Argentina) e, então, teremos a decisão com Farías, Sanchez e os representantes de seu clube, o Porto.

domingo, 18 de outubro de 2009

Sport 2x0 Corinthians...Ex-corintianos garantem vitória do Sport sobre o Timão

Na Ilha do Retiro, Arce e Wilson fizeram os gols da vitória de 2 a 0 do Leão. Corinthians foi apático

Corinthians perdeu para o Sport por 2 a 0 neste domingo, na Ilha do Retiro. Sem Ronaldo e sem inspiração, o Timão viu dois velhos conhecidos decidirem a partida. O boliviano Arce e o atacante Wilson fizeram os gols do Sport.
Mesmo com a vitória, o Leão permanece na penúltima colocação, mas ganha fôlego para fugir do fantasma da Série B. O Corinthians permanece no meio da tabela, com 42 pontos.
Sem pretensões no Campeonato, o Corinthians foi sonolento durante todo o primeiro tempo. Com a ausência de Ronaldo, Edno tentou ser a referência no ataque, mas sem sucesso. O camisa 41 perdeu a única chance do Corinthians no primeiro tempo.
Desesperado para fugir do rebaixamento e com o apoio de sua torcida, o Sport queria pressionar, mas a maioria das jogadas de ataque terminava em impedimento. Até que aos 36 minutos, Arce recebeu lançamento de Dutra, entortou William e bateu forte para marcar.
Para o segundo tempo, Mano Menezes trocou o esquema tático do Corinthians. O 4-4-2 deu lugar ao 3-5-2. Henrique entrou no ataque e Jorge Henrique ficou na ala esquerda.
O Corinthians passou a criar mais oportunidades, ao mesmo tempo que deixava espaços para o Sport. Na melhor chance do Timão, Dentinho perdeu na cara de Magrão. Se o ex-corintiano Arce havia marcado o primeiro, Wilson, revelado pelo Corinthians, também queria deixar o dele.
E, aos 22, o atacante do Leão balançou as redes. Ele recebeu pela direita, deixou Balbuena para trás e bateu cruzado. Felipe esperava um cruzamento, mas a bola foi direta para o gol.
As duas equipes voltam a campo no próximo domingo, às 18h30 (de Brasília). Enquanto o Corinthians recebe o Cruzeiro no Pacaembu, o Sport vai até a Ressacada enfrentar o Avaí.

FICHA TÉCNICA:SPORT 2 X 0 CORINTHIANS
Estádio: Ilha do Retiro, Rio de Janeiro (RJ)Data/hora: 18/10/2009 - 16h (de Brasília)Árbitro: Francisco Carlos Nascimento (AL)Auxiliares: Otavio de Araujo Neto (AL) e Pedro Santos de Araujo (AL)Renda/público: R$ 130.865,00/ 21.143 pag.Cartões amarelos: Andrade, Luciano Henrique, Moacir (SPT); Marcelo Oliveira, William (COR)GOLS: Arce, 36'/1ºT (1-0); Wilson, 22'/2ºT (2-0)

SPORT: Magrão, Moacir, César, Durval e Dutra; Hamilton, Andrade, Fabiano (Zé Antonio, 41'/2ºT) e Luciano Henrique; Wilson (Vandinho, 44'/2ºT) e Arce (Fininho, 37'/2ºT). Técnico: Péricles Chamusca.

CORINTHIANS: Felipe, Balbuena, Chicão, William e Marcelo Oliveira (Henrique, Intervalo); Marcelo Mattos (Jádson, 43'/2ºT), Jucilei e Elias; Edno (Defederico, 21'/2ºT), Jorge Henrique e Dentinho. Técnico: Mano Menezes.

Comando da PM diz que mais inocentes podem ter morrido em confrontos no Rio

O comandante da Polícia Militar do Rio, coronel Mário Sérgio Duarte, reconheceu neste domingo que pode haver mais inocentes entre as 12 vítimas do confronto, no Morro dos Macacos, zona norte, no sábado (17), quando a PM combateu uma disputa entre traficantes rivais. Segundo ele, algumas vítimas podem ter sido classificadas equivocadamente como criminosas.
Ontem, a cúpula da Segurança Pública divulgou que a operação da PM no morro terminou com dois militares mortos e seis feridos, dez criminosos mortos, além de três moradores feridos. No entanto, contestado por famílias de vítimas, Mário Sérgio Duarte explicou que os números são preliminares e serão confirmados no decorrer das investigações.
"Essas coisas são esclarecidas com tempo. Num primeiro momento, vamos coletando as informações possíveis. Precisamos agora verificar a identidade de cada um. Sabendo da identidade, do local de onde partiram, onde residem e suas atividades normais do dia a dia é que vamos saber [se estavam envolvidos com o tráfico]", afirmou.
De acordo com o comandante, as informações foram divulgadas à imprensa para dar mais transparência ao trabalho da PM. "A particularização da informação de cada um [vítima] só vem com o tempo à medida que as investigações avançam. As informações eram iniciais, mas não podíamos sonegá-las, passamos à imprensa", afirmou ele, em relação à entrevista coletiva da cúpula da Segurança Pública, realizada ontem.
Neste domingo, o secretário de Segurança Pública do Rio, José Mariano Beltrame, também informou que a invasão ao morro dos Macacos (zona norte) por traficantes rivais, na madrugada de ontem, aconteceu a pé e de forma gradual. A invasão provocou confrontos que provocaram a queda de um helicóptero da PM, após ser atingido por tiros; a aeronave explodiu após um pouso forçado.
O secretário já tinha informados que a polícia havia sido informada previamente sobre a possível invasão, mas destacou a dificuldade em impedir invasões do local devido a grande quantidade de acessos que possui o morro. Desde os confrontos, mais de 3.000 policiais militares e civis reforçam a segurança na região.
Hoje, policiais do Bope ocuparam ainda a favela do Jacarezinho nas buscas pelos envolvidos no confronto no morro dos Macacos. Duas pessoas morreram no tiroteio com a polícia. Foram apreendidas duas pistolas e 300 kg de maconha. Quatro homens que estavam em um carro roubado foram detidos na avenida Marechal Rondon.
A PM também faz uma operação no morro São João, atrás de traficantes que teriam morrido no confronto de ontem (17). De acordo com a PM, o Serviço de Inteligência da Polícia recebeu informações de moradores que haviam corpos de supostos traficantes no morro.

sexta-feira, 16 de outubro de 2009

Patrocínio único no Timão muda para Ronaldo


Não está descartada a possibilidade de a camisa ter patrocínio único em 2010. Isso, claro, se a empresa pagar os R$ 50 milhões pretendidos pela diretoria ou valor próximo.
Caso isso aconteça, o contrato de Ronaldo com o Timão será alterado. Neste ano, o acordo prevê repasse de 80% ao craque dos valores pagos pela manga (Bozzano, do Grupo Hypermarcas) e pelo calção (Banco Pan-Americano, do Grupo Silvio Santos) – o craque recebe R$ 700 mil por mês.
Certo mesmo é que Ronaldo receberá aumento, com ou sem patrocínio único em 2010. Hoje, o rendimento total gira em torno de R$ 1,1 milhão.

Rosenberg: 'Se eu for até lá, trago o Riquelme'

O diretor de marketing do Corinthians, Luís Paulo Rosenberg, está cada vez mais forte no Parque São Jorge. Antes desconhecido pelo torcedor comum, ele virou referência no clube. Basta acompanhá-lo por alguns minutos no Pacaembu para confirmar o apelo com o público.
E sua participação não se limita ao marketing. Neste ano, participou da montagem do grupo. Foi fundamental na contratação de Jucilei, Defederico e, claro, Ronaldo.
– Participei das negociações dos melhores jogadores – brinca.
Rosenberg, agora, mira o quarto: Riquelme, do Boca Juniors.


RIQUELME EM 2010
Quando chega o momento de negociar, fica complicado. Mas eles não me perguntaram sobre Riquelme, não. Tento não me envolver. De Edno, por exemplo, eu soube por vocês (jornalistas). O fato é que eu participei das negociações dos melhores jogadores (risos). A gente conseguiu criar riqueza, renda daqui e dali, da Nike. Fazer rolo com dinheiro é um jeito de baratear. Eu rezo toda a noite para (o Corinthians) contratar o Riquelme. E, se eu for para lá, eu trago esse argentino de qualquer jeito.


RONALDO E O CORINTHIANS
Ele não tem contrato de trabalho com o Corinthians, tem uma parceria. A parceria foi bem neste ano? Vocês sabem que sim. Não tenho de assinar nada com ele. Temos contrato até o fim de 2010. Eu tenho a possibilidade de encerrar (o contrato) ao término de um ano. Isso é esposa, falaremos das namoradas e amantes.
A torcida pode ter certeza de que ele vai ficar para sempre. Ele vai ser nosso embaixador, nosso diretor, até presidente do Corinthians. Ele é um belo sucessor do sucessor do Andrés. É um belo presidente para elegermos. É um caso de paixão mútua e, sei lá, lá pra frente, daqui a uns dez ou 15 anos, talvez a gente tenha um problema para encaixar onde fica Mano, onde fica ele, onde fica William, mas é parceria para sempre.
Sei que demorou muito para desmanchar aquela impressão de que a vinda do Ronaldo era só marketing. Se eu tivesse um vídeo em janeiro de Ronaldo, do que seria a carreira dele em 2009, seria um estrondo. Até aquele gol do Palmeiras... Naquela hora, caiu a ficha sobre ele.
Ele não vai sair mais do Parque São Jorge. As dúvidas dos parceiros são se, em 2011, ele vai querer jogar ou não. Se ele vai querer ter uma participação no departamento de futebol profissional ou vai querer fazer parte da internacionalização do Corinthians quando parar. Ele vai ser o braço social do nosso clube? Ele vai conduzir o Corinthians em causas como ecologia ou combate à pobreza? São todas bandeiras importantes para nós. E o queremos também nestes projetos.


LIBERTADORES-2010
Eu acho que é uma obsessão, sim. O marketing é obsessão? Eu não sou muito útil. Esperar de mim declaração ponderada não dá. Estou sendo consumido pela chama da Libertadores. Será muito duro!Nota da redação: Após a Copa do Brasil, o presidente Andrés Sanchez pediu para a torcida não transformar a Libertadores em obsessão.


PACAEMBU
Eu transmiti a eles (da prefeitura de São Paulo) a sensação de urgência do Corinthians e estou tendo uma resposta fantástica. Eles estão se movimentando. É uma situação complicada. O mesmo carinho que nós, corintianos, temos pelo Pacaembu o resto da cidade tem. Quando o pretendente pede a mão da noiva em casamento, a família sabe que um dia eles vão se casar, mas quer ter certeza de qual será o futuro da menina. Estamos nesta fase. Uma coisa é entregar o Pacaembu com a reforma que o Corinthians pode fazer aprovada. Outra é a prefeitura dizer como quer o estádio e saber quanto temos para pagar. Para nós, tabu é compartilhar a receita e não emprestar a propriedade. Então, a receita do camarote é minha, a da propaganda é minha. Disso eu não abro mão.

No centenário, R$ 50 milhões em patrocínio

A busca pelos patrocinadores do Corinthians em 2010, ano do centenário, já começou no Parque São Jorge. Os responsáveis pelo departamento de marketing do clube definiram o valor a ser alcançado e já fizeram proposta à empresa Brasil Foods pela manutenção da marca Batavo no espaço nobre.
Na cabeça do presidente Andrés Sanchez e do diretor de marketing Luís Paulo Rosenberg, a cifra compatível com a temporada que vai comemorar os cem anos do clube, incluindo a volta à Copa Libertadores, é de R$ 50 milhões.
– Já temos um conceito fixado. Mas, se eu falar, o valor passará a ser o máximo. Eu não quero isso (risos) – disse Rosenberg, durante lançamento de mais uma franquia das lojas oficiais do Corinthians.
O valor é cerca de 50% superior ao montante conseguido pelo clube neste ano. Os parceiros atuais são a Brasil Foods e os Grupos Silvio Santos (Banco PanAmericano e Baú) e Hypermarcas (Bozzano), além dos patrocínios de oportunidades no início de 2009, como Locaweb, Ford, Vivo, Visa, Panasonic e Lupo – ao todo R$ 33 milhões.
O sonho dos R$ 50 milhões pode ser alcançado de duas maneiras: com a soma de diversas marcas estampadas na camisa, como ocorre atualmente, ou com patrocínio único – hipótese na qual Rosenberg não acredita.
Independentemente do surgimento de novos interessados, a prioridade do clube é manter os parceiros. Tanto que, recentemente, integrantes do marketing do Timão almoçaram com os executivos da Brasil Foods. O LANCENET! apurou que a proposta corintiana pela permanência da Batavo no espaço nobre foi de R$ 27 milhões – R$ 9 milhões a mais do que o acordo deste ano.
– O que posso dizer é que todos nossos patrocinadores são empresas maravilhosas. O Corinthians está felicíssimo com todos eles. Se todo mundo concordar em renovar, não teremos o que discutir, estará tudo acertado – afirmou Rosenberg.
O LNET! apurou ainda que o valor proposto pelo Timão assustou os executivos da Brasil Foods. A empresa fala em R$ 20 milhões.

Timão será cabeça de chave na Liberta 2010

O Corinthians será um dos oito cabeças-de-chave da Libertadores de 2010. A informação foi passada pela Confederação Sul-Americana de Futebol ao presidente corintiano, Andrés Sanchez, em recente visita à sede da entidade, em Assunção (PAR).
A decisão parece ser apenas formalidade e sem importância, já que por tradição brasileiros e argentinos são escolhidos para chefiar seus respectivos grupos. Mas não é assim. Prova disso é a situação amargada pelos dirigentes do Sport neste ano.
Campeões da Copa do Brasil, assim como o Timão, os pernambucanos tinham certeza de que seriam cabeças-de-chave. Mas não foram. Com o privilégio da Conmebol à campeã LDU, o Sport teve de figurar no grupo dos equatorianos. Para piorar, teve a companhia do Palmeiras, um dos classificados da primeira fase.
– É muito provável que o Corinthians seja, sim. Mas a confirmação será no próximo mês de novembro (dia 27), no sorteio – afirmou o diretor de comunicação da Conmebol, Nestor Benitez, ao LANCENET!.

Mexicanos convidados:Em 2010, a tendência é a de que a Libertadores seja ainda mais difícil. Tudo porque o Chivas e o San Luis, ambos mexicanos, entrarão no torneio nas oitavas-de-final. Foi a forma que a Conmebol encontrou para compensar a eliminação dos dois na edição deste ano por causa da pandemia de gripe suína, cujo foco principal foi no México.
A tendência é que se classifiquem na primeira fase os primeiros e os seis melhores segundos colocados de cada chave – os dois piores segundos serão eliminados.
Com Chiva e San Luis, já são 15 os garantidos em 2010.

Confira quem já está classificado para a Libertadores 2010:
Estudiantes (ARG)Vélez Sarsfield (ARG)Bolivar (BOL)CORINTHIANS (BRA)Universidad de Chile (CHI)Once Caldas (COL)Cerro Porteño (PAR)Nacional (URU)Cerro (URU)Racing (URU)Deportivo Italia (VEN)Caracas (VEN)Deportivo Táchira (VEN)Chivas (MEX)San Luis (MEX)

quarta-feira, 14 de outubro de 2009

Ronaldo: garantido em 2010





Diretor de marketing tem reunião com empresário do atacante e garante: 'Já pensamos em 2011'


A permanência de Ronaldo no Corinthians na próxima temporada já está acertada. A garantia foi de Luís Paulo Rosenberg, diretor de marketing do Timão, que se reuniu nesta quarta-feira por cerca de três horas com seu empresário, Fabiano Farah.
– A renovação dele (para 2010) não é notícia, não duvidem – afirmou Rosenberg na noite desta quarta-feira, em evento de inauguração da loja Poderoso Timão, no Shopping Ibirapuera.
A única questão aberta é em relação ao percentual da participação do Fenômeno no valor dos patrocinadores do ano que vem. Neste ano, ele faturou 80% do que foi arrecadado com os patrocínios de manga e calção. Mas o diretor garantiu que as conversas vão além: o pensamento de ambas as partes está em 2011.
– Para o próximo ano já está conversado. Não temos contrato de trabalho com Ronaldo, mas sim uma parceria. O que nós conversamos sobre 2011 é em relação a sua participação conosco, se vai querer continuar jogando, se quer virar embaixador do Corinthians pelo mundo, se quer participar de projeto sociais – disse.

Trabalhador morre ao cair de altura de 15 metros na Zona Sul de SP


Um homem morreu na manhã desta quarta-feira (14) após cair de uma altura de aproximadamente 15 metros enquanto trabalhava em uma obra no bairro do Campo Grande, Zona Sul de São Paulo. De acordo com o Corpo de Bombeiros, a vítima trabalhava no lado externo do prédio na Rua Galeno de Castro em um balancim (equipamento utilizado para suspender os operários para trabalhos externos), quando caiu por volta das 7h40.

Os bombeiros chegaram a ir até o local, mas não houve tempo para socorrer o trabalhador

segunda-feira, 12 de outubro de 2009

Rodovias que dão acesso a SP têm lentidão na volta do feriado

O movimento nas estradas que dão acesso a São Paulo é intenso no retorno do paulistano à capital depois do feriado prolongado de Nossa Senhora Aparecida. Há pontos de lentidão no sistema Achieta-Imigrantes, que liga o litoral à Grande São Paulo, no km 267 da rodovia Cônego Domênico Rangoni e também nas rodovias Régis Bittencourt, que liga a capital paulista a Curitiba, e Anhanguera, que liga o interior à capital. Porém, a situação mais crítica é a da rodovia Fernão Dias, que liga Belo Horizonte a São Paulo.
Às 19h30, na rodovia Fernão Dias, havia 45 km de lentidão por conta do tráfego intenso de veículos. De acordo com a concessionária que administra a rodovia, a lentidão se estendia entre os km 54 e 10, na região Mairiporã, Atibaia e Bragança Paulista.
No trecho mineiro também havia fluxo intenso de veículos no sentido Belo Horizonte da rodovia, entre os km 499 e 477, região de Betim, porém sem pontos de lentidão ou parada.
Na rodovia dos Imigrantes, às 19h30, havia lentidão entre os km 38 e 34. Já na via Anchieta, o movimento era intenso, mas sem pontos de parada.
Às 19h30, o motorista encontrava tráfego lento em toda a extensão da rodovia Cônego Dômenico Rangoni, entre os km 248 e 270, devido ao excesso de veículos. A rodovia Padre Manoel da Nóbrega também tinha tráfego lento entre os km 292 e 284.
Desde às 10h, o Sistema Achieta-Imigrantes opera no esquema 2x8. A descida da serra é feita somente pela pista sul da via Anchieta. Para a subida, o motorista utiliza a pista norte da rodovia dos Imigrantes e da via Anchieta e a pista sul da Imigrantes. Às 16h30, chovia em todo o sistema, segundo a concessionária Ecovias.
Desde a 0h de sexta-feira, dia 9, quando teve início a contagem do feriado, 294 mil veículos viajaram em direção à Baixada Santista. Desses, 199 mil já retornaram.
Na rodovia Anhanguera, que liga o interior à capital, o tráfego era lento, às 16h30, entre os km 64 e 57 e também entre os kms 26 e 24, sentido interior-capital, na altura de Jundiaí. Na Bandeirantes, cinco pontos apresentavam lentidão. Dois trechos em Jundiaí, um em Itupeva, outro em Campinas e mais um na chegada a São Paulo.
A rodovia presidente Castelo Branco tinha três pontos de lentidão às 16h. Dos km 15 ao 13, na chegada a São Paulo, dos km 35 ao 30, na região de Barueri, e dos km 68 ao 50, região de Mairiporã.
Às 19h, a Régis Bittencourt, que liga a capital paulista a Curitiba, tinha tráfego intenso e lento do km 376 ao km 368, antes da chegada à Serra do Cafezal, sentido São Paulo, do km 341 ao km 337, na Serra do Cafezal, e do km 304 ao km 299, antes da chegada à praça de pedágio de São Lourenço da Serra.
A rodovia presidente Dutra, que liga a capital paulista ao Rio de Janeiro, apresentava três pontos de lentidão no sentido São Paulo, entre Caçapava e a capital, todos por excesso de veículos.
O tráfego na rodovia Ayrton Senna, sentido São Paulo, tinha congestionamento entre os Km 40 e 24, devido ao excesso de veículos às 18h. No sentido Interior, o motorista não enfrentava lentidão.
Na rodovia Hélio Smidt, às 18h, o tráfego era intenso, mas sem pontos de parada. Já na rodovia Carvalho Pinto e na Ayrton Senna, sentido Interior, o fluxo era normal.

Rincón estreia com expulsão e derrota no Corinthians B



Jogando em casa, Joinville goleou o Timão por 5 a 2

A estreia de Rincón no comando do Corinthians B não poderia ser pior. Em um amistoso, o Timão foi goleado por 5 a 2 pelo Joinville, jogando fora de casa, neste domingo, e o treiandor foi expulso, por reclamação, ainda no primeiro tempo.
Silvio e Caju fizeram os gols dos alvinegros, e Lima, três vezes, Cris e Edinho, anotaram os tentos catarinenses.
Antes de assumir a equipe B do Parque São Jorge, no dia 21 de setembro, Rincón havia treinado o Iraty-PR, São Bento e São José.

6 anos de Pânico na RedeTV! Veja o que Bola e Polvilho falaram


No programa deste domingo, o Pânico comemorou 1 ano do quadro "Dicas com Marcos Chiesa", o Bola. E hoje, (28), a turma comemora 6 anos de Pânico na TV, aqui na RedeTV!Eduardo Sterblitch, mais conhecido como César Polvilho e Marcos Chiesa, falam sobre a carreira no Pânico e convivência:
RedeTVi: Como é comemorar 6 anos de programa com o primeiro lugar de audiência?
Polvilho: Não ligo muito para audiência, acho importante fazer um trabalho bem feito. Fizemos muita coisa legal que não deu audiência e outras que não foram tão boas e deram. Estou há 1 ano e meio no programa, as coisas acabaram acontecendo.
RedeTVi: Você, o Ceará e o Carioca são os mais imitadores do programa. Você acha que tem um perfil para isto?
Polvilho: Acabo quebrando um galho, como agora que o Ceará teve um problema no joelho. Acho que eu não imito nada, mas um personagem ou outro, acabo tendo certa facilidade de imitar. Mas é um humor de acordo com o que programa pede, com bom senso, não sei muito bem falar de mim, faço o que acho que é legal, que é uma coisa minha mesmo, faço o que eu acho engraçado.
RedeTVi: Nestes 6 anos o que o programa trouxe bom para você?
Bola: O programa trouxe tudo de bom, desde o comecinho, achamos que não íamos durar nem 6 meses, mas graças a Deus, chegamos aos 6 anos só com pessoal bacana, sensacional.
RedeTVi: Como é trabalhar ao lado de novos talentos, como Daniel Zuckerman e Eduardo Sterblitch?
Bola: É muito legal, pessoal talentoso, estou aprendendo muito com eles, sempre aprendendo mais. Espero que continuem muito tempo com a gente.
RedeTVi: Comemorar 1 ano do quadro "Dicas" e 6 anos se vingando do Bolinha, tem um sabor especial?
Bola: A hora dele chegou, se Deus quiser semana que vem ele vai tomar um pau da Claudinha (risos). Tô brincando, ele é um cara muito bacana quando não me bate, considero como irmão.
RedeTVi: Qual foi o pior machucado que você sofreu?
Bola: O pior foi ter quebrado uma costela. O resto é dor, queimadura, enfim, ferro quente.O dos Jogos Mortais, das agulhas, o que enfiou de agulha em mim também, não foi brincadeira.

Chile: 3º da américa do Sul á ir á Copa da África do SUl


Em La Paz corintiano invade campo e pede Ronaldo na Seleção

Um fato curioso marcou o início do segundo tempo de Bolívia x Brasil, neste domingo, em La Paz. O espanhol Albert Monte, invasor profissional de gramados de futebol em grandes eventos e torcedor do Corinthians, atacou novamente no Estádio Hernando Siles e, com um cartaz na mão, pediu a convocação de Ronaldo para a Seleção.
Monte seguiu em direção ao banco de reservas do Brasil e exibiu o cartaz "Dunga não pipoca chama o Gordo para a Copa". Em seguida, policiais bolivianos imobilizaram o torcedor corintiano e rasgaram o cartaz que também continha uma foto de Ronaldo.
Monte nasceu em Barcelona, mas se mudou com a família aos três anos de idade para o Brasil. O torcedor ganhou fama internacional na edição de 2005 da Copa das Confederações, na Alemanha, quando "presenteou" o atacante Robinho com uma bandeira do Corinthians durante a semifinal entre a Seleção e os anfitriões do torneio.
Ainda em 2005, Monte foi ao Japão e logo no início da partida da final do Mundial de Clubes, entre São Paulo e Liverpool, invadiu o gramado e atirou um boneco de pelúcia do personagem "Bambi" em direção ao goleiro Rogério Ceni.

domingo, 11 de outubro de 2009

Corinthians 2x1 Grêmio




Ronaldo fez um gol e deu uma assistência no triunfo por 2 a 1. Gaúchos ficam mais longe do G4

Depois da bronca de Mano Menezes durante a semana, o Corinthians voltou a apresentar bom futebol e venceu o Grêmio por 2 a 1 no Pacaembu, neste sábado. O Timão quebrou um jejum de cinco partidas sem vitória. Ronaldo foi quem comandou o triunfo do Corinthians.
Veja abaixo os gols da vitória do Timão sobre o Grêmio!
Com o resultado, o Corinthians passou o Grêmio na classificação e complicou a situação do Tricolor gaúcho que, com 41 pontos, fica mais distante do G4. O Timão chegou a 42 pontos e assumiu a sétima colocação, o Grêmio é o oitavo.
O Corinthians começou a partida disposto a mudar a imagem de um time acomodado. A equipe também queria se redimir diante de sua torcida, depois de duas derrotas seguidas no Pacaembu. E os desejos se realizaram.
Logo aos 10, Ronaldo marcou e deu tranquilidade ao Timão. O Fenômeno chutou de perna esquerda, de fora da área, a bola desviou e entrou no canto esquerdo de Marcelo Grohe, foi o centésimo gol da equipe na temporada. Quando o Corinthians era atacado, Felipe fazia grandes defesas.
Enquanto o Grêmio usava dos cruzamentos para ameaçar, o Corinthians trabalhava muito bem pelo chão. Em um contra-ataque envolvente saiu o segundo gol, aos 32. Jorge Henrique e Ronaldo tabelaram, o Fenômeno foi ao fundo e tocou para Elias que, com um carrinho, marcou.

Para o segundo tempo, Paulo Autuori promoveu a estreia do meia Renato, no lugar do zagueiro Willian Thiego. Mesmo com mais um jogador de criação no meio-de-campo, o Grêmio não conseguiu criar jogadas pelo chão. O Tricolor gaúcho continuou abusando dos chuveirinhos.
De tanto insistir, o Grêmio diminuiu através da bola aérea, aos 23. Tcheco bateu escanteio, Réver subiu no meio da zaga e marcou de cabeça. Na etapa final, o Corinthians não rendeu o mesmo que no primeiro tempo.
O Grêmio tentou pressionar, mas o Timão se defendeu bem. No fim, Defederico teve a chance de ampliar. O argentino driblou Léo, mas se precipitou e chutou por cima do gol.
As duas equipes só voltarão a campo no dia 18 de outubro. O Corinthians vai enfrentar o Sport na Ilha do Retiro, às 16h. No mesmo horário, o Grêmio recebe o Coritiba no Estádio Olímpico.


FICHA TÉCNICA:CORINTHIANS 2 X 1 GRÊMIO
Estádio: Pacaembu, São Paulo (SP)Data/hora: 10/10/2009 - 16h10 (de Brasília)Árbitro: Nielson Nogueira Dias (PE)Auxiliares: Erich Bandeira (PE) e Jossemmar Jose Moutinho (PE)Renda/público: R$ 655.243,00 / 19.410 pagantesCartões amarelos: Ronaldo, Alessandro (COR); Túlio, Herrera, Adilson (GRE)GOLS: Ronaldo, 10'/1ºT (1-0); Elias, 32'/1ºT (2-0); Réver, 23'/2ºT (2-1)


CORINTHIANS: Felipe; Alessandro, Chicão, William e Marcelo Oliveira (Balbuena, 29'/2ºT); Marcelo Mattos, Jucilei e Elias (Moradei, 46'/2ºT); Jorge Henrique, Ronaldo e Dentinho (Defederico, 29'/2ºT). Técnico: Mano Menezes


GRÊMIO: Marcelo Grohe, Leo, Thiego (Renato, intervalo), Réver e Lúcio; Túlio, Adilson (Perea, 40'/2ºT), Rochemback e Tcheco; Jonas (Herrera, 41'/1ºT) e Maxi López. Técnico: Paulo Autuori.


sábado, 10 de outubro de 2009

Carro com mais de R$ 1 milhão em multas é apreendido em Curitiba

Veículo estava estacionado em local proibido.Empresa de São Paulo é a proprietária do automóvel.
Carro com R$ 1 milhão em multas é apreendido no PR (Foto: Divulgação/TV Paranaense)
Um carro com mais de R$ 1 milhão em multas foi apreendido, nesta sexta-feira (9), em Curitiba. O carro foi levado para o pátio do Detran, após ser encontrado pela fiscalização estacionado em um local proibido.
O carro, que tem placa de São Paulo, estava parado ao lado de um estacionamento particular. Depois que a polícia consultou o veículo, verificou que a lista de infrações do veículo cometidas só no Paraná ocupa 11 páginas. No total, o valor das multas no estado é de R$ 1.053.499,00.

O valor total das multas pelas infrações cometidas em São Paulo é de R$ 27.450,00.
Todas as irregularidades foram cometidas entre setembro de 2007 e fevereiro de 2009.
“É um fato inusitado, até pelo valor do carro e das notificações que ele possui”, afirmou Lauro Junior, do Batalhão de Trânsito.
O motorista não foi localizado. O veículo pertence a uma empresa de São Paulo e a maior parte das multas é por estacionamento irregular.
Se o dono não pagar as multas, o carro vai para leilão

O FIEL

Marketing
Jornal oficial do Corinthians: "O FIEL"
Agência Corinthians
09/10/09 15h29
Divulgação

Pensando no torcedor corinthiano e também no sócio do clube, o Corinthians em parceria com a Editora Nova Forma lança no próximo dia 18 de outubro o jornal "O Fiel". Esse será mais um produto oficial do Corinthians que chega aos torcedores com o intuito de melhor informar as ações do clube, que está em contagem regressiva para disputar a Libertadores da América no ano do centenário. No projeto inicial, o jornal "O Fiel" será semanal, terá 16 páginas, seu formato será 26 x 35.5 cm, conhecido também como Germânico. O tema principal do jornal será, é claro, o futebol profissional do clube. Mas irá abordar também as outras modalidades existentes, como futebol de base, futsal, society, natação, basquete, vôlei, judô, taekwondo e outras 14 modalidades. Temas fundamentais para o leitor torcedor como: economia, cidades, internacional, política, geral e dicas culturais também estarão presentes. Os primeiros 3 exemplares serão distribuídos para os torcedores. Está chegando a hora, vem ai o jornal oficial do Corinthians, quem é corinthiano não vai perder "O Fiel".

Avião da ONU com 11 a bordo cai no Haiti; não há sobreviventes

Um avião da ONU (Organização das Nações Unidas) com 11 pessoas a bordo caiu nesta sexta-feira (9) no Haiti, perto da cidade de Fond Verrettes. Segundo a organização, ninguém sobreviveu."Confirmamos a queda de um avião de vigilância uruguaio, em que viajavam 11 pessoas", disse o porta-voz da ONU, Michele Montás, que afirmou que os ocupantes eram militares uruguaios e jordanianos.
A porta-voz contou que a aeronave, modelo Casa-212, fazia uma missão de vigilância na fronteira do Haiti com a República Dominicana quando perdeu contato com os controladores de voo da Minustah (Missão da ONU para a Estabilização do Haiti) por volta do meio-dia, quando sobrevoava a localidade de Ganthier.
Avião tinha militares jordanianos e uruguaios
O Itamaraty informou que o avião da missão da ONU (Organização das Nações Unidas) que caiu no Haiti nesta quinta-feira tinha a bordo cinco militares uruguaios e cinco jordanianos
Um segundo avião enviado pelos responsáveis da ONU em Porto Príncipe localizou os restos do aeronave uruguaia a cerca de 20 quilômetros a oeste da localidade de Fond Verrettes. "Foi enviada um equipe que está tentando chegar ao local do acidente, que é de muito difícil acesso", afirmou Montás. Michele Montás disse que o avião caiu em um terreno acidentado perto da fronteira com a República Dominicana. A equipe de resgate teve que ir a pé até o local porque não há estradas na região. "Ainda se desconhece a causa do acidente, mas já foi iniciada uma investigação", disse a Minustah em comunicado.O Brasil lidera a Missão das Nações Unidas para a Estabilização do Haiti, criada em 2004 pelo Conselho de Segurança da ONU. Pessoas de diferentes nacionalidades integram a força de paz da ONU, que atua no país desde 2004 e conta com cerca de 9.000 soldados e policiais.

quinta-feira, 8 de outubro de 2009

" Ligaram várias vezes "


Meia admite contato com seu empresário, e diz que Boca ainda não o procurou para renovar contrato

Riquelme é desejo do Corinthians para a Libertadores
Pela primeira vez, o craque do Boca Juniors (ARG) Juan Román Riquelme falou sobre o interesse do Corinthians em tê-lo para 2010, ano do centenário alvinegro.
Em entrevista ao "Diário Olé", da Argentina, o camisa 10 confirmou que chegou proposta para seu representante, e revelou que o Boca ainda não o procurou para a renovação de seu contrato, que acaba em 30 de junho do próximo ano.
- Já ligaram várias vezes para o meu representante (Daniel Bolotnikoff). Não sei se já se comunicaram com o clube também, mas estou bem aqui. Tenho um ano muito importante daqui para frente e quero terminar da melhor maneira. Quero ver se tenho sorte de ser campeão outra vez e a partir do dia 30 de junho vou ver o que tenho de fazer - afirmou o meia.
O Corinthians mantém o sonho pela chegada de Riquelme na Libertadores de 2010. Sua contratação seria viabilizada pela DIS (braço esportivo do Grupo Sonda), que vem sendo responsável pelos contatos com o jogador e seu empresário. A esperança é que se o Boca não conquistar o Torneio Apertura, e consequentemente não conseguir vaga para a Libertadores, as chances de o craque aceitar o desafio aumentam.
Publicamente, o Boca admite o interesse em renovar o contrato de Riquelme. No entanto, segundo o próprio camisa 10, o clube não abriu as negociações.
- Ainda não falamos nada. Mas não tenho muita vontade de falar sobre esse assunto. Comprometi-me com o presidente e com os torcedores a jogar da melhor maneira. Depois do dia 30 de junho, o clube vai definir - disse.

Ronaldo em programa no SBT vaza na internet


Silvio Santos manisfestou desejo de patrocinar o Timão

Ronaldo ao lado de Silvio Santos no SBT (Crédito: Divulgação)
LANCEPRESS!
Um vídeo com a participação de Ronaldo no "Programa Silvio Santos", do SBT, vazou nesta quinta-feira na internet.
Em um tom de muita descontração, Silvio Santos fez muitas brincadeiras com um Ronaldo tímido. O apresentador chegou até a dar uns "tapinhas" na lombar do atacante.
Silvio Santos perguntou se Ronaldo faz regime, falou sobre a Copa do Mundo e, de maneira descontraída, até manisfestou uma vontade patrocinar o Corinthians no ano de seu centenário.
A Batavo, atual patrocinadora principal do clube tem contrato com o Corinhtians até janeiro de 2010 e prioridade para renovação. Segundo sua assessoria de imprensa, a empresa ainda está estudando a renovação.

Fluminense 1x1 Corinthians




Com igualdade por 1 a 1, Timão distancia-se da briga por título e cariocas seguem na lanterna

Fluminense e Corinthians proporcionaram um jogo fraco tecnicamente (Crédito: Paulo Sérgio)


Em uma partida fraca tecnicamente e marcada por muitos erros de passe, Fluminense e Corinthians não passaram do 1 a 1 no Maracanã e complicaram ainda mais suas já difíceis missões no Campeonato Brasileiro. O Tricolor continua na lanterna da competição e bem distante de escapar do rebaixamento, já o Timão, que ambiciona conquistar o título, ficou cada vez mais distante de tal objetivo.


PRIMEIRO TEMPO
O Fluminense começou o jogo de forma eletrizante. Logo aos três minutos, o menino Alan, que havia sofrido uma grave pancada na cabeça contra o Flamengo, aproveitou um rebote da zaga corintiana e escorou para o fundo da rede fazendo o 1 a 0 para o time tricolor.
O gol empolgou a equipe de Cuca, que passou a pressionar ainda mais o Corinthians. Conca, de falta, quase ampliou o placar ao chutar na trave do goleiro Felipe.



TORCIDA PROTESTA NO MARACANÃ
Aos poucos, porém, o Timão passou a acordar na partida, motivado pela disposição de Jorge Henrique, o melhor em campo pelo lado dos paulistas. Não por coincidência, foi através de uma jogada dele que o Corinthians chegou ao empate. Numa verdadeira linha-de-passe, o atacante ajeitou com o peito para Dentinho escorar de cabeça. No lance, Mariano e Gum se comportaram de forma bisonha.
Com o 1 a 1, a situação do jogo se inverteu, e o Corinthians passou a dominar a partida, aproveitando-se, principalmente, da desorganização da defesa tricolor. Entretanto, o Timão não conseguiu ser eficiente a ponto da sair do primeiro tempo com a vitória no placar.



SEGUNDO TEMPO
A segunda etapa foi marcada pelas poucas emoções. Enquanto o Corinthians parecia estar satisfeito com o empate, o Fluminense, sem criatividade, não esboçava nenhuma reação de que iria chegar ao segundo gol.
Cuca apostou na entrada de Tartá, para dar mais velocidade, e Equi González, para dar um pouco mais de qualidade na criação, mas as entradas não causaram muita diferença. O time chegava de forma esporádica e só foi criar sua primeira grande chance de gol ao 30 minutos do segundo tempo, numa cabeçada de Luiz Alberto que Felipe fez boa defesa.
Já o Corinthians tocava bastante a bola e tentava encaixar um contra-ataque explorando a velocidade de Jorge Henrique. Defederico, apagado, de lugar a Souza, mas mesmo assim o Timão não foi efetivo no ataque.
Errando muitos passes, as equipes acabaram levando o resultado de empate até o fim, para insatisfação geral no Maracanã.


FICHA TÉCNICA:FLUMINENSE 1 X 1 CORINTHIANS


Estádio: Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)Data/hora: 07/10/2009 - 21h50 (de Brasília)Á

rbitro: Wilton Pereira Sampaio (DF)Auxiliares: Ênio Ferreira de Carvalho (DF) e Marrubson Mello Freitas (DF)

Renda/público: R$ 85.588,00 / 8.775 pagantes

Cartões amarelos: Diguinho e Mariano (FLU); Balbuena, Dentinho, Marcelo Mattos, Souza e Paulo André (COR)

Cartões vermelhos: Não houve.

Gols: Alan, 3'/1ºT (1-0); Dentinho, 23'/1ºT (1-1)


FLUMINENSE: Rafael, Mariano, Gum, Luiz Alberto e Dieguinho (Roni, 31'/2ºT); Diogo, Diguinho, Conca, Fábio Neves (Equi González, 18'/2ºT); Alan e Adeílson (Tartá, 32'/1ºT). Técnico: Cuca.
CORINTHIANS: Felipe, Alessandro, Paulo André, William e Balbuena; Marcelo Mattos (Edu, 28'/2ºT), Elias, Jucilei e Defederico (Souza, 19'/2ºT); Jorge Henrique e Dentinho (Edno, 34'/2ºT). Técnico: Mano Menezes


terça-feira, 6 de outubro de 2009

Samba nas Coxas




Grupo paulista formado em 1994, resultado de rodas de samba tocadas entre amigos e regadas a muita diversão e boa música. Estas rodas de samba eram realizadas nos intervalos das aulas na universidade em que estudavam. Como os encontros tornaram-se cada vez mais frequentes, resolveram então formar um conjunto batizado por eles de "Samba nas Coxas" - um grupo que tocava sem nenhuma pretensão, somente por diversão.Com o passar do tempo, formaram um público fiel, que passou a acompanhar o "Samba nas Coxas" em todas as apresentações do grupo pelos bares e casa noturnas da região. O que era só por diversão, se tornou profissional e o grupo passou a contratar músicos renomados para integrar o conjunto e se apresentar por todo o Brasil. O Samba nas Coxas gravou dois CD - Sabor do Pecado e Esquece e Vem, quase que automaticamente as rádios populares passaram a executar com uma enorme frequência as faixas "Procura-se um Amor" e "Só dá eu e você", levando o grupo a se apresentar em programas de TV como Raul Gil e Hebe Camargo, chegando ao feito de estampar uma das capas da conceituada revista Veja. Apesar de estar no auge de carreira, o Samba nas Coxas decide acabar com as atividades do grupo, retornando somente no ano de 2004 com uma proposta totalmente diferente.Recomeço é o novo trabalho do samba nas Coxas, que atualmente é formado por Tchelo, David, Jairzinho e Anderson. O CD primeiro selo paulista Rio 8 fonográfico vem recheado de hits, onde podemos destacar as faixas gravadas ao vivo: Sem Querer, Piscar de Olhos. Já o sucesso em várias rádios do Brasil, "Todo errado" e a regravação do já considerado clássico "Só dá eu e você", que também ganhou uma versão do estúdio.Samba nas Coxas, uma ótima pedida para a alegria das rodas de samba.

Sonho de amor - Nosso Sentimento ao vivo 2007



Composição: Ana Karla


Você tá me tirando o sonoTá confundido o meu sentimentoEu tô entrando nesse jogoTô querendo até largar meu casamento
Meu Deus não sei o que fazerJá pedi até conselho aos meus amigosMas ninguém sabe o que dizerMas eu já decidi, larguei tudo pra ficar contigoQuem me traz tanta felicidade, meu xodó, minha cara metadeE um sonho tão lindo de amorVou viver com você
Eu vou me declarar com a voz do coraçãoOlhar você nos olhos segurando a sua mãoAjoelhar e dizer, meu grande amor é vocêDepois te dar uma caixinha com um anel,feito dasEstrelas que roubei do céuAjoelhar e dizer, meu grande amor é você (2x)
Tá me tirando o sonoTá confundido o meu sentimentoEu tô entrando nesse jogoTô querendo até largar...
Meu deus não sei o que fazerJá pedi até conselho aos meus amigosMas ninguém sabe o que dizerMas eu já decidi, larguei tudo pra ficar contigoQuem me traz tanta felicidade, meu xodó, minha cara metadeE um sonho tão lindo de amorVou viver com você
Eu vou me declarar com a voz do coraçãoOlhar você nos olhos segurando a sua mãoAjoelhar e dizer, meu grande amor é vocêDepois te dar uma caixinha com um anelFeito das estrelas que eu roubei do céuAjoelhar e dizer, meu grande amor é você

sábado, 3 de outubro de 2009

Corinthians 1x3 Atlético PR


Atlético-PR vence o Timão no Pacaembu
Com vitória por 3 a 1, Furacão foge da zona de rebaixamento. Corinthians não vence há quatro jogos

Ronaldo não conseguiu levar o Corinthians à vitória, no Pacaembu (Crédito: Tom Dib)
Bruno Quaresma
A cada jogo que passa, o sonho do torcedor corintiano em conquistar a Tríplice Coroa fica mais distante. Neste sábado, o Corinthians perdeu para o Atlético-PR por 3 a 1, no Pacaembu. Como no primeiro turno, Paulo Baier brilhou na vitória do Furacão sobre o Timão.
O Corinthians não vence há quatro jogos, está doze pontos atrás do líder e pode perder a nona colocação com o decorrer da rodada. Já o Atlético-PR vai se afastando do fantasma do rebaixamento. O Furacão tem 34 pontos e ocupa a 14º posição.



Jogando em casa, o Corinthians foi a equipe que teve mais posse de bola na primeira etapa, mas esbarrava na boa marcação feita pelo Atlético-PR. O técnico do Furacão, Antônio Lopes, optou por fazer marcação individual. Valência colou no estreante Edno, e o zagueiro Manoel não desgrudou de Ronaldo, que teve uma atuação longe de ser fenomenal.
O Corinthians teve tanta dificuldade para criar chances de gol, que a primeira finalização só foi acontecer aos 30 minutos. O Atlético tentava explorar os contra-ataques, mas os atacantes do Furacão não receberam nenhuma bola para dar trabalho a Felipe.
As equipes só acordaram no segundo tempo. Galatto e Felipe foram obrigados a fazer boas defesas logo de cara. Porém, aos 6, Paulo Baier foi fatal. Wallyson chegou ao fundo e rolou para o camisa 10 que, livre de marcação, mandou a bola para as redes.
O Corinthians se lançou ao ataque, mas faltou criação no meio-de-campo. Edno, esperança da Fiel, quase não tocou na bola. O Atlético-PR continuou explorando os contra-ataques e foi assim que o Furacão chegou ao seu segundo gol.
Pela esquerda, Marcinho e Paulo André deram espaço. Paulo Baier lançou Wallyson, que invadiu a área e bateu cruzado. 2 a 0 para o Furacão no Pacaembu, aos 22.
Depois do gol, Mano Menezes tornou a sua equipe mais ofensiva, colocando Jucilei e Souza. O Corinthians foi para cima e conseguiu diminuir. Jucilei marcou de cabeça aos 38, após cobrança de falta. O Timão pressionou, mas não o suficiente para empatar.
No fim, o Atlético-PR deu o golpe de misericórdia. Wesley chutou fraco de fora da área, mas Felipe falhou e a bola entrou lentamente na meta.
As duas equipes voltam a campo na próxima quarta-feira. O Atlético-PR recebe o Grêmio na Arena da Baixada, às 21h. Já o Corinthians enfrenta o Fluminense, ás 21h50, no Maracanã.

FICHA TÉCNICA:CORINTHIANS 1X 3 ATLÉTICO-PR

Estádio: Pacaembu, São Paulo (SP)Data/hora: 03/10/2009 - 18h30 (de Brasília)Árbitro: André Luiz de Freitas (GO)Auxiliares: Fabrício Vilarinho da Silva (GO) e Jesmar Benedito Miranda (GO)Renda/público: R$ 918.926,00 / 26.842 pagantesCartões amarelos: Alessandro (COR); Márcio Azevedo, Manoel, Nei, Alex Sandro (APR)GOLS: Paulo Baier, 6'/2ºT (0-1); Wallyson, 22'/2ºT (0-2); Jucilei, 38'/2ºT (1-2); Wesley, 47'/2ºT (1-3)

CORINTHIANS: Felipe; Alessandro, Paulo André, Renato e Marcinho (Souza, 35'/2ºT); Marcelo Mattos (Jucilei, 33'/2ºT), Elias e Edno (Defederico, 23'/2ºT); Jorge Henrique, Ronaldo e Dentinho. Técnico: Mano Menezes

ATLÉTICO-PR: Galatto; Nei, Manoel, Rhodolfo (Chico, 23'/2ºT) e Márcio Azevedo (Alex Sandro, 14'/2ºT); Rafael Miranda, Valencia, Paulo Baier e Marcinho (Netinho, 32'/2ºT); Wesley e Wallyson. Técnico: Antônio Lopes

sexta-feira, 2 de outubro de 2009

Fiat 500 chega para tentar ser o "cult" mais "vintage e contemporâneo"













DEshow('180x150',5,8);
02/10/2009 - 15h36
Fiat 500 chega para tentar ser o 'cult' mais 'vintage e contemporâneo'
CLAUDIO DE SOUZAEnviado especial ao Rio de Janeiro*
A Fiat apresentou nesta quinta-feira (10), no Rio de Janeiro, o 500, ou Cinquecento (em italiano, pronuncia-se "tchinquechento"), a versão atualizada do minicarro de 1957 que foi lançada na Europa pela marca italiana em julho de 2007, exatos 50 anos após a primeira encarnação do modelo. E o carrinho da Fiat é um sucesso: nesses dois anos ele ganhou um punhado de prêmios da crítica automotiva europeia e superou amplamente sua expectativa inicial de vendas: foram cerca de 400 mil unidades (contra 160 mil).Ele chega ao Brasil importado da Polônia (onde a Fiat tem uma fábrica) para aproveitar o hype dos chamados "carros de imagem" -- aqueles modelos para quem quer parecer (e aparecer) diferente e descoladinho. Fazem parte desse nicho, que na apresentação do 500 à imprensa a Fiat teve a ousadia de descrever como "luxo cult", os retrôs Mini Cooper, Volkswagen New Beetle e Chrysler PT Cruiser, além do minicarro smart fortwo. Todos custam de R$ 55 mil para cima.

Olha que coisa mais vintage: Fiat 500 renovado chega ao Brasil para ser cultNote-se que, em sua origem, o 500 era um carro barato, pensado para solucionar o problema da mobilidade numa Itália que, derrotada, sofrera demais com a Segunda Guerra. É certo que ao longo dos anos o Cinquecento evoluiu (em 1960 ganhou uma versão perua, e em 1968 uma de "luxo"), mas nunca deixou de ser um carro popular até sua morte, em 1975. Agora ressurge como item de culto, uma mistura de "vintage e contemporâneo", outra vez na descrição da Fiat. E isso tem seu preço.O 500 já está à venda em duas versões, ambas com opção de câmbio manual de seis marchas ou automatizado Dualogic, de cinco. O motor é sempre um 1,4 litro a gasolina, 16 válvulas, de 100 cavalos de potência (a 6.000 giros) e 13,4 kgfm de torque (a 4.250 giros). Seguem (alguns) conteúdos e os valores:
500 Sport: R$ 62.870
500 Sport Dualogic: R$ 66.930.
500 Lounge: R$ 64.900.
500 Lounge Dualogic: R$ 68.970O pacote de equipamentos do 500 é bem completo. Na versão Sport, traz, entre outros itens, sete airbags, ar-condicionado, sistema interativo Blue&Me, computador de bordo, controle de estabilidade, hill holder (frenagem de auxílio em aclives), freios a disco nas quatro rodas com ABS (antitravamento) e EBD (distribuição de frenagem), volante em couro com comandos integrados, direção elétrica e rodas de liga leve aro 15.
Lista completa de equipamentos do Fiat 500
A versão Lounge tem de série ar digital, teto fixo em vidro e -- item importante nesse carro -- regulagem de altura do banco do motorista. Nas variações Dualogic, mudam apenas a transmissão e o volante, que passa a ter borboletas para trocas sequenciais (que também podem ser feitas na alavanca).

Visto por trás, o Fiat 500 lembra um pouco o Ford Ka da geração anteriorEntre os opcionais para as duas versões, estão teto solar elétrico, rodas de liga aro 16 e bancos em couro. O 500 está disponível numa gama de cores interessante, batizada com nomes engraçadinhos em italiano. Resumindo, a versão Sport tem branco perolizado, preto, amarelo e vermelho; a Lounge tem essas opções, mais branco (sólido), cinza e um belíssimo azul escuro metálico.POR FORA E POR DENTROSe o antigo 500 era um triunfo da função sobre a forma, com dimensões, mecânica e detalhes de acabamento reduzidos ao mínimo para obter um máximo de economia e racionalidade, o atual é um exercício de estilo contemporâneo que brinca com a referência do passado.

MAIS IMAGENS DO 500
De certa forma, o carro de 1957 está contido no atual: a dianteira deste, por exemplo, é praticamente igual à antiga, repetindo os faróis redondos e os frisos ao lado do distintivo da marca. A grade para entrada de ar no carro novo é discretíssima, no para-choques -- um sinal de respeito ao carro do século passado, que tinha motor traseiro e, portanto, dispensava a grade frontal.Já a silhueta -- de apenas 3,54 metros de comprimento -- foi redesenhada para que o carro crescesse, ampliando o espaço interno e garantindo mais segurança aos ocupantes. Mas o formato de sino ainda é o mesmo do histórico carrinho. Também foi melhorada a aerodinâmica. Já a linha de cintura foi elevada, num toque para garantir a esportividade que quase todos os "carros de imagem" querem ter.O interior do 500 traduz bem a mistura do novo e do velho (ambos pretensamente charmosos) citada pela Fiat na apresentação do carro. O volante é multifuncional e os instrumentos unem mostradores analógicos e digitais. Uma seção de metal na cor da carroceria divide transversalmente o painel frontal, abrigando comandos por botões que parecem saídos de um túnel do tempo -- a referência mais imediata para o consumidor brasileiro é o Fusca do começo dos anos 1970.

Um Fiat 500 de hoje e um do passado: atualização das formas foi muito respeitosa
Mas é de propósito: logo abaixo estão seletores no padrão atual da Fiat (na versão Sport; na Lounge, são bem mais sutis e interessantes), e logo acima um sistema de som digital e com interatividade (inclusive comando por voz) que é dos melhores já testados por UOL Carros.
DE ONDE VEM, PARA ONDE VAI

O Fiat 500 vendido no Brasil é fabricado na unidade da marca italiana na cidade de Tychy, na Polônia. No entanto, a incorporação da norte-americana Chrysler pela Fiat pode levar sua produção à cidade mexicana de Toluca. Se viesse de lá, o 500 não pagaria taxa de importação para entrar no Brasil. Perguntados sobre essa possibilidade, os executivos da Fiat brasileira desconversaram. Também não quiseram responder, quando questionados por UOL Carros, se o carrinho será vendido nos Estados Unidos como modelo Chrysler ou Fiat. "Quem sabe não será nem um nem outro, quem sabe será como Cinquecento", despistou o presidente da empresa, Cledorvino Bellini (Na foto, o chefão da Chrysler, Jim Press, desembarca de um 500 no Salão de Nova York, em abril último). Ainda de acordo com os executivos da Fiat, o carro a ser vendido no Brasil "é esse que está aqui". Ou seja, pelo menos por ora está descartada motorização bicombustível para o modelo. Também fica no limbo a vinda da versão Abarth, com motor turbo. A expectativa de vendas do Fiat 500 é de até 300 unidades por mês, e o primeiro lote do modelo, que já está em 150 das concessionárias da marca, conta com cerca de 500 carros. (Claudio de Souza, enviado especial ao Rio)ESPAÇO? NÃO TEMAssim como no smart fortwo e no Mini Cooper, o espaço interno é uma questão relevante no Fiat 500. Por alguma razão, um executivo da Fiat disse, na apresentação à imprensa, que o carrinho abriga quatro pessoas de 1,85 de altura. No entanto, o entre-eixos de apenas 2,3 metros aproxima e eleva os assentos dianteiros e traseiro, apesar de as rodas ficarem nas extremidades da carroceria. Isso tem um efeito imediato no interior do 500.No test-drive, este repórter, com 1,71 metro, sentou-se atrás do banco do passageiro, que em seguida foi ocupado por um colega de 1,76 metro. Coubemos no 500, mas com aperto -- ou, no melhor arranjo possível dos bancos, com uma ligeira sensação de claustrofobia. Uma viagem longa seria intolerável. E as cabeças de ambos quase tocavam o teto -- na frente, com 9 cm a menos do que disse a Fiat; atrás, com 14 cm a menos.Não que isso seja um problema: quem é "cult" não leva filho nem carona no carro (ou pelo menos não nesse carro). No fundo, nos dias atuais, e principalmente no Brasil atual, o Fiat 500 vai servir como ícone do transporte urbano radicalmente individual. É algo em perfeita harmonia com a ideologia do "eu sou diferente" (e, portanto, "eu não me misturo").PRIMEIRAS IMPRESSÕESUOL Carros experimentou o 500 ao volante e como passageiro, num test-drive bastante curto e conservador, entre o Morro da Urca e o Aeroporto Santos Dumont, no Rio. O exemplar era um 500 Sport Dualogic. Já havíamos experimentado uma unidade manual -- cujo câmbio de seis marchas mereceu nosso aplauso -- durante o Quatro Rodas Experience, no Autódromo de Interlagos; daí a opção por testar, agora, o carro dotado de transmissão automatizada.Apesar do espaço interno limitado, o Fiat 500 "veste" bem o motorista. O volante tem boa empunhadura, os comandos são posicionados adequadamente e a alavanca do câmbio fica numa inusual posição elevada -- uma solução para amenizar o aperto que acaba dando mais charme ao carrinho. O ponto negativo da cabine é o painel de instrumentos. Houve quem achasse graça na verdadeira bagunça de mostradores analógicos e digitais alocados um dentro do outro. Mas a confusão é inevitável na hora da leitura dos dados.A experiência de conduzir o 500 faz jus à carinha simpática do carro. O motor 1.4 é perfeitamente suficiente para garantir diversão, com acelerações e retomadas interessantes e uma sensação de "nervosismo" no trânsito urbano do Rio -- que não estava carregado, mas sempre é desafiador -- ampliada pela direção elétrica, que nos pareceu bem direta em velocidades mais elevadas.Dá até para usar com o 500 a mesma afirmação que se fazia sobre o Ford Ka da geração anterior: é (quase) como guiar um kart. Aliás, de todos os carros que já experimentamos, um dos mais parecidos com o Fiat 500 é justamente o antigo Ka com motor 1.6, versão meio esquecida na atual geração do modelo.Isso, apesar do câmbio Dualogic. Não é porque foi aperfeiçoado para a linha 2010 da Fiat, e muito menos por estar instalado num carro feito na Europa, que ele ficou bom. No modo automático, os trancos a cada mudança de marcha continuam fortes, e a seleção delas em situações de estresse tem qualidade discutível. Dá até para apostar: se numa determinada ocasião você gostaria de reduzir de quinta para terceira, pode estar certo de que vai entrar a segunda...
TODOS OS DADOS DO CINQUECENTO

Motor de 1,4 litros do 500 desenvolve 100 cavalos, segundo a Fiat, embora 100 hp equivalham a 101 cv; torque é de 13,4 kgfm
Por isso, trocar as marchas no modo sequencial, na alavanca ou nas borboletas atrás do volante, torna o sistema mais amigável e aumenta o prazer de conduzir o 500. Mas o carro com câmbio manual é mais interessante.A Fiat fez o que estava a seu alcance na "tropicalização" da suspensão do 500, dando a molas e amortecedores mais elasticidade e curso para enfrentarem os pisos brasileiros, piores que os europeus. De fato, o sistema não é duro, mas não dá para fazer milagres num carro tão curto. Os ocupantes são bem tratados na medida do possível, mas as irregularidades da pista podem incomodar, especialmente em viagens mais longas. Quanto ao consumo, a Fiat promete 13 km/l de gasolina na cidade, e (improváveis) 17 km/l na estrada. Marcas respeitáveis, sem dúvida.A conclusão após a experiência de guiar o 500 é meio óbvia: o modelo da Fiat custa quase o mesmo que um smart, mas é mais carro (em todos os sentidos) que o pequetico dois-lugares da Daimler. É pelo menos R$ 20 mil mais barato que o Mini Cooper, e é "tão carro" quanto o redivivo da BMW -- e até entrega mais conteúdo. A comparação com o New Beetle, então, não precisa nem começar, porque o fator novidade é importante para um carro de imagem.Então, caro leitor, caso você se considere um adepto do "luxo cult" e queira dar um toque "vintage e contemporâneo" à sua garagem, já sabe que uma paradinha na concessionária Fiat mais próxima tornou-se obrigatória.* O jornalista viajou a convite da Fiat do Brasil



Rio de Janeiro será a sede dos Jogos de 2016


Rio de Janeiro será a sede dos Jogos de 2016
Cidade maravilhosa desbanca Madri na votação final

Torcida comemora escolha na Praia de Copacabana (foto: Reuters)
LANCEPRESS!
A cidade do Rio de Janeiro foi escolhida nesta sexta-feira pelo Comitê Olímpico Internacional (COI) como a sede dos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos de 2016. A candidatura carioca derrotou a de Madri por 66 a 32 na rodada final de votação. As outras duas postulantes, Chicago (EUA) e Tóquio (JAP) foram eliminadas anteriormente. Esta será a primeira edição de Jogos Olímpicos a serem realizados na América do Sul.
O presidente da república Luiz Inácio Lula da Silva, que participou da cerimônia em Copenhague, na Dinamarca, mostrou toda a sua satisfação após a escolha da cidade carioca como a sede da Olimpíada de 2016:
- Se eu morresse agora, morreria feliz.
Para as autoridades brasileiras, a realização do Pan foi o fator determinante para a realização dos Jogos Olímpicos de 2016. A Organização Desportiva Pan-americana (Odepa) classificou o Pan do Rio como o melhor da história. Muitas das estruturas do evento serão reaproveitadas em 2016.
A rainha Sofía, da Espanha, parabenizou o Rio de Janeiro pela vitória em uma declaração à rede Televisión Española:
- É preciso dar parabéns ao Rio, e também os parabéns ao trabalho dos espanhóis, que foi excepcional - disse a monarca.
Para a realização dos Jogos de 2016, o Rio utilizará pontos turísticos como instalações olímpicas, como a Praia de Copacabana e o Sambódromo.